COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

sábado, 20 de janeiro de 2018

PACTO DE AMOR

Saberás, pois, que o Senhor teu Deus é que é Deus, o Deus fiel, que guarda o pacto e a misericórdia, até mil gerações, aos que o amam e guardam os seus mandamentos”. (Deuteronômio 7.9).
A maior lembrança da lealdade divina é o arco do pacto que Deus enviou pintando de lindas cores o céu. Pacto que se deu após um grande castigo em que através de um dilúvio o Senhor destruiu todos os que não creram na sua mensagem. Sabemos que o nosso Deus é fiel que guarda a aliança e não se esquece do seu concerto. Conforme o texto inicial ‘o Deus fiel que guarda o pacto e a misericórdia aos que são fiéis a Ele guardando os seus mandamentos’.
Este Pai que não se esquece das suas promessas através das gerações e a sua aliança torna-se imprescindível para que possamos continuar firmes e inabaláveis na presença santa do Senhor.
Como é bom termos a certeza de que o nosso Deus é presença certa na nossa vida! Muitas vezes nos deparamos com diferentes tipos de pessoas e uma multiplicidade de cultura que nos cercam que, se não fora a certeza de que Deus é misericordioso e verdadeiro, seríamos um nada. O mundo que nos cerca é cheio de incertezas e mudanças.
Deus, através do seu concerto de amor que perdura eternamente, nos anima a continuarmos na caminhada. Basta desejarmos estar na presença Dele que ELE não falha. Como é bom podermos viver esta verdade! Viver cada momento firme nas promessas do Deus justo e verdadeiro!

Léo Lima

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

OPORTUNIDADE

“O qual nos fez também capazes de ser ministros dum novo testamento, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata, e o Espírito vivifica”. (II Coríntios 3.6).
O texto acima diz que a letra mata e o Espírito vivifica. Assim vemos que: ‘A cultura é boa; o gênio é brilhante; a civilização é uma bênção; a educação é um grande privilégio; mas, mesmo assim, podemos ver vilões educados. A coisa que mais necessitamos, acima de tudo, são os dons do Espírito Santo’. (John Hall). Não que não devemos buscar o conhecimento, muito pelo contrário. Devemos utilizar deste conhecimento para buscarmos cada vez mais o Senhor.
Necessário se faz buscar esta grandiosa bênção: os dons do Espírito Santo de Deus. O apóstolo Paulo mostra que o mesmo Deus que fez dos primeiros cristãos ministros de uma nova aliança por Jesus Cristo tem-lhes dado o poder de serem direcionados pelo Espírito Santo que vivifica e não pela letra que tantas vezes mata.
Lembramos que Deus prometeu que faria um novo concerto, um novo pacto desde que o homem se afastou dele no jardim. (Gênesis 3.15). A primeira vez que Deus se comprometia em restaurar a antiga intimidade que havia entre o Criador e sua criatura. Outras vezes, diante de tanta maldade reinante Deus após castigar o povo pecador fez outros pactos como após o dilúvio quando colocou no céu o arco-íris que serviria ao homem para se lembrar de que Deus estaria com eles.
As alianças que Deus fez com seus servos no passado estavam firmadas com todos aqueles que criam no poder redentor, a nova e definitiva aliança, Jesus Cristo. Os apóstolos saíram para divulgar esta nova união e Paulo era o maior defensor que havia. Por isso, quando escreve para os crentes de Corinto, ele fala que a letra mata, mas o Espírito vivifica. O Espírito de Deus é que concede todo poder, pois Ele age em nós e a favor de nós.
Jesus Cristo está oferecendo todo poder, pois Ele mesmo disse: ‘Todo poder foi-me dado nos céus e na terra’. Ele proporciona agora para você esta oportunidade: a de ser salvo.

Léo Lima

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

FÉ DE VALOR

Pois, quando estamos unidos com Cristo Jesus, não faz diferença nenhuma estar ou não estar circuncidado. O que importa é a fé que age por meio do amor”. (Gálatas 5.6).
Temos algumas necessidades fundamentais. E uma delas é que precisamos ser valorizados! Quantas vezes deixamos de dar o merecido valor a acontecimentos que vivemos e a pessoas que se destacam! Muitas vezes damos valor mais que o merecido a nossos atos, aos nossos pensamentos, aos nossos sonhos irrealizados! Por que é preciso tanto ser valorizados? Será vaidade? Será carência de outros afetos?
Sabemos que os judeus valorizavam muito certos rituais, mais que o próprio Deus. O judeu rigoroso deveria respeitar, aceitar e praticar tais ritos. E no texto podemos ver Paulo falando que essas coisas não têm virtude, mas sim a fé.
O apóstolo Paulo afirma através desta carta aos crentes Gálatas que eles deveriam deixar de dar tanto valor aos rituais, pois Cristo já viera e, Cristo filho de Deus, dava maior valor à fé que atua pelo amor. Sentimos uma relação inquebrantável entre a fé, a esperança e o amor, como um elo que nos une a Deus.
Precisamos deixar que nossos cuidados, muitas vezes em excesso, que nossas necessidades de valorização não nos impeçam de termos plena comunhão com Cristo. Se assim agirmos, estaremos vivendo este perfeito elo que nos une ao Senhor! Que possamos cultivar a fé que atua pelo amor!
Jesus ama você como está. Ele quer ser o seu redentor. Aceite o amor sem medida que Ele pode e quer lhe dar. Se você não tem fé, peça-a a Deus que a dará com muito amor. E é esta fé que poderá atuar com amor através de você.

Léo Lima

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

ESPERANÇA ADIADA

A esperança adiada faz o coração ficar doente, mas o desejo realizado enche o coração de vida. Quem despreza os bons conselhos acabará mal, mas quem os segue será recompensado. Os ensinamentos das pessoas sábias são uma fonte de vida; eles ajudam a evitar as armadilhas da morte. Quem tem juízo ganha o respeito de todos, mas quem não merece confiança está caminhando para a desgraça. O homem sensato sempre pensa antes de agir, mas o tolo anuncia a sua ignorância”. (Provérbios 13.12-16).
Como precisamos exercitar a esperança nestes dias de tantas aflições. Se colocarmos nosso pensamento somente nas coisas práticas e nas urgentes estaremos adiando os desejos que nosso coração acalenta. As promessas do Senhor são de vida e vida abundante. O texto alerta a buscarmos um viver sábio.
O salmista disse que ‘Deleita-te no SENHOR, e Ele satisfará os desejos do teu coração. Entrega o teu caminho ao SENHOR, confia nele, e o mais Ele fará’. (Salmo 37.4-5). Deleitar é o mesmo que alegrar. A esperança enche o coração de alegria.
Portanto, além da esperança é preciso entregar-se ao Senhor, ou seja, confiar plenamente. E como o início do nosso texto que diz: ‘A esperança adiada faz o coração ficar doente, mas o desejo realizado enche o coração de vida’. Buscar ao Senhor e esperar nele com alegria é a maneira de termos o coração alegre.

Léo Lima

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

OBRA DIVINA

Hoje compartilho de novo uma das minhas poesias que foram escritas no entardecer da juventude sendo ela um reflexo da minha adolescência! Ela foi escrita em uma tarde ensolarada e quente. Sinta o perfume que dela emana... Louvado seja Deus por toda a Sua Criação!

Rosa vermelha
Vejo no céu uma branca nuvem
Que lentamente se transforma em Chuva
E vai escurecendo, e vai aumentando, 
Um pingo agora cai, Mais outro ali
Está começando a engrossar
E começa molhando o meu jardim. 
Oh sim! A minha rosa vermelha
Que para mim mais se assemelha
A um formoso colibri, pois ao beija-la
Diz um suave sussurro: 
‘Vou amá-la para sempre, enquanto eu existir
O meu amor por você vai persistir’.
 
Ao perceber o suave toque
Meu coração dá um leve choque
Por ela ser amada assim
No meio do seu jardim.
Mas a rosa ao sentir a chuva
A pesar-lhe em cima, se curva,
Como em muda reverência
Aos céus ela faz continência.
 
Talvez agradecendo ao Criador
Por ter-lhe dado tanto amor...
O sol de dia, de noite o orvalho,
Ela sem merecer, sem sair do galho...
Recebe do vento a suave brisa
Da natureza perfumada e lisa,
A beleza sem igual! Infinda!
És mais uma obra Divina!

Léo Lima