COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

O QUE É MELHOR?

Nem se dêem a fábulas ou genealogias intermináveis, que mais produzem questões do que edificação de Deus, que consiste na fé; assim o faço agora.” (I Timóteo 1.4).

Conhecemos várias fábulas e nelas a existência de famosos reinos, onde o serviço real era rigorosamente executado pela criadagem. Nem sempre os súditos sentiam-se felizes ao executar a tarefa que lhes era imposta. O tratamento recebido, muitas vezes, não era agradável. Mas ocupavam-se sempre em cumprir à risca suas responsabilidades. Para nós, quando crianças, era interessante lermos ou ouvirmos fábulas.

No texto, a grande preocupação do apóstolo Paulo, ao escrever ao seu amigo Timóteo, foi de que os crentes de Éfeso estavam ocupando-se muito mais de fábulas, de genealogias, esquecendo-se do principal motivo que os unia, Jesus Cristo. Eles estavam usando muito tempo em questionamentos ineficazes, atrapalhando, desta forma, o crescimento espiritual em Cristo Jesus.

Muitas vezes surpreendemo-nos querendo discutir e questionar assuntos que não têm maior proveito para nossa vida. Vemos então que o nosso tempo está sendo “gasto” em divagações que nada contribuem para o crescimento da nossa fé. Perdemos momentos preciosos sem que as nossas aflições sejam amenizadas, sem que o nosso espírito seja nutrido. 

O que você está fazendo para que não fique somente pensando naquilo que não edifica? É preciso estar alerta na busca de um maior relacionamento com Deus enquanto é tempo! E isto sem muitas divagações! 

Paulo está dizendo: 'Diga a essa gente que deixe de lado as lendas e as longas listas de nomes de antepassados, pois essas coisas só produzem discussões. Elas não têm nada a ver com o plano de Deus, que é conhecido somente por meio da fé.'  Deus tem um plano para a salvação de cada ser humano.

Procuremos viver de modo 
a termos crescimento espiritual.
Léo Lima

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

VIDA PLENA


“Preparem-se, meus jovens amigos, para se tornarem cada vez mais fracos; preparem-se para mergulhar a níveis cada vez mais baixos de auto-estima; preparem-se para a auto-aniquilação - e orem para que Deus apresse este processo". Palavras de C. H. Spurgeon.
Já o rei Salomão disse: “Lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais venhas a dizer: Não tenho neles contentamento.” 
Eclesiastes 12:1.
Estas duas afirmações nos fazem refletir para a brevidade da vida. Uma vida que somente se busca os prazeres e a ambição desmedida por adquirir coisas, esta pessoa está fadada a encontrar o amanhã em que suas forças vão decaindo e sua beleza esmorecendo, podem encontrar consigo mesma e ver que tudo foi somente ‘vaidade’.
O importante nesta vida é desde já pensar como o rei: Lembra-te do teu criador nos dias da tua juventude, pois os dias maus vêm e você poderá dizer: não consigo mais ter alegria!
Jesus deseja que sua vida seja plena de amor, paz, alegria. Entregue seu coração a Ele agora mesmo e siga seus passos lembrando-se que somente em Jesus sua vida será plena.
Léo Lima

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

CONSEGUI!


Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.” (Gálatas 2.20).

O homem tem um privilégio singular: Escolher seu caminho. Escolher o que fazer da sua vida. Todos têm um alvo a atingir. Se bom ou ruim, depende de cada escolha. O ser humano armazena todos os seus esforços para atingir suas metas. Os caminhos que terá que percorrer, os empecilhos a vencer, as barreiras a derrubar, os espinhos a quebrar, para tudo ele terá forças que foram alicerçadas em seu objetivo. Ao conseguir ver e viver a vitória sorrindo-lhe, do seu interior, sem dúvida, brotará a mais aguardada exclamação: Venci! Consegui!

O apóstolo Paulo, ferrenho perseguidor dos cristãos, por achar-se em seu direito, sendo um judeu praticante de suas leis, defronta-se com o maior milagre, em um momento em que partia para praticar o seu objetivo maior: “destruir os cristãos!” Este milagre deu-se de uma forma inédita, pois Jesus a quem ele perseguia, perguntou-lhe: “Saulo, por que me persegues?” logo a resposta veio da parte do então perseguidor: “Senhor, que queres que eu faça?” A partir deste acontecimento, que mudou totalmente sua meta, agora ele deveria anunciar a salvação do Senhor a quem antes perseguia, e passou a “viver para Deus”, como único ideal de sua vida. Testemunhou a graça salvadora, e o fez de tal maneira que Cristo foi conhecido até de outros povos que eram chamados de “gentios”. Ele não se cansava de falar do amor de Cristo.

Ao imaginarmos Paulo tendo condições de exclamar: “Logo já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim!” podemos concluir que o nosso amor, pelo amor demonstrado por Deus a cada um de nós, não está sendo compartilhado como é preciso. 

Vivo pela fé. Muitas vezes pensamos que quando fazemos o bem àqueles que estão ao nosso redor, estamos fazendo tudo para termos o céu! Vemos que isto não é nada, pois quando o homem pensa assim e continua sua vida desregrada, fazendo tudo que suas emoções lhe insinuam, ele está  muito distante de poder dizer: “Cristo vive em mim”. É justamente esta a meta que cada pessoa deve perseguir, uma vida onde Cristo reine! 

Ele deseja reinar em seu viver.
Léo Lima

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

COM FÉ


Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno.” (Efésios 6.16).

Desde o nascimento, cada um de nós possuímos, naturalmente, várias formas de defesa. Uma delas é o choro. Defendemo-nos de tudo que possa nos ferir. Em cada passo que damos, em cada palavra que preparamos para dizer, muitas vezes, é imperceptível, mas estamos nos defendendo.

Paulo escrevendo aos cristãos da igreja de Éfeso, aconselha-os quanto às lutas que enfrentariam e os exorta à santidade de vida, e, tudo que de mais sério viria a acontecer. Ele disse: “Porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e, sim, contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes.”  

Portanto, é neste ponto que, após mostrar contra quem se deve lutar, ele recomenda como o cristão deve se preparar contra as astutas ciladas do inimigo. De qualquer maneira os dardos que ele usa devem ser apagados e eliminados da nossa vida. É preciso estarmos firmes e vigilantes a cada momento empunhando sempre o escudo da fé. É este o segredo para vencer esta batalha. E ele apagará todos os dardos que possam vir em nossa direção!

Não precisamos de outra forma de defesa, esta é a mais segura. Pois, quanto maior for a nossa fé, mais firme, mais resistente será este escudo. Por maior a luta que tenhamos que enfrentar, o Senhor a eliminará!

Em todo momento é necessário estar revestido desta armadura, desta fonte de defesa que vem de Deus. O escudo da fé é, sobretudo, uma certeza de que estamos revestidos do poder do alto.

Procure Cristo Jesus. 
Pela fé Ele vai lhe dar mais esta proteção.
Léo Lima

domingo, 27 de janeiro de 2013

VITÓRIA CERTA


Porque todo que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o filho de Deus?” (I João 5.4,5).

Há alguns anos pudemos ver uma das vitórias mais festejadas no Brasil. O penta campeonato do futebol brasileiro. Houve vibração de toda uma população. Somente se falou em festa. Este título foi festejado de várias maneiras, com fogos, lágrimas, música e muita festa. 

Podemos ter como meta obter vitória em várias áreas da vida, como a material, intelectual, social, desportiva, enfim, toda vitória dá alegria ao vitorioso!

Vamos pensar na vitória que não se extingue. Na vida tudo é efêmero, passageiro. Quando passamos pelo mundo esbarramos com fatos que nos alegram, entretanto, são muitos os que nos entristecem. Às vezes até embrutecem os nossos sentimentos. Mas, se formos nascidos de Deus, teremos como troféu a vitória que vence o mundo. A nossa fé!

Jesus, quando chegou para o seu povo, que não o recebeu, que não creu ser Ele o Filho de Deus, simplesmente cumpriu o seu ministério para o qual veio. Com serenidade, humildade, mansidão deixou suas marcas que vieram a ser motivo maior para a nossa fé.

Tantas vezes damos a primazia para pequenas vitórias que nos cegam, e passam a ser o nosso alvo, quase a única razão  de vivermos. Por que isso? Somos inconscientes do verdadeiro motivo que temos para sermos como sal no mundo? Alegamos sermos nascidos  de Deus, mas muitas vezes distorcemos os valores, indo atrás do inimigo de nossas vidas. Mas quem vence o mundo? Somente aquele que crer ser Jesus Cristo o Filho de Deus e o segue a cada dia como meta principal. A vitória pela fé vem através de uma vida de perfeita comunhão com o Pai. Somente quando se vive cada dia em sintonia com Deus e esperando Nele, pode-se obter a vitória pela fé.

Deixe Jesus nascer em seu coração e a vitória será certa.
Léo Lima

sábado, 26 de janeiro de 2013

FUGINDO


121 Fiz juízo e justiça; não me entregues aos meus opressores. 122 Fica por fiador do teu servo para o bem; não deixes que os soberbos me oprimam. 123 Os meus olhos desfaleceram, esperando por tua salvação e pela promessa da tua justiça. 124 Trata com o teu servo segundo a tua benignidade e ensina-me os teus estatutos. 125 Sou teu servo; dá-me inteligência, para entender os teus testemunhos. 126 Já é tempo de operares, ó Senhor, pois eles têm quebrantado a tua lei. 127 Pelo que amo os teus mandamentos mais do que o ouro, e ainda mais do que o ouro fino. 128 Por isso, tenho, em tudo, como retos todos os teus preceitos e aborreço toda falsa vereda. (Salmo 119.121-126).
Consegui fazer justiça e sei que o juízo esteve sempre diante das minhas atitudes. Desejo que o Senhor não me coloque nas mãos daqueles que são voltados para a prática da opressão. Vem garantir e afiançar a tua serva para que eu possa praticar o bem;não permitas que os injustos me oprimam.
Os meus olhos estão cansados aguardando por tuas promessas e a remissão das minhas faltas. Cuida da tua serva como tens feito com tua bondade e continua a ensinar os teus mandamentos. Sou tua serva; dá-me capacidade para entender todas as tuas palavras. Eis que chegou o tempo de realizares, meu Deus, a tua justiça aos que não andam na tua justiça e nos que se desviam da tua lei.
Eu amo de fato todos os teus estatutos muito mais que as riquezas, mesmo aquelas que deslumbram os olhos. Por causa de ti tenho buscado vivenciar os teus retos caminhos em todas as minhas atitudes, mas aborreço as veredas que enganam os meus olhos!
Léo Lima

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

RESPONSABILIDADE

A essência da ordem divina para com o cuidado que se deve ter com a natureza visto que Deus coloca nas mãos de Adão a responsabilidade para com o ‘Jardim’. É a partir da decisão de Deus de que toda a administração da natureza ficasse sob o comando do homem busco correlações que enriqueçam o conhecimento desta tarefa designada ao ser humano e sua responsabilidade quanto ao estado das coisas que acontecem na Terra.

Em Gênesis capítulo primeiro o versículo 26 assinala para a autoria plural na criação do ser humano ao destacar o verbo na terceira pessoa do plural ‘façamos’. Deus fala consigo mesmo (trindade). Esta convocação demonstra a singularidade da obra que estava por vir. O convite para o trabalho implica que esta criação deve ser diferente. Denota que aqui existe o chamado para a realização do plano formado.

É tempo de Criação: os versículos 26 e 27 mostra que Deus criou o homem à sua própria imagem e eis a obra consumada. Homem e mulher os criou mediante ato duplo. Para Deus a obra foi perfeita assim mostram as palavras poéticas do texto.

A bênção divina: o versículo 28 Deus abençoa a sua criação, homem e mulher e designa poder para que eles dominem e terra. Domínio: Deus deu ao homem domínio sobre todas as outras criaturas.
Designação dos meios de sobrevivência para os seres criados: os versículos 29,30 mostram Deus falando diretamente e designa a Adão e Eva o que deveriam utilizar em toda a criação para sua subsistência e a forma como os demais animais deverão se alimentar.
Desfecho: o versículo 31 mostra a avaliação final em que o Criador constata que ‘tudo’ é muito bom.

De acordo com comentários na Bíblia do Executivo o texto em questão de Gênesis 1.26-31, estabelece a responsabilidade do homem e da mulher como mordomos e administradores do mundo criado. Ela referencia que o Mordomo é aquele que administra as posses de alguém. O autor mostra que “todos somos mordomos dos recursos, habilidades e oportunidades que Deus confiou aos nossos cuidados” (Bíblia do Executivo, 2004, p. 4), e diz mais:

A ordem “encham e subjuguem a terra” (v. 28) está sendo cumprida nos últimos tempos de maneira mais abrangente que em qualquer outra época. Pela primeira vez na história do mundo, enfrentamos a crise da poluição global e da destruição indiscriminada de recursos insubstituíveis como as florestas tropicais. Muito disso se deve à ganância e à indiferença humana.

Neste comentário da referida Bíblia mostra que foi justamente a partir da ordem divina de “encham e subjuguem a terra” que o ser humano iniciou este processo destrutivo.

Qual está sendo a sua participação nesta reconstrução?
Léo Lima

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

PARA QUEM DEUS OLHA


Assim diz o Senhor: O céu é o meu trono, e a terra, o escabelo dos meus pés. Que casa me edificaríeis vós? E que lugar seria o do meu descanso.  Porque a minha mão fez todas estas coisas, e todas estas coisas foram feitas, diz o Senhor; mas eis para quem olharei: para o pobre e abatido de espírito e que treme diante da minha palavra. (Isaías 66.1-2).


Quando sentimos o olhar de uma pessoa logo tentamos ver o que ela está pensando de nós e se o olhar é carinhoso logo nos sentimos bem. Deus nos vê. Mas Ele olha de uma forma especial a todas as pessoas que estão buscando por Ele.
O Senhor olha para pessoa com humildade de coração. Todo aquele que reconhece sua indignidade e se humilha diante de Cristo para ser perdoado por Ele. Que é cônscio de sua fraqueza e precisa com urgência do perdão divino. Esse reconhece que é uma simples criatura, diante do Criador.
O Senhor olha para o contrito de espírito. Aquele que sente o peso dos seus pecados e tem convicção de culpa e logo clama ao Senhor por perdão
O Senhor olha para todo que treme diante da Palavra, a Bíblia Sagrada. A Palavra de Deus é viva e eficaz. Ela penetra em nosso ser desde que nós creiamos no poder que dela emana. O Senhor olha para aquele que sabe que o Pai “vela pela sua Palavra” para cumpri-la. E que a Palavra é vida todo aquele que crê e teme mas sabe que  ela é morte para os que a rejeitam.
O olhar divino repousa de forma carinhosa sobre estas pessoas de maneira especial. Olhe ao seu redor e veja todas as maravilhas que o nosso Deus criou. Mas veja com o espírito de humildade e reconhecimento da soberania de Deus.
O Senhor está olhando e velando por sua vida!
Léo Lima

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

1000 VOZES


Esta poesia nasceu em uma madrugada em que Deus respondeu-me uma oração de 20 anos. Foi um dos maiores acontecimentos da minha vida. Ela é parte do livro 'Vê'. Que Deus nos abençoe e nos use para o louvor e glória dele!

DÁ-ME MIL VOZES
“Ah! Se eu tivesse mil vozes
Para o Brasil encher!”
Era uma pequena criança a sofrer
Ao bodoso Deus dizer,
Pedir, suplicar em real submissão.
Vem minha voz suprir.
Vem meu fôlego aumentar.
Sem conseguir o pranto estancar
Ela faz silente oração:
“Dá-me, Senhor voz para cantar”
“Os louvores de Cristo entoar”
“O Teu grande amor proclamar”
Desejando, anelando,
Ardentemente suplicando
Por vezes várias chorando.
Oh! Me lembro agora
Que longa demora
Para esta serva compreender...
- DÁ-ME, para o louvor de Cristo.
É isto: “Para o Brasil encher”
Quando com sinceridade e humildade
O coração espera,
Espera só no Senhor.
A bênção supera ao que pedimos como penhor.
“Ah! Se eu tivesse mil vozes!”
Sem mais algozes 
Sem mais senão...
A constante oração é respondida...
Uma luz surge, e surpreendida...
O coração chora.
A alma agradecida só ora.
Senhor obrigada.
A tua serva hoje canta
Não o alto canto
Que às vezes sai da garganta.
Canta por Ti orientada
E o coração redobrado,
Ecoa de Cristo o brado,
Entoá de Cristo a mensagem,
Louva com maior coragem!
Sinto-me com mil vozes!
Sim! Hoje tenho!...
Oh! Senhor, não me contenho
Pois a minha oração senti respondida
Agora canta agradecido e feliz meu coração!!!
Léo Lima

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

PELA FÉ

Abraão não perdeu a fé nem duvidou da promessa de Deus porque tinha toda a certeza de que Deus podia fazer o que havia prometido. Por isso Abraão, por meio da fé, foi aceito por Deus como justo. As palavras “foi aceito como justo” não falam somente dele. Falam também de nós, que cremos em Deus, que ressuscitou Jesus, o nosso Senhor; falam de nós, que seremos aceitos como justos.” (I Coríntios 4.20-24).

Abraão, denominado amigo de Deus, foi justificado pela fé. A história deste grande homem de Deus é especial! Sua fé foi tão grande que chegou a oferecer o seu filho, Isaque, em sacrifício a Deus, a pedido de Deus mesmo. Ele chegou a colocar seu filho no local do sacrifício, mas no exato momento, Deus se mostrou satisfeito com a atitude dele, que enviou o animal para o sacrifício no lugar de Isaque. (Gênesis 22.13). Esta a resposta de Deus para Abraão! O baluarte da fé fortaleceu-se cada dia dando glórias a Deus! Sempre demonstrava a sua convicção de que Deus faria o que lhe prometera: “Far-te-ei  uma grande nação...” 

São tantos os desafios que se nos deparam, que muitas vezes ficamos desanimados, nossa limitação nos chega de uma forma muito real! Por que não temos convicção de que Deus pode realizar milagres ainda hoje? Para que isso aconteça é necessário que nossa fé seja sempre crescente. Abraão creu. Creu em várias oportunidades, até que na sua velhice poderia ser pai. Ele e sua mulher Sara, ambos já avançados em idade receberam do Senhor, Isaque. É maravilhoso vermos pessoas que creem assim!

Mas a promessa divina não foi só para Abraão. Ela atinge a todos os que queiram, todos os que acreditam que Jesus Cristo é o salvador. É preciso crer em Cristo como Senhor. A promessa inicial Deus já cumpriu, enviou seu Filho, Jesus Cristo! Podemos pedir a Deus fé para que creiamos em seu imenso amor!

Peça fé que Deus lhe dará. Mas se ainda não usufrui da salvação é preciso que faça: reconhecer Jesus Cristo como Senhor e Salvador da sua vida. Abraão não perdeu a fé nem duvidou da promessa de Deus porque tinha toda a certeza de que Deus podia fazer o que havia prometido. Por isso ele, por meio da fé, foi aceito por Deus como justo. As palavras “foi aceito como justo” não falam somente dele. Falam também de nós, que cremos em Deus, que ressuscitou Jesus, o nosso Senhor; falam de nós, que seremos aceitos como justos.” (I Coríntios 4.20-24).

Deus deseja lhe dar vida eterna. Tenha fé.
Léo Lima

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

EMOÇÃO

113 Aborreço a duplicidade, mas amo a tua lei. 114 Tu és o meu refúgio e o meu escudo; espero na tua palavra. 115 Apartai-vos de mim, malfeitores, para que guarde os mandamentos do meu Deus. 116 Sustenta-me conforme a tua palavra, para que viva, e não me deixes envergonhado da minha esperança. 117 Sustenta-me, e serei salvo e de contínuo me alegrarei nos teus estatutos. 118 Tu desprezas a todos os que se desviam dos teus estatutos, pois o engano deles é falsidade. 119 Tu tiraste da terra, como escórias, a todos os ímpios; pelo que amo os teus testemunhos. 120 O meu corpo se arrepiou com temor de ti, e temi os teus juízos. (Salmo 119).
Senhor, não aprecio coisas dúbias, entretanto amo demais os teus preceitos.Toda a minha proteção vem de ti, tanto o meu lugar de retiro, como aonde eu estiver, somente junto a ti me sinto segura. Que todos aqueles que desejam fazer algum mal à mim sejam afastados do meu caminho, pois só desejo guardar os teus mandamentos. Tu me mantém a cada passo conforme as tuas promessas, e isso me faz sentir mais viva. Senhor não me permitas ficar envergonhada de tudo que espero em ti.
Somente tu me deixa tranquila e me sinto protegida e salva de todas as tribulações e continuamente me sinto contente com os teus testemunhos. Sei que o Senhor deixa não aceita aqueles que se afastam da tua palavra, visto que eles se enganam a si mesmos e falam falsamente dos teus preceitos. 
Os ímpios, todos eles estão apartados do Senhor, eles não conseguem ter comunhão contigo, eles mesmos se afastam de ti. Entretanto, eu amo a tua lei. Meu temor e respeito são voltados para o meu Deus que me faz ficar com as emoções à flor da pele. Eu te louvo ó Senhor!!!

Léo Lima

domingo, 20 de janeiro de 2013

LÂMPADA


"105 Lâmpada para os meus pés é tua palavra e luz, para o meu caminho. 106 Jurei e cumprirei que hei de guardar os teus justos juízos. 107 Estou aflitíssimo; vivifica-me, ó Senhor, segundo a tua palavra. 108 Aceita, Senhor, eu te rogo, as oferendas voluntárias da minha boca; ensina-me os teus juízos. 109 A minha alma está de contínuo nas minhas mãos; todavia, não me esqueço da tua lei. 110 Os ímpios me armaram laço; contudo, não me desviei dos teus preceitos. 111 Os teus testemunhos tenho eu tomado por herança para sempre, pois são o gozo do meu  coração. 112 Inclinei o meu coração a guardar os teus estatutos, para sempre, até ao fim." Salmo 119.105-112.
Senhor, o que ilumina os meus pés e o meu caminho é a tua palavra. como tudo fica mais claro quando dela me recordo! Dou minha palavra e vou sempre cumprir, é que irei guardar a cada passo os teus preceitos. estou muito aflito, pois várias coisas não são como a gente imagina; dá-me nova vida, meu Senhor, segundo as tuas promessas. Aceita o que ofereço que saem de forma natural da minha alma, eu te peço ó Pai! Ensina-me cada coisa que devo dizer e fazer.
Meu coração está constantemente na busca de ti e tento segurar com minhas mãos toda emoção que sinto. Entretanto, busco nunca esquecer os teus mandamentos. Algumas pessoas mal intencionadas procuram fazer com que minha paz seja retirada de mim com artimanhas, mas ainda assim, minha prioridade são as tuas palavras que me dão alento. Nos teus testemunhos tenho encontrado lenitivo e tomo para mim como parte da herança que o Senhor mesmo prometeu dar-me. Eles são alegria para meu coração. Estou sempre propenso para guardar tua lei enquanto eu viver.
Léo Lima

sábado, 19 de janeiro de 2013

LÁGRIMAS


E sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém, derramarei o Espírito da graça e de súplicas; e olharão para mim, a quem traspassaram; e o prantearão como quem pranteia por um unigênito; e chorarão amargamente por ele, como se chora amargamente pelo primogênito.” ( Zacarias 12.10).

“Homem que é homem não chora!” esta é uma expressão tantas vezes repetida aos pequeninos com o intuito de conseguir o seu silêncio. O motivo disto é que para nós torna-se muito difícil compreender as lágrimas ardentes e sinceras, espontâneas e doídas das crianças. Algumas vezes são lágrimas de apelo para que se note a sua presença, outras de arrependimento após um mal feito. São tantos os motivos que levam as crianças às lágrimas e muitas vezes somos os causadores de tanta dor, pois elas descobriram que o choro é uma forma de conseguir que uma necessidade seja satisfeita!

O texto acima mostra o retrato que exemplifica o choro pela perda de um primogênito. Jesus Cristo. Aquele que se arrepende mostra o seu arrependimento com o pranto sincero e isto poderá acontecer, ainda no texto, quando da volta de Jesus! E, como vemos, Deus promete ao seu povo um espírito de Graça e de súplicas. Esta não é uma promessa para amenizar o choro de uma criança, mas é uma promessa do nosso Deus, que nos é leal. No arrependimento é necessário que as lágrimas sejam ardentes e sinceras como as das crianças. Os corações impulsionados pelo Espírito de graça verão jorrar de Deus bênçãos como de uma fonte inesgotável! E a paz reinará  em cada alma que assim proceder!

 Hoje, como nos tempos do povo de Israel, vemos a necessidade de um derramamento de lágrimas como demonstração do arrependimento pelos pecados cometidos. Este é o sentimento que deve dominar os corações, pois quando erramos, quando aquilo que fizemos nos motiva a que na reflexão haja o arrependimento real, as lágrimas como da perda de um filho serão como que uma limpeza para que a paz reine em nosso ser!!!

Deus ama você mais que você ama seu filho.
Léo Lima

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

ALIADA


97 Oh! Quanto amo a tua lei! É a minha meditação em todo o dia! 98 Tu, pelos teus mandamentos, me fazes mais sábio que meus inimigos, pois estão sempre comigo. 99 Tenho mais entendimento do que todos os meus mestres, porque medito nos teus testemunhos. 100 Sou mais prudente do que os velhos, porque guardo os teus preceitos. 101 Desviei os meus pés de todo caminho mau, para observar a tua palavra. 102 Não me apartei dos teus juízos, porque tu me ensinaste. 103 Oh! Quão doces são as tuas palavras ao meu paladar! Mais doces do que o mel à minha boca. 104 Pelos teus mandamentos, alcancei entendimento; pelo que aborreço todo falso caminho.

Senhor, sou apaixonada pela tua Palavra! Ela me faz refletir durante todo o meu caminhar e isso, diariamente! Através dos teus estatutos o Senhor me faz mais conhecedor e dá-me sabedoria que outras pessoas que andam só preocupadas com a vida dos outros, não têm. A tua lei está a todo instante comigo, no meu interior.
Percebo que meu entendimento cresce a cada dia e ultrapassa qualquer expectativa minha. Sei que o motivo é que eu sempre medito nos teus testemunhos. Tenho buscado viver com a prudência como minha aliada, enquanto outros com mais idade não buscam por ela, mas o motivo é que eu procuro estar atenta e obedecer a tua palavra. 
Léo Lima

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

ARREPENDIMENTO


 “Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado, e salva os contritos de espírito.” (Salmos 34.18). “Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.”  (Salmos 51.17).

Sabemos que cada dia é uma história a ser vivida, e, muitas vezes sentimos a tristeza se fazendo muito forte, especialmente, em um dia que nos falta um dos nossos entes queridos. Se temos alguém que nos é importante e percebemos essa pessoa a sofrer por um motivo qualquer, passamos então a sentir essa dor! Mais ainda, quando deixamos de fazer algo que deveríamos ter feito e nosso coração entristecido sente essa a dor por ter perdido uma oportunidade preciosa. Mas se a nossa tristeza deve-se ao fato de estarmos descontentes com as poucas oportunidades aproveitadas na busca dos entristecidos pelo pecado, aí, vemos que o Senhor está muito perto!

Podemos estar certos de que a presença do nosso Deus é a coisa mais verdadeira que se pode esperar. Nosso Deus é aquela presença que vivifica e renova as forças. Após a sua longa vivência como rei, com muitas pessoas ao seu redor, Davi pode exclamar: “Perto está  o Senhor!” Esta é uma confirmação de inesgotáveis momentos em que ele teve o coração quebrantado. O arrependimento verdadeiro foi, para Davi, uma experiência de anulação, de abalo do próprio ser, o que veio redundar em transformação. Isto se faz necessário para que haja a presença real de Deus! O Senhor não quer sacrifícios, mas um coração quebrantado, coração contrito, isto sim agrada a Deus! 

O quebrantamento do espírito 
é uma atitude que o Senhor não desprezará!

Léo Lima

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

CONVIVÊNCIA


Porque assim diz o alto e o sublime, que habita na eternidade, e cujo nome é santo: Num alto e santo lugar habito, e também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos, e para vivificar o coração dos contritos.” ( Isaías  57.15).

Muitas pessoas têm necessidade de estar com a casa repleta de familiares ou amigos para sentirem-se bem! Algumas é porque sentem medo da solidão! Elas, muitas vezes, não conseguem estar a sós pois que sentem um vácuo muito grande dentro de si e, só se sentem tranquilas quando estão cercadas por muitas pessoas, muito movimento! Mesmo assim, com tantos acontecimentos e atividades que nos ocupam o dia a dia, existem momentos em que a nossa casa interior acha-se vazia... o espírito abatido. Pode haver muita gente, pode haver muito ruído, mas nada que venha do exterior satisfaz! 

Realmente, não afirmamos que, sempre que alguém precisa ter pessoas por perto, quer dizer que ela não consegue conviver consigo mesma, mas existe um vazio desconhecido para ela, e como é difícil vê-lo preenchido! Deus disse: “Num alto e santo lugar habito, e também com o contrito e abatido de espírito...” Ela não sabe porque existe este vazio, mas a resposta é esta: “O lugar vazio é do Senhor”.  Este espaço do Senhor quando preenchido por outros motivos, por outras ocupações, a angústia é que maltrata. A insatisfação ocupa o lugar que deveria ser da alegria. O lugar da paz! O Senhor quer habitar em seu interior para vivificá-lo, como Ele mesmo disse!

Como não prestarmos atenção às palavras do Senhor sobre o lugar que Ele quer ocupar em nossas vidas? Como não permitirmos que Ele resida em nós? Quando o lugar do Senhor é ocupado por Ele mesmo vamos conviver cheios alegria conosco mesmos e, a presença de outras pessoas será um complemento ao nosso amor, dando-nos alegria maior no Senhor! 

É Ele mesmo que nos faz a promessa de que a sua companhia será  constante e vivificadora!
Léo Lima

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

MANANCIAL


Quem crê em mim, como diz as Escrituras, rios d’água viva correrão do seu ventre.”  (João 7.38). “Mas, a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; aos que creem no seu nome”  (João 1.12).

Ser filho! Esta é uma grande dádiva outorgada à criança, moço ou velho. Costumeiramente para a criança o papai é o grande “herói”,  razão de imitação, o orgulho despercebido, especialmente quando o seu pai é, na verdade, o “pai camarada”!

E como está  dito, para ser filho não se escolhe o pai! Todavia para ser filho do Pai celestial basta uma atitude de fé para recebê-lo como remidor! Crer em Seu nome! Este sim, é um acontecimento único em nossa vida. Termos garantida uma adoção patente, perene, completa! É o amor sem medida do Pai que é mais que amigo, é mais que irmão, é o Pai que não falha em momento algum!

E é este Pai amoroso que promete aos seus filhos terem rios de água a jorrar do seu interior. É uma promessa de vida plena na presença Dele. A água é vida que vivifica, impulsiona, dá  força ao cansado, que, também, limpa toda sujeira existente. E Deus, o Pai, nos concede muito mais do que imaginamos. O que precisamos é simplesmente CRER. Crer em Cristo, Filho único de Deus, que está  a nos oferecer rios de água viva, podendo proporcionar-nos uma vida com uma fonte abundante! Um Manancial vivo!

Não mais o desespero da sede, não mais o calor ardente do deserto sem Deus, não mais a alma sedenta, não mais o coração sequioso, é assim a vida com Cristo - O Vivo Manancial!

Ele deseja que seus passos o levem a um oásis constante. 
Oásis que Jesus oferece!
Léo Lima

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

ETERNIDADE


Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na Casa do Senhor por longos dias.” (Salmo 23.6).
Que abençoada promessa vivenciamos neste final do salmo do Bom Pastor. Promessas de bênçãos e abençoadoras são aquelas em que podemos aguardar. Sabemos que as misericórdias do Senhor se renovam a cada manhã. Mas a bondade estou sentindo a cada passo que dou. Louvado seja Deus, o nosso Pai!

Neste último versículo do salmo 23 temos além da promessa de bênção, a certeza de que terei segurança em todas as situações que eu viver, pois eu habitarei na casa do Senhor! Linda promessa! Ela me dá segurança de que estou firmada no Criador que me sustenta e guarda.

Não bastasse todas estas maravilhas oferecidas através do texto, ele ainda promete a eternidade com Ele. Jesus, o Bom Pastor é o Único que pode dar a vida eterna!

Bênção, segurança e eternidade
só o autor da vida oferece!
Léo Lima

domingo, 13 de janeiro de 2013

CONSAGRAÇÃO


Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda.”  (Salmo 23.5).

O meu Pastor prepara um banquete a cada manhã com tudo que necessito para aquele dia. Ele não me deixa faltar o essencial para cada momento. Sinto em mim e diante de mim ao me levantar pela manhã a alegria me visita com frequência, desde o cantar alegre dos passarinhos até por saber e sentir que é Ele quem me fala ao nascer do sol! Os meus amigos se alegram comigo! É que Ele não me deixa passar por nenhuma necessidade!

Como não ser feliz com tanto cuidado e zelo terno que o meu pastor me oferece no meu dia a dia? Ele se compromete me ajudar e a me consagrar para a vida, pois me dá a unção do Seu Espírito.

A promessa é de que terei meu cálice transbordando sempre e eu terei abundância na minha vida.

A esperança, consagração e a abundância serão reais. 
Promessa do meu Pastor!
Léo Lima

sábado, 12 de janeiro de 2013

LENITIVO


Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam.” (Salmo 23.4).
Mesmo que na minha frente eu me depare com um vale sombrio e que as trevas tentem me assombrar, ou mesmo que a dor perfure minha emoção deixando-me quase desfalecida, ainda assim, eu não terei medo, pois sei que Ele – Jesus Cristo - está comigo!
Meu pastor tem uma vara e um cajado que me dão toda a orientação e consolo. A vara serve para me fazer lembrar qual o caminho que devo seguir e chama-me a atenção se estou me desviando do plano dele para a minha vida. Já o cajado é para levar-me para mais perto dele, pois ele me atrai para si mesmo para que o seu consolo chegue ao meu coração tantas vezes sofrido. 
Como não desejar que esta presença amiga seja por toda uma vida? 
Jesus pode ser seu Pastor também.
Busque-O agora!
Léo Lima

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

REFRIGÉRIO


Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome.” (Salmo 23.3).
Verão, estação de luz, o sol reina. Tantas vezes nos pegamos pensando em um refrigério para o calor que assola. Quando o vento sopra sentimos um bem estar que perpassa o corpo que fica satisfeito. Assim é para a alma. O bom pastor dá uma sensação de satisfação no âmago do nosso ser.
Entretanto, muito mais que um bem-estar-bem é a certeza de que ele guia por caminhos que conduzem à justiça. Justiça em sua prática, tanto da nossa parte para com os outros como de outros para conosco. É ele que cuida, zela, protege, ampara nos momentos em que nos sentimos sozinhos ou agustiados.
Ele faz todas as coisas por amor do seu nome que é o nome que dá vida. Vida em seu nome. Nos abençoa em seu nome. Nos garante a vida eterna com Ele.
O meu pastor me guia por lugares tranquilos, mesmo que eu esteja andando por águas profundas, mesmo que elas possam me provocar medo! Ainda assim, Ele me dá a paz!
Léo Lima

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

SENTINELA


Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranquilas.” (Salmo 23.2).

O meu Pastor dá-me condições de descansar tranquilamente e apreciar as verdes paisagens no caminho em que sigo! Como é belo tudo que Ele criou! Neste caminho não me falta nada, desde o alimento material, como e, principalmente, o alimento espiritual.

O descanso que sinto não é somente aquele que o nosso corpo precisa, mas é a confiança de que todas as coisas vão cooperar para os que esperam nele. É ter a certeza de que as necessidades fundamentais para a minha vida neste mundo serão todas supridas. É dormir e saber que os anjos que Ele mesmo coloca ao meu dispor estão de sentinela.

Ele me guia por lugares tranquilos, mesmo que eu esteja andando por águas profundas e que elas possam me provocar medo! Ainda assim, Ele me dá a paz! Sabemos que aflições acabam nos surpreendendo e nos visitando, mas quando estamos certos de que vamos por lugares em que a tranquilidade se faz presente, pois sei que vou pelo caminho que o meu pastor me guia.

Não importam as tormentas que possam nos visitar, nosso pastor é real e nos faz andar por lugares verdejantes em que a esperança é mais verde!
Léo Lima

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

PRESENÇA REAL


O Senhor é o meu pastor e nada me faltará.” (Salmo 23.1).

Tenho um pastor que não me falta em nenhum momento da minha vida! Pode ser um momento de aflição, de desesperança, de preocupação, o socorro dele é imediato! Pois, Ele não permite que nada venha me faltar.

O Senhor, aquele a quem eu reverencio, que me ama, mesmo e principalmente por eu ser finita. Meus limites são vistos por Ele e logo ele supre aquela carência minha. Meu Senhor, meu pastor. Ele é. O pastor tem o desvelo por cada uma das suas ovelhas e eu sou uma das mais carentes. Somente quando sinto que o amor divino chega até o meu coração fico calma. Sinto todas as minhas ansiedades: sossegar. Como é bom deixar-me levar por todo este amor sem medidas. Sim, não fora este estremado amor que mandou o Filho para sofrer em meu lugar, eu não poderia dizer: ‘O Senhor é o meu pastor’.

Além de estar sempre pronto a me atender em todas as situações, ele ainda não permite que nada venha me faltar. Tudo que tenho e sou devo a este amado pastor que mostrou seu imenso amor ao morrer em meu lugar para que eu pudesse usufruir a vida por toda a eternidade.

Meu pastor é presença real na minha vida.
Ele deseja ser na sua também!!!

Léo Lima