COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

HARMONIA



É melhor comer um pedaço de pão seco, tendo paz de espírito, do que ter um banquete numa casa cheia de brigas”. (Provérbios 17.1).
Este provérbio lembra que a paz é uma coisa essencial na vida. Não importa ter todos os bens possíveis, uma mesa farta, mas se a paz está ausente não há harmonia e prazer entre os moradores de uma casa.
Viver entre pessoas em que a reclamação e a discussão são um hábito e que em todas as circunstâncias a paz está ausente isso mostra que os objetivos entre eles estão distantes do ideal. Paulo escreveu o que é preciso fazer para que a paz reine entre todos, ‘Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas’. (Filipenses 2.14).
A crença em Cristo deve unir aqueles que confiam nele. Se as pessoas que vivem juntas estão sempre reclamando e discutindo falta neles o poder da união que Jesus Cristo oferece: a paz.
Paremos e olhemos as necessidades de cada um e procuremos viver a harmonia que Jesus ensinou. Se tomarmos posse da paz que Ele deixou para cada um, viveremos no amor e não importa que tipo de mesa está diante de nós, ali será um lugar de harmonia entre todos.
Léo Lima

terça-feira, 29 de setembro de 2015

INTIMIDADE COM DEUS



Vale mais ter paciência do que ser valente; é melhor saber se controlar do que conquistar cidades inteiras. Os homens jogam os dados sagrados para tirar a sorte, mas quem resolve mesmo é Deus, o Senhor”. (Provérbios 16.32-33).
Os dois provérbios nos chamam a atenção em situações diferentes, mas que se encontram muitas vezes. A paciência é uma virtude extremamente necessária ao bom convívio entre as pessoas. A valentia é uma atitude que nem sempre é bem recebida. O próprio texto explica que entre as duas situações é mais importante ter se controle sobre as suas emoções ‘do que conquistar cidades inteiras’.
Já quando alguém procura conhecer o que não é possível saber e busca meios como ‘tirar a sorte’ é bom que recordemos que é Deus mesmo quem resolve o que é melhor para a nossa vida. Ele tem cuidado e se preocupa conosco. Esse cuidado, como afirma a Palavra, atinge seu ápice em o Senhor saber, precisamente, quantos fios de cabelos estão sobre nossas cabeças: ‘Até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Não temais! Bem mais valeis do que muitos pardais’. (Lucas 12.17).
Quando Jesus fez esta afirmação procurava mostrar o quanto podemos ter intimidade com o Pai. Portanto, precisamos estar cientes e atentos ao que Deus tem para as nossas vidas e buscarmos uma íntima comunhão com Ele.
Léo Lima

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

CONSELHOS PRÁTICOS



O apetite faz o homem trabalhar com vontade, pois ele trabalha para matar a fome. Os maus procuram meios de fazer o mal; até as suas palavras queimam como fogo. Os maus provocam discussões, e quem fala mal dos outros separa os maiores amigos. O homem violento engana os seus amigos e os leva para o mau caminho. Cuidado com quem sorri e pisca maliciosamente; essa pessoa está com más intenções. Uma vida longa é a recompensa das pessoas honestas; os seus cabelos brancos são uma coroa de glória.”. (Provérbios 16.26-31).
Esta porção da Palavra de Deus é feita de vários alertas contra práticas que causam o desentendimento e a discórdia entre as pessoas. O sábio inicia lembrando que é a fome que induz o ser humano à necessidade de trabalhar. É sabido que o trabalho é o único meio de se prover todo o necessário para a nossa sobrevivência.
Já as práticas mal intencionadas como dizer coisas que vão ferir o outro, provocar discussões entre pessoas amigas, enganar e fraudar aqueles que são simples e não percebem que estão sendo levadas por palavras enganosas, estas atitudes sim, vão deitar abaixo estas pessoas enganadas. O texto afirma que é preciso ter cuidado para que não se caia nestas armadilhas. Precisamos ter cuidado, muito cuidado com as ciladas.
Portanto, trabalhar é o meio correto para se alimentar e suprir todas as necessidades. Mas, a Palavra alerta que andar e agir com cuidado vai fazer com que não caiamos nos laços de pessoas que só desejam o mal do outro. Já o texto concluí que: ‘Uma vida longa é a recompensa das pessoas honestas; os seus cabelos brancos são uma coroa de glória’.  
Léo Lima

domingo, 27 de setembro de 2015

ESCOLHAS



Há caminhos que parecem certos, mas podem acabar levando para a morte”. (Provérbios 16.25).
Escolher onde andar, o que fazer, como agir são decisões que precisamos tomar e que definem quem somos e o que desejamos para a nossa vida. As opções estão à nossa disposição e muitas delas parecem aos nossos olhos serem corretas.
O texto diz que o que pode parecer atraente podem nos levar para a morte. Pois, nem sempre o que vemos são o melhor para a nossa vida, ‘Há caminhos que parecem certos, mas podem acabar levando para a morte’.
Estes caminhos nos fazem lembrar as portas estreita e larga. Uma conduz à vida e a outra à perdição. Uma indica as dificuldades que temos que enfrentar e a outra seduz com suas atrações. 

A vida é feita de escolhas que vão determinar nosso futuro e Jesus indicou qual é a melhor opção: Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim”. (João 14.6). Jesus, esta escolha conduz à vida eterna com Deus.
Léo Lima

sábado, 26 de setembro de 2015

COMUNICAÇÃO HARMONIOSA



Quem tem coração sábio é conhecido como uma pessoa compreensiva; quanto mais agradáveis são as suas palavras, mais você consegue convencer os outros. A sabedoria é uma fonte de vida para os sábios, mas os tolos só aprendem tolices. O homem sábio pensa antes de falar; por isso o que ele diz convence mais. As palavras bondosas são como o mel: doces para o paladar e boas para a saúde”. (Provérbios 16.21-24).
Falar é uma arte. O falar é uma necessidade para a boa comunicação e dizer as coisas de forma compreensível faz com que a harmonia tenha sua vez na vida. Nosso texto ressalta que a pessoa que diz palavras agradáveis mais vai conseguir convencer. Ou seja, saber conduzir um diálogo ou um discurso faz com que a mensagem seja aceita.
Quem usa deste modo de se comunicar alcança melhores resultados e demonstra ser uma pessoa sábia. Para que aconteça a comunicação é útil que a pessoa reflita antes de falar. Palavras ditas sem pensar podem se perder.
Entretanto, as palavras podem ser ditas de tal forma que elas causam efeito adocicado conforme o texto: ‘As palavras bondosas são como o mel: doces para o paladar e boas para a saúde’. É possível e provável que uma boa comunicação seja harmonioso e bom para a saúde.
Léo Lima