COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

terça-feira, 31 de maio de 2011

NOS CAMINHOS DE DEUS

"O Eterno me dá novas forças e me guia no caminho certo, como ele mesmo prometeu." (Salmos 23.3 - Bíblia na Linguagem de Hoje).
Muitas vezes nós nos prometemos realizar determinada coisa e quando percebemos, deixamos de realizá-la. Entretanto, como está provado através da Bíblia Sagrada, Deus sempre cumpre o que promete.
Estamos refletindo este mês sobre os caminhos de Deus. Os caminhos que levam à vida eterna. Se temos o desejo de acertar, logo poderemos encontrar o que será melhor para cada um de nós.
No Salmo vinte e três, muito conhecido por muitas pessoas: "O Senhor é meu Pastor nada me faltará", o escritor estava deixando jorrar do seu interior toda a sua certeza de que Deus é que o guiava. Ele podia se expressar assim pois sentia que Deus o estava orientando a cada passo. Não importava onde e o que deveria fazer, só sabia que estava sendo orientado pelo bom Pastor. Ele desfrutava desta paz que muitos desejam e não encontram. Ele podia sentir o quanto era bom contar com Deus guiando os seus passos.
Mas, como estar neste caminho? Como saber qual é a opção para chegarmos a Deus? Como percorrer os caminhos certos que conduzem à vida eterna? "Refrigera a minha alma, guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome." Esta súplica do salmista mostra o anseio do rei em caminhar pelas veredas da justiça, especialmente ele que também tinha que julgar seu povo.
Somente no seu coração você pode ter a certeza de estar percorrendo os caminhos de Deus. De estar na direção certa. Quem está nos caminhos de Deus sente a alma aliviada, sente o coração alegre, sente a paz que inunda todo o ser. Você se preocupa em conhecer o caminho para Deus e em ter paz? Jesus mesmo disse: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai senão por mim."
Portanto, Jesus é o caminho e Ele está pronto a dar toda a paz que você necessita basta que você entregue seu coração a Jesus.
Léo Lima

segunda-feira, 30 de maio de 2011

CANTO ORVALHADO

Hoje, 30 de maio, é aniversário da minha mãe. Clarice Mendes de Lima é o seu nome. Ela completa 86 anos de uma saudável existência. Desejo que Deus continue abençoando a sua vida e que ela seja uma serva fiel do nosso Deus. Ofereço uma das minhas poesias do livro 'Você é Poesia'.

CANTO ORVALHADO
Hoje é dia.
Dia do teu natal.
O meu coração ensaia
E num suspiro desmaia...
Cantar?
Cadê melodia.
Nasce a sinfonia
Um som imaturo, fatal.
É a primavera primeira
Nascendo justiceira
No meu coração afinal.
Nasce por ti somente
Para ti novamente.
Como tenra semente
Floresce lentamente
Esperançosamente
O canto da primavera!
Quem me dera poder deter,
Me ater!
Reter o instante contagiante
Do teu gesto gigante
Amável
Na tua presença afável.
Cantei-te um dia:
Motivo Maior!
Motivo Primeiro!
Sei com alegria
Que será derradeiro!
E neste teu dia
Uma prece balbucio
Ao meu Deus suplico
E solidifico
O amor despetalado,
Só, calado.
Parabéns!
Desejo também paz,
Alegrias além!
Desta primavera
Que ficou em quimera.
Que ficou na espera
De cantar-te somente.
De, amorosamente
Orvalhar tua semente!!!
Léo Lima

sábado, 28 de maio de 2011

DELÍCIAS NA PALAVRA DE DEUS

"Achando-se as tuas palavras, logo as comí, e a tua palavra foi para mim o gozo e alegria do meu coração; porque pelo teu nome me chamo, ó Senhor, Deus dos Exércitos." (Jeremias 15.16).
Ler. Estudar a Palavra de Deus. Eis o que cada cristão precisa fazer a cada dia da sua vida.
No contexto, o profeta Jeremias tenta, com angústia, interceder pelo povo, mas é em vão e o Senhor diz: "lança-os da minha face e saiam." (Jr. 15.1). Durante muito tempo o profeta luta por um perdão da parte de Deus, mesmo diante da maldade, da rebeldia e do pecado do povo.
Até que, cansado mas feliz, o profeta regozija-se por sentir as delícias em ter a Palavra de Deus dentro de seu coração. São delícias indescritíveis que desfruta todo aquele que bebe, come, se alimenta da Palavra de Deus. Este alimento é para a alma. Para a vida eterna.
Como no tempo de Jeremias, precisamos a cada dia nos alimentarmos das deliciosas porções da Palavra que nos ensina, nos adverte como andar no caminho do Senhor; nos orienta como proceder diante de cada situação as mais desafiadoras; o que falar em cada instante que a isso somos impelidos. Hoje mais do que nunca precisamos estar cheios da Palavra que nos acrescenta a sabedoria para vivermos.
"Achando-se as tuas palavras, logo as comí, e a tua palavra foi para mim o gozo e alegria do meu coração, porque pelo teu nome me chamo, ó Senhor, Deus dos Exércitos." Que estas palavras possam ser uma realidade nos nossos corações e que com sinceridade possamos pronunciá-las.
E você, conhece as Palavras contidas na Bíblia Sagrada? Tem entendimento daquilo que Deus nos fala através delas? Pode dizer que existem delícias na Palavra de Deus? Leia a Bíblia toda, ela é mais doce que o mel, mais saborosa que os mais requintados pratos. Deus quer lhe falar através da Sua Palavra.
Léo Lima

sexta-feira, 27 de maio de 2011

ALEGRIA NO CORAÇÃO

"E sacrificaram no mesmo dia grandes sacrifícios, e se alegraram, porque Deus os alegrara com grande alegria." (Neemias 12.43).
Quando se inicia uma construção, muitas vezes não se sabe o tempo que leverá para terminá-la e as dificuldades a enfrentar. Neemias foi um homem escolhido por Deus para reconstruir o muro de Jerusalém. Ele conseguiu a cooperação de muitos homens do seu povo para esta tarefa. Mas a tarefa não foi fácil. Neemias sofreu inclusive atentado de morte. Mas os construtores trabalhavam com uma mão segurando a arma de guerra e com a outra faziam o serviço de reconstrução. Nesta luta eles viram como Deus abençoava! Como Deus ia na frente retirando cada impecilho. Eles trabalhavam de coração alegre.
Para a festa, o povo de Jerusalém mandara buscar os irmãos da tribo de Levi, Deus os havia separado para o serviço do culto. Eram sacerdotes do Senhor.
O texto acima mostra o ápice das comemorações. Eles estavam inaugurando as muralhas. Eles fizeram sacrifícios ao Senhor, um grande culto de gratidão a Deus. Realizaram uma grande festa, pois o Senhor muito os alegrara. Este povo estava se voltando completamente para Deus. Eles agradeceram por Deus tê-los feito vitoriosos na guerra e na construção.
E nós, como estamos recebendo a graça de viver cada momento? Como estamos fazendo para demonstrar a Deus a nossa gratidão? Podemos ver que mesmo em meio às muitas lutas Deus está presente com sua graça e está nos abençoando com grandes e incontáveis bênçãos.
Aquele povo festejava, louvava, glorificava a Deus de coração alegre. Não terei eu nenhum motivo para que esta alegria inunde meu ser? Não terei acaso, razões que me proporcionem alegria interior?
Ao nos voltarmos para a cruz de Jesus, podemos ver claramente que nenhum outro motivo é necessário para termos esta alegria constante. Jesus que nos libertou, que nos resgatou, merece ver a alegria em nosso coração.
Léo Lima

quinta-feira, 26 de maio de 2011

AGONIA...

Hoje compartilho uma das minhas poesias inéditas ela faz parte do livro 'Você é Poesia'. Creio que vivemos cada dia um pouquinho do que ela nos mostra, de forma especial quando perdemos alguém que amamos.

AGONIA...
   A cada dia que passa
Já não se disfarça
A tênue fumaça
Exaurindo, diluindo
Sumindo no espaço.
É a morte que avizinhando
Desfaz da vida a sorte
Em brusco corte!
Como a noite rondando,
Roubando do dia
Toda alegria!
E a tarde agonizando
A sós angustia.
A escuridão encobre a visão
Remove a razão.
O canto chorado
Fatalmente cantado
Por pássaros roucos
Que se vão pouco a pouco
Como prece de louco
Desconexa, repetida, complexa
Somente compreendida
Pelo Autor da vida!
Em cada dia que passa
A grande ameaça
Se aproxima sem graça,
E ninguém disfarça
O respeito presente
Que o coração sente
Quando ela, nas vizinhanças
Leva a esperança
Com a tenra criança!
No decorrer de cada dia
ELA, sem anistia, rouba ilusões
Perfura corações.
Hábil cantarolando
Vai se aproximando,
De toda criatura.
De amor, só secura...
Deixa em topor agonizante
O velho, moço ou infante.
Ela num instante, se avizinha
Sozinha, desconcertante!
São rastros de saudade
Que, sem piedade deixa.
Sem ouvir queixas
Prossegue com avidez,
Atrocidade,
Desfaçatez,
Desfazendo a vaidade
Da felicidade!!!
Léo Lima

terça-feira, 24 de maio de 2011

ALEGRIA EM CRISTO!

"Torna a dar-me a alegria da tua salvação, e sustem-me com um espírito voluntário. Então ensinarei aos transgressores os teus caminhos, e os pecadores a ti se converterão." (Salmos 51.12,13).
Nem sempre a alegria reside em nosso interior. Muitas vezes, preocupações normais do dia a dia afligem o nosso coração. Outras até, quando sentimos que algo no reino de Deus não está de acordo com aquilo que imaginamos. Ainda temos momentos em que o pecado infiltra de mansinho em nosso coração e até nos assustamos quando nos deparamos com nossa capacidade de transgredir!
No texto acima, o salmista está fazendo um pedido de socorro e em espeacial, um pedido de perdão. Ele se achava em pecado diante de Deus e sentia a necessidade de buscar, o quanto antes, o perdão divino. Ele sentia que a alegria em Deus havia se ausentado de sua vida e isto é a pior e mais angustiante situação que pode chegar quem vive com Deus. O mais leve distanciamento de Deus é pior que uma dor muito forte. No mesmo capítulo deste salmo, no versículo 10 ele diz: "Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto." Este é um pedido de socorro. É um grito de angústia que o crente pode precisar fazer. O que ele desejava era vivenciar novamente a alegria da salvação. A alegria de testemunhar do amor divino. Ele ansiava sentir seu de espírito renovado e, para tanto, suplica ao Pai e confessa os seus pecados, para sentir-se novamente digno da salvação.
Quando, em algum momento, estivermos nesta situação é preciso que tenhamos coragem suficiente para declararmos livremente ao nosso Deus nossa transgressão. Ele é rico em misericórdia para nos perdoar e restituir-nos a alegria que se esvaiu.
E você? Já desfruta de alegria constante? Pode anunciar a outros essa boa notícia, a salvação? Se ainda não, basta chegar-se diante do trono de Deus e pedir o perdão imerecido que Ele está pronto a dar-lhe.
Léo Lima

segunda-feira, 23 de maio de 2011

ALEGRIA CONTAGIANTE


"E eles, sendo acompanhados pela igreja, passavam pela Fenicia e por Samaria, contando a conversão dos gentios; e davam grande alegria a todos os irmãos." (Atos 15.3).
Quando alguém chega em nossa casa ficamos radiantes de alegria. Gostamos de ouvir as novidades. Fazemos o que temos de melhor para o almoço, lanche, e ainda assim, achamos que é pouco. Tentamos de várias maneiras demonstrar a nossa alegria. Isto se deu em cada lugar em que Paulo e Barnabé chegavam e davam a notícia de que muitos não-judeus estavam se convertendo. Este era o maior motivo para darem glórias a Deus e festejarem.
Os cristãos do início reuniam-se escondidos, entretanto, contagiavam a muitos com a mensagem salvadora de Cristo. Entre eles, cantavam e louvavam a Deus porque o reino estava crescendo.
Sabemos que de igual forma, como no passado, hoje existem muitas pessoas somente aguardando que alguém vá falar-lhes do amor de Cristo Jesus. Cabe a cada salvo transmitir esta boa notícia. Cabe a cada um de nós anunciar como é bom ser salvo por Cristo e desfrutar das alegrias indizíveis da salvação. A paz que Cristo oferece é como viver antecipadamente o céu. Neste mundo cheio de conflitos e problemas que todos nós estamos sujeitos, existe uma diferença para o salvo. A paz. É claro que sofremos vendo a quantidade de vidas que se precipitam para o inferno, é por isso justamente que precisamos anunciar. Falar. Testemunhar. Assim a nossa alegria irá contagiando muitas pessoas que desejam ouvir esta história.
E você? Já teve o privilégio de contagiar outros com sua alegria em Cristo? Se ainda não, você pode fazer isto, é o momento de entregar de uma vez seu coração a Jesus, cumprir o Ide e deixar-se contagiar por esta imensa alegria e paz que somente Ele pode dar!
Léo Lima

sábado, 21 de maio de 2011

UM JEITO DIFERENTE DE OLHAR PARA O SALMO 23

Recordei-me hoje que havia recebido uma mensagem que fazia referência de um novo olhar para o Salmo 23 e pensei creio que devo compartilhar com os amigos e irmãos em Cristo esta visão tão especial. E o faço neste dia. Leia e reflita como esta é uma oração completa para o nosso dia a dia. Não sei sua autoria, pois não veio mas está baseado na Bíbliaa NVI. Que Deus continue a nos abençoar a cada passo e que Ele seja realmente nosso Pastor.
(Nova Versão Internacional)

O Senhor é o meu Pastor,
Isto é relacionamento!
Nada me faltará.
Isto é suprimento!
Caminhar me faz por verdes pastos,
Isto é descanso!
Guia-me mansamente a águas tranqüilas.
Isto é refrigério!
Refrigera a minha alma.
Isto é cura!
Guia–me   pelas  veredas da justiça,
Isto é direção!
Por amor do Seu nome.
Isto é propósito!
Ainda que eu caminhasse pelo vale das sombras da morte,
Isto é provação!
Eu não temeria mal algum,
Isto é proteção!
Porque Tu estás comigo,
Isto é fidelidade!
A tua vara e o  teu cajado me consolam.
Isto é disciplina!
Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos.
Isto é esperança!
Unge a minha cabeça com óleo
Isto é consagração!
e meu cálice transborda.
Isto é abundância!
Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias de minha vida
Isto é bênção!
E eu habitarei a casa do Senhor
Isto é segurança!
por longos dias.
Isto é eternidade!

O que é mais valioso não é o que nós temos em nossas vidas, mas QUEM  nós temos em nossas vidas! Precisamos refletir se de fato temos buscado a presença de Cristo em nós.
Léo Lima

sexta-feira, 20 de maio de 2011

MÃE!!!

Hoje desejo compartilhar uma das poesias escritas por meu pai em homenagem às mães. Estamos no mês dedicado a elas e somente hoje descobri nos meus guardados esta poesia que ele escreveu nos idos de 1969. Ele assinava, como poeta, o pseudônimo de Amil Edram.

MÃE

Mãe: que importa a física aparência?
Se velha, ou moça, se feia
Ou extremamente linda?
Mãe: sua alma tem a quintescência
Da angélica bondade e da ternura infinda!

Mãe: que afaga ao calor dos seios
A tenra criancinha,
Que envolve de carinho, de cuidados!
Mãe: que do filho ingrato se avizinha,
Com o coração ferido, ou erros já perdoados!

Mãe: que da sua preciosa vida
Outra vida dá origem,
E que se dá para que viva o filho.
Mãe: que ostenta na fronte o magno brilho
Que em contemplando-o causa-nos vertingem!

Mãe: que do amor é o exemplo mais sublime.
Que sofre, que perdoa,
Que regozija e exalta.
Mãe: que não poucas vezes se atordoa;
Que encobre o mais hediondo crime
E repreende a mais ingênua falta!

Para todas as mães que amam e sofrem, mas para aquelas que muitas vezes são privadas da presença do filho amado. Dedico.
Léo Lima

quinta-feira, 19 de maio de 2011

VOLTE-SE PARA DEUS

"Porque este meu filho estava morto e tornou a viver;  estava perdido e foi achado." (Lucas 15.24 - Bíblia na Linguagem de Hoje).
Na maioria dos jovens perdura o desejo de desfrutar seus sonhos o mais rápido possível.
Seus sonhos, geralmente, giram em torno de uma vida alegre, permeada por festas, devaneios, viagens, parceiros, e muitos procuram, às vezes, desenfreadamente, gastar tudo que têm para realizar seus desejos. Isto não quer dizer que não se deva ter sonhos, ao contrário, eles são necessários, mas não quando se busca realizá-los de forma desenfreada.
A parábola do filho pródigo é bastante conhecida. Existe mais de uma versão desta história em filmes. E, em todas, mostra um jovem que desejou sair em busca de alegrias e realizações, só que para isto precisou pedir ao seu pai parte da herança que lhe cabia de direito. Ele pegou o que lhe deu o pai e seguiu viagem ao desconhecido, ao sonho.
E como foi bom logo que ele iniciou esta viagem. Ele possuía tudo que sonhara, comia das mais variadas guloseimas. Fizera muitos amigos. Amores, nem se fala! A sua vida parecia um conto de fadas. Ele, que havia sonhado, agora desfrutava de todos os prazeres que a vida podia oferecer.
Entretanto, o dinheiro acabou. Ele deparou-se só diante de uma nova realidade. De um mundo que ainda não conhecia. Sempre estivera protegido na casa do seu pai. A crueldade do mundo, quando se viu sem dinheiro foi para ele surpreendente. Quase não podia acreditar que era verdade o que estava lhe acontecendo. Desde então, sofreu muitos injúrias. Os amigos afastaram-se. As festas chegaram ao fim e, para que pudesse comer precisou procurar um emprego. Encontrou um lugar para cuidar de porcos. Nada tendo para comer, comia do que sobrava dos porcos. Começou a analisar a sua vida e lembrou-se de que na casa de seu pai até os serviçais eram bem tratados. Ele chorou. Arrependeu-se e resolveu voltar para sua casa. E para sua surpresa em casa, o lugar que ele connhecia tão bem, foi recebido de braços abertos e com uma grande festa.
É assim que Deus nos trata. Quando voltamos arrependidos, não importa o que tenhamos feito antes, Ele nos recebe de braços estendidos. E você, já viveu esta experiência? Ele está de braços abertos para abraçá-lo. Volte-se agora para Deus.
Léo Lima

quarta-feira, 18 de maio de 2011

TODAVIA EU CANTO...

"Mesmo assim eu darei graças ao Deus Eterno e louvarei a Deus, o meu Salvador." (Habacuque 3.18 - Bíblia na Linguagem de Hoje).
Você já percebeu que nas cidades é muito difícil sentir o silêncio? Estamos vivendo impetuosamente e envolvidos pelo barulho ensurdecedor que circunda o mundo. É claro que existem lugares onde o silêncio balbucia! As pessoas que vivem nas cidades estão sempre à procura de lugares em que podem contemplar o céu, a luz, a maravilhosa natureza criada por Deus. Muitos aventureiros saem à procura de lugares virgens, onde o ser humano ainda não chegou. Outras vezes vemos, mesmo que não desejando, figueiras sem figo... os campos queimados... enfim, uma série de coisas que o ser humano está conseguindo destruir.
O profeta Habacuque faz uma oração cheia de temores e suplica a compaixão de Deus pelo seu povo. Ele diz que "mesmo que as figueiras não produzam frutas, e as parreiras não dêem uvas; ainda que não haja azeitonas para apanhar nem trigo para colher; ainda que não haja mais ovelhas nos campos nem gado nos currais," (v. 17). Apesar de tudo o que pode ocorrer o profeta agradece e canta a Deus. Mesmo diante dos piores prognósticos, mesmo que o horizonte se tolde, ainda assim, é preciso louvar a Deus. Davi, o grande rei e salmista, disse: "Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo" (Salmo 23.4). É nesta certeza que o cristão deve caminhar todos os momentos da sua vida. Mesmo que seja anunciado que a fome chegará a todos, é necessário que nossa força interior esteja interligada ao nosso Deus.
"Todavia, eu canto!" E como esta exclamação faz bem. A alegria do Senhor a nossa força é. Somente quando estamos firmados no Deus todo poderoso é que podemos, mesmo que em situações difíceis, louvar ao Senhor.
Você louva a Deus? Você sabe como se faz este louvor? Basta que você creia no poder redentor de Cristo Jesus e permita que ele domine seu coração para que sinta a vontade expontânea de louvá-lo.
Léo Lima

domingo, 15 de maio de 2011

FELICIDADE EM DEUS

"Que a sua felicidade esteja no Eterno; ele lhe dará o que o seu coração deseja." (Salmos 37.4 - Bíblia na Linguagem de Hoje).
Os nossos desejos são sempre grandes. Isto de certa forma é bom. Ter vontades que vão além do que hoje vivemos, é salutar. Se uma pessoa não deseja mais nada na vida é um mal sinal. Desejar que a sua vida seja regada por coisas boas, é natural. Desfrutar de prazeres, poder alegrar-se por pequenos acontecimentos que formam o seu cotidiano. Entretanto, nesta época em que vivemos, quando a aflição infiltra os corações, quando a angústia domina o ser humano e as grandes catástrofes afligem as pessoas, torna-se difícil ser plenamente feliz. E, se alguém afirmar que é totalmente realizado, será tachado de egoísta e outras coisas mais.
Quando o salmista escreveu este salmo os fatos não eram tão diferentes. Havia um questionamento quanto à diferença entre a prosperidade dos maus e as aflições do povo de Deus. Então Davi mostra que o prazer que eles desfrutavam tinha um fim. Era limitado. Mas o justo espera no Senhor, não somente espera, mas tem prazer, alegra-se. Ele terá o que deseja o seu coração.
O desejo do coração. Para que o cristão desfrute aquilo que seu coração deseja é necessário que este desejo esteja totalmente voltado ao louvor e glorificação de Deus. Isto é algo que não se define, pois cremos que deve haver um sentimento real, sincero, da parte do cristão de que tudo é feito para glória de Deus. E isto, muitas vezes é difícil. A alegria interior deve ser expontânea e acima de tudo deve-se colocar Deus em primeiro lugar. Então, as coisas acontecerão com facilidade e até de forma imperceptível.
Deliciar-se na presença do Senhor, é mais do que se pode imaginar. Somente quem vivencia este prazer é que pode compreender o que dizemos. Alegrar-se em Deus, portanto, é andar segundo o coração de Deus. É dar primazia ao louvor a ele. O salmista ainda escreveu: "O choro pode durar uma noite, mas a alegria virá pela manhã." Ser alegre em Deus é muito fácil, desde que sua vida seja dele.
Você já consegue se alegrar em Deus? Se ainda não consegue esta alegria, entregue hoje mesmo sua vida a Jesus e Ele lhe dará uma vida de alegria no Senhor.
Léo Lima

sábado, 14 de maio de 2011

VIVENDO EM ORAÇÃO


"Que Deus, que nos dá a esperança, encha vocês de alegria e de paz, por meio da fé que têm nele para que a esperança de vocês continue a crescer pelo poder do Espírito Santo." (Romanos 15.13 - Bíblia na Linguagem de Hoje).
Paulo sempre estava preocupado com as pessoas que de alguma forma ele se achava responsável por elas. Pessoas que após o seu testemunho, passaram a crer em Jesus. Ao estudarmos algumas das atitudes dele, percebemos que ele sempre estava orando por seus irmãos. Mesmo quando em suas cartas ele fala de forma mais dura, percebe-se que existe um espírito de intercessão, é como se Paulo vivesse em oração pelos irmãos que ele levou a Jesus.
Ele escreveu: "Que Deus, que nos dá a esperança, encha vocês de alegria e de paz," são palavras que animam a pessoa mais preocupada, a mais triste e dá alegria e vontade de prosseguir e feliz desfrutar esta paz que é tão real para os que crêem em Cristo como Salvador.
Quando uma pessoa ouve de nós que estamos orando por ela, precebemos a alegria pois acreditamos que a oração tem força. Ela dá força para prosseguir, renova o ânimo do cansado. Faz a pessoa sentir que não está sozinha e que alguém compartilha sua vida, mesmo que distante.
Paulo ao terminar esta sua carta diz que abundando a virtude do Espírito Santo podemos ter gozo e paz, podemos continuar desfrutando de um sentimento conhecido por poucos: a certeza do céu!
Você já pode orar por alguém? Já pode ter uma lista de oração pelas pessoas que lhe são queridas? Jesus disse: "...Assim o Pai lhes dará tudo o que pedirem em meu nome" (João 15.16b - BLH). Portanto, é necessário haver uma íntima comunhão com Jesus para que o Pai atenda, e pedir sempre em nome de Jesus e não outro nome qualquer.
Como está se sentindo? Já pode desfrutar desta alegria e desta paz que Cristo oferece? Ele quer que você passe a desfrutar de tudo isso.
Léo Lima

quarta-feira, 11 de maio de 2011

ALEGRIA NA CASA DO SENHOR

"Fiquei alegre quando me disseram: "Vamos à casa do Deus Eterno." (Salmos 122.1 Bíblia Linguagem de Hoje).
"Alegrei-me quando me disseram vamos à casa do Senhor" Talvez você desconheça estas palavras iniciais. Entretanto, eu, quando criança, cantava muitas vezes este cântico. Hoje, após muitos anos posso afirmar que por muito tempo eu o cantava sem de fato compreender o real significado da palavra alegrei-me. Mas posso concordar que são palavras que nos dão o real significado de que, se estamos na presença do Senhor, somos alegres.
Muitas pessoas visitam um santuário na esperança de ouvir a voz de Deus, desejando até, ser ouvida por Ele. Isto só é possível se a pessoa compreender que Deus está em todo coração que O busca. Então, porque a expressão de alegria ao adentrar o templo? É lá que se dá a comunhão dos salvos, onde um grupo maior de pessoas sentem a mesma coisa e passam a glorificar ao Deus Eterno.
Quando se adentra à casa do Senhor o propósito deve ser o de cultuar a Deus, aprender Dele, contemplar a glória de Deus, meditar em Sua Palavra para edificação. Em um culto, encontram-se pessoas de mundos diferentes, pessoas que tem uma vida totalmente diferente umas das outras, mas quando o objetivo é comum, logo os semblantes se iluminam e passam a sentir a mesma alegria. Então a casa de Deus passa a ser o melhor lugar do mundo.
O apóstolo Paulo quando escreveu aos crentes de Corinto disse em sua primeira carta: "Certamente vocês sabem que são o templo de Deus e que o Espírito de Deus vive em vocês." (3.16) "Será que vocês não sabem que o corpo é o templo do Espírito Santo, que vive em vocês e foi dado por Deus?" (6.19). Logo, é natural que devamos ter uma vida de reverência constante pois Cristo que nos resgatou deu-nos o Espírito de Vida e vive em nós.
Como você vai à casa de Deus? O Espírito Santo já faz parte da sua vida? Se não, é este o momento para isso; é necessário que entregue sua vida para Jesus tomar conta. "Alegrei-me quando me disseram: Vamos à casa do Senhor!" Que você possa sentir o que eu sinto. Alegria!
Léo Lima

domingo, 8 de maio de 2011

FELIZ É A MÃE QUE TEME A DEUS

"Feliz aquele que teme ao Deus Eterno e vive de acordo com a sua vontade." (Salmos 128.1 - Bíblia na Linguagem de Hoje).
O que é temor? Diz o dicionário que Temor de Deus é sentimento de respeito ou reverência. Muitos pensam que é medo. Muitas pessoas tentam ensinar que Deus é um Deus que castiga por tudo e que as coisas só nos acontecem por castigo divino. Esta é uma tentativa, errada, de se ensinar a temer a Deus.
Temer a Deus não é ter medo. Temer a Deus é algo maior que deve existir em nosso interior. Vamos nos recordar quando Tomé que não acreditava que Jesus Cristo havia ressuscitado colocou as mãos em suas feridas, a sua exclamação soou como deveria ser a nossa constante exclamação diante do trono divino: "Senhor meu e Deus meu". Vemos aí uma expressão de temor. Uma total reverência ao Senhor Deus feito homem, diante de Tomé, ressurreto!
O texto que lemos inicialmente aconselha-nos a temer ao Senhor, a reverenciar ao Senhor, a zelar pelo nome do Senhor; quem isto fizer será feliz, diz o texto.
Deveria haver este sentimento entre as pessoas também. O respeito é a chave para um bom convívio. Contudo, o que vemos em nossos dias é um modo diferente de tratar as pessoas, os mais velhos não recebem o respeito merecido. Muito mais, quando nos deparamos com o tratamento a Deus como se Ele fora um igual, sentimos que está faltando de fato o temor que a Palavra de Deus diz que deve existir do homem para com Deus.
É muito triste vermos pessoas que caminham sem se importar com a presença de Deus em sua vida! Eles estão vivendo como se o amanhã não existisse e vivem sem se preocupar com a grandiosidade de Deus.
Procure ler o Salmo 128.1-6, e veja as promessas inseridas a quem teme ao Senhor. Você já desfruta desta felicidade prometida? As coisas estão conforme a promessa divina? Procure reverenciar a Deus na sua vida e poderá ver como as bênçãos virão.
Léo Lima

quinta-feira, 5 de maio de 2011

OBEDIÊNCIA GRATIFICANTE

"Eu tenho prazer em fazer a tua vontade, ó meu Deus! Guardo a tua lei no meu coração." (Salmos 40.8 - Bíblia na Linguagem de Hoje).
A obediência é uma atitude que sempre nós, os pais, exigimos de nossos filhos. Quando temos filhos obedientes sentimo-nos satisfeitos, alegres! Até realizados!
O salmista Davi diz da sua alegria em fazer a vontade de Deus, o Pai. No Salmo 100 versículo 2 a expressão é: "Serví ao Senhor com alegria e apresentai-vos a Ele com canto". Quando a lei do Senhor, ou a Sua vontade está dentro de nosso coração o resultado natural é realizar todas as coisas com alegria. Portanto, fazer a vontade de Deus é gratificante.
Como é agradável ao Senhor e a nós mesmos quando obedecemos à Sua Palavra. Suave é obedecermos a Deus, pois quando fazemos todas as coisas com dedicação e amor o resultado é imediato; interiormente desfrutamos da única paz que toda criatura ambiciona. Esta paz só é possível conforme for o convívio com Deus. Deleitar-me no Senhor, é somente o resultado de uma íntima comunhão com o Pai. É resultado de ter a Palavra Dele dentro do meu coração!
Existe um motivo forte para que em cada manhã ao acordar nós lembremos de dar graças a Deus. Este é o motivo da vida! Se acordamos é porque estamos vivos! E o dom mais precioso neste mundo é vermos cada amanhecer na presença gloriosa de Deus!
Se nos apresentarmos a Ele com canto, logo vamos realizar todas as atividades com alegria. O que precisamos para vivermos com alegria é viver sempre em atitude de obediência. "Serví ao Senhor com alegria e apresentai-vos a Ele com canto." Esta atitude deve ser uma constante na sua vida e na de todas as pessoas.
Você pode não saber como servir a Deus, mas pode pedir a Ele que o ensine para isto é necessário que você creia no Senhor Jesus como salvador e remidor. É necessário uma atitude de fé. E para que se tenha fé também basta pedir a Deus.
Léo Lima

quarta-feira, 4 de maio de 2011

LOUVOR FESTIVO

"Naquele dia foram oferecidos muitos sacrifícios, e o povo estava muito contente e feliz, pois Deus os havia enchido de alegria. As mulheres e as crianças também entraram na festa, e o barulho que o povo fazia podia ser ouvido de longe." (Neemias 12.43 - BLH).
Muitas pessoas são felizes ao participarem de uma festa. Contemplar rostos com expressão de alegria é gratificante! A festa que o texto menciona era justa. O povo em Jerusalém tinha muitos motivos para festejar. Era uma festa de dedicação dos muros. Eles haviam contribuído financeiramente e com seus serviços e agora podiam contemplar o resultado deste trabalho feito com alegria.
Para esta festa trouxeram os levitas, estes, eram da tribo de Levi, os encarregados pela música do povo de Israel e em um acontecimento destes era imprescindível a presença deles. O culto era a razão maior desta festa. Este foi um culto que alegrou a Deus, um culto repleto de alegria e muito canto.
Hoje, o nosso dia a dia é tão corrido, cheio de atividades que muitas vezes nos esquecemos de prestar um culto de gratidão a Deus como este. Na maior parte do nosso tempo prestamos um culto rápido pois o que temos a fazer é sempre a principal prioridade.
Deus nos proporciona muitas alegrias, dá-nos muitas coisas que estão além do que ansiamos. E nós? O que estamos fazendo para mostrar a nossa gratidão? A nossa gratidão inunda o nosso ser a ponto de nos lembrar de ao menos orar agradecendo? Como estamos demonstrando a nossa alegria pelo que Deus nos tem dado? A começar pelo dia de vida. Como estamos compartilhando, com os que nos cercam, das alegrias que Deus nos proporciona? Estamos alegres por Ele e para Ele? Podemos contar as bênçãos e agradecer?
Você já pode agradecer pela salvação? Eu posso pois que um dia aceitei a Jesus como meu salvador e remidor, e entreguei minha vida para que Ele a possa conduzir. Se você desejar pode fazer o mesmo. Basta crer em Cristo e em seu imenso amor!
Léo Lima

segunda-feira, 2 de maio de 2011

ALEGRIA NO LABOR

Com um dia de atraso lembro que ontem foi comemorado o Dia do Trabalho. O trabalho é uma das coisas mais benéficas para o ser humano. Quando temos o que fazer sentimo-nos felizes e realizados. Em especial quando o trabalho que realizamos dá-nos prazer. Jesus disse que "O Pai trabalha até agora e eu trabalho também." (João 5.17).
"Quando o Deus Eterno nos trouxe de volta para Jerusalém, parecia que estávamos sonhando. Como rimos e cantamos de alegria! então as outras nações disseram: "O Deus Eterno fez grandes coisas por eles!" Sim, o Eterno fez grandes coisas por nós, e por isso estamos alegres." (Salmos 126.1-3 - Bíblia na Linguagem de Hoje).
O dia de ontem, primeiro de maio, é considerado o dia do trabalho, no mundo inteiro. Muitos dizem que o trabalho veio após o pecado. Entretanto, se nos reportarmos para o livro de Gênesis, veremos que muito antes de pecar o homem havia recebido incumbências de Deus, como cuidar do jardim, dar nomes às coisas, animais, etc.
O trabalho é aquela atividade que proporciona equilíbrio ao ser humano. É ele que leva às grandes realizações nas mais diversas atividades. Hoje, podemos ver pessoas vivendo até do esporte. Mas também nesta atividade se precisa ter uma disciplina muito rígida. É preciso trabalhar, pelo menos, oito horas diárias para que um desportista esteja pronto para defender sua bandeira. Seja ela qual for.
O verso acima mostra um povo que, após muito sofrimento, festeja. Um povo trabalhador que caiu nas mãos de inimigos e viveu prisioneiro por muitos anos. Agora cantava agradecendo as grandes coisas que Deus havia feito a eles. Deus estava libertando-os, eles queriam trabalhar, queriam plantar em terra própria. Eles agradeciam as alegrias que conseguiam antever. Deus estava fazendo-lhes grandes coisas. Hoje, temos muito mais para agradecer, temos condições para trabalhar, temos liberdade de escolher onde e como desejamos residir. Deus concede-nos muito mais que aquele povo sofrido possuía, e como temos lhe agradecido? Estamos como os que sonham? É preciso agradecer a cada dia por podermos trabalhar para conseguirmos aquilo que desejamos. Deus nos dá muito além do que merecemos.
E você, já possui esta convicção de que Deus faz grandes coisas em sua vida? Se não, procure contemplar toda a obra das mãos divinas.
Léo Lima