COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

sábado, 30 de abril de 2016

DESEJO JUSTO

O desejo dos justos Deus o cumprirá.” (Provérbios 10.24).
Desejar é uma atitude interior que está em nós em diversas situações. Se o nosso desejo for justo Deus pode conceder. Não seria bom para ninguém que esta promessa fosse feita àqueles que não andam nos seus caminhos. Guardar os mandamentos do Senhor é uma das condições para se ter direito a esta promessa.
Se os justos desejam coisas que não são o propósito divino estas não lhe serão concedidas. Quando isto ocorre é bom que tenha seu desejo negado por Deus assim a pessoa pode refletir e reconsiderar sobre a vontade de Deus para a sua vida.
Os nossos principais desejos devem ser santidade, utilidade, semelhança com Cristo e o fato de sermos separados para estarmos com Ele no céu. Deus não nos negará estes desejos.
O principal estado de espírito de todo crente deve ser este: ‘Alegra-te também no Senhor, e Ele concederá os desejos do teu coração’. (Salmo 37.4).
Léo Lima

sexta-feira, 29 de abril de 2016

VOLTE-SE PARA O PAI!

Se te converteres ao Todo-poderoso, serás edificado.” (Jó 22.23).
Nestas palavras que Elifaz disse a Jó, existe uma grande verdade. É uma síntese da Palavra de Deus contida na Bíblia.
O pecado tem conseguido vitória sobre a sua vida? Foi sua falta de sabedoria que trouxe sobre ela tanto mal?
A primeira coisa a fazer é se voltar para o Senhor. Volte-se para Deus com arrependimento e fé sincera. Saia da inércia em que se encontra e declare-se arrependido que Ele imediatamente sara a sua dor, pois Ele já fez tudo que havia prometido para curar toda a sua dor.
Qual é a necessidade que te perturba? Creia. Entregue seus anseios ao Pai que Ele vai sarar tudo que aflige a sua alma. A promessa é: ‘Serás edificado’. Somente Deus pode restabelecer seu estado. Ele pode fazê-lo e o fará se você se voltar para o Pai. Não deixe para depois.

O Senhor e Salvador Jesus Cristo está esperando por você!

Léo Lima

quinta-feira, 28 de abril de 2016

JUSTIÇA, PAZ E AMOR



O Senhor é o meu pastor; nada me faltará. Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranquilas. Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome”. (Salmos 23.1-3).
O salmista canta ao bom pastor. Um pastor que ele mostra como amoroso. Ele é amoroso porque supre todas as necessidades das suas ovelhas. Ele as alimenta com o que há de melhor, não as deixa sentir fome. Também procura guiá-las por águas tranquilas tirando-lhes a sede que por ventura venham a sentir. Ele dá alívio para qualquer mal que possa afligir as ovelhas que lhe são tão queridas. Sim, sempre guia os seus filhos na verdadeira justiça, protege-os e ampara-os em todas as circunstâncias.
Este pastor exalta os humildes (v.4), mas acima de tudo prepara uma mesa especial mesmo que na presença de pessoas inimigas. E é esta a forma de exaltação que este Pastor faz. Ele unge a cabeça com óleo, dando-lhe esta bênção especial. E faz com que as bênçãos sobre suas vidas se multipliquem.
Este Pastor ainda é o hospedeiro eterno (v.6)Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida, e habitarei na casa do Senhor por longos dias’. Que promessa! Como é bom descansar seguros de que o Pastor que nos ajuda continua firme, sem que possamos temer nenhum mal.
A tarefa do pastor é procurar a ovelha, abrigá-la, alimentá-la e tosquiá-la’. (Herschel H. Hobbs). O Bom Pastor que em todas as situações procura levar as ovelhas no seu regaço. Você já viveu esta experiência com o Bom Pastor? Ele deseja ser o seu pastor. Confie sua vida a Ele e você terá a justiça, a paz e o amor no seu caminho.
Léo Lima

quarta-feira, 27 de abril de 2016

O SENHOR É FIEL




Mas fiel é o Senhor, que vos confirmará, e guardará do maligno”. (II Tessalonissenses 3.3).
Muitas vezes nós precisamos tanto de juízo como de fé. Infelizmente ainda temos entre nós pessoas que maquinam o mal e gostam de importunar os seus semelhantes. É complicado e muitas vezes impossível discutir com estas pessoas ou mesmo procurar ter paz com elas, pois têm intenções contrárias à boa convivência. O que fazer então?
Em primeiro lugar é preciso colocar, através da oração, a vida no trono do Senhor que é fiel ama a todos e deseja dar o perdão a cada ser humano. Logo a pessoa se sentirá protegida pelo Senhor.
Depois todos os planos que o maligno arquiteta contra os servos do Senhor serão aniquilados, pois o Pai já os salvou e o Seu Espírito Santo guarda a todos em cada momento. Vale lembrar que: ‘O Senhor é quem te guarda; o Senhor é a tua sombra à tua direita. De dia não te molestará o sol, nem de noite, a lua. O Senhor te guardará de todo mal; guardará a tua alma. O Senhor guardará a tua saída e a tua entrada, desde agora e para sempre’. (Salmo 121.5-8).
Para o cristão há um coração verdadeiro, um entendimento fiel da vontade do Senhor. Ele cumprirá Seus propósitos em nós e através de nós com Sua graça e proteção constantes para conosco.
Léo Lima

terça-feira, 26 de abril de 2016

DEIXO-VOS A MINHA PAZ



Pois Deus não nos chamou para fazermos confusão e sim para termos ordem”. (I Coríntios 14.33).
Existem momentos em que pessoas conversam e desta conversa surgem grandes conflitos. É que um dos interlocutores compreendeu mal as palavras do outro.  Um mal entendido pode provocar uma guerra entre povos. Falta muito para que as pessoas aprendam como se comunicar de forma ideal, pois o que mais ocorre é que, geralmente, estamos preocupados com nossos problemas que não conseguimos entender o do outro.
Podemos ver que se ligamos um rádio ou uma televisão temos notícias quase que somente de coisas ruins que aconteceram e isso já é um indício de que nossos pensamentos tendem a ver somente o lado pior das coisas. E quando vamos conversar com alguém pouco temos de positivo para falar.
Entretanto, se nosso mundo está revestido pelo amor de Deus, mesmo que coisas terríveis nos aconteçam, nós teremos o espírito otimista para encararmos os fatos. Para quem vive na dependência de Deus, não existe motivo para que haja desordem em sua vida, em seu interior. A vida dos que se unem a Deus é diferente. Mesmo que estejam enfrentando crises difíceis conseguem prestar um culto de adoração a Deus em sua mente e espírito. 
Sabemos que Deus não nos chamou para fazermos confusão e sim para vivermos com ordem. Precisamos, pois, estar nos recordando de que temos um Deus de paz que preenche por completo qualquer dúvida, qualquer acontecimento alheio à vontade Dele. Deus não é de confusão. É o Senhor que completa nosso interior revestindo-o de plena paz, de perfeita harmonia, nunca oferecida por qualquer evento que se possa promover. 

Deus é o Senhor da paz! Confie Nele e ele vai transformar sua vida para que a ordem reine definitivamente. Jesus Cristo deixou-nos sua paz. ‘Deixo-vos a paz; a minha paz vos dou. Não vo-la dou como o mundo a dá’. (João 14.27).


Léo Lima