COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

domingo, 22 de janeiro de 2017

AMOR INIGUALÁVEL

Estando as nuvens cheias, derramam a chuva sobre a terra, e caindo a árvore para o sul, ou para o norte, no lugar em que a árvore cair ali ficará”. (Eclesiastes 11.3).
Quando percebemos densas nuvens no céu podemos aguardar a chuva. Ela deverá cair e não é só isso, ela cai e é vital para a vida. Ela distribui a vida por onde chega proporcionando alegria em tudo que toca. A não ser uma tempestade que causa destruições. E como isto nos assusta!
 Entretanto, se uma árvore cai e não for retirada por alguém, ela ficará no mesmo lugar e não terá nenhum valor. Assim, no nosso viver precisamos, como a água, ir alegrando os lugares por onde passamos. Precisamos regar as vidas que estão próximas a nós. Precisamos dar a mão ao que sofre. Pão ao que tem fome. Água ao que tem sede. Amor aos que seguem aflitos e desamparados. Precisamos, como a água, ajudar aos que nos rodeiam. Se alguém cair vamos mostrar que o amor de Jesus levanta e transforma pois ‘Quando as nuvens estão cheias, derramam aguaceiro sobre a terra; e se cai uma árvore para o sul ou para o norte, no lugar em que ela cair, ficará’. É preciso que sejamos como a chuva que anima e refresca tudo ao seu redor produzindo alegria de viver. Temos tudo para fazer isto, pois Jesus quando transformou nosso viver. Ele deu-nos em abundância a água viva. Portanto, é preciso que saiamos e compartilhemos desta água que dá nova vida ao que tem sede de salvação. É nossa responsabilidade distribuirmos desta água viva.
E você, conhece esta água viva? Se ainda não, este é o momento para deixar que ela inunde seu ser para sentir que jamais você terá sede de paz, sede de alegria, sede de justiça, pois Deus, em sua infinita misericórdia está pronto para dar-lhe o perdão e vida eterna. 
Jesus ama você!

Léo Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário