COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

sábado, 31 de dezembro de 2016

QUE EU FIZ?

Esta poesia já compartilhei em outros finais de ano, mas senti o desejo de postar novamente. Temos 365 dias ao nosso dispor, se esta for a vontade de Deus. Que possamos pensar e colocar todos os dias que teremos de presente para adorarmos de coração limpo ao Rei dos reis e Senhor dos senhores. Louvado seja Deus! Vale refletir...

Último dia...
Genuflexo, pensativo
O homem permanece
Introspectivo,
Mescla de alegria que logo fenece...
Quando aos seus olhos
Aparece, em meio aos abrolhos,
O seu dia a dia, que anoitece.
Lentamente escurece...
O ano termina.
E ele se recrimina,
Se amofina,
Até desatina...
Descem as lágrimas
Que são como rimas
Da sua dor.
Do seu amargor.
Em dissabor somente
O ser descontente:
“Que hei feito deste ano?
Foram muitos os desenganos...”
“Quanto, meu Deus, deixei de fazer,
Do Teu nome engrandecer?
Quantas vezes Senhor, deixei-me levar
Pelo verbo Negar!
Pelo Verbo Divagar...
Sem conjugar
O verbo Perceber,
O verbo Conceder,
O verbo Compartilhar,
O verbo Retroceder,
O verbo AMAR!
Oh, Senhor! Perdoa esta criatura,
Que Te fez muitas juras,
Que mais Te procura
Quando sofre agruras!
“Que a partir deste alvorecer
Possa eu permanecer
Contigo somente ir vivendo,
De tudo me desprendendo...
E que a todo amanhecer
Possa eu agradecer
Sem muito a recriminar.
Sem muito a chorar.
Vendo-Te ao meu lado
Falando, ou mesmo calado.
Que eu compreenda,
À Tua vontade me renda.
Pois sei, terei como prenda
Um louro singular,
Imorredouro em Teu lar.
Seja o meu dia a dia
Deste ano que inicia
Neste dia que anuncia
Sempre um tesouro
Pela Tua companhia!...

Léo Lima

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

REVESTIR COM AMOR

Portanto, agora existem estas três coisas: a fé, a esperança e o amor. Porém a maior delas é o amor”. (I Coríntios 13.13).
Os dias que estamos vivendo fazem com que o espírito de cada pessoa esteja voltado de alguma forma para o espiritual. Hoje e amanhã, cada um a sua maneira, recordamos o ano vivido e tudo que foi pensado para ele.
Nosso texto mostra as três situações que fazem parte das melhores emoções. Fé, esperança e o amor. Paulo falou sobre a fé. ‘Portanto, a fé vem por ouvir a mensagem, e a mensagem vem por meio da pregação a respeito de Cristo’. (Romanos 10.17).
Quanto à esperança ele mencionou seu pedido a Deus: ‘Peço que Deus abra a mente de vocês para que vejam a luz dele e conheçam a esperança para a qual ele os chamou. E também para que saibam como são maravilhosas as bênçãos que ele prometeu ao seu povo’. (Efésios 1.18).
Paulo diz que a maior das três coisas é o amor e diz ainda: ‘E, acima de tudo, tenham amor, pois o amor une perfeitamente todas as coisas’. (Colossenses 3.14). É verdade. Vale a pena pensarmos mais nestas três coisas e escolhermos viver cada dia revestidos pelo amor divino.

Léo Lima

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

UNIDOS COM O SENHOR

E afirmo a vocês que isto também é verdade: todas as vezes que dois de vocês que estão na terra pedirem a mesma coisa em oração, isso será feito pelo meu Pai, que está no céu. Porque, onde dois ou três estão juntos em meu nome, eu estou ali com eles”. (Mateus 18.19-20).
O apóstolo Paulo menciona que fomos aceitos por Deus através da nossa fé e lembra que devemos nos firmar cada vez mais no Senhor. ‘Agora que fomos aceitos por Deus pela nossa fé nele, temos paz com ele por meio do nosso Senhor Jesus Cristo. Foi Cristo quem nos deu, por meio da nossa fé, esta vida na graça de Deus. E agora continuamos firmes nessa graça e nos alegramos na esperança de participar da glória de Deus’. (Romanos 11-2).
E João lembra que podemos ter certeza da nossa união com o Senhor é que fomos agraciados com a presença do Seu Espírito em nós. ‘A razão por que podemos ter a certeza de que vivemos unidos com Deus e de que ele vive unido conosco é esta: ele nos deu o seu Espírito’. (I João 4.13).
Desta forma se o Espírito de Deus vive em nós somos o templo do Senhor e por isso devemos nos unir cada vez mais. ‘Certamente vocês sabem que são o templo de Deus e que o Espírito de Deus vive em vocês’. (I Coríntios 3.16). Assim, nossas orações serão ouvidas e o Senhor está presente em nós conforme Ele mesmo prometeu: ‘Porque, onde dois ou três estão juntos em meu nome, eu estou ali com eles’.

Léo Lima

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

RECONHECIMENTO

Que todos os povos louvem a Deus com gritos de alegria! Cantem hinos de louvor a ele; ofereçam a ele louvores gloriosos. Digam isto a Deus: - Como são espantosas as coisas que fazes! O teu poder é tão grande, que os teus inimigos ficam com medo e se curvam diante de ti. O mundo inteiro te adora e canta louvores a ti; todos cantam hinos em tua honra”. (Salmo 66.1-4).
Grandes homens de Deus procuraram engrandecer ao Senhor. Jeremias mostra seu reconhecimento da grandiosidade de Deus.  ‘Ó Senhor Deus, não há ninguém igual a ti. Tu és grande, e o teu nome é poderoso. Quem não te respeitará, ó Rei de todas as nações? Tu mereces todo o respeito. Não há ninguém como tu entre todos os sábios das nações’. (Jeremias 10.6-7).
Isaías lembra seu povo a eternidade do Senhor e reconhece ser Ele o Criador. ‘Será que vocês não sabem? Será que nunca ouviram falar disso? O Senhor é o Deus Eterno, ele criou o mundo inteiro. Ele não se cansa, não fica fatigado; ninguém pode medir a sua sabedoria’. (Isaías 40.28).
Moisés mostra que Deus trata a todos da mesma maneira e que Ele é Deus justo. ‘Pois o Senhor, nosso Deus, está acima de todos os deuses e autoridades. Ele é grande, poderoso e causa medo. Ele trata a todos igualmente e não aceita presentes para torcer a justiça’. (Deuteronômio 10.17). E nós, como estamos reconhecendo Deus? Ele é honrado na nossa vida de tal maneira que todos vejam que Ele é o Senhor? Louvemos e adoremos ao Senhor dos senhores.

Léo Lima

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

MISERICÓRDIA COMPARTILHADA

Por causa do teu amor, ó Deus, tem misericórdia de mim. Por causa da tua grande compaixão apaga os meus pecados. Purifica-me de todas as minhas maldades e lava-me do meu pecado”. (Salmo 1-2).
Nós pedimos. A cada necessidade que temos vamos até o Senhor e pedimos. João mostra aos cristãos que quem ama a Deus se preocupa com aqueles que têm falta de alguma coisa. ‘Se alguém é rico e vê o seu irmão passando necessidade, mas fecha o seu coração para essa pessoa, como pode afirmar que, de fato, ama a Deus’? (I João 3.17).  Repartir as coisas foi a principal atitude dos novos irmãos após Jesus voltar para os céus.
Paulo recomendou que é preciso afastar o egoísmo de nosso interior. ‘Pelo contrário, sejam bons e atenciosos uns para com os outros. E perdoem uns aos outros, assim como Deus, por meio de Cristo, perdoou vocês’. (Efésios 4.32). Então é preciso prestar atenção para com aqueles que vemos e fazer nosso melhor por eles.
Para vivermos a misericórdia divina na sua totalidade precisamos amar a todos. ‘Finalmente, que todos vocês tenham o mesmo modo de pensar e de sentir. Amem uns aos outros e sejam educados e humildes uns com os outros. Não paguem mal com mal, nem ofensa com ofensa. Pelo contrário, paguem a ofensa com uma bênção porque, quando Deus os chamou, ele prometeu dar uma bênção a vocês’. (I Pedro 3.8-9).

Léo Lima

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

HONRA E GLÓRIA

Por isso Deus deu a Jesus a mais alta honra e pôs nele o nome que é o mais importante de todos os nomes, para que, em homenagem ao nome de Jesus, todas as criaturas no céu, na terra e no mundo dos mortos, caiam de joelhos e declarem abertamente que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus, o Pai”. (Salmo 37.9-11).
Tal honra nenhum ser vivente recebeu do Altíssimo. Jesus Cristo, o Filho único de Deus foi declarado digno da mais alta honraria. Ele É o Senhor! Dar honra a alguém significa apreciar, dar valor e venerar essa pessoa. Nas nossas vidas, devemos aprender a dar honra a quem merece.
A recomendação de Paulo ao seu aluno Timóteo foi de honrar e glorificar a Deus. Ao Rei eterno, imortal e invisível, o único Deus – a ele sejam dadas a honra e a glória, para todo o sempre! Amém’. (I Timóteo 1.17). Que saibamos glorificar ao Senhor conforme orientação da Palavra de Deus.
O salmista mostrou que Deus honrou a Jesus Cristo e muito mais nós devemos fazê-lo em primeiro lugar, devemos dar honra ao Senhor, porque Ele é digno. Então ouvi todas as criaturas que há no céu, na terra, debaixo da terra e no mar, isto é, todas as criaturas do Universo, que cantavam: - Ao que está sentado no trono e ao Cordeiro pertencem o louvor, a honra, a glória e o poder para todo o sempre’. (Apocalipse 5.13).

Léo Lima

sábado, 24 de dezembro de 2016

NOME SOBRE TODO NOME

Pois já nasceu uma criança, Deus nos mandou um menino que será o nosso rei. Ele será chamado de ‘Conselheiro Maravilhoso’, ’Deus Poderoso’, ‘Pai Eterno’, ‘Príncipe da Paz’. Ele será descendente do rei Davi; o seu poder como rei crescerá, e haverá paz em todo o seu reino. As bases do seu governo serão a justiça e o direito, desde o começo e para sempre. No seu grande amor, o Senhor Todo-Poderoso fará com que tudo isso aconteça”. (Isaías 9.6-7).
A mais linda parte da promessa divina em que Ele destaca os nomes que o Messias comemorado teria. Ficamos com nossos corações gratos por podermos vivenciar esta promessa que se cumpriu ao chegar entre cantos de anjos o Príncipe da Paz. Paz é o que Ele nos deixou antes de retornar ao Pai.
O nome do Senhor é o mais louvado e foi Deus quem fez isso: ‘Por isso Deus deu a Jesus a mais alta honra e pôs nele o nome que é o mais importante de todos os nomes, para que, em homenagem ao nome de Jesus, todas as criaturas no céu, na terra e no mundo dos mortos, caiam de joelhos e declarem abertamente que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus, o Pai’. (Filipenses 2.8-11).
Que saibamos honrar e glorificar tão grande amor demonstrado pelo Senhor desde a fundação do mundo já havia planejado a restauração do caos. Que não nos esqueçamos: ‘Ponham a sua esperança no Senhor e obedeçam aos seus mandamentos. Ele lhes dará a honra de possuírem a Terra Prometida’. (Salmo 37.34).

Léo Lima

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

CANTANDO A SALVAÇÃO

Eu não me envergonho do evangelho, pois ele é o poder de Deus para salvar todos os que creem, primeiro os judeus e também os não-judeus. Pois o evangelho mostra como é que Deus nos aceita: é por meio da fé, do começo ao fim. Como dizem as Escrituras Sagradas: - Viverá aquele que, por meio da fé, é aceito por Deus”. (Romanos 1,16-17).
Estamos nos aproximando do dia em que comemoramos o Natal de Jesus. Esta data é muito festejada. Entretanto, a forma e o motivo que são festejados deixam distante do que deveria ser. O nascimento de uma vida é um milagre. E o Deus menino que se fez homem para viver entre nós e cumprir a sua missão. Oferecer a salvação a todo o que crer. O poder da vida eterna se fez através de um nascimento festivo e uma vida de obediência.
Quando experimentamos o poder de Deus nas nossas vidas, tudo se transforma. Mais de uma vez tenho ouvido Deus dizer que o poder é dele e o amor, também. Tu, ó Senhor, recompensas cada um de acordo com o que faz’. (Salmo 62.11-12). Como é bom nos lembrarmos de que temos em Deus a certeza de que podemos todas as coisas no Senhor que nos dá a força.
Bom é estarmos firmados no Senhor por meio da fé. ‘Pois o Senhor, seu Deus, está com vocês; ele é poderoso e os salvará. Deus ficará contente com vocês e por causa do seu amor lhes dará nova vida. Ele cantará e se alegrará’. (Sofonias 3.17). Que a nossa alegria seja comemorar as festas anunciando que o Senhor é poderoso para salvar.

Léo Lima

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

TRIBUTO DEVIDO

O Senhor Deus diz: - Tudo o que o meu servo fizer dará certo; ele será louvado e receberá muitas homenagens. Muitos ficaram horrorizados quando o viram, pois ele estava tão desfigurado, que nem parecia um ser humano. Mas agora muitos povos ficarão admirados quando o virem, e muitos reis não saberão o que dizer.
Pois verão coisas de que ninguém havia falado, entenderão aquilo que nunca tinham ouvido”. (Isaías 52.13-15).
O Senhor afirma que aquele que viria faria todas as coisas darem certo. Mas ele mesmo afirma que toda a adoração a Ele é devida e não a nenhum outro. ‘Não adorem nenhum outro deus, pois eu, o Senhor, me chamo Deus Exigente e exijo que vocês adorem somente a mim’. (Êxodo 34.14). Jesus mesmo afirmou que devemos adorar ao Senhor. Podemos respeitar e admirar outras pessoas, mas jamais prestar culto a elas.Jesus respondeu: – As Escrituras Sagradas afirmam: Adore o Senhor, seu Deus, e sirva somente a ele’. (Lucas 4.8).
Outra afirmação do Senhor é que o Senhor Jesus seria colocado no trono. Ele diz: - Já coloquei o meu rei no trono lá em Sião, o meu monte santo’. (Salmo 2.6). Os planos divinos não falham. Portanto Ele cumpriu o que garantiu e Jesus deve ser entronizado nos nossos corações.
Adoração é amor e dedicação, reconhecendo Deus como senhor da vida. E como reconhecimento à vida eterna garantida por Ele, devemos tributar a honra e a glória ao Rei dos reis. Tributai ao Senhor a glória devida ao seu nome, adorai o Senhor na beleza da santidade’. (Salmo 29.2).

Léo Lima

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

FALAR COM DEUS

Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino. Seja feita a tua vontade, tanto na terra como no céu. O pão nosso de cada dia dá-nos hoje. Perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores. E não nos induzas à tentação, mas livra-nos do mal; porque teu é o Reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém!(Mateus 6.9-13).
Esta foi a oração que Jesus ensinou. Entretanto, antes disso Ele falou: ‘Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai, que vê o que está oculto; e teu Pai, que vê o que está oculto, te recompensará. E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que, por muito falarem, serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles, porque vosso Pai sabe o que vos é necessário antes de vós lho pedirdes’. (6-8). É possível ver que Jesus ensinou que a intimidade com Deus é prioridade. Oração é um ato de sinceridade e de amor.
A oração é um exemplo de como devemos orar: pedir perdão por nossos pecados, falar das nossas necessidades, solicitar livramento dos males do mundo e glorificar, sim enaltecer a Deus por tantas bênçãos que nos tem dado.
Entretanto, quando um grupo recita esta oração não ouvimos a menção da glorificação a Deus que existe no final dela. Geralmente ela é finalizada com, ‘mas livra-nos do mal. Amém’. O reconhecimento final ‘porque teu é o Reino, e o poder, e a glória, para sempre’ é omitido. Porque não reconhecemos a magnitude do Senhor em cada oração que fazemos? Que possamos orar de tal forma que sintamos quão privilegiados somos por podermos falar com Deus.

Léo Lima

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

UNIÃO DE AMOR

Vocês ouviram o que foi dito: - Ame os seus amigos e odeie os seus inimigos. Mas eu lhes digo: amem os seus inimigos e orem pelos que perseguem vocês, para que vocês se tornem filhos do Pai de vocês, que está no céu. Porque ele faz com que o sol brilhe sobre os bons e sobre os maus e dá chuvas tanto para os que fazem o bem como para os que fazem o mal”. (Mateus 5.43-45).
A prática do amor genuíno é muito difícil. Amar conforme Jesus manda requer uma grande intimidade com Deus, pois somente se estivermos vivendo o amor de Deus em nós seremos capazes de amor de acordo com o que Jesus ensinou.
O apóstolo Paulo enumera algumas atitudes que devem permear nossos costumes. ‘Quem ama é paciente e bondoso. Quem ama não é ciumento, nem orgulhoso, nem vaidoso. Quem ama não é grosseiro nem egoísta; não fica irritado, nem guarda mágoas. Quem ama não fica alegre quando alguém faz uma coisa errada, mas se alegra quando alguém faz o que é certo. Quem ama nunca desiste, porém suporta tudo com fé, esperança e paciência’. (I Coríntios 13.4-7).
O amor é a força mais intensa que há no mundo. É o ato que liga umas pessoas com as outras e com o Senhor. O amor adequado não depende de quem recebe amor. O amor é uma escolha poderosa. E, acima de tudo, tenham amor, pois o amor une perfeitamente todas as coisas’.  (Colossenses 3.14). Assim se escolhemos pelo amor de Deus em nós estaremos unidos ao Senhor e amaremos uns aos outros.

Léo Lima

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

TESTEMUNHAS DO AMOR

Todos aqueles que creem que Jesus é o Messias são filhos de Deus. E quem ama um pai ama também os filhos desse pai. Nós sabemos que amamos os filhos de Deus quando amamos a Deus e obedecemos aos seus mandamentos. Pois amar a Deus é obedecer aos seus mandamentos. E os seus mandamentos não são difíceis de obedecer”. (I João 5.1-3).
Obediência é uma prova de que um filho é uma pessoa que busca fazer as coisas da forma como ensinada. Jesus estava com seus discípulos e fez referência de que quem aceita e obedece aos mandamentos dele mostra amor. ‘A pessoa que aceita e obedece aos meus mandamentos prova que me ama. E a pessoa que me ama será amada pelo meu Pai, e eu também a amarei e lhe mostrarei quem sou’. (João 14.21).
Obedecer é a maneira como se mostra aceitação da Palavra de Deus e Jesus diz que essa pessoa será amada por seu pai, Deus. Muito mais esta promessa diz que Pai e Filho viverão com esta pessoa. ‘Jesus respondeu: – Se alguém me ama, guardará a minha palavra; e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada.’. (João 14.23).
Portanto, quem obedece aos mandamentos do Senhor vai brilhar com a luz divina e será testemunha do amor de Deus. ‘Assim também a luz de vocês deve brilhar para que os outros vejam as coisas boas que vocês fazem e louvem o Pai de vocês, que está no céu’. (Mateus 5.16).
Léo Lima

domingo, 18 de dezembro de 2016

ORAÇÃO OUVIDA

Ó Deus, salva-me pelo teu poder! Livra-me com a tua força. Ouve, ó Deus, a minha oração! Escuta as minhas palavras”. (Salmo 54.1-2).

O salmista clama para ser ouvido. Mas o profeta está recordando ao povo que a oração precisa ser feita com o coração puro e a alma em reverência ao Senhor. ‘Vocês estão pensando que o Senhor perdeu a força e não pode nos salvar? Ou pensam que ele está surdo e não pode nos ouvir? Pois são os pecados de vocês que os separam do seu Deus, são as suas maldades que fazem com que ele se esconda de vocês e não atenda as suas orações’. (Isaías 59.1-2).

Já Paulo mostra que é necessário um coração grato a Deus em cada petição feita. ‘Não se preocupem com nada, mas em todas as orações peçam a Deus o que vocês precisam e orem sempre com o coração agradecido’. (Filipenses 4.6).

Eis que Pedro diz que Deus está atento às pessoas honestas e que fazem o bem. ‘Quem quiser gozar a vida e ter dias felizes não fale coisas más e não conte mentiras. Afaste-se do mal e faça o bem; procure a paz e faça tudo para alcançá-la. Pois o Senhor olha com atenção as pessoas honestas e ouve os seus pedidos, porém é contra os que fazem o mal’. (I Pedro 3.10a-11). Quando oramos o que se passa em nosso coração, na nossa alma? É preciso estarmos diante do Senhor com pureza, reverência, gratidão e honestidade.

Léo Lima

sábado, 17 de dezembro de 2016

CANTAR COM ALEGRIA

As benignidades do Senhor cantarei perpetuamente; com a minha boca manifestarei a tua fidelidade de geração em geração”. (Salmos 89.1).

Todos os grandes homens de Deus foram homens débeis, mas que realizaram grandes empreendimentos, porque Deus levou em conta os seus esforços e fidelidade’. (J. Hudson Taylor). A fidelidade é uma virtude que deve estar arraigada na mente de cada ser humano. Às vezes vemos pessoas frágeis em seu corpo físico, mas geralmente, são pessoas que realizam grandes empreendimentos, como disse o pensador. Estas pessoas colocam a fidelidade como prioridade em suas vidas.
O salmista canta as benignidades de Deus. As misericórdias do Senhor são incontáveis e elas nos surpreendem a cada dia que vivemos. Especialmente, se colocamos nossa confiança Nele. Elas, as misericórdias, se renovam a cada dia conforme promessa de Deus na poesia de Jeremias: ‘O amor do Senhor Deus não se acaba, e a sua bondade não tem fim. Esse amor e essa bondade são novos todas as manhãs; e como é grande a fidelidade do SENHOR’! (Lamentações 3.22-23).
Deus, com seu amor infinito, mostra-nos que não pode haver nada que se compare ao seu amor. O amor de Deus nos preenche a partir do momento em que confiamos e cremos que podemos usufruir da salvação para a vida eterna. A fidelidade de Deus se manifesta a cada dia em que vivemos e sentimos quão fracos somos se formos depender de nós e nossa força.
É por este motivo que o salmista canta com alegria e lembra as benignidades de Deus. Quem já viveu o momento maior da vida que é a experiência da transformação de uma vida de pecado, para a vida resgatada pelo amor de Deus por Jesus Cristo, é que pode cantar da mesma forma que o salmista cantou. Você já canta desta forma?

Léo Lima

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

DE CORAÇÃO

Mais de uma vez tenho ouvido Deus dizer que o poder é dele e o amor, também. Tu, ó Senhor, recompensas cada um de acordo com o que faz”. (Salmo 62.11-12).
Davi reconhece que todo poder vem do Senhor. Assim o verdadeiro prêmio não depende da consideração de outras pessoas. Ao fazermos uma coisa boa em segredo ou a quem não consegue pagar é Deus quem nos recompensa. Desta forma devemos fazer o que é bom o tempo todo, para alegrar a Deus.
Paulo confirma isso quando disse aos cristãos de Colossos. ‘O que vocês fizerem, façam de todo o coração, como se estivessem servindo o Senhor e não as pessoas. Lembrem que o Senhor lhes dará como recompensa aquilo que ele tem guardado para o seu povo, pois o verdadeiro Senhor que vocês servem é Cristo’. (Colossenses 3.23-24).
Sim. É isto mesmo, a verdadeira recompensa está reservada a todos os que fazem as coisas como se fosse para o Senhor. Ele virá e trará o prêmio de acordo com a profecia de Isaías: ‘O Senhor Deus vem vindo cheio de força; com o seu braço poderoso, ele conseguiu a vitória. E ele traz consigo o povo que ele salvou’. (Isaías 40.10).

Léo Lima

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

BÊNÇÃOS IMEDIATAS

Depois que acabou de falar com Jó, o Senhor disse a Elifaz, da região de Temã: – Estou muito irado com você e com os seus dois amigos, pois vocês não falaram a verdade a meu respeito, como o meu servo Jó falou. Agora peguem sete touros e sete carneiros, levem a Jó e ofereçam como sacrifício em favor de vocês. O meu servo Jó orará por vocês, e eu aceitarei a sua oração e não os castigarei como merecem, embora vocês não tenham falado a verdade a meu respeito, como Jó falou”. (Jó 42.7-8).
Ontem refletimos sobre o arrependimento que Jó manifestou a Deus. Neste texto é possível ver que claramente Deus perdoou a Jó e lhe deu uma missão. Orar por aqueles que de certa forma o censuravam.
Como Jó confessou a Deus os seus pecados e Deus mostrou sua fidelidade e justiça, a cada um que se curva diante do Senhor e confessa é perdoado e purificado. ‘Se confessarmos os nossos pecados ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça’. (1 João: 1.9).
Jó mostrou bondade e obediência quando fez a oração por seus amigos. Paulo aconselhou: ‘Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo’. (Efésios: 4.32).Depois que Jó acabou de orar pelos seus três amigos, o Senhor fez com que ele ficasse rico de novo e lhe deu em dobro tudo o que tinha tido antes’. (Jó 42.10). Deus abençoa a pessoa que obedece e faz o que Ele manda.

Léo Lima

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

ARREPENDIMENTO

Eu reconheço que para ti nada é impossível e que nenhum dos teus planos pode ser impedido. Tu me perguntaste como me atrevi a pôr em dúvida a tua sabedoria, visto que sou tão ignorante. É que falei de coisas que eu não compreendia, coisas que eram maravilhosas demais para mim e que eu não podia entender. Tu me mandaste escutar o que estavas dizendo e responder às tuas perguntas. Antes eu te conhecia só por ouvir falar, mas agora eu te vejo com os meus próprios olhos. Por isso, estou envergonhado de tudo o que disse e me arrependo, sentado aqui no chão, num monte de cinzas”. (Jó 42.2-6).
As palavras do texto inicial são resposta que Jó deu a Deus depois que o Senhor fez várias indagações a ele.  ‘Jó, você desafiou a mim, o Deus Todo-Poderoso. Vai desistir ou vai me dar uma resposta’? (40.2). É possível ver que na sua humildade Jó reconhece que somente o Senhor tem o Poder sobre todas as coisas, e se mostra na sua pequenez e coloca o seu arrependimento.
O arrependimento deve nascer no coração mas é declarado na vivência. Pois, quem se arrepende tem uma atitude distinta: é humilde como o servo Jó que sempre tentou fazer o que ele achava ser correto para agradar a Deus. Depois de ser grandemente interpelado pelos amigos ele vacilou e agora diante de Deus o arrependimento é a tônica essencial dos seus sentimentos.
Jesus mesmo disse que para que haja salvação é necessário o arrependimento. ‘Jesus respondeu: – Os que têm saúde não precisam de médico, mas sim os doentes. Eu não vim para chamar os bons, mas para chamar os pecadores, a fim de que se arrependam dos seus pecados’. (Lucas 5.31-32). E nós, quantas vezes nos pegamos entristecendo o Senhor?

Léo Lima