COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

TEIA DE ARANHA

"Amados, procurando eu escrever-vos com toda adiligência acerca da salvação comum, tive por necessidade escrever-vos, e exortar-vos a batalhar pela fé que uma vez foi dada aos santos." (Judas 3).

Algumas vezes me peguei olhando, admirada, para uma teia de aranha, onde um inseto luta para desvencilhar-se da armadilha tecida por sua proprietária. Ele se debate incansa- velmente até o fim, quando suas forças são vencidas pela superioridade do inimigo, geralmente, ele morre.

A nossa vida é uma constante batalha pela sobrevivência. São muitas as teias com que nos deparamos. Às vezes são tão espessas que nos sentimos quase impotentes. A luta é constante!

A fé tem sua origem, muitas vezes, na salvação por Jesus Cristo. E esta fé já é uma vitória. Batalhamos, por alvos invisíveis, e sabemos que a luta que temos a desenvolver é contra o inimigo de Deus. Satanás deseja vencer, e só conseguirá se dominar vida do crente.

Quando olhamos o inseto preso na teia, pode ser que ele seja maior que o seu inimigo, mas ele se encontra emaranhado, e por isto é-lhe difícil livrar-se e salvar-se. Se não soubermos direcionar a nossa fé, logo poderemos estar emaranhados em uma teia invisível que o inimigo constrói ao nosso redor.

E no texto temos o conseho: "...eu estava fazendo todo o possível para escrever a vocês a respeito da salvação que temos em comum. Então senti que era necessário escrever agora para animá-los a combater a favor da fé que, uma vez por todas, Deus deu ao seu povo." Esta recomendação é para todo aquele que deseja ser uma pessoa que mantém comunhão com o Senhor Jesus.

Precisamos ser cuidadosos tendo sempre a força divina a nos impulsionar. Muitas vezes esquecemo-nos de aspirar a fé, o crescimento e, quando as tormentas nos envolvem, inicialmente devagar, depois como que a nos tragar, sufocamos! Eis as dificuldades parecendo intransponíveis. É preciso batalhar enquanto temos a força de Deus em nós!

Busque a Deus agora! Ele deseja sua vida salva para todo o sempre. Ele quer que as teias sejam somente um desafio já vencido!
Léo Lima

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Hoje compartilho a poesia que deu nome ao meu livro'Vê'. Ela lembra que mesmo que estejamos totalmente perdidos o Senhor sabe onde estamos e o que necessitamos em cada momento. Que Ele possa estar vendo sua vida e abençoando grandemente cada momento seu. Convido você a VER!


Como náufrago em mar imenso
Sente a ânsia,
A sede, o abismo, jaz tenso,
Sem jactância...
Em total agonia, total aflição,
Total prostração...
 

Olha o céu, é somente céu e mar,
Conjunto de mar e céu!
Tenta, em vão, refletir, pensar.
Tudo cáos. Ao léu...
É um grande lençol azul e branco
Muito claro, tudo franco!...
 
Mas ele, sente-se lentamente sucumbir...
Com uma tábua na mão
Frágil, pequena, que não dá prá suprir
Todo seu corpo então...
Corpo doído, magoado, cansado.
Torturado...
 
VÊ. VÊ! Será verdade ou alucinação?
Uma pequena ilha...
E como que embriagado, em confusão
É jogado àquela trilha...
Por uma onda camarada, amiga...
Que não mais castiga!
 
O porto desejado, ansiado, esperado.
A terra da salvação
Lábios ressequidos, olhar esbugalhado,
O corpo em prostração...
Agora sente nascer doce esperança
feliz como a criança.
 
Isso mesmo ocorre em nossas vidas.
As angústias, aflições.
Tanto mal. As mais profundas feridas
Sangram os corações!
Neste viver segue o homem abrupto
Deveras mui corrupto.
 
Todavia em meio ao naufrágio constante
A ilha segura...
Como resposta ao grito retumbante
A voz calma, pura...
O homem VÊ. escuta. É Cristo!
"Por você fiz isto..."
 
Sim. Foi à rude cruz submetido
Nosso Mestre amado.
Pelas nossas aflições acometido,
Sacrificado...
Que um abrigo seguro, muito mais,
Amigo, Ele dá a paz!!!
Léo Lima

domingo, 29 de janeiro de 2012

DIVAGANDO

"Nem se dêem a fábulas ou genealogias intermináveis, que mais produzem questões do que edificação de Deus, que consiste na fé; assim o faço agora." (I Timóteo 1.4).

Conhecemos várias fábulas e nelas a existência de famosos reinos, onde o serviço real era rigorosamente executado pela criadagem. Nem sempre os súditos sentiam-se felizes ao executar a tarefa que lhes era imposta. O tratamento recebido, muitas vezes, não era agradável. Mas ocupavam-se sempre em cumprir à risca suas responsabilidades. Para nós, quando crianças, era interessante lermos ou ouvirmos fábulas.

No texto, a grande preocupação do apóstolo Paulo, ao escrever ao seu amigo Timóteo, foi de que os crentes de Éfeso estavam ocupando-se muito mais de fábulas, de genealogias, esquecendo-se do principal motivo que os unia, Jesus Cristo. Eles estavam usando muito tempo em questionamentos ineficazes, atrapalhando, desta forma, o crescimento espiritual em Cristo Jesus.

Muitas vezes surpreendemo-nos querendo discutir e questionar assuntos que não têm maior proveito para nossa vida. Vemos então que o nosso tempo está sendo "gasto" em divagações que nada contribuem para o crescimento da nossa fé. Perdemos momentos preciosos sem que as nossas aflições sejam amenizadas, sem que o nosso espírito seja nutrido.

Como está sua fé? O que você está fazendo para que não fique somente pensando naquilo que não edifica? É preciso estar alerta na busca de um maior relacionamento com Deus enquanto é tempo! E isto sem muitas divagações!

"Diga a essa gente que deixe de lado as lendas e as longas listas de nomes de antepassados, pois essas coisas só produzem discussões. Elas não têm nada a ver com o plano de Deus, que é conhecido somente por meio da fé." Procure viver uma fé para sua edificação e crescimento espiritual.
Léo Lima

sábado, 28 de janeiro de 2012

LIBERDADE

"Porque nós pelo espírito da fé aguardamos a esperança da justiça." (Gálatas 5.5). "E de tudo o que, pela lei de Moisés, não pudestes ser justificados, por ele é justificado todo aquele que crê." (Atos 13.39).

No texto acima entendemos que: "A justificação outorga ao crente o direito e a garantia da glória futura, a respeito da qual as Escrituras nos fornecem a promessa." (Christmas Evans).

Precisamos sentir que em meio à tão propagada justiça, deve estar como prioridade, a liberdade. O apóstolo Paulo, que com entusiasmo pregava esta liberdade, também exortava os crentes a conservá-la. E acima de tudo ele dizia que a lei não nos justifica mas sim, o sangue de Cristo. Jesus Cristo, o justo, nos traz a grandiosa graça libertadora. Todo aquele que crê é justificado pela fé. A partir do momento que temos fé, a esperança é como um raio que reflete em nosso viver! Não seremos justificados por méritos próprios, mas pela grandiosa justiça divina.

A Justiça que Deus fará a cada um de nós, será resultado da justificação outorgada por Jesus Cristo, que resultou de Sua morte e ressurreição. Cristo nos libertou dos nossos pecados. Liberdade e justiça se entrelaçam por Cristo Jesus. Mas, o sacrifício de Jesus é resultado do amor de Deus, o Pai. E sabemos que as misericórdias divinas se renovam a cada manhã para conosco!

Precisamos aprender a viver a liberdade em Cristo. Liberdade que nos permite chegarmos a Ele sem nada que nos intimide, pois através de nosso arrependimento, como ato imediato, a Sua Justiça já nos alcançou! E, como é bom vivermos uma vida cheia de esperança, na certeza de que temos um Deus Justo, que nos ama e cuida de nós a cada dia!

Eu vivo esta vida cheia de esperança e livre por Jesus. E você? Pode crer em Cristo como libertador de sua vida? Este é o momento propício, deixe Cristo libertar a sua vida. Creia que Ele pode salvá-lo.
Léo Lima

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

NO JARDIM

Posto hoje uma das poesias do meu livro 'Vê'. O meu desejo é que este seja mais um dia na prtesença do Senhor para a sua vida. Que Ele fale ao seu coração.

Quando terminou a oração estava cansado mas calmo...
Pois, Ele passou por grande aflição,
No jardim andou, palmo a palmo...
 

De repente uma turba feroz veio barrar-lhe o caminho
Pois Judas seria o algoz na morte de cruz e espinho!
 

Foi cruel Seu julgamento! Ele calado aceitando tudo...
Foi bem longo Seu tormento, mas continuou sempre mudo...
 

Quando já na cruz o Pai mostrou Sua glória no firmamento,
Saiu uma súplica, um ai somente por um momento.

 
Foi escarnecido, injuriado, foi cuspido, foi tudo horror!...
Mas enquanto era maltratado dizia: "Perdoa-lhes, Senhor!"
 

Diante do quadro trágico é como se o visse agora
Naquela rude cruz, estático, interceder por mim nesta hora!
 

Por que recusas tanto amor? Por que, é tudo gratuito?
Não vês o que sofreu Senhor somente por um intuito?
 

É de em Seu reino ver-te como Deus o imaginou,
E no jardim Ele ter-te Jardim que Ele mesmo criou!
Léo Lima

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

ESPERANÇA

"Porque nós pelo espírito da fé aguardamos a esperança da justiça." (Gálatas 5.5). "E de tudo o que, pela lei de Moisés, não pudestes ser justificados, por ele é justificado todo aquele que crê." (Atos 13.39).

No texto acima entendemos que: "A justificação outorga ao crente o direito e a garantia da glória futura, a respeito da qual as Escrituras nos fornecem a promessa." (Christmas Evans).

Precisamos sentir que em meio à tão propagada justiça, deve estar como prioridade, a liberdade. O apóstolo Paulo, que com entusiasmo pregava esta liberdade, também exortava os crentes a conservá-la. E acima de tudo ele dizia que a lei não nos justifica mas sim, o sangue de Cristo. Cristo, o justo, nos traz a grandiosa graça libertadora. Todo aquele que crê é justificado pela fé. A partir do momento que temos fé, a esperança é como um raio que reflete em nosso viver! Não seremos justificados por méritos próprios, mas pela grandiosa justiça divina.

A Justiça que Deus fará a cada um de nós, será resultado da justificação outorgada por Jesus Cristo, que resultou de Sua morte e ressurreição. Cristo nos libertou dos nossos pecados. Liberdade e justiça se entrelaçam por Cristo Jesus. Mas, o sacrifício de Jesus é resultado do amor de Deus, o Pai. E sabemos que as misericórdias divinas se renovam a cada manhã para conosco!

Precisamos aprender a viver a liberdade em Cristo. Esta liberdade que nos permite chegarmos a Ele sem nada que nos intimide, pois através de nosso arrependimento, como ato imediato, a Sua Justiça já nos alcançou! E, como é bom vivermos uma vida cheia de esperança, na certeza de que temos um Deus Justo, que nos ama e cuida de nós a cada dia!

Eu vivo esta vida cheia de esperança e livre por Jesus. E você? Pode crer em Cristo como libertador de sua vida? Este é o momento propício, deixe Cristo libertar a sua vida. Creia que Ele pode salvá-lo.
Léo Lima

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

PROCLAMAR

Hoje compartilho uma das minhas poesias. Ela foi escrita com intuito de que possamos refletir na nossa responsabilidade como cristãos: Proclamar o amor de Deus e compartilhar desse amor "Em nome do Senhor". Que Deus abençoe a sua vida.


De todas as formas
Em todos os lugares
Vidas perecem.
Seres humanos se embrutecem.
O amor e a alegria fenecem.
A paz e a esperança desaparecem.
Isto acontece ao nosso redor.
Desde o nascente do sol ao seu arrebol.
E na noite escura
Há sempre uma pessoa que procura conhecer algo diferente.
Tudo que a cerca é o distanciamento de muitos
Que a deixam sozinha no escuro...
Mas, muitas vezes, ela está muito perto de você meu irmão.
Ela só deseja conhecer o amor que se fala:
Jóia rara...
Ela só quer um pouco de atenção,
Quase nada então...
Dobre seu joelho diante do altar.
Busque em o Nome do Senhor,
Que é o Caminho,
Que é a Luz,
Que é o Pão da Vida,
Que é a videira verdadeira,
Que é o Bom Pastor,
Sair de si mesmo...
Sim. Ao sair de diante do altar do Senhor
E, em nome de Jesus o Caminho,
Reaja, mostra com ação
Que sua atitude é de coração.
Em nome de Jesus a Luz,
Fale que Ele já morreu na cruz!
Em nome de Jesus Pão da vida,
Reparta sua porção de comida!
Em nome de Jesus a Videira,
Mostre que a paz é verdadeira!
Em nome de Jesus o Bom Pastor,
Dê, só um pouco de amor!
Em nome do Senhor Jesus,
Ofereça a salvação
Ao velho, moço ou criança
Eles terão nova esperança.
Para que muitos os que, ouvindo, creiam no Nome do Senhor
Que é amor!
É vitória!
É alegria!
É paz!
É vida eterna!
Só você pode esta tarefa realizar!
Ao proclamar,
Testemunhar, mostrar,
Viver a nova vida de esperança!
Firmado em o Nome do Senhor dos senhores!
Em o Nome do Senhor que é amor!
Poderá mudar as coisas ao seu redor!
Evitará o pior!
Desfrutará de um mundo melhor!
Então ouvirá: “Vinde bendito de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo.”
Dai glórias ao Rei dos reis.
Bendizei ao Senhor dos senhores!
Ao dobrar seu joelho diante do altar,
E, em Nome do Senhor, sem demora, vamos proclamar!

Léo Lima

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

PEDIDO

Ao paramos para analizar sobre nossa fé, percebemos que ela é muito mais fraca e pequena do que imaginamos. Para caminharmos nesta vida, toda jornada que temos pela frente precisamos, às vezes, parar para avaliar o que estamos fazendo conosco.

 Em uma das conversas de Jesus com seus discípulos Ele os exortava sobre muitas coisas, inclusive o poder da fé. No Evangelho de Lucas 17.6 Ele diz: "Se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a esta amoreira: Desarraiga-te daquí, e planta-te no mar; e ela vos obedeceria." Quando lemos estas palavras podemos ver que não temos fé. Se a temos é tão pequena que às vezes nem mesmo nós podemos perceber. Sim, ter fé como um grão de mostarda é quase nada, mas com esse pouco nos seria possível realizar milagres em nome do Senhor. E, para obtermos essa fé tão necessária é preciso chegar diante do trono de Deus e pedir fé e em nome de Jesus. É preciso que esta oração seja uma súplica ardente e que brote de um desejo real.

O grão de mostarda! Era o menor grão existente na época, e, se pararmos para pensar verdadeiramente concluímos que pelas nossas obras a nossa fé, é praticamente nada. E seja qual for a quantidade de dias que vivermos, vamos usá-los para praticarmos esta necessidade vital para nós. Crescer de fé em fé!

Diante dos muitos conselhos de Jesus, que passava para os seus discípulos, como por exemplo o perdão, eles imediatamente falaram: "Senhor, acrescenta-nos a fé." Quando nós descobrimos o quanto é importante este dom, em momentos aflitivos, aí sim, corremos para Deus. Esta é uma corrida necessária, uma busca prioritária, mas que deve ser uma prática diária. Jesus mesmo prometeu: "O que pede, recebe; o que busca, encontra e ao que bate, abre-se-lhe." Sabemos que Ele, nosso Pai, está pronto a nos atender, a nos acrescentar, especialmente a fé, e muito mais do que imaginamos, nos será dado.

Precisamos estar a cada instante recebendo um Toque de Fé, que nos proporcionará a realização de grandiosas coisas no Senhor. Dádivas de Fé! São elas que irão acrescentar vitórias em nossa vida! Que possamos exercitar a fé que temos para que o nome do Senhor seja glorificado em nossas vidas!!!
Léo Lima

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

UM OLHAR


"E, quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, viu-o e disse-lhe: Zaqueu desce depressa, porque hoje me convém pousar em tua casa." (Lucas 19.5).
A linguagem mais conhecida, mais usada, mais penetrante e que não mente, é aquela transmitida por um olhar. Sem palavras, sem idiomas, sem nada sonante. Todavia, ela penetra no mais profundo do ser. Isso, entre pessoas falhas, criaturas com muitos erros. Imaginemos estar ante o olhar de Jesus Cristo.
Quando lemos o texto acima, não podemos fugir ao contexto para lembrarmos do pequeno Zaqueu que praticou uma atitude infantil, subir em uma árvore para ver Jesus. A sua atitude era própria da criança, não somente dada a sua estatura, mas com a ansiedade, a esperança da mesma. E para espanto da multidão, Zaqueu sentiu, viu o toque do olhar de Jesus. A alegria estava refletida em seu semblante pois conseguira ver Jesus! Murmurações foram ouvidas, sensuras pela atitude de Zaqueu e de Jesus. Jesus lhe dissera que iria ser seu hóspede. E como isto causava espanto, causava ciúmes. Alguns pensavam: "Jesus deveria ir à minha casa, eu que o sigo sempre..."
Como seria se hoje nós estivéssemos por alguns instantes ante o olhar de Jesus? Como seria ver Seus olhos a nos fitar? Mas Ele tem seus olhos fitos em nós, olhar que demonstra todo amor que Ele possui por nós. Sabemos que com os nossos olhos naturais não podemos ver Jesus, mas com os olhos da fé isto se torna possível.
Ele se manifesta ante nossos olhos em um dos pequeninos que estão perto de nós. Muitos até nos visitam. "Qualquer que receber um destes meninos em meu nome e mim me recebe; e qualquer que a mim me receber, recebe, não a mim, mas ao que me enviou." (Marcos 9.37). Portanto, é-nos possível contemplar o olhar de Cristo a nos fitar!
Que possamos exercitar o nosso olhar espiritual para contemplar o nosso Mestre entre nós! Você consegue ver Jesus? Ele está com os olhos fitos em você. Olhe para Jesus e aceite o amor que Ele lhe oferece.
Léo Lima

domingo, 22 de janeiro de 2012

PACIÊNCIA

"Eis que temos por bem-aventurados os que sofreram. Ouvistes qual foi a paciência de Jó, e vistes o fim que o Senhor deu; porque o Senhor é muito misericordioso e piedoso." (Tiago 5.11).

A flor de maio só florece uma vez ao ano...
Uma das virtudes mais difíceis de ser cultivada é, sem dúvida nenhuma, a paciência. Somos, por natureza, impacientes! Chegamos a nos desesperar por ela nos faltar. A inquietação em aguardar o tempo certo para cada coisa é realmente uma grande 'tortura'. A espera geralmente é aguçada pala curiosidade pertinente em nós. E, é esta curiosidade que nos tira a tranquilidade, pois desejamos saber, ver, enfim, descobrir o que está prestes a acontecer!

Falta-nos paciência com nossos filhos, com nossos cônjuges, com nossos irmãos, enfim, com todos que estão em contato conosco, aqueles com os quais mais diretamente nos relacionamos.

No texto acima lemos que são felizes os que perseveram firmes. Que se exercitam na arte da paciência, que procuram esta virtude como objetivo. Conhecemos o exemplo deixado por Jó, o 'Pai da paciência', sabemos também que o Senhor lhe permitiu passar por várias provações, pois Ele conhecia até onde Jó suportaria e que se portaria com dignidade. E mais, sabemos o final que o Senhor lhe deu muito mais do que tudo o que dantes possuía e que havia perdido!

É sabido que não é fácil ser paciente, mas precisamos ser compassivos para que tenhamos uma prática da paciência. Firmeza na Paciência! "Porque o Senhor é cheio de terna misericórdia, e compassivo."

Deus provê o necessário para todos que desejam, de coração, possuir a Sua misericórdia e compassividade. Você quer participar da misericórdia de Deus? Ele, por amor a você, enviou Jesus Cristo que pode outorgar a paz de Deus e toda a paciência que lhe é necessária para viver bem com aqueles que o cercam. Basta aceitar o amor imedido do Senhor e entregar sua vida nas mãos de Jesus que deseja salvá-lo.
Léo Lima

sábado, 21 de janeiro de 2012

CUIDADO

"Eis que eu envio um anjo diante de ti, para que te guarde neste caminho, e te leve ao lugar que te tenho aparelhado." (Êxodo 23.20).

Quando éramos crianças os anjos se nos apresentavam como o maior e mais bonito pássaro/homem jamais visto. Com suas plumagens alvas como a neve, o corpo com a forma humana, uma beleza inigualável! Já tive a oportunidade de sonhar com um anjo e no sonho conversávamos animadamente... Sabemos que nas fantasias infantis o anjo é uma das principais figuras e muitas crianças encontram-se com anjos em seus devaneios.

Deus prometeu: "Eu enviarei um anjo adiante de vocês para protegê-los na viagem e para levá-los ao lugar que lhes preparei." Esta promessa foi feita ao povo de Israel. Povo nascido de Abraão, o amigo de Deus, esteve cativo, escravizado, por longos anos no Egito, saindo do Egito desfrutava das grandiosas maravilhas de Deus, quando durante a sua libertação. Eram bênçãos indizíveis as que eles usufruíam quando da fuga. Entretanto, a idolatria estava entre eles, em seus corações. Após ditar Leis e normas de procedimento para o povo, apesar da incredulidade reinante entre eles, Deus mostrava seu amor através desta promessa.

Quando recordamos dos maus feitos deste povo, que recebia das mãos divinas tantas bênçãos, e que os privilégios eram ainda maiores, pois que a promessa era de uma proteção real, uma proteção relacionada com o acompanhamento do Senhor, por onde quer que eles fossem sentimos o quanto o ser humano se esquece dos benefícios recebidos e podemos concluir que isto é amor de Deus. O Senhor estava acompanhando-os com seus anjos, até o lugar que Ele mesmo havia separado para o povo.

Como é tranquilizante quando nos recordamos desta grandiosa promessa! Ela chegou até nós, para que dela façamos uso pois hoje tem a mesma intensidade daqueles dias. Podemos desfrutar desta angelical segurança pois é Deus mesmo que nos promete. Os seus anjos acampam-se ao redor dos que temem ao Senhor, e os livra!

Você quer fazer parte dos que têm os anjos de Deus ao seu redor? O Senhor pode enviar os seus anjos para livrar sua vida também. Basta aceitar a oferta de salvação que Jesus faz.
Léo Lima

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

AJUDA HOJE ALGUÉM

"Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus. (Mateus. 5.9) Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade." (I João 3.18).

Uma das maiores ambições do ser humano é desfrutar da felicidade. Este estado de espírito é loucamente procurado. E entre tantas buscas e desejos, ela, às vezes, passa sem ser percebida. Sim, para muitos a felicidade passa e só sentem seu leve roçar como a brisa matinal. A raridade com que as pessoas a reconhecem é que a faz ser tão ambicionada!

No sermão do monte, Jesus encontrava-se em uma elevação frente a uma grande multidão que ensinava. Pela narrativa de Mateus podia-se distinguir ao longe, no horizonte, sentir mesmo, a felicidade que as palavras de Jesus proporcionava aos seus ouvintes. Neste ponto, Ele ensinava como a pessoa pode ser feliz! Ou estava dizendo quem era feliz! "Felizes as pessoas que trabalham pela paz, pois Deus as tratará como seus filhos." Esta é uma das condições para ser feliz. Ser pacificador, trabalhar em favor da conciliação e harmonia entre as pessoas. Muitas vezes nós temos tudo para usufruir esta felicidade e não estamos tendo sabedoria suficiente para lidarmos uns com os outros. Assim deixamos de usufruir desta condição de filhos de Deus!

Algum tempo depois, João, o apóstolo do amor, nos exorta assim: "Meus filhinhos, o nosso amor não deve ser somente de palavras e de conversa. Deve ser um amor verdadeiro, que se mostra por meio de ações." Quem ama, amor verdade, amor com obras, este irradia paz! Quem é filho, é feliz, mas muito mais, aquele que distribui este sentimento de maneira adequada. Quem ama conforme o texto diz distribui a paz aos que o cercam. Esta pessoa é feliz!

Você já usufrui esta parcela da felicidade? Jesus disse que se você for pacificador, você será chamado filho de Deus. Ele quer lhe dar um espírito de pacificação, basta que você o deseje.

Se você estiver com o amor de Jesus Cristo em seu interior o espírito de paz fará parte do seu ser.  AJUDA HOJE ALGUÉM!
Léo Lima

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

FRUTOS

"Dizei aos justos que bem lhes irá, porque comerão do fruto das suas obras." (Isaías 3.10).

Não sei se você já viveu a felicidade de plantar uma semente. É possível observar o seu desenvolvimento sempre crescente. A emoção que nos domina é indescritível, pois estamos diante da transformação que ocorre a cada dia que passa e somos responsáveis pelo seu desenvolvimento, isto, se cuidarmos das pequenas coisas que vão proporcionar estas mudanças!

O Senhor disse que os justos deveriam comer dos frutos das suas obras. Todos devem trabalhar para se alimentar. O fruto, que é o resultado de um processo de trabalho, é consequência natural desta semente plantada e cultivada que dará muita alegria pelos frutos que dela surgirão! Para que a colheita seja profícua é necessário cultivar com determinação, constância e amor, quando então deverá haver uma colheita abundante!

Como é bom contemplarmos uma árvore por nós plantada! Em especial se ela é uma árvore frutífera, e, em determinada oportunidade começamos a colher os frutos. O nosso coração ora agradecido, tendo nas mãos o resultado do nosso trabalho muito bonito e saboroso!

O texto nos faz pensar que os salvos têem responsabilidade muito grande para com aqueles que ainda estão distantes de Jesus. A promessa do Senhor diz: "bem" se fará àqueles que estiverem anunciando a salvação! Como é bom sentirmos que o Senhor nos gratifica, mesmo que não mereçamos, pois devemos dizer a todos sem esperar um retorno. A recompensa é a demonstração da grandiosa misericórdia divina! Deveríamos anunciar o evangelho como gratidão e paixão pelos que estão distantes de Deus.

Entretanto, para que essa graça seja distribuída, é preciso que antes, a nossa árvore, nós, estejamos constantemente recebendo adubo novo, estejamos plantados juntos aos ribeiros do Senhor ou seja, estejamos cada dia mais perto de Deus. Como estão as nossas ações para com aqueles que necessitam ouvir sobre Deus? Os frutos da nossa vida podem ser oferecidos aos que têm fome? Nossas mãos estão estendidas?

Você já está plantado junto aos ribeiros de Deus? Ele quer dar-lhe a sombra constante que dele provém. Aceite esta oferta de amor.
Léo Lima

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

JESUS, O AMIGO

"Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa do meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito: vou preparar-vos lugar." (João 14.1,2).

Existe um sentimento entre as pessoas que é muito gratificante: o Amor-amizade. A grande alegria que desfrutamos quando podemos estar diante de um verdadeiro amigo é algo inesplicável.

Muito mais quando podemos sentir em um filho um amigo real, num irmão a liberdade de comunicação... São tantas as razões porque precisamos e gostamos de nutrir este sentimento, e, ainda mais, quando este vínculo é gratuito, apenas alicerçado no amor fraternal. A confiança é total e repousante. Todavia, às vezes, não sabemos porque sentimos uma estranha angústia e inexplicável saudade quando então o nosso coração se turba, se entristece!

Jesus tinha muitos amigos. Ele era amigo! "Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor de seus amigos." (João 15.13) A prova inconteste da amizade! A grande amizade de Jesus para com os seus discípulos quando Ele estava reunido antes da partida, e, percebeu a tristeza, a saudade antecipada que pairava entre eles. Logo surge com suas confortadoras palavras que convidava a um ânimo revigorante, a que a tristeza se afastasse deles, pois que somente precisavam crer no Mestre.

Jesus prometia com muito amor que Ele mesmo iria preparar um lugar ao seu lado na casa do Pai para todos eles. Jesus o amigo: ontem, hoje e eternamente!!!

Com Ele sentimos como é bom viver neste mundo mesmo tão cheio de incertezas, de ingratidões, de egoísmo, de desamor. Ao nos lembrarmos que possuímos alguém tão especial e precioso como Jesus, em quem podemos confiar, estar juntos e, mui especialmente, compartilhar então a paz chega! Isso é muito bom. Entretanto melhor é quando nos recordamos destas preciosas palavras de Jesus e podemos estar descansados de que Ele é hoje, o nosso amigo mais certo, especialmente nos momentos incertos!
Léo Lima

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

TEMPESTADES

"E invoca-me no dia da angustia; e eu te livrarei, e tu me glorificarás." (Salmos 50.15). "Andando eu no meio da angustia, tu me revificarás, estenderás a tua mão contra a ira dos meus inimigos, e a tua dextra me salvará." (Salmos 138.7).

Existem alguns dias em que nuvens negras escurecem a bela manhã. O dia torna-se triste, o ribombar de trovões ao longe anuncia que a chuva deverá cair. Um silvo, é o barulho do vento que principia sua corrida. Será forte o vendaval? Convenho temerosa: Não há perigo, minha casa é segura. Mas recordo-me que são milhares as casas que durante o vendaval oscilam, algumas caem... e o tempo segue deixando no seu rastro mortos e desabrigados! Estamos vivendo isto nestes dias.

Outra situação são aquelas manhãs que aos nossos olhos parecem nubladas, mesmo com o sol lá fora. As tribulações dilaceram como violento temporal, pois no fundo do ser a chuva começa a cair, são gotas pesadas, quentes... São os problemas. Então Deus aconselha-nos: "Invoca-me" e logo a seguir promete-nos: "Eu te livrarei" e ainda por experiência própria o salmista confirma: "Se ando em meio a tribulação, tu me refazes a vida; estendes as mãos contra a ira dos meus inimigos; a tua dextra me salva"

Jesus não disse que não teríamos problemas, ao contrário Ele disse que no mundo teríamos aflições. Entretanto, Jesus mesmo afirmou que Ele veio para vencer e nos dar a vitória. Como é gratificante sentir a proteção divina! Como é bom sentir que se pode descansar e esperar que a tribulação passará no momento em que confiamos plenamente de que o auxílio do Senhor é verdadeiro. Basta que invoquemos a Ele e o resultado da reposta que refaz a vida, respaldando as imperfeições que existem em nosso ser se fazem presentes. É necessário confiar plenamente, descansar tranqüilamente, numa atitude de confiança! Desta maneira estaremos vivendo o resultado persistente deste ato, nos encontraremos glorificando como disse o Senhor: "E tu me glorificarás". Como é bom prestarmos este culto que nasce do coração em harmonia conosco.

O Senhor é o refúgio nos momentos de tempestade. As intempéries se transformarão em perfeita bonança! Você deseja viver dias de bonança? Deus deseja que sua vida seja livre de todos os males que o mundo proporciona. Deixe-O residir em seu ser!
Léo Lima

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

ESCARLATE

"Vinde então, e arguí-me, diz o Senhor: ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã." (Isaías 1.18).

O pensamento leva-nos por caminhos distantes, estradas nunca percorridas, paisagens totalmente desconhecidas, sendas abertas, floridas!... A introspecção nos conduz a um mundo estranho, fechado até mesmo a nós, mundo algumas vezes mau, mesquinho. Somente ao adentrarmo-nos um pouco mais, percebemos que não nos conhecemos tão bem. A natureza humana por si só não é a coisa mais bonita.

O texto que lemos possui uma outra tradução em que é assim mencionado: "Vinde, pois, e arrazoemos..." este é um convite aberto para um sério ajustamento de contas, o que Jó havia pedido em 23:7 - "Ali o homem reto pleitearia com ele, e eu me livraria para sempre do meu juiz". Em nosso estado natural, antes da salvação por Jesus Cristo, precisamos ouvir este convite e aceitá-lo, e meditar junto ao Senhor. Fazermos, mesmo, uma avaliação de nossos atos interiores, e, por mais cheios de pecado que possamos estar, por mais que nossos pensamentos sejam como a "escarlate" vermelho, eles tornar-se-ão brancos como a neve. É esta a promessa que temos do nosso Pai!

Se procurarmos buscar o nosso Deus e junto a Ele fazermos uma análise, nos arrazoarmos, questionarmos e perguntarmos se a Justiça Divina que excede todo pensamento poderá transformar todos os momentos escuros em momentos de paz, saberemos que Ele mesmo se oferece a nos revestir da brancura da santidade! A redenção pela graça!!!

Você já desfruta da redenção pela graça de Deus? Se ainda não vive esta maravilhosa paz que é proporcionada pela certeza da salvação, você pode, agora mesmo, entregar sua vida ao senhorio de Jesus. Não questione mais. Aceite esta graça salvadora.
Léo Lima

domingo, 15 de janeiro de 2012

DOAR

"E quem der de beber ainda que seja um copo de água fria, a um destes pequeninos, por ser este meu discípulo em verdade vos digo que de modo algum perderá o galardão." (Mateus 10.42).

A sede é uma necessidade física que muitas vezes nos acomete de uma maneira insuportável. A boca ressequida, áspera, provocando até a falta de ar. Entretanto, uma das coisas mais baratas ainda hoje é a água, este precioso líquido. Ela é grande responsável pela vida. Sabemos que o nosso corpo é constituído de 70% de água. E quando esta é retirada resta pouco, ou quase nada, ficando um corpo sem vida! Um copo de água muitas vezes significa tudo para uma pessoa que necessita!

A água que estamos pensando é muito mais importante, pois que em nossa vida passam pessoas sequiosas de apenas um copo, e nós indiferentes passamos... ou deixamos passar... Elas desejam um Copo apenas de: um olhar, um sorriso, um cumprimento, um aceno, um toque nos ombros, uma palavra amiga, uma gota de amor... Prometido está: "Eu afirmo a vocês que isto é verdade: quem, apenas por ser meu seguidor, der ainda que seja um copo de água fria ao menor dos meus seguidores, certamente receberá a sua recompensa." ou seja, não perderá o seu galardão antes ajuntará tesouros no céu. Usufruirá das incontáveis bênçãos divinas. O que assim faz será o discípulo verdadeiro.

E como o apóstolo Paulo disse em Gálatas 6:9 - "E não nos cansemos de fazer o bem, pois a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido." Como é séria esta colocação do apóstolo, pois o que o homem semeia. COLHE, e ele precisa praticar sem deixar passar nenhuma oportunidade, enquanto é tempo!!! Dar um copo de água apenas...

Jesus oferece água para a vida eterna. Você quer beber dela? Ele diz que quem dela beber nunca mais terá sede. Sede da vida eterna, pois que ela está garantida ao que crer em Jesus.
Léo Lima

sábado, 14 de janeiro de 2012

RESPLANDECENDO

"Os entendidos, pois, resplandecerão, como o resplendor do firmamento; e os que a muitos ensinam a justiça refulgirão como as estrelas sempre e eternamente." (Daniel 12.3).


Poucas pessoas gostam da escuridão. Entretanto torna-se linda uma noite escura quando o céu é orvalhado por pequenos cristais que brilham mais que diamantes faiscantes. São as estrelas. Cada uma tem sua grandeza! Todas têm seu valor singular fazendo com que a beleza reine na noite escura! A distância dá-lhes a conotação de magia, pois sua luz, aos nossos olhos, torna-as encantadoras, tremeluzentes como se várias tonalidades delas caíssem faiscando!!!

O ser humano encontra-se entrando dia após dia em uma densa noite. O pecado que domina o mundo, que atrai multidões, obceca, cegando e envolvendo muitos que despercebidos caminham. Ele tolda a beleza dos homens!!!

Mas a promessa divina é: "Os mestres sábios, aqueles que ensinaram muitas pessoas a fazer o que é certo, brilharão como as estrelas do céu, com um brilho que nunca se apagará." Se pudéssemos ver através da escuridão teríamos poderes estranhos ao normal; mas se pudermos brilhar, através da beleza de Cristo, que deve habitar em nós, poderemos resplandecer e outros poderão ver a diferença! Somos escolhidos para resplandecer, para brilhar como as estrelas. Brilhar constantemente mostrando a salvação que temos em Cristo. Brilhar para que todos vejam o brilho de Cristo em nós! Brilhar ao compartilhar a Boa Nova de Salvação. Temos o privilégio de conhecer o Senhor que redime o homem do pecado e da maldade. Podemos ter um brilho singular que emana do Senhor! Precisamos continuar a ter a sabedoria inicial de quando o aceitamos como salvador que reina em nosso viver com plenitude!!!

Se você quiser, pode desfrutar desta promessa. Refulgir como as estrelas no céu! Ser como luzeiro tal as estrelas, sempre e eternamente!!! Deixe Deus colocar a luz do seu amor em você agora mesmo.
Léo Lima

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

MÃO AMIGA

"E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados por seu decreto." (Romanos 8.28).

Em certos momentos sentimos que as forças não serão suficientes para suportarmos o peso que determinada situação se apresenta ante nós, ou que nossos passos estão cansados, achamos dificuldade até para prosseguir. É então que, se levantarmos os olhos e contemplarmos cuidadosamente, poderemos distinguir que existe uma mão amiga estendida para nos dar o socorro necessário, e que esta mão tem o mesmo propósito, de cooperar para que os problemas sejam solucionados. Aí, as forças serão redobradas, a vontade de continuar cresce, pois que a mão amiga transmite alento!

A nossa existência é toda envolvida por acontecimentos inesperados, alegres, dolorosos e emocionantes. Entretanto, muitas vezes, não conseguimos explicar a nós mesmos a razão para que determinado fato esteja ocorrendo. Tão pouco podemos imaginar que determinados fatos reverterão em algo de muito bom!

Porém, se soubermos analisar os acontecimentos e, atentamente, procurarmos ver-lhes os resultados, poderemos perceber que as coisas realmente contribuem para o bem dos que amam a Deus. E, por mais que nos doam, por mais que nos machuquem, se em tudo procurarmos o consentimento do nosso Deus poderemos estar descansados de que somente benefícios ser-nos-ão acrescentados como disse o apóstolo Paulo: "Pois sabemos que todas as coisas trabalham juntas para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles a quem Ele chamou de acordo com o seu plano."

Deus quer contribuir com você em todos os momentos de sua vida. Ele deseja que a sua caminhada por este mundo seja sempre cheia de coisas que colaboram para o seu bem. Busque a Deus agora. Entregue sua vida a Ele e então você receberá o que deseja o seu coração.
Léo Lima

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

ELE É!

"Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente." (II Coríntios 4.17).

Muitas vezes, por não sabermos o porquê dos nossos deslizes, nós nos inquietamos e até indagamos: por que somos tão inconstantes assim como as ondas do mar que vão e vem e parecem beijar a areia macia da praia? Ela chega e logo se afasta... E por termos essa natureza é que a angústia nos visita tantas vezes, mesmo que não a busquemos!

As ondas do mar às vezes chegam à praia acariciando-a imperceptivelmente, outras rugindo com voracidade assustadora! Assim a nossa vida interior pode ser comparada a tamanhas variações quando passamos por momentos, exteriormente, incompreensíveis. Mas o que disse o apóstolo Paulo pode ser entendido como 'opera para nós mais e mais além das medidas' e é este o refrigério. É possível compreender a agonia dos sofrimentos que vivemos mas ao lembrarmos da glória que está por vir quando enfim iremos compartilhar com Cristo da sua glória e estarmos ao Seu lado no céu. Um peso eterno de glória, acima de toda comparação. As nossas variações e tribulações resumir-se-ão assim em incomparável glória!

A vida de cada um oferece momentos de incomparável glória desde já quando é vivida na presença real do nosso Deus, até os momentos difíceis transformam-se em pleno regozijo ante a manifestação festiva da infinita paz que recebemos do nosso Deus. Ele é real, é fiel e é leal!!!

Deus deseja ser tudo para você também. Se você crer que a tribulação é leve e momentânea e crer no seu amor imedido, desfrutará desta incomparável gloria. A glória de Deus por Jesus Cristo.
Léo Lima

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

COMO AS ÁGUAS

"Porque te esquecerás dos trabalhos, e te lembrarás deles como das águas que já passaram." (Jó 11.16). "Porque a sua ira dura um só momento; no seu favor está a vida. O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã." (Salmos 30.5).

Muitas vezes ao acordarmos pela manhã nos indagamos se sonhamos ou não. Outras vezes, sem que queiramos, o sonho é muito nítido em nossa mente e, curiosamente ficamos a questionar esta maravilhosa experiência. Sonhar com algo bom é gratificante, entretanto quando acordamos em alta madrugada despertados por um pesadelo, sentimos um grande alívio pois descobrimos que não passou de um sonho... então, um grande peso é retirado de nós e nossas emoções voltam à normalidade.

Geralmente fazemos suposição que a nossa vida é quase toda permeada pelo sofrimento, e com isto, passamos a sofrer cada dia mais. Precisamos ver as pequenas coisas que Deus nos proporciona a cada dia.

É sabido que a nossa vida não pode ser vivida somente através de sonhos dormindo ou acordados. O sonho pode ser uma experiência gratificante, e até pensamos que precisamos viver os sonhos que sonhamos para sermos felizes. Mas prometido está que Deus não fica guardando sua ira para nos punir e a Palavra de Deus afirma que assim como o choro pode durar a noite inteira é sabido que nos renova com alegrias pela manhã. Mas a promessa no texto de Jó vai além quando fala que os sofrimentos serão esquecidos como as águas que passam. Sabemos que nosso Deus nos repreende e nos exorta nos momentos precisos. Se vermos, se percebermos que o Seu favor dura a vida toda e se renova a cada manhã passaremos pelos momentos difíceis e seremos felizes. E assim constataremos como Ele é fiel e sentiremos nossos males passarem como as águas dos rios que se vão...
A promessa é para você também. Deus deseja que você desfrute dos favores que hoje usufruímos. Basta para isso crer em seu amor redentor. Jesus Cristo pode e deseja redimir a sua vida. Creia Nele e no infinito amor que Ele tem por você.
Léo Lima

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

COMPANHEIRO

"Porque assim diz o alto e o sublime, que habita na eternidade, e cujo nome é santo: Num alto e santo lugar habito, e também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos, e para vivificar o coração dos contritos." ( Isaías 57.15).

Existem pessoas que têm necessidade de estar com a casa repleta de pessoas para sentirem-se bem! São pessoas que sentem medo da solidão! Elas, muitas vezes, não conseguem estar a sós pois que sentem um vácuo muito grande dentro de si e, só se sentem tranqüilas quando estão cercadas por muitas pessoas, muito movimento! Mesmo assim, com tantos acontecimentos, tantas atividades que nos ocupam o dia a dia, existem momentos em que a nossa casa interior acha-se vazia... o espírito abatido. Pode haver muita gente, pode haver muito ruído, mas nada que venha do exterior satisfaz!

Realmente, não afirmamos que, sempre que alguém precisa ter pessoas por perto, quer dizer que ela não consegue conviver consigo mesma, mas existe um vazio desconhecido para ela, e como é difícil vê-lo preenchido! Deus disse: "Num alto e santo lugar habito, e também com o contrito e abatido de espírito..." Ela não sabe porque existe este vazio, mas a resposta é esta: "O lugar é do Senhor". Este espaço do Senhor quando preenchido por outros motivos, por outras ocupações, é repleto pela angústia que vive maltratando. A insatisfação ocupa o lugar que deveria ser da alegria; o lugar da paz! O Senhor quer habitar em seu interior para vivificá-lo, como Ele mesmo disse!

Como não prestarmos atenção às palavras do Senhor sobre o lugar que Ele quer ocupar em nossas vidas? Como não permitirmos que Ele resida em nós? Quando o lugar do Senhor é ocupado por Ele mesmo vamos conviver cheios alegria conosco mesmos e, a presença de outras pessoas será um complemento ao nosso amor, dando-nos alegria maiores no Senhor!

É Ele mesmo que nos faz a promessa de que a sua companhia será constante e vivificadora! Não mais o medo! Não mais a angústia! Não mais o abatimento do espírito! O Espírito do Senhor está residindo em nós! E em você Ele já habita? Com Ele a paz é real!
Léo Lima

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

MEIO DIA

"Então os justos resplandecerão como o sol, no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça." (Mateus 13.43).

Um dos acontecimentos naturais que estão presentes e que mostra a força e o vigor da vida, é sem dúvida nenhuma o sol. Especialmente quando em sua magna hora, o meio dia! É aí a sua pujança maior. O seu brilho e seus raios multicoloridos proporcionam a majestade do firmamento! É a luz sem mácula, é o astro reinando na imensidão. É a alegria que segue contagiando e enaltecendo o Criador!

Este bem que poderia ser o momento em que as pessoas parariam olhar para o seu interior, aproveitando assim o brilho do instante, a luz predominante, para que houvesse um momento de verdadeira avaliação quanto ao seu resplendor, pois o justo deve brilhar como o sol do meio dia! Mas este momento todos correm de alguma forma.

Essa deve ser realmente a característica do justo. Ser como o meio dia! Este é o momento em que todos deverão perceber-se brilhantes. Os justos, os salvos, como Jesus mesmo disse, serão como a luz, terão a luz: "Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida." (João 8.12). A luz da vida é muito mais que a luz do meio dia assim como deve ser brilhante a vida dos que amam e seguem a Jesus.

Quando a hora da justiça chegar, hora do glorioso reinado, da luz sem mácula na plenitude do reinado de Jesus, serão alegres os cânticos e aleluias magnificentes aqueles entoados! Será então que o justo desfrutará do brilho puro, do resplendor do redentor, sem manchas. Será  o reino eterno com Deus e mais reluzente que a luz do meio dia. A sua luz será JESUS! E a cidade não necessita de sol nem de lua, para que nela resplandeçam, porque a glória de Deus a tem iluminado, e o Cordeiro é a sua lâmpada. (Apocalipse 21.23).
Léo Lima