COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

sábado, 31 de dezembro de 2016

QUE EU FIZ?

Esta poesia já compartilhei em outros finais de ano, mas senti o desejo de postar novamente. Temos 365 dias ao nosso dispor, se esta for a vontade de Deus. Que possamos pensar e colocar todos os dias que teremos de presente para adorarmos de coração limpo ao Rei dos reis e Senhor dos senhores. Louvado seja Deus! Vale refletir...

Último dia...
Genuflexo, pensativo
O homem permanece
Introspectivo,
Mescla de alegria que logo fenece...
Quando aos seus olhos
Aparece, em meio aos abrolhos,
O seu dia a dia, que anoitece.
Lentamente escurece...
O ano termina.
E ele se recrimina,
Se amofina,
Até desatina...
Descem as lágrimas
Que são como rimas
Da sua dor.
Do seu amargor.
Em dissabor somente
O ser descontente:
“Que hei feito deste ano?
Foram muitos os desenganos...”
“Quanto, meu Deus, deixei de fazer,
Do Teu nome engrandecer?
Quantas vezes Senhor, deixei-me levar
Pelo verbo Negar!
Pelo Verbo Divagar...
Sem conjugar
O verbo Perceber,
O verbo Conceder,
O verbo Compartilhar,
O verbo Retroceder,
O verbo AMAR!
Oh, Senhor! Perdoa esta criatura,
Que Te fez muitas juras,
Que mais Te procura
Quando sofre agruras!
“Que a partir deste alvorecer
Possa eu permanecer
Contigo somente ir vivendo,
De tudo me desprendendo...
E que a todo amanhecer
Possa eu agradecer
Sem muito a recriminar.
Sem muito a chorar.
Vendo-Te ao meu lado
Falando, ou mesmo calado.
Que eu compreenda,
À Tua vontade me renda.
Pois sei, terei como prenda
Um louro singular,
Imorredouro em Teu lar.
Seja o meu dia a dia
Deste ano que inicia
Neste dia que anuncia
Sempre um tesouro
Pela Tua companhia!...

Léo Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário