COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

LUZ

"Verdadeiramente suave é a luz, e agradável aos olhos é ver o sol." (Eclesiastes 11:7).

Estamos vivendo a primavera. Ela é uma estação das mais lindas que existem na terra. É reconhecida como tempo de alegria, festa, amor; e o pôr-do-sol que dela emana tem um colorido inigualável. Além de tudo ela é perfumada! O texto inicial mostra da alegria do sábio ao falar sobre a suavidade da luz e quanto é agradável ver a luz do sol.

O pôr-do-sol na primavera é mais brilhante e mostra a alegria que outros dias não têm. A luz do sol é reluzente, mas diante da glória de Deus ele torna-se opaco.

Desde que Jesus disse: "Eu sou a luz do mundo" estamos desfrutando do privilégio de sermos iluminados pela luz do amor de Deus. Este amor refletido em Jesus através da sua vida, seu trabalho, sua morte e ressurreição. É este amor que nos proporciona a salvação que nos é oferecida gratuitamente. Jesus, sendo a luz do mundo, não a nega a ninguém. Ele deseja que não mais vivamos em trevas (interior), mas que tenhamos a luz da vida. Essa luz pode ser sua também. Luz de amor!

Não sei se você já desfruta deste amor com consciência. Se já desfruta desta paz que inunda o ser mostrando a luz de Jesus. Procure louvar e adorar cada vez mais ao nosso Deus.

Se você ainda não desfruta desta luz, eis a oportunidade: entregue sua vida nas mãos do Senhor Jesus para que a suave luz de Jesus muito além da luz da primavera, e assim o perfume do amor de Deus vai inundar a sua vida! Deus quer dar-lhe a salvação. Só é necessário crer em Jesus como a luz de Deus! Viva com a luz do amor imensurável de Deus em seu Filho.
Léo Lima

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

EXEMPLO

"Ninguem deve ficar orgulhoso com o que as pessoas fazem. Pois todas as coisas pertencem a vocês... e vocês pertencem a Cristo, e Cristo pertence a Deus. (I Coríntios 3.21,23 - Bíblia na Linguagem de Hoje).

Um dos erros que cometemos é a necessidade de espelhar-nos em alguém. É complicado, mas pode ser bom quando o exemplo é bom. Muitas vezes, até inconscientemente, buscamos uma pessoa que admiramos e será como exemplo, até um personagem de uma novela de televisão, e outros tantos. Mas sabemos que todos somos falíveis e sujeitos a provocar uma decepção em alguém, ou mesmo a sermos decepcionados. Diz o texto:  "Ninguém deve ficar orgulhoso com o que as pessoas fazem."

A vida de cada dia pode provocar reações nas pessoas e podemos nos deparar com aquelas que amamos, e nos surpreender grandemente com suas atitudes.  Por mais que queiramos dar-lhes louros de vitória, existe o perigo que a Bíblia narra em I Coríntios 10.12: "Assim, aquele que pensa que está de pé é melhor ter cuidado para não cair." Somos surprendidos por nossas  próprias  reações às vezes não nos reconhecemos como aquela pessoa  que agiu daquela forma. Como isto é ruim! Precisamos viver de vitória em vitória. De desafio em desafio. De dificuldade em dificuldade, e isto é uma prova de que não se deve estar orgulhoso diante de certas realizações. Alegrar-nos sim. Podemos nos alegrar com o que fazemos, alegria que reflita gratidão a Deus por nos dar condições de fazermos esta ou aquela atividade.

Diante da grandeza de Deus podemos ver o quão pequenos somos. Somos pequenos diante da vida, do presente, e até do futuro, só temos o presente o futuro aguardamos viver. Está a nossa disposição. Todavia se faz necessário estarmos certos de que somos falíveis, portanto, sujeitos a errar. A nossa vida pode ser cheia de vitórias, melhor será se estivermos fazendo a vontade de Deus. É se vivermos o amor de uns para com os outros que redundará em harmonia e paz para com todos.

Você já pertence a Cristo? Entregue sua vida nas mãos do Senhor Jesus e poderá ver a diferença que será. Para seu exemplo olhe somente para Jesus autor e consumador da fé.
Léo Lima

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

CRESCIMENTO

"Eu plantei, Apolo regou; mas Deus deu o crescimento." (I Coríntios 3.6).

Estamos acostumados a cada dia termos a vida com muitas atividades. Precisamos realizá-las rapidamente pois o tempo passa rápido. As nossas atribuições são tantas que se não as realizarmos a tempo e a hora tudo irá de mal a pior. De fato, precisamos arregaçar as mangas e começar diariamente e, no tempo certo, fazer cada coisa. Pensamos que tudo depende de nós e nossa força. Mas há tempo de plantar, de colher, de sorrir, etc., e se a cada momento fizermos tudo que chegar às nossas mãos e conforme as nossas forças, estaremos contribuindo para que o Senhor veja que as coisas caminham muito bem.

Nós temos um limite para as nossas ações, pois plantamos, regamos, mas não somos nós que damos o crescimento, ele é de Deus. Portanto, se o crescimento é de Deus, logo os frutos e o resultado final dependem de Deus.

Assim é a vida espiritual. Temos a grande responsabilidade de prepararmos o terreno do nosso coração, plantamos a Palavra de Deus, regamos com orações e ao tempo de Deus teremos o crescimento para Ele. O desenvolvimento pessoal será resultado do relaciocionamento diário com Deus. Se a cada dia fizermos tudo que precisamos, sem deixarmos de ter o nosso momento com Deus, Ele fará com que cresçamos para Ele e nos firmemos Nele.

"Eu plantei, Apolo regou; mas Deus deu o crescimento." Para o apóstolo Paulo o ministério é isso. Portanto, se Deus não der o crescimento pouco valerá o nosso esforço diário. O crescimento é Dele. Da mesma forma a nossa vida pessoal é fazer e ter como prioridade no nosso dia, um momento de perfeita comunhão com Ele.

Deus quer que você também usufrua desta alegria: de plantar, de regar e Ele vai dar o crescimento espiritual que você deseja. Uma vida de paz e amor junto ao Pai. Deixe Jesus reinar agora mesmo em seu ser que Ele vai fazer de você a pessoa mais feliz!
Léo Lima

terça-feira, 27 de setembro de 2011

ORVALHO

"Goteje a minha doutrina como a chuva, distile o meu dito como o orvalho,como chuvisco sobre a erva e como gotas dagua sobre a relva. Porque apregoarei o nome do Senhor: dai grandeza a nosso Deus." (Deuteronômio 32.2,3).

Muitas pessoas amam contemplar, num dia chuvoso, a chuva miúda, chuviscos que regam a terra, a relva toda reverdecida destilando aroma refrescante, irradiando a esperança do verde, mostrando aos olhos mais indiferentes a alegria pela abençoada chuva que cai.

No texto, encontramos Moisés elevando ao Senhor um maravilhoso cântico. Ele fazia comparação entre fatos naturais com a Palavra do Senhor. O povo havia recebido do Senhor o livro da Lei e no cântico Moisés sugere que, como goteja a chuva sobre a relva, assim a Palavra de Deus precisa molhar todas as vidas para produzirem frutos agradáveis ao Senhor.

A doutrina do Senhor tanto quanto a chuva que sobre a terra produz a erva, deve penetrar nossos corações provocando uma reação de vivo louvor ao nosso Deus. Como o orvalho cai na terra alegrando-a, assim, a palavra que vem do Senhor deve entrar profundamente em nosso interior dominando-o de tal maneira que exalemos o cheiro suave de Jesus.

Que mostremos alegria em viver com o Senhor a cada momento. Que glorifiquemos com nossas almas ao Rei dos reis e Senhor dos senhores.

Filho do altíssimo, busque a cada passo sentir que desce dos céus festivamente o orvalho do Senhor, e medite nas Suas palavras de dia e de noite. Você consegue sentir o orvalho da Palavra de Deus a penetrar em sua alma? Deus deseja que sua vida goteje o orvalho dos céus. Deixe nascer em seu coração agora mesmo a fé em Jesus Cristo como o verde que revigora após o orvalho na terra.
Léo Lima

domingo, 25 de setembro de 2011

FALAI

"De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus. Mas digo: Porventura não ouviram? Sim, por certo, pois por toda a terra saiu a voz deles, e as suas palavras até aos confins do mundo." (Romanos 10.17,18).

A oportunidade é para todos. É essa a afirmação do Senhor através do apóstolo Paulo. Entretanto, existe algo que o Senhor não pode interferir que é a liberdade do homem em fazer a sua opção de vida. O livre arbítrio.

Quando Jesus voltava para o céu ele deixou uma ordem aos seus discípulos e a todos os que viessem a crer na salvação por ele: "Portanto, ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado." (Mateus 28.19,20). Esta é a ordem de Jesus. Ele disse que os salvos deviam sair para anunciar a salvação por todos os lugares, a todas as nações dando-lhes oportunidades iguais para que no dia do Senhor ninguém pudesse dizer: não me falaram de Cristo.

O que, infelizmente, estamos presenciando é o domínio da opressão e do ter e não SER. É o reinado daqueles que somente usam as pessoas para manipular em benefício próprio. A maioria aterradora que está sendo oprimida ainda busca, em ritos pagãos, um alívio para suas almas que na escuridão continuam vagando sem Deus e sem salvação.

Não nos importa o que o homem busca para enganar-se, o que precisamos é continuar a proclamar com nossas vidas, com nosso testemunho sobre a salvação e o Salvador. É com a nossa voz que a única mensagem salvadora deverá ser conhecida por toda a terra, isto é, por todas as pessoas. Somente depois disto é que Jesus Cristo voltará.

É preciso que a mesnsagem seja anunciada pois "De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus. Mas digo: Porventura não ouviram? Sim, por certo, pois por toda a terra saiu a voz deles, e as suas palavras até aos confins do mundo.", vemos então que depende de cada um de nós fazer a nossa parte.

Você já ouviu e creu nesta mensagem salvadora? Se já, então é preciso sair e anunciar o que você vive. Para que todos na terra ouçam.
Léo Lima

sábado, 24 de setembro de 2011

MARAVILHE-SE

"Não fiquem admirados por causa disso, pois está chegando a hora em que todos os mortos ouvirão a voz dele e sairão dos túmulos. Os que fizeram o bem vão ressuscitar e viver para sempre, e os que fizeram mal vão ressuscitar e ser condenados." (João 5.28,29 - Bíblia na Linguagem de Hoje).

Desde o início do ministério de Jesus existiam pessoas que o perseguiam. Uns diziam que era zelo. Outros porque Jesus trabalhava no sábado, coisa proibida na Lei. Mas, principalmente, porque Ele afirmava que Deus era seu Pai. Dizia ser igual a Deus. Jesus muitas vezes afirmou que o Filho seguia o exemplo do Pai, e tudo o que o Pai faz o Filho também pode fazer.

O evangelho de João narra algumas das palavras de Jesus sobre o final dos tempos e o que vai acontecer a todas as pessoas, quer estejam vivas na sua vinda quer estejam mortas estas irão ressuscitar e Ele disse mais: "Na verdade, na verdade vos digo que, quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna." (João 5.24).

Não vos maravilheis. O meu Pai dá a vida eterna. Não fiquem admirados pois vem a hora da ressurreição de todos. Jesus ainda afirma: Não vos admireis pois nós dependemos de vocês para que este dia chegue. Não vos maravilheis pois todo poder me foi dado no céu e na terra, portanto ide, anunciai, falai, pregai a morte e ressurreição a todos e só então virá o fim. Não vos maravilheis por tão pouco. Meu Pai trabalha até agora e eu trabalho também para dar-lhes um lugar digno.

Tudo isto que estou escrevendo são palavras de Jesus que estou procurando cumprir. Procuro anunciar esta maravilhosa salvação a todos quantos queiram. E você? Já conseguiu se maravilhar pela presença de Jesus em sua vida? Se ainda não, procure hoje mesmo este encontro singular com Ele. Ele oferece a salvação a todos sem distinção. Maravilhe-se com o Senhor!
Léo Lima

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

PRIMAVERA

Hoje é o primeiro dia da primavera em 2011. Que alegria! Ela é colorida e cheirosa. Quando contemplamos uma botão fazendo-se em flor logo sentimos a alegria do grande Criador! Ele nos oferece tudo de melhor que Ele criou para nossa feliz convivência neste mundo globalizado. Deus fala de várias formas. Hoje pensaremos na linguagem silenciosa. Que Deus abençoe cada vida que vive neste mundo tão conturbado e lindo!
Silente mensagem

 Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite mostra sabe­doria a outra noite, sem linguagem, sem fala, ouvem-se as suas vozes.” (Salmos 19.2,3).

Os céus são uma prova visível do poder, da glória, da sabedoria e das leis de Deus. Contemplá-lo dá ao ser humano a sensação da grandiosidade do amor quando da criação. É tudo tão harmonioso que quando qualquer coisa é alterada, logo o homem procura descobrir a razão física para que, por exemplo, os tufões aconteçam.

Neste salmo que é uma das mais completas poesias sobre a excelência da criação, o salmista Davi deixa jorrar do seu coração toda a admiração, todo enlevo. Uma adoração transcendente que procura glorificar no espiritual. Ele conseguiu captar tão sublime mensagem que lembra  como Deus é louvado pela natureza e ele a expressou de maneira singular!

Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite mostra sabe­doria a outra noite, sem linguagem, sem fala, ouvem-se as suas vozes.” Quando os olhos podem contemplar este quadro multicolorido e adentrar na magnitude desta mensagem que está sempre disposta a cantar ao Senhor, ela é sentida! Esta mensagem se mostra de forma singular aos olhos dos que desejam compreendê-la. Ela é transmitida a todos os povos como um testemunho universal do amor divino ante a profunda contemplação de cada um.

Os céus estão a revelar a glória do Pai. A sua Palavra revela a grandiosidade de Deus que nos mostra que em nosso interior podemos ter refletida esta beleza, a Sua graça em nós, a Sua misericórdia por nós. E para que essa graça fosse completa, temos Jesus Cristo mediador. Ele é a plenitude de Deus Pai que se fez visível entre nós.

Precisamos, como os céus, proclamar estas maravilhas do Senhor. Testemunhar de tão grande amor. E como um dia faz declaração a outro dia, assim nós declaramos que Deus pode transformar todos que assim o quiserem através de Cristo Jesus.
Léo Lima

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

ÁRVORE

Hoje é um dia bastante especial. Comemora-se o Dia da Árvore. Ofereço a você leitor uma poesia que escrevi na década de 1970 e que é parte do livro "Vê". Deus abençoe sua vida.

A árvore é salutar!
Oliveira
Fala-nos da Vida, com vida!
Ensina-nos a amar, lutar!
Induz-nos à esperança.
É viva poesia.
Sua cabeleira balança em suave magia.
Sombreando ao seu redor sempre aconchegante, fria...
Insinuando até nostalgia...

Sua voz  dorida, é como triste lamento,
Às vezes reflorida
Grata, suave prece eleva ao firmamento!

Pois ao morrer Ela está a enaltecer o Criador amado.
Sendo berço do Príncipe adorado, esperado...
Sim, sentindo grande alegria naquele inesquecível dia:
“Paz na terra” nela como berço encerra
A humilde estrebaria...
Acariciante, tinha em seus braços prazenteiros
Aquele tenro Menino com coração de gigante,
E ideal altaneiro!

Mas a árvore querida agora menos reflorida,
Persiste no canto triste...
Em dizer insiste,
Pois até esmorece e quase fenece, sucumbe
Ao participar, presenciar.
Ser carregada e carregar...

Oh! DIA!!!
Foi grande a agonia...
Ela, um madeiro lavrado de fato pesado.
Uma cruz. Rude Cruz,
Que serviria para matar Jesus!
Ela que tantas vezes serviu de amiga.
Ao seu lado ELE dormiu aconchegado
Vindo de longas jornadas, cansado...

Agora por Ele é levada...
Ombros machucados. Pés extenuados
Fronte sangrando. Corpo açoitado
Mãos segurando...
É demais!!!
Ela aumentando Seus ais!!!
Erguida também sente os cravos
Que traspassam mãos e pés.
Tudo para libertar escravos, homens de pouca fé!...

Ela O ouve falando:
- “Hoje comigo no paraíso estarás entrando!”
- “Pai, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem!”

Ela, sente-se estremecer
Naquele momento fatal,
- “ESTÁ CONSUMADO”
A alma ferida por tanto mal! A vibração final.
A libertação definitiva.

Ela O segurou ao morrer para outorgar a VIDA.
O homem que Nele crer verá finda sua desdita.
Sentirá reflorir a esperança, pois como da árvore o verde
Qual o riso da criança!
O homem salvo não perde a futura BEM-AVENTURANÇA!!!
Léo Lima

terça-feira, 20 de setembro de 2011

TEMPO DE LOUVAR

"Louvem-no os céus e a terra, os mares e tudo quanto neles se move." (Salmos 69.34).

Diariamente precisamos sentir o perdão e o amor de Deus. O rei Davi sempre procurava refúgio nos braços amorosos do Senhor. Ele convida a todos que, mesmo em aflição, busquem louvar a Deus. Davi mostra-se sensível e até emocionado por viver o perdão do Senhor.

Quantas vezes deixamos o tempo passar sem perceber a necessidade que temos em louvar o nosso Deus. Prosseguimos fazendo coisas sempre correndo e, muitas vezes, nos esquecemos de pararmos para meditar e refletir no imensurável amor de Deus que está diante de nós em cada passo que damos. A arte de saber parar é uma busca necessária. "Vivi às pressas toda a minha vida" exclamou alguém que nem percebeu a vida passar por ela. A falta de tempo para refletirmos no que temos feito e no que deixamos de fazer precisa ser melhor administrada por nós.

Mas quão preciosos são os momentos vividos ante o altar do Senhor! É preciso parar, diminuir o rítmo das nossas atividades para cultuar e ouvir Deus falando e nos mostrando como é bom cantar louvores a Ele. "Louvem-no os céus e a terra, os mares e tudo quanto neles se move." Um outro Salmo diz: "Tudo que tem fôlego, louve ao Senhor." (150.6). Os passarinhos antes do alvorecer começam a louvar o Criador com trinados de alegria. É justamente este o estado que precisamos estar para vivermos melhor. É preciso realizar as atividades necessárias, mas antes de tudo é preciso manter uma íntima comunhão com o Pai, comunhão de gratidão e louvor.

Você sabe louvar a Deus? Para que você consiga dirigir louvores ao Senhor é preciso que Ele more em seu coração em sua vida. Jesus Cristo prometeu: "Na casa do meu Pai tem muitas moradas, vou preparar-lhes lugar." (João 14.2). Quando sua casa estiver preparada por Jesus, isto se dá quando você entrega sua vida a Ele, você saberá louvar a Deus com alegria. Entregue sua vida a ele agora mesmo.
Léo Lima

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

CONTENTAMENTO

"Os campos cobrem-se de rebanhos, e os vales vestem-se de trigo; por isso eles se regozijam e cantam." (Salmos 65.13).

O que é a felicidade? Diz o dicionário: ventura; estado de quem é feliz; bem-estar; contentamento. Geralmente quem é feliz, quem está contente, que é venturoso gosta de expressar tudo isto com música. A felicidade muitas vezes não é vista ou sentida por pessoas que pensam que ela é um estado inusitado. Não. A felicidade mostra-se a todos em momentos que parecem passageiros. Entretanto, são os que fazem a vida mais completa. Ela é grande por exemplo, após uma vitória que é muito ansiada e a conquista chega a levar a pessoa às lágrimas. Alguns resultados da felicidade não se manifestam tão fortes. Eles se expressam de maneira suave. A felicidade é viva, mas às vezes os seus momentos são tão rápidos que pensamos que ela não nos visita.

O salmista estava se regozijando porque conseguia falar das muitas bênçãos recebidas de Deus. Desde a chuva até os frutos junto aos animais que se multiplicavam. Os motivos de cântico e júbilo eram muitos e por isso eles festejavam a Deus com alegria. O culto prestado a Deus era cheio de festa, era um culto de gratidão especial pelas incontáveis bênçãos recebidas do Pai celestial.

Se fôssemos prestar culto de ações de graças a Deus pelas infinitas bênçãos que Ele mesmo nos outorga estaríamos vivendo cultuando a Deus constantemente e justamente este deveria ser o nosso estado. Mas se formos observar o que temos e vivemos poderemos constatar que as misericórdias de Deus se renovam, de fato, a cada manhã. Portanto, se o culto que devemos prestar a Deus for uma constante, então estaremos cheios de júbilo e alegria e como descreve o salmista: "Os campos cobrem-se de rebanhos, e os vales vestem-se de trigo; por isso eles se regozijam e cantam." Poderemos dizer: "Na nossa casa tem tudo que nos é necessário, pois o Senhor a supre daquilo que precisamos para uma vida sem grandes preocupações. Vivemos uma vida feliz!" O cântico que nasce do nosso coração deve ser fruto da nossa gratidão a Deus, e aqueles que nos cercam poderão dizer de nós: Eles se regozijam e cantam.

E você pode cantar de alegria por ter tido de Deus o que lhe é necessário? Confie sua vida a Ee e comece por ver a diferança que será. Deus pode transformar sua vida em uma vida plena Nele.
Léo Lima

domingo, 18 de setembro de 2011

COISAS INVISÍVEIS

"Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêm pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inexcusáveis." (Romanos 1.20).

Na ansiosa busca de conhecimento o homem chega a questões que não obtém respostas e com isso muitas vezes torna-se um apático descrente. Ele deseja ver o invisível. Quer conhecer coisas que somente competem a Deus.

Para se entender a divindade de Deus não é necessário grandes conhecimentos, não é necessário filosofias, mas como Diz o apóstolo Paulo que os atributos invisíveis de Deus,como seu eterno poder, até a sua própria divindade, claramente são percebidos desde a criação do mundo, pois é muito claro ver-se as maravilhas em tudo que Ele criou. Portanto, não se desculpa tais pessoas que não conseguem sentir a magnitude de Deus em seu poder e sua criação.

É necessário possuir sensibilidade de coração e contemplar o que nos cerca, além de se ter uma fé genuína. Somente assim teremos condições para compreender, em nossa limitação, a divindade de Deus e todas as respostas estarão dentro de nós mesmos pois teremos Deus falando em nós e fazendo-nos pessoas que usufruirão das maiores bênçãos que se possa desejar.

Como você está se comportando ante as coisas ocultas que não se revelaram a nós? Como está seu relacionamento com Deus que pode dar-lhe todas as respostas para suas dúvidas. Olhe ao seu redor e contemple um pouco do que Deus oferece a todas as pessoas.

Que possamos olhar e ver o Senhor em cada momento do nosso viver, e que o nosso coração passe a glorificá-Lo através de tudo que podemos contemplar e detudo que temos recebido em nossa vida. Você pode ser participante destas maravilhas. Pode descobrir coisas que lhe estão ocultas, basta pedir a Deus que ele as revelará como já prometeu. "E Deus continuou: - Jeremias, se você me chamar, eu responderei e lhe contarei coisas misteriosas e maravilhosas que você não conhece." (Jeremias 33.3 - Bíblia na Linguagem de Hoje).
Léo Lima

sábado, 17 de setembro de 2011

ANGÚSTIA

Mais uma vez compartilho uma das minhas poesias. Esta feita em um momento de agonia? Angústia? Lacerações? Uma mistura de sentimentos envolveram-na. Que Deus te abençoe neste dia.
Angústia
Se no seu dia
Constante agonia
Afligindo vai...
Ao seu redor tudo decai,
Tudo evapora,
E grande tortura
Em seu ser murmura...
Você chora...
Se seu amigo mais chegado
Se demora.
Acha castigo?
Acha pesado?
Tudo o mais apagado...
Todo pó...
São decepções,
Com lacerações
Em multidão
Para o coração
Que chora, clama...
O seu ser descontente,
Aflito, até demente!...
Sem atinar,
Compreender,
Desvendar...
E sempre a sofrer.
Tudo que lhe rodeia
É como do mal a teia...
O dia escurece.
Ao meio dia, anoitece.
Que agonia!
Amigo,
Volte-se lentamente,
 
Vagarosamente,
 
E então como ao formoso cipreste
- Fita o Semblante do Mestre!...
Léo Lima

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

SUSTENTADOR

"E contudo, não se deixou a si mesmo sem testemunho, beneficiando-vos lá do céu, dando-vos chuvas e tempos frutíferos, enchendo de mantimento e de alegria os vossos corações." (Atos 14.17).

Se observarmos, minuciosamente, veremos que, como no início do cristianismo, havia muitas pessoas que blasfemavam e adoravam deuses vários e hoje também, a idolatria impera em muitos corações afastados de Deus. Paulo e Barnabé estavam viajando e pregando o evangelho e realizaram um milagre em nome do Senhor, mas os gregos teimavam em nominá-los como se fossem um dos seus deuses.

Paulo porém, irritado, disse: "Varões, por que fazeis essas coisas? Nós também somos homens como vós, sujeitos às mesmas paixões, e vos anunciamos que vos convertais dessas vaidades ao Deus vivo, que fez o céu, e a terra, e o mar, e tudo quanto há neles; o qual nos tempos passados deixou andar todas as gentes em seus próprios caminhos. E contudo, não se deixou a si mesmo sem testemunho, beneficiando-vos lá do céu, dando-vos chuvas e tempos frutíferos, enchendo de mantimento e de alegria os vossos corações." (Atos 14.15-17). Ele está recordando que Deus é o mesmo e é o Deus vivo que para todos dá benefícios como chuvas e tempos frutíferos. Paulo não se cansava de mostrar que o amor de Deus sobrepujava a tudo que se possa imaginar. Alguns daqueles homens, irritados, conseguiram que muitos apedrejassem o apóstolo Paulo e os levaram para a saída da cidade.

A mensagem frutificadora foi anunciada, foi exemplificada, mas eles não quiseram ouvir.

Nós precisamos voltar os nossos olhos para vermos o quanto Deus tem feito por nós. Ele oferece coisas que nós usufruímos sem ao menos perceber e por isso precisamos agradecer a Deus por todos os tempos frutíferos que nos tem outorgado.

Como Paulo falou a mensagem hoje é a mesma: 'Nós proclamamos para que vocês se convertam das coisas terrenas e se voltem ao Deus vivo que fez Céus e terra, o mar e tudo que existe neles.'

O Senhor deseja hoje salvar a sua vida para que você desfrute de tempos férteis com Ele e então reconheça que as bênçãos vem do Senhor Criador e sustentador.
Léo Lima

terça-feira, 13 de setembro de 2011

COMO O VENTO

"O vento sopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito." (João 3.8).

Neste texto Jesus estava exemplificando a atuação do Espírito Santo na vida do homem salvo. Este estado é muitas vezes incompreensível para nós em nossas limitações. Jesus mostra que um acontecimento da natureza, como o vento que é algo, na maioria das vezes, bem vindo, mas que as pessoas não conseguem compreender sua origem, de onde vem e para onde vai.

O vento passa muitas vezes deixando no seu sopro até uma mescla de medo. "O vento sopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito." Como é bom lembrarmos que somos cheios do Espírito Santo de Deus e que precisamos compartilhar este gostoso estado de alma! O apóstolo Paulo disse que a alegria que o cristão sente é muitas vezes inesplicável e incompreensível que: "a paz de Deus, que excede todo o entendimento..." (Filipenses 4.7a). Existem muitas pessoas que desejam conhecer Jesus para viver este amor, desfrutar desta alegria e paz que Ele concede ao pecador arrependido.

Como podemos perceber as mudanças que ocorrem nos lugares por onde o vento passa, assim também a vida de todos os que estão em Cristo vai se modificando gradualmente com a atuação do Espírito Santo de Deus. Não podemos permitir que nosso bem estar, nossa alegria em Deus nos impeça de repartir o que vivemos e assim deixemos de lado aqueles que ansiosamente desejam conhecer e viver este amor, isto seria egoísmo. Precisamos anunciar e repartir esse amor. Precisamos marcar outras vidas que cruzam o nosso caminho.

A sua vida pode ser como o vento, não o vento que simplesmente passa, mas aquele que proporciona mudanças pelo caminho que percorre e que dá o refrigério do calor. Alivie a angústia daqueles que estão próximos a você.

Que o amor de Jesus Cristo seja o motivador de sua vida e que o Espírito Santo esteja sempre dentro do seu ser preenchendo toda a sua alma. Entregue sua vida a Ele agora e o Senhor fará com que você seja como o vento calmo que percorre os caminhos de Deus.
Léo Lima

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

O MILAGRE DA VIDA NA MORTE

"E dizia: O reino de Deus é assim como se um homem lançasse a semente à terra, e dormisse, e se levantasse de noite ou de dia, e a semente brotasse e crescesse, não sabendo ele como." (Marcos 4.26,27).

O agricultor prepara a terra com cuidado e carinho e quando ele acha que ela está pronta, espalha as sementes. Tudo o que podia fazer na primeira etapa para ter uma boa safra, estava feito. Ele precisa agora aguardar que venha uma boa chuva do céu e que o sol também faça o seu trabalho. É necessário que o solo seja fértil e reaja para que a minúscula semente morra e brote da terra. O verde então é aguardado e ansiado para alegria de todos. A morte da semente produz a vida em abundância, pois o fruto é para alimento e sustento da vida do homem. O milagre da vida na morte.

Jesus quando contou esta parábola estava mostrando como deveria ser instaurado o seu reino e mostrava como ele cresceria e seria espalhado pelo mundo. A semente do evangelho que é a mensagem utilizada para o crescimento do Seu reino precisa ser plantada. O milagre do evangelho ao resgatar a vida de cada um dos que viessem a crer no sangue remidor de Jesus Cristo, deveria transformar o mundo e fazer do reino de Deus um estado de plenitude para todos os que dele participassem. Há festa por cada vida que aceita esta mensagem. Cada ser humano que morre para o mundo e brota, nasce para Deus e jubilante passa a ser mais um a compor este maravilhoso reino. É preciso ser como a semente que morre e renasce para produzir frutos de vida. Assim deve ser todo aquele que renasce através do amor de Jesus demonstrado na cruz do calvário.

Como é bom um dia nós termos sido como a semente! Podermos ser como uma árvore frondosa produzindo frutos de vida. Vida para a vida eterna. Que como a semente em terra fértil, proporcionemos o crescimento vigoroso do reino de Deus. Semente em terra fértil é o que o Senhor aguarda de cada um de nós. Você pode ser uma destas sementes que irão produzir frutos de vida para Deus. Basta aceitar Jesus Cristo como a fonte de vida. É Ele que pode salvar a sua vida. Busque e Jesus agora. Logo você será mais um a produzir frutos de vida.
Léo Lima

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

O DIA

"Aprendei pois a parábola da figueira: Quando já o seu ramo se torna tenro, e brota folhas, bem sabeis que já está próximo o verão." (Marcos 13.28).

Estamos nos aproximando da primavera. A estação em que as flores se mostram com toda beleza e colorido! Entretanto, ainda é inverno. As folhas estão espalhadas pelo chão e muito tenramente vemos que as árvores vão dando lugar a que novos e tenros os brotos se mostrem. Na primavera o pôr do sol mostra um colorido todo especial.

Jesus Cristo faz uma linda comparação quanto à sua volta a este mundo. E dentro da sua exortação Ele diz para os crentes estarem atentos aos acontecimentos que precederiam o grande dia do Senhor. Assim como, cada mudança das estações do ano.

É preciso que estejamos atentos e que nos recordemos que o Senhor virá novamente, sem entretanto ficarmos temerosos de que o dia será este ou aquele, Jesus mesmo disse: "Daquele dia e hora, somente o Pai o sabe." Jesus pode voltar hoje para qualquer um de nós. Por isso não devemos nos preocupar, mas é preciso que nossa vida esteja pronta para nos encontrarmos com o Senhor, e que dia maravilhoso será!

Assim como o verão se mostra jubiloso, festivo, o dia do Senhor deverá ser grandioso, e é necessário estarmos vigilantes, orando e acima de tudo dando testemunho da transformação que Cristo pode operar em cada um. "Aprendei pois a parábola da figueira: Quando já o seu ramo se torna tenro, e brota folhas, bem sabeis que já está próximo o verão." Sobre o grande dia o evangelho de Marcos 13.24-31 narra como deverá acontecer os fenômenos que antecederão a volta de Jesus. Portanto, é preciso estar preparado para receber o Senhor com grande louvor e glória.

Você já pensou que desde que o homem pecou Deus prometeu o libertador que se cumpriu em Jesus Cristo? Agora Ele mostra o tempo em que se dará a volta do Filho de Deus. Prepare-se. Volte-se para o Pai agora mesmo através de Jesus Cristo. Creia no amor eterno de Deus por você e una-se a Ele agora.
Léo Lima

terça-feira, 6 de setembro de 2011

FOGO SIMBÓLICO

Hoje compartilho uma poesia que serviu para que eu pudesse sentir Deus respondendo a uma oração de 20 anos. Eu pedia voz para cantar Seu infinito amor. Ele me deu palavras para cantar e louvar Seu Nome na minha pátria. Ele me respondeu de forma maravilhosa quando esta poesia (a primeira) estava sendo publicada no Jornal 'O Estado de Mato Grasso'. Deus me deu voz através das letras que formam as palavras que formam as frases que formam a POESIA. Louvado seja Deus. Vou deixar que ela fale aos corações dos amigos hoje e amanhã. Deus abençoe cada vida que forma a Pátria Amada!

O FOGO SIMBÓLICO DA PÁTRIA
O fogo ateado,
Inflamado...
Que aquece, enaltece,
Enriquece
O coração de cada brasileiro,
Que altaneiro,
E até faceiro,
Aos demais se vê unido
Em uma aspiração;
Em um sonho resumido!
Em um ideal conquistado!
Comemora-se a liberdade
Com presteza, fé, amizade!
A chama que inflama
A todo coração
Unido pela libertação!
Ufanando a grandeza
Da Pátria amada.
Pátria que a mãe Natureza
Fez privilegiada!
É o fogo que une o Brasil.
É o ardor por este céu de anil.
É a chama da independência
De quem tinha carência.
Carência em dar  o grito
E olhando firme o infinito:
“Independência ou Morte!”
E para nossa sorte
Fez-se independência em Vida!
Hoje o Brasil, que deitado
Se encontrava, após o brado
Levanta-se altaneiro
E como um justiceiro...
É um só fogo que aquece!
É uma chama que enaltece.
É o calor que não fenece!
Meu Brasil eu muito o amo!
E por isso MEU o chamo!
Nasci em teu regaço,
Brasil, hoje cimento e aço...
No meu berço ainda se vê
Um pouco do que foi você!...
Hoje, querida terra
Meu coração encerra
Oração mui ardente,
Por Você e toda esta gente!
Como da Pátria a Simbólica chama:
“Senhor, Tu és a chama
Que jáz apagada em muitos que amas.
Rogo-Te anelante,
Que o Fogo Eterno, aconchegante,
Ache guarida nos corações
Que hoje sofrem aflições;
Necessitam o calor,
Que só o Teu amor
Inflama, aquece!
Meu irmão brasileiro,
Que pelo pecado se embrutece,
Hoje se encontre com o Fogo Verdadeiro.
A chama que não se apaga!
A luz que a todos conduz,
À eterna salvação que nos outorga Jesus!
Jesus, o calor que une as nações
Sem ais, sem restrições...
Preto, amarelo ou branco,
Fazendo todos irmãos.”
É o Fogo de Deus oriundo.
É a Chama que unifica o mundo!
Léo Lima

domingo, 4 de setembro de 2011

SONHOS

"E, quanto ao vestido, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem: não trabalham nem fiam." (Mateus 6.28).

Sonhamos de diversas maneiras. Nossos sonhos estão calcados em nossas preocupações. Ao percebemos que precisamos de algo que ainda não possuímos passamos a dedicar parte de nossas forças a este sonho. Muitas vezes a ansiedade domina nossos corações por não conseguirmos, no nosso tempo, viver os nossos sonhos. Na maioria das vezes estes sonhos são mesclados por nossas vaidades.

Jesus exemplifica no texto que nossas ansiedades com as coisas materiais não deveriam tomar nossas emoções e preocupações. O exemplo de como é belo o lírio do campo nos faz refletir, e assim como ele, não podemos deixar que preocupações ocupem nossos corações pois temos Deus, o nosso Pai, que nos ama e como dá vida e beleza aos lírios do campo não nos deixará faltar nada de que venhamos necessitar. Jesus podia e pode ver no interior de cada pessoa, por isso Ele faz esta colocação. Ele ainda mostra, através da natureza, a grandiosidade da excelência da criação divina fazendo esta linda comparação: "E, quanto ao vestido, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem: não trabalham nem fiam."

Quando conseguimos meditar sobre a beleza que Jesus contemplava e ainda mostrava para os seus esta contínua atuação divina no mundo, vemos a nossa importância para Ele. Jesus dizia que assim como os lírios do campo crescem de uma forma natural, nós precisamos esperar o que necessitamos pois Deus não negará aos seus filhos o que eles precisam de fato. Mas isto se fará se deixarmos que Deus faça a obra através de cada um de nós. Somente assim sentiremos que a ansiedade pela vida será como uma nuvem passageira que invade nosso interior e logo vem a paz duradoura e eficaz.

E você, já pensou na possibilidade de ser semelhante ao lírio do campo que tem tudo que necessita para viver? Deus quer que você viva uma vida cheia de paz e beleza como os lírios do campo.
Léo Lima

sábado, 3 de setembro de 2011

DEUS CRIADOR

"Quando vejo os teus céus, obra dos teus dedos, a lua e as estrelas que preparaste; que é o homem mortal para que te lembres dele? e o filho do homem, para que o visites?" (Salmos 8.3,4).

O salmista ao exclamar estes versos se detém ante a criação divina da natureza. É magnífica! Quando temos o privilégio de contemplarmos as maravilhas criadas por Deus, ficamos extasiados! Assim foi com o poeta. Cada detalhe nos recorda que a magnificência do Senhor é o que de maior pode existir. Diante do explendor da criação, nosso coração deseja somente enaltecer e glorificar o Criador!

Se durante o dia contemplamos o azul celeste e o grandioso astro rei, ficamos profundamente gratos ao nosso Pai por tão grande amor demonstrado através das coisas lindas criadas por Ele!

Se durante a noite contemplamos as miríades de estrelas cintilando nas alturas, a lua com sua magia, sentimo-nos pequenos e, como o salmista, também indagamos: "Que é o homem mortal para que te lembres dele? e o filho do homem para que o visites?" Como somos pequenos quando nos recordamos da grandiosidade suprema do Criador, do Deus que nos redime.

Sabemos que se olharmos para a perfeição da criação suprema de Deus, o homem, tudo que compõe nosso corpo e, acima de tudo, a força de nosso pensamento e sentimento, podemos ver que Deus completou Sua obra prima em nós. Que é o homem? Fomos feitos à imagem e semelhança de Deus, será que na mente ou na forma? Isto não nos preocupa, Deus terminou a obra da criação ao criar o homem e a mulher.

Compreendemos também que quando permitimos que Deus penetre em nosso interior, fazendo residência em nós, quando permitimos que Ele molde cada atitude, cada pensamento, aí sim, podemos compreender: Que é o homem? É a imagem e semelhança de Deus! Ele nos criou para sermos sua alegria. Criou-nos para termos um relacionamento de comunhão direto com ele. E somos a glória da Sua criação.

Você já tem a resposta para saber que é o homem? O homem é a criatura que Deus ama e deseja salvar para tê-lo junto a si.
Léo Lima

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

COMO OS LÍRIOS

"E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé?" (Mateus 6.29,30).

Jesus estava dando uma lição aos seus discípulos. Eles se mostravam apreensivos com as coisas materiais, além do necessário. E no seu exemplo Ele fala sobre o lírio do campo, sua beleza e sua simplicidade. Mostrava assim que não era necessário estarem preocupados com as coisas deste mundo. Os lírios crescem naturalmente e mostram uma beleza que não se pode descrever. Beleza que todos admiram e é natural!

Ele exemplifica o amor de Deus para conosco de uma forma inquestionável. Se Deus faz todas estas coisas maravilhosas com as ervas do campo, quanto mais a nós, obra das Suas mãos?! Constatamos, então, como é pequena a nossa fé. Menor que tudo imaginado. Um simples lírio revestido de glória, mostra-nos que o maior amor nos é oferecido. O que precisamos fazer é crer. Aceitar este inefável amor. Jesus nos ama. Ele deseja para nós uma vida sem apreensões, sem preocupações com as coisas do dia a dia. Precisamos executar a nossa tarefa e aguardar em silêncio a realização do Senhor; confiar plenamente que o Senhor fará aquilo que definitivamente não podemos fazer. Depender é confiar; por isso afirmamos que a chave é a confiança no Senhor. Ele faz. Ele dá. Ele não deixa faltar nada do que é imprescindível, ao que depende dele, que confia nele.

Você já experimentou uma vida de dependência de Deus? Uma vida de paz em que as ações de Deus são nítidas? Se ainda não vive assim, é preciso crer no infinito amor de Deus através de Jesus Cristo e aceitar este amor sem restrições. Assim como o lírio não se preocupa com sua beleza, e é lindo!, você também pode descansar em Deus que realizará maravilhas em sua vida!
Léo Lima