COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

sábado, 17 de dezembro de 2016

CANTAR COM ALEGRIA

As benignidades do Senhor cantarei perpetuamente; com a minha boca manifestarei a tua fidelidade de geração em geração”. (Salmos 89.1).

Todos os grandes homens de Deus foram homens débeis, mas que realizaram grandes empreendimentos, porque Deus levou em conta os seus esforços e fidelidade’. (J. Hudson Taylor). A fidelidade é uma virtude que deve estar arraigada na mente de cada ser humano. Às vezes vemos pessoas frágeis em seu corpo físico, mas geralmente, são pessoas que realizam grandes empreendimentos, como disse o pensador. Estas pessoas colocam a fidelidade como prioridade em suas vidas.
O salmista canta as benignidades de Deus. As misericórdias do Senhor são incontáveis e elas nos surpreendem a cada dia que vivemos. Especialmente, se colocamos nossa confiança Nele. Elas, as misericórdias, se renovam a cada dia conforme promessa de Deus na poesia de Jeremias: ‘O amor do Senhor Deus não se acaba, e a sua bondade não tem fim. Esse amor e essa bondade são novos todas as manhãs; e como é grande a fidelidade do SENHOR’! (Lamentações 3.22-23).
Deus, com seu amor infinito, mostra-nos que não pode haver nada que se compare ao seu amor. O amor de Deus nos preenche a partir do momento em que confiamos e cremos que podemos usufruir da salvação para a vida eterna. A fidelidade de Deus se manifesta a cada dia em que vivemos e sentimos quão fracos somos se formos depender de nós e nossa força.
É por este motivo que o salmista canta com alegria e lembra as benignidades de Deus. Quem já viveu o momento maior da vida que é a experiência da transformação de uma vida de pecado, para a vida resgatada pelo amor de Deus por Jesus Cristo, é que pode cantar da mesma forma que o salmista cantou. Você já canta desta forma?

Léo Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário