COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

NO SENHOR HÁ SEGURANÇA

Quando estou cercado de perigos, tu me dás segurança. A tua força me protege do ódio dos meus inimigos; tu me salvas pelo teu poder”. (Salmo 138.7).
A angústia muitas vezes é o meio de estruturar nossa felicidade. O caminhar por vales de problemas lembra-nos sempre da promessa de uma vivificação que o Senhor vai dar. ‘andando eu no meio da angústia, Tu me vivificarás...’ Vou ter mais vida e energia; terei mais fé.
Não é preciso que eu vá e lute contra os que me desejam mal, pois o Senhor mesmo vai me livrar de todas as aflições que possam vir sobre mim.
Fico em paz, pois o braço do Senhor é que me protege e me livra de todas as ciladas que possam me sobrevir. O Senhor mesmo disse: ‘Minha é a vingança; Eu recompensarei, diz o Senhor’. Ele me salva com o Seu poder e sabedoria.
Oremos ao Senhor para que nos vivifique. Deixemos tudo em Suas santas mãos!

Léo Lima

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

ATITUDE DE SEGUIDOR

Não serve para ser meu seguidor quem não estiver pronto para morrer como eu vou morrer e me acompanhar”. (Mateus 10.38).
O texto inicial mostra Jesus afirmando sobre quem não serve para ser seu aluno. Logo segue dizendo como deve ser a pessoa que vai seguir ao Mestre. ‘E Jesus disse aos discípulos: – Se alguém quer ser meu seguidor, esqueça os seus próprios interesses, esteja pronto para morrer como eu vou morrer e me acompanhe’. (Mateus 16.24).
Desta forma foi o início do ministério de Jesus, ele mesmo chamou aqueles que ele queria como discípulo.  ‘No dia seguinte, Jesus resolveu ir para a região da Galiléia. Antes de ir, foi procurar Filipe e disse: – Venha comigo’! (João 1.43).
Morrer para servir ao Senhor deve ser a atitude de mudança de vida. O apóstolo Pedro falou que Jesus foi exemplo: ‘Pois foi para isso que ele os chamou. O próprio Cristo sofreu por vocês e deixou o exemplo, para que sigam os seus passos. Ele não cometeu nenhum pecado, e nunca disse uma só mentira. Quando foi insultado, não respondeu com insultos. Quando sofreu, não ameaçou, mas pôs a sua esperança em Deus, o justo Juiz’. (I Pedro 2.21-23). Que nossas atitudes sejam de adoração ao Senhor.

Léo Lima

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

VENCEDORES

Ó Senhor, aqueles que te conhecem confiam em ti, pois não abandonas os que procuram a tua ajuda”. (Salmo 9.10).
Não é muito fácil confiar nas pessoas nos dias em que vivemos. A decepção é um sentimento que nos visita muitas vezes. O salmista mostra que quando se deposita a confiança naquele que pode todas as coisas não sofremos decepções.
O discípulo João mostra que se estamos diante do Senhor e lhe pedimos alguma coisa Ele nos ouve e nos atende de acordo com a vontade divina. ‘Quando estamos na presença de Deus, temos coragem por causa do seguinte: se pedimos alguma coisa de acordo com a sua vontade, temos a certeza de que ele nos ouve’. (I João 5.14).
E Paulo indaga aos que assim fazem: ‘Diante de tudo isso, o que mais podemos dizer? Se Deus está do nosso lado, quem poderá nos vencer? Ninguém’! (Romanos 8.31). Estas palavras lembram que os servos do Senhor são mais do que vencedores.

Léo Lima

terça-feira, 27 de setembro de 2016

PROMESSAS

Confie em Deus, o Senhor, e faça o bem e assim more com toda a segurança na Terra Prometida. Que a sua felicidade esteja no Senhor! Ele lhe dará o que o seu coração deseja”. (Salmo 37.3-4).
Esta porção da Palavra de Deus é uma promessa. Como é bom podermos conhecer as promessas divinas para nosso viver. O salmista diz que: ‘No sofrimento, eu fui consolado porque a tua promessa me deu vida’. (Salmo 119.50).
De todo o coração, eu te peço: tem misericórdia de mim, como prometeste’. (Salmo 119.58). Nossa oração chega como súplica ao Senhor que é real e está ouvindo nossos desejos que Ele suprirá conforme sua infinita bondade.
As promessas do Senhor nos dão vida de fato. ‘Ó Senhor Deus, tu cumpriste a tua promessa e tens sido bom para mim, este teu servo’. (Salmo 119.65). Sim, diante de promessas cumpridas é preciso que nos ajoelhemos diante do trono divino e agradeçamos por bênçãos de cada momento.

Léo Lima

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

AMOR E RESPEITO

Que o amor de vocês não seja fingido. Odeiem o mal e sigam o que é bom. Amem uns aos outros com o amor de irmãos em Cristo e se esforcem para tratar uns aos outros com respeito”. (Romanos 12.9-10).
Os conselhos do apóstolo Paulo fazem referência ao amor e o respeito. Se em nosso viver observarmos os dois viveremos de forma harmoniosa e feliz. A sinceridade é a atitude que ele recomenda para que se cultive o amor e o respeito.
Paulo em outra ocasião destacou como deve ser o amor de uns para com os outros: ‘Quem ama é paciente e bondoso. Quem ama não é ciumento, nem orgulhoso, nem vaidoso. Quem ama não é grosseiro nem egoísta; não fica irritado, nem guarda mágoas. Quem ama não fica alegre quando alguém faz uma coisa errada, mas se alegra quando alguém faz o que é certo. Quem ama nunca desiste, porém suporta tudo com fé, esperança e paciência’. (I Coríntios 13.4-7).
Para reforçar como se deve proceder na vida Pedro disse: ‘Respeitem todas as pessoas, amem os seus irmãos na fé, temam a Deus e respeitem o Imperador’. (I Pedro 2.17). O respeito é outra manifestação do amor, portanto para amarmos de forma que agrade ao Senhor o respeito deve ser uma prática real.

Léo Lima

domingo, 25 de setembro de 2016

A FÉ É PELO OUVIR

De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus. Mas digo: Porventura não ouviram? Sim, por certo, pois por toda a terra saiu a voz deles, e as suas palavras até aos confins do mundo”. (Romanos 10.17,18).
A oportunidade é para todos. É esta a afirmação do Senhor através do apóstolo Paulo. Entretanto, existe algo que o Senhor não pode interferir que é a liberdade do homem em fazer a sua opção de vida. O livre arbítrio.
Quando Jesus voltava para o céu ele deixou uma ordem aos seus discípulos e a todos os que viessem a crer na salvação por ele: ‘Portanto, ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado’. (Mateus 28.19,20). Esta é a ordem de Jesus. Ele disse que os salvos deviam sair para anunciar a salvação por todos os lugares, a todas as nações dando-lhes oportunidades iguais para que no dia do Senhor ninguém pudesse dizer: ‘não me falaram de Cristo’.
O que, infelizmente, estamos presenciando é o domínio da opressão e do ter e não SER. É o reinado daqueles que somente usam as pessoas para manipular em benefício próprio. A maioria aterradora que está sendo oprimida ainda busca, em ritos pagãos, um alívio para suas almas que na escuridão continuam vagando sem Deus e sem salvação.
Não nos importa o que o homem busca para enganar-se, o que precisamos é continuar a proclamar com nossas vidas, com nosso testemunho a salvação e o Salvador. É com a nossa voz que a única mensagem salvadora deverá ser conhecida por toda a terra, isto é, por todas as pessoas. Somente depois disto é que Jesus Cristo voltará.
É preciso que a mensagem seja anunciada, pois ‘De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus. Mas digo: Porventura não ouviram? Sim, por certo, pois por toda a terra saiu a voz deles, e as suas palavras até aos confins do mundo’, vemos então que depende de cada um de nós fazer a nossa parte.
Você já ouviu e creu nesta mensagem salvadora? Se já, então é preciso sair e anunciar o que você vive para que todos na terra ouçam.

Léo Lima

sábado, 24 de setembro de 2016

ADORAÇÃO SOMENTE

Por que estou tão triste? Por que estou tão aflito? Eu porei a minha esperança em Deus e ainda o louvarei. Ele é o meu Salvador e o meu Deus.” (Salmo 43.5).
Esta pequena passagem da Bíblia começa com duas interrogações. O salmista quer saber sobre a tristeza e a aflição que lhes afligem a alma. A tristeza tantas vezes penetra nosso coração e se mostra imperiosa. Ela vem quase sempre acompanhada da aflição.
O próprio escritor mostra a resposta para solucionar este estado da sua alma quando diz que ele tem esperança e que ela será colocada no Senhor. A esperança é o bálsamo para toda dor que possa visitar nosso coração. A aflição pode visitar o coração de todas as pessoas, mas não devemos permitir que ela faça morada em nós. Deus está sempre presente para nos restaurar a paz.
Já a tristeza muitas vezes é resultante da angústia e ela deve ser tratada da mesma forma que a aflição. É buscando ao Senhor que podemos nos libertar dela. O escritor bíblico mostra que ele se propõe a buscar o Senhor e entregar tudo nas mãos divinas com louvor e ação de graças.
Que possamos dizer como o poeta: ‘O Senhor é o meu Salvador e o meu Deus’. Louvemos e adoremos nosso Deus.

Léo Lima

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

GRANDIOSIDADE DIVINA

 “Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite mostra sabe­doria a outra noite, sem linguagem, sem fala, ouvem-se as suas vozes.” (Salmos 19.2,3).
Os céus são uma prova visível do poder, da glória, da sabedoria e das leis de Deus. Contemplá-lo dá ao ser humano a sensação da grandiosidade do amor quando da criação. É tudo tão harmonioso que quando qualquer coisa é alterada, logo o homem procura descobrir a razão física para que, por exemplo, os tufões aconteçam.
Neste salmo que é uma das mais completas poesias sobre a excelência da criação, o salmista Davi deixa jorrar do seu coração toda a admiração, todo enlevo. Uma adoração transcendente que procura glorificar no espiritual. Ele conseguiu captar tão sublime mensagem que lembra  como Deus é louvado pela natureza e ele a expressou de maneira singular!
‘Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite mostra sabe­doria a outra noite, sem linguagem, sem fala, ouvem-se as suas vozes’. Quando os olhos podem contemplar este quadro multicolorido e adentrar na magnitude desta mensagem que está sempre disposta a cantar ao Senhor, ela é sentida! Esta mensagem se mostra de forma singular aos olhos dos que desejam compreendê-la. Ela é transmitida a todos os povos como um testemunho universal do amor divino ante a profunda contemplação de cada um.
Os céus estão a revelar a glória do Pai. A sua Palavra revela a grandiosidade de Deus que nos mostra que em nosso interior podemos ter refletida esta beleza, a Sua graça em nós, a Sua misericórdia por nós. E para que essa graça fosse completa, temos Jesus Cristo mediador. Ele é a plenitude de Deus Pai que se fez visível entre nós.
Precisamos, como os céus, proclamar estas maravilhas do Senhor. Testemunhar de tão grande amor. E como um dia faz declaração a outro dia, assim nós declaramos que Deus pode transformar todos que assim o quiserem através de Cristo Jesus.

Léo Lima

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

COMO A FLOR DO CAMPO

A nossa vida é como a grama; cresce e floresce como a flor do campo. Aí o vento sopra, a flor desaparece, e nunca mais ninguém a vê. Mas o amor de Deus, o Senhor, por aqueles que o temem dura para sempre”. (Salmo 103.15-17a).
Hoje inicia a estação mais linda do ano. A primavera. Como é bom podermos nos alegrar com as maravilhas de cada dia do ano. Desta feita são as flores que nos alegram.
Um dia passa rapidamente. Não podemos sentir o caminhar das horas. Tudo é muito corrido. Assim acontece com as estações que regem o tempo. Tudo passa rapidamente. A nossa vida também passa rapidamente conforme texto de Jó: ‘Todos somos fracos desde o nascimento; a nossa vida é curta e muito agitada. O ser humano é como a flor que se abre e logo murcha; como uma sombra ele passa e desaparece’. (Jó 14.1=2).
Se tudo passa rapidamente conforme diz o texto existe algo muito especial que dura para sempre. O amor de Deus. Que possamos repensar no dia que recebemos do Senhor e nos alegrarmos em Deus que nos ama de forma total. Cada estação do ano mostra este amor que o Pai tem por seus filhos. Agora com muita luz e cor.

Léo Lima

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

FUSÃO DE ASPIRAÇÕES

VERDE QUE TE QUERO VER...
Para uma árvore há esperança; se for cortada, brota de novo e torna a viver. Mesmo que as suas raízes envelheçam, e o seu toco morra na terra, basta um pouco de água, e ela brota, soltando galhos como uma planta nova”. (Jó 14.7-9).
Qual é a cor da sua esperança hoje? Comemora-se o Dia da Árvore.
O título é bastante conhecido. E hoje, ao percorrer algumas ruas da nossa cidade, meu olhar e pensamento se fixaram no VERDE! O verde que nos circunda e que na verdade é muito pouco do que é preciso para que o mundo fique melhor, mas ainda assim ele está belo!
O pensamento desliza sobre a formação desta cor: ela necessita de duas cores para ser. Para existir. Ser verde só acontece na fusão do azul com amarelo, assim como outras tantas cores que só existem na fusão de cores. Mas o verde nos dá lições preciosas.
A primeira que se percebe é no resultado da união que dela surge e que tem como significado a esperança. Esperar sem um motivo visível ou mesmo um motivo palpável desanima. Mas esperança deve ser um sentimento que todas as pessoas deveriam desfrutar.
Na segunda razão de sua fusão poderíamos refletir sobre o que acontece neste universo que vivemos, pois somos individualistas por natureza, visto que cada um entra no seu mundo e faz de conta que vê e ouve o outro. A fusão de ideias, de sentimentos, de curiosidades, de aspirações, até de ilusão, é mera utopia. Isto se as pessoas realmente pensassem, ou melhor, almejassem viver numa interação real. Pode-se perceber então que este verde não se pode ver/viver.
Como seria o mundo se fosse uma realidade o repartir palavras, olhares, sorrisos, repartir uma pequena porção de atenção? Será que assim a carência que cada um possui poderia ser mitigada nesta fusão de ideias de se unir?
Nas diversas nuances do verde é possível descortinar uma bela paisagem. Que paisagem é possível apreciar desde o meu e o seu olhar? Como interagir com aqueles que se nos opõem gratuitamente?
Vale um desafio: VERDE - que te quero - VER! VER-DÊ-QUE-TE-QUERO-QUERO-VER-VERDE!

Léo Lima

terça-feira, 20 de setembro de 2016

SIMPLESMENTE FÉ

Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos”. (Hebreus 11.1). 
Li há poucos dias a seguinte frase: ‘A fé é como dar o próximo passo sem conhecer o que vem a seguir’. O texto inicial nos leva a refletir que fé recebe a certeza de que vamos viver o que esperamos. Viver com fé nos dá a segurança de que o Senhor que nos motiva à fé está nos vendo e se agradando da nossa atitude.
Jesus disse: ‘Se vocês tiverem fé do tamanho de uma semente de mostarda, poderão dizer a esta amoreira: ‘Arranque-se e plante-se no mar’ e ela obedecerá’. (Lucas 17.6).
A força que vem da fé nos motiva a irmos em frente sabendo que quem vai realizar o milagre é o Senhor que fez a promessa.
Aguardemos com corações confiantes de que podemos todas as coisas no Senhor que nos dá forças.

Léo Lima

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

ALEGRIA VERDADEIRA

“Os campos cobrem-se de rebanhos, e os vales vestem-se de trigo; por isso eles se regozijam e cantam”. (Salmos 65.13).
O que é a felicidade? Diz o dicionário: ventura; estado de quem é feliz; bem-estar; contentamento. Geralmente quem é feliz, quem está contente, que é venturoso gosta de expressar tudo isto com música. A felicidade muitas vezes não é vista ou sentida por pessoas que pensam que ela é um estado inusitado. Não. A felicidade mostra-se a todos em momentos que parecem passageiros. Entretanto, são os que fazem a vida mais completa. Ela é grande, por exemplo, após uma vitória que é muito ansiada e a conquista chega a levar a pessoa às lágrimas. Alguns resultados da felicidade não se manifestam tão fortes. Eles se expressam de maneira suave. A felicidade é viva, mas às vezes os seus momentos são tão rápidos que pensamos que ela não nos visita.
O salmista estava se regozijando porque conseguia falar das muitas bênçãos recebidas de Deus. Desde a chuva até os frutos junto aos animais que se multiplicavam. Os motivos de cântico e júbilo eram muitos e por isso eles festejavam a Deus com alegria. O culto prestado a Deus era cheio de festa, era um culto de gratidão especial pelas incontáveis bênçãos recebidas do Pai celestial.
Se fôssemos prestar culto de ações de graças a Deus pelas infinitas bênçãos que Ele mesmo nos dá estaríamos cultuando a Deus constantemente e justamente este deveria ser o nosso estado. Mas se formos observar o que temos e vivemos poderemos constatar que as misericórdias de Deus se renovam, de fato, a cada manhã.
Portanto, se o culto que devemos prestar a Deus for uma constante, então estaremos cheios de júbilo e alegria e como descreve o salmista: ‘Os campos cobrem-se de rebanhos, e os vales vestem-se de trigo; por isso eles se regozijam e cantam’. Poderemos dizer: ‘Na nossa casa tem tudo que nos é necessário, pois o Senhor a supre daquilo que precisamos para uma vida sem grandes preocupações. Vivemos uma vida feliz! O cântico que nasce do nosso coração deve ser fruto da nossa gratidão a Deus, e aqueles que nos cercam poderão dizer de nós: Eles se alegram e cantam.

Léo Lima

domingo, 18 de setembro de 2016

OLHOS QUE CUIDAM

Pois os olhos de Deus observam os caminhos do homem e vigiam todos os seus trilhos”. (Provérbios 5.21).
Muitos não acreditam que um dia estará diante do trono de Deus para prestar contas de tudo. Para nós que cremos no julgamento, sentimos a importância que é nos lembrarmos deste evento extraordinário. Todas as nossas atitudes serão colocadas diante de Deus. Podemos esconder o que fazemos dos homens, mas de Deus, que tudo vê e que sonda os nossos corações, pensamentos e sentimentos, não devemos nem podemos esconder nada. Cada passo, cada gesto, cada pensamento, Ele vê e conhece. Como isto é assustador, mas é real!
Entretanto, temos a necessidade de dizer que é gratificante sabermos que Deus tudo vê. É sublime pensarmos na magnitude do poder de Deus. Ele que opera nas nossas vidas, com onipotência, pois cremos que Ele tem suprema autoridade sobre todas as coisas. Já a onipresença do Senhor é maior do que podemos imaginar, e como a nossa imaginação é limitada, como nós! O Senhor antecipa em nos proteger de males que não distinguimos e nos protege. Nós estamos como que de olhos vendados às ciladas do inimigo, mas Ele vê, Ele mostra, e mais, Ele nos livra!
Deus disse o seguinte a Samuel quando Ele ordenava ungir Davi como rei: ‘Não atentes para a sua aparência, nem para a sua altura, porque o rejeitei, porque o Senhor não vê como o homem vê. O homem vê o exterior, porém o Senhor o coração’. (I Samuel 16.7). 
Deus penetra o mais oculto dos nossos pensamentos e examina atentamente cada ação, cada vontade, cada ansiedade! Mas está atento para proteger sempre que haja necessidade. Deus deseja fazer da sua vida uma grande bênção. Para isso você precisa confiar plenamente no amor de Deus por você e entregar a sua vida a Ele.

Léo Lima

sábado, 17 de setembro de 2016

PROMESSAS REALIZADAS

Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêm pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inexcusáveis”. (Romanos 1.20).
Na ansiosa busca de conhecimento o homem chega a questões que não obtém respostas e com isso muitas vezes torna-se um apático descrente. Ele deseja ver o invisível. Quer conhecer coisas que somente competem a Deus.
Para se entender a divindade de Deus não são necessários grandes conhecimentos, nem filosofias, mas como diz o apóstolo Paulo os atributos invisíveis de Deus, como seu eterno poder, até a sua própria divindade, claramente são percebidos desde a criação do mundo, pois é muito claro ver-se as maravilhas em tudo que Ele criou. Portanto, não se desculpa tais pessoas que não conseguem sentir a magnitude de Deus em seu poder e sua criação.
É necessário ainda, possuir sensibilidade de coração e contemplar o que nos cerca, além de se ter uma fé genuína. Somente assim teremos condições para compreender, em nossa limitação, a divindade de Deus e todas as respostas estarão dentro de nós mesmos, pois teremos Deus falando em nós e fazendo-nos pessoas que usufruirão das maiores bênçãos que se possa desejar.
Que possamos olhar e ver o Senhor em cada momento do nosso viver, e que o nosso coração passe a glorificá-Lo através de tudo que podemos contemplar e de tudo que temos recebido em nossa vida. Você pode ser participante destas maravilhas. Pode descobrir coisas que lhe estão ocultas, basta pedir a Deus que ele as revelará como já prometeu. ‘E Deus continuou: - Jeremias, se você me chamar, eu responderei e lhe contarei coisas misteriosas e maravilhosas que você não conhece’. (Jeremias 33.3).

Léo Lima

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

TEMPOS FRUTÍFEROS

"E contudo, não se deixou a si mesmo sem testemunho, beneficiando-vos lá do céu, dando-vos chuvas e tempos frutíferos, enchendo de mantimento e de alegria os vossos corações." (Atos 14.17).
Se observarmos, minuciosamente, veremos que, como no início do cristianismo, havia muitas pessoas que blasfemavam e adoravam deuses vários e hoje também, a idolatria impera em muitos corações afastados de Deus. Paulo e Barnabé estavam viajando e pregando o evangelho e realizaram um milagre em nome do Senhor, mas os gregos teimavam em nominá-los como se fossem um dos seus deuses.
Paulo, porém irritado, disse: 'Varões, por que fazeis essas coisas? Nós também somos homens como vós, sujeitos às mesmas paixões, e vos anunciamos que vos convertais dessas vaidades ao Deus vivo, que fez o céu, e a terra, e o mar, e tudo quanto há neles; o qual nos tempos passados deixou andar todas as gentes em seus próprios caminhos. E contudo, não se deixou a si mesmo sem testemunho, beneficiando-vos lá do céu, dando-vos chuvas e tempos frutíferos, enchendo de mantimento e de alegria os vossos corações'(Atos 14.15-17). Ele está recordando que Deus é o mesmo e é o Deus vivo que para todos dá benefícios como chuvas e tempos frutíferos.
Paulo não se cansava de mostrar que o amor de Deus sobrepujava a tudo que se possa imaginar. Alguns daqueles homens irritados conseguiram que muitos apedrejassem o apóstolo Paulo e os levaram para a saída da cidade. A mensagem salvadora foi anunciada, foi exemplificada, mas eles não quiseram ouvir.
Nós precisamos voltar os nossos olhos para vermos o quanto Deus tem feito por nós. Ele oferece coisas que nós usufruímos sem ao menos perceber e por isso precisamos agradecer a Deus por todos os tempos bons que nos tem outorgado.
Como Paulo falou a mensagem hoje é a mesma: ‘Nós proclamamos para que vocês se convertam das coisas terrenas e se voltem ao Deus vivo que fez Céus e terra, o mar e tudo que existe neles.
O Senhor deseja salvar a sua vida para que você desfrute de tempos férteis com Ele e então reconheça que as bênçãos vem do Senhor Criador e sustentador.

Léo Lima

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

AMOR MAIOR

E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas, e haja separação entre águas e águas”. (Gênesis 1.6).
Como é bela a obra da criação! Quando nos detemos para ler e nos recordar dela, como descrita na Palavra de Deus, não podemos deixar de nos maravilhar, pois que o Senhor deu uma conotação especial do seu poder.
No livro de Jó, está registrada uma expressão em que Deus mesmo fala sobre a criação: ‘Ou estendeste com ele o firmamento que é sólido como espelho fundido’? (Jó 37.18). E no texto em Gênesis vemos o Senhor dizendo: ‘Que haja no meio da água uma divisão para separá-la em duas partes’! O olho humano não pode contemplar o sol a olho nu. Hoje, é bem mais fácil imaginarmos como é o mundo como um todo. Temos a tecnologia que mostra imagens lindas de lugares os mais distantes imaginados e constatamos o quanto o mundo é belo!
O firmamento como um grande espelho, conforme diz o escritor do livro de Jó. Constatamos, também ao ver a lua e seu reflexo do mundo como um todo. Como seria a nossa atitude se nós também pudéssemos ser vistos refletidos no firmamento? Entretanto, para Deus não é necessário que haja um grande espelho a mostrar os atos de cada criatura, pois Ele vai muito além. Ele sonda. Ele penetra em nossos corações e até transforma o coração de pedra em coração de carne.
Quando Deus criou o mundo com muito carinho Ele trabalhou dando forma e para isso fez separação entre as águas. E ao homem hoje é feita a separação a todo aquele que deixa Deus trabalhar em sua vida para glória de Deus, o Pai. Deus pode fazer a separação da sua vida para que a morte não mais tenha domínio sobre você. Ele pode dar a vida eterna que está reservada a você para toda a eternidade.
Que possamos ver que a criação é maior, mas que acima de todas as coisas é o amor do Senhor para conosco.

Léo Lima

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

TEMPOS FRUTÍFEROS

E, contudo, não se deixou a si mesmo sem testemunho, beneficiando-vos lá do céu, dando-vos chuvas e tempos frutíferos, enchendo de mantimento e de alegria os vossos corações”. (Atos 14.17).
Se observarmos, minuciosamente, veremos que, como no início do cristianismo, havia muitas pessoas que blasfemavam e adoravam deuses vários, hoje também a idolatria impera em muitos corações afastados de Deus. Paulo e Barnabé estavam viajando e anunciando o evangelho e realizaram um milagre em nome do Senhor, mas os gregos teimavam em nominá-los como se fossem um dos seus deuses.
Paulo, porém, irritado disse: ‘Varões, por que fazeis essas coisas? Nós também somos homens como vós, sujeitos às mesmas paixões, e vos anunciamos que vos convertais dessas vaidades ao Deus vivo, que fez o céu, e a terra, e o mar, e tudo quanto há neles; o qual nos tempos passados deixou andar todas as gentes em seus próprios caminhos. E, contudo, não se deixou a si mesmo sem testemunho, beneficiando-vos lá do céu, dando-vos chuvas e tempos frutíferos, enchendo de mantimento e de alegria os vossos corações’. (Atos 14.15-17). Ele está recordando que Deus é o mesmo e é o único Deus vivo que favorece a todos como as chuvas em tempos frutíferos.
Paulo não se cansava de mostrar que o amor de Deus sobrepujava a tudo que se possa imaginar. Alguns daqueles homens, irritados, conseguiram que muitos apedrejassem o apóstolo Paulo e os levaram para a saída da cidade. A mensagem redentora foi anunciada, foi exemplificada, mas eles não quiseram ouvir.
Nós precisamos voltar os nossos olhos para vermos o quanto Deus tem feito por nós. Ele oferece coisas que nós usufruímos sem ao menos percebermos e por isso precisamos agradecer a Deus por todos os benefícios que nos tem dado.
Paulo mostrou que a mensagem hoje é a mesma: ‘Nós proclamamos para que vocês se convertam das coisas terrenas e se voltem ao Deus vivo que fez Céus e terra, o mar e tudo que existe neles’. Assim o Senhor deseja resgatar a sua vida para que você desfrute de tempos férteis com Ele e então reconheça que as bênçãos vêm do Senhor Criador e sustentador.

Léo Lima

terça-feira, 13 de setembro de 2016

VIDA PARA A ETERNIDADE

E dizia: O reino de Deus é assim como se um homem lançasse a semente à terra, e dormisse, e se levantasse de noite ou de dia, e a semente brotasse e crescesse, não sabendo ele como”. (Marcos 4.26,27).
O agricultor prepara a terra com muito cuidado e quando ele acha que ela está pronta, lança as sementes. Tudo o que podia fazer na primeira etapa para ter uma boa safra estava feito. Ele precisa agora aguardar que venha uma boa chuva do céu e que o sol também faça o seu trabalho. É necessário que o solo seja fértil e reaja para que a minúscula semente morra e brote da terra. O verde então é aguardado e ansiado para alegria de todos. A morte da semente produz a vida em abundância, pois o fruto é para alimento e sustento da vida do ser humano. O milagre da vida na morte.
Quando Jesus contou esta parábola estava mostrando como deveria ser instaurado o seu reino e mostrava como ele cresceria e seria espalhado pelo mundo. A semente do evangelho que é a mensagem utilizada para o crescimento do Seu reino precisa ser plantada. O milagre do evangelho ao resgatar a vida de cada um dos que viessem a crer no sangue que Jesus Cristo verteu para transformação do mundo e fazer do reino de Deus um estado de plenitude para todos os que dele participassem.
Cada ser humano que morre para o mundo e nasce para Deus passa a ser mais um a compor este maravilhoso reino. É preciso ser como a semente que morre e renasce para produzir frutos de vida. Assim deve ser todo aquele que renasce através do amor de Jesus demonstrado na cruz do calvário quando Ele morreu e ressuscitou por AMOR a cada um de nós.
Como é bom um dia nós termos sido como a semente! Podermos ser como uma árvore frondosa produzindo frutos de vida. Vida para a vida eterna. Que, como a semente em terra fértil, proporcionemos o crescimento vigoroso do reino de Deus.
Léo Lima

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

PARA GLÓRIA DE DEUS

Ai dos que se levantam cedo para correrem atrás da bebida forte e continuam até a noite, até que o vinho os esquente(Isaías 5.11).
A Bíblia mostra que, desde a antiguidade, o vinho era uma bebida usada às refeições. Jesus proveu vinho para uma festa de casamento, e o apóstolo Paulo aconselhou ao jovem Timóteo a usar como remédio ‘de um pouco de vinho por causa do teu estômago e dos teus frequentes casos de doença’. (I Timóteo 5.23). Naquele contexto o uso medicinal do vinho era uma coisa comum.
Mas quando o comparamos com o mundo em que vivemos e o avanço da ciência em que muitos medicamentos, que não causam dependência química, foram criados, é possível afirmar que a nossa realidade é outra.
Embriagar-se com vinho está associado à antiga forma de vida e aos seus iníquos prazeres. Em Cristo desfrutamos de uma alegria superior, mais elevada e mais duradoura, em que nossa possível depressão, monotonia ou tensão mental é sanada.
Portanto, o ai que o profeta Isaías cita é algo muito sério visto que quem assim faz está fugindo da sua realidade no dia a dia. Está comprovado cientificamente que o uso da bebida alcoólica pode ocasionar sérias consequências.
Será possível o crente ser cheio do Espírito Santo e ao mesmo tempo fazer uso de bebida alcoólica?
O Senhor deseja adoradores que o adorem em espírito e em verdade. ‘Portanto, quer comais quer bebais, ou façais, qualquer outra coisa, fazei tudo para glória de Deus’. É justamente este fazer ‘tudo’ para a glória de Deus que o cristão precisa praticar de forma sóbria. Um dos principais fatores para se glorificar a Deus é ter um coração agradecido, em todos os momentos e em todas as situações. Só assim ele pode glorificar a Deus em todas as atitudes e circunstâncias.

Léo Lima

domingo, 11 de setembro de 2016

LAUREL DIVINO

Eu afirmo a vocês que isto é verdade: quem, apenas por ser meu seguidor, der ainda que seja um copo de água fria ao menor dos meus seguidores, certamente receberá a sua recompensa.” (Mateus 10.42).
Quando se dá a nossa conversão logo procuramos mudar nossas ações. Entretanto, quando se trata da nossa reação a algo que nos fizeram. Deparamo-nos tantas vezes com nossas reações nada agradáveis. ‘Pisaram no meu calo’. Deixamos que nosso temperamento antigo aflore.
Mas, mesmo nossas ações tantas vezes deixam a desejar nas palavras de Jesus ele menciona uma condição para sermos recompensados: ‘um copo de água’. A atitude voluntária e espontânea é o que vai fazer a diferença. O estender nossas mãos com amor é o que o Senhor requer de cada um de nós.
Um copo de água fria somente e o Senhor dá-nos a beber da Sua água para a Vida! Jesus disse: ‘Em verdade vos digo que de modo algum perderá o galardão’.

Léo Lima

sábado, 10 de setembro de 2016

UM TOQUE DE FÉ

Jesus ouviu a pergunta e disse aos mestres da Lei: – Os que têm saúde não precisam de médico, mas sim os doentes. Eu vim para chamar os pecadores e não os bons”. (Mateus 9.17).
A dor existe para mostrar que algo não está bem. Existem vários tipos de dor. Dor física, emocional e espiritual. Para a dor física existem vários remédios, mas muitas vezes ela chega e tira toda a vontade que uma pessoa possa ter. Ela chega e doe como se fosse tirar toda a alegria. A dor pode provocar a solidão mesmo que não se esteja sozinho.
Então Jesus sentiu que alguém havia tirado poder de si mesmo. Conforme o texto: ‘Nisto, chegou uma mulher que fazia doze anos que estava com uma hemorragia. Ela havia gastado com os médicos tudo o que tinha, mas ninguém havia conseguido curá-la. Ela foi por trás de Jesus e tocou na barra da capa dele, e logo o sangue parou de escorrer. Aí Jesus perguntou: – Quem foi que me tocou? Todos negaram. Então Pedro disse: – Mestre, todo o povo está rodeando o senhor e o está apertando. Mas Jesus disse: – Alguém me tocou, pois eu senti que de mim saiu poder. Então a mulher, vendo que não podia mais ficar escondida, veio, tremendo, e se atirou aos pés de Jesus. E, diante de todos, contou a Jesus por que tinha tocado nele e como havia sido curada na mesma hora. Aí Jesus disse: – Minha filha, você sarou porque teve fé! Vá em paz’. (Lucas 8.43-48).
Ele olha para a minha e a sua dor, seja ela do tamanho que for e diz: você sarou porque buscou com fé. A cura chega das mais diversas maneiras e seja ela qual for é necessário que nos aproximemos do Mestre e o toquemos. Um toque apenas. Um toque de fé.

Léo Lima

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

FESTA ESPECIAL

E disse-me: Escreve: Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro. E disse-me: Estas são as verdadeiras palavras de Deus”. (Apocalipse 19.9).
As raras vezes que imaginamos a nossa vida no céu sentimos estranha e ansiosa expectativa nos dominando. Talvez porque este pensamento esteja intimamente ligado à morte física. Entretanto, tudo que nossa imaginação puder nos dar é quase nada ante o que existe no céu. Diz a Escritura que existe festa no céu quando um pecador se arrepende. Mas a festa especial será quando das bodas do Cordeiro. Esta festa, acreditamos, irá acontecer quando do encontro de Jesus Cristo com a Sua Igreja redimida.
O que fazer para participar desta festa? Todas as pessoas são chamadas, sem distinção. Todos são convidados. Porém, somente aqueles que estiverem vestidos com roupas lavadas pelo sangue do Cordeiro, os que se arrependeram dos seus pecados e aceitaram o sacrifício de Cristo, é que farão parte neste triunfante e glorioso banquete. O banquete dos remidos! E como serão felizes!
Quando o anjo diz: ‘Estas são as verdadeiras palavras de Deus’ ele declara que a promessa desta maravilhosa festa se cumprirá. Ela será revestida de júbilo e louvor ao nosso Deus. Tudo que fizermos para continuarmos no caminho que conduz a Deus, é quase nada, comparado com a singular promessa de que, aqui mesmo, já temos uma vida plena no Senhor. Os que confiam no Senhor já têm uma vida que reflete a paz que Cristo dá. Vida que agrada a Deus. Um dia fomos tirados das trevas para a maravilhosa luz que estamos vivendo. Louvemos ao Rei dos reis!

Léo Lima