COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

NÃO PERMITAS...


Hoje último dia do ano de 2010. Estivemos juntos compartilhando reflexões da Palavra de Deus. Hoje, desejo partilhar com você uma das minhas poesias inéditas. Ela faz parte do livro "Você é Poesia" que ainda não foi parar em uma gráfica. Os motivos são muitos. Esta poesia "Não Permitas" estou oferecendo a uma pessoa muito amiga. Desejo que sua vida tenha um recomeço especial e que Deus possa falar ao seu coração neste dia em que olhamos o que foi feito no ano que se finda. Deus abençoe sua vida e que ela seja vivida na presença do nosso Deus e Pai.

Não Permitas que tua vida
Viva só e repartida.
Que tua chegada ou a partida
Façam destroços! E em pedaços
Ela se murche desfalecida!
Não mais permitas que o descaso
Que brandamente bate ao acaso
Fazendo uso em todo caso,
E te enriquece mesmo com atraso,
Trazendo mágoas por teu marasmo!
Não! Não permitas que quando a rosa
Aquela flor tão preciosa
Ao ver de perto meiga, chorosa
Passes somente...
E seu perfume
Sem mais sentí-lo.
Sobes ao cume
Buscando outro rumo!
E daquela flor, só restou o nada
Que comparado à vida é o tudo desejado!
Não te permitas que bruscamente
Sem que te lembres do mal somente
Veja forçado, aço forjado
Fazendo a vida ser ultrajada
Mostrando apenas as destoadas
Canções sem coro, desafinadas...
Não te permitas passar somente,
Como se passa só por acaso,
No faz de conta que já não sentes
As maravilhas de ser contente!
Não te permitas que só os males
Sejam razão para passares
Todos os dias sem alegria,
Todas as horas em nostalgia,
Toda uma vida só, arredia...
Não! Não te permitas que a dor,
Seja prenúncio de muito amor,
Ele é forte, mas o dissabor,
Vem por acaso rente c’a morte.
Ela dói muito, muito mais forte
Que do amor qualquer brusco corte!
Se por acaso, o acaso te visitar
Falando da vida e sua alegria
Corras depressa! Te contagia!
Não permitas que a felicidade passe
Sem a sentires, sem que te abrace.
Ela é muito mais que disfarce.
Ela é a brisa que te refaz,
É um nada que satisfaz!
Oh! Não permitas que ela Passe!!!
Não te permitas passar a Vida,
Passar apenas sem ter vivido!...
Léo Lima

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

LOUVOR COM AÇÕES DE GRAÇAS

Esta reflexão foi escrita e está no meu livro "Lealdade Divina" para o dia 31 de dezembro. Mas senti no coração colocá-la hoje que é a véspera do último dia do ano. Desejo que Deus fale ao seu coração de forma especial. Que Ele abençoe a sua vida cada vez mais.
"Davi nomeou alguns levitas para dirigirem a adoração ao Eterno, o Deus de Israel, cantando e louvando a Deus, em frente da arca do acordo." (I Crônicas 16.4).
Este é um dia muito especial para todos nós. É o último dia do ano. Temos como prioridade separar algum tempo de reflexão e introspecção. Começamos a olhar os dias que se foram e procurar ver neles as coisas boas e as dificuldades a que sobrevivemos. Não nos é possível ficar impassíveis ante as coisas que podemos recordar. Deus nos deu mais um ano de vida. Um ano em que vivemos à nossa maneira, ou quem sabe, buscando uma vida de maior intimidade com nosso Deus.
Nasce então em nosso coração uma vontade muito forte de louvar a Deus e agradecer cada instante que vivemos. Se erramos, e como isso acontece!, pedimos que o nosso Deus nos perdoe. Se acertamos, devemos agradecer a este mesmo Deus pelas vitórias conquistadas. É um dia em que todos, de alguma maneira, pensam em Deus.
O rei Davi nomeou alguns homens da tribo de Levi para que prestassem um culto de louvor e adoração a Deus. Como Deus se alegra com os louvores que brotam de corações sinceros! Davi sempre que se sentia vitorioso em qualquer situação de sua vida, louvava e engrandecia a Deus. Ele sempre mostrava de várias maneiras que tudo que de bom lhe acontecia era obra das mãos de Deus. Ele não se cansava de agradecer por todas as bênçãos que recebia. Precisamos nos aproximar de Deus com corações cheios de amor e em sinceridade de vida como o rei Davi.
Neste dia ficamos acordados até mais tarde, portanto, temos mais tempo para adorar a Deus. Temos mais tempo para refletirmos sobre todas as coisas que realizamos, ou deixamos de realizar no ano findo. Mas é bom prestar atenção para ver que as bênçãos superam os problemas. Deus sempre nos cumula de bênçãos que estão inseridas nas Suas promessas e não podemos esquecer de que Ele sempre é leal, nós e que muitas vezes nos afastamos Dele.
Você consegue neste dia dizer que pode louvar e agradecer a Deus pelo ano que passou? Espero que sim. Desejo que Jesus já tenha operado o milagre da salvação em sua vida.
Ore: Senhor, que sejamos como teu servo Davi, que soube louvar-Te e agradecer-Te. Nós Te adoramos, Te louvamos e desejamos fazer somente e sempre a Tua vontade. Amém.
Léo Lima

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

PERÍODO PARA REFLEXÃO

Hoje é um dia em que a rotina das pessoas começa a mudar. É possível perceber pelo trânsito que está mais tranquilo e de uma forma especial todos estão mais reflexivos.

É o que acontece quando se aproxima um final de ano. Parece-nos que todos pretendem jogar fora todas as coisas que não foram tão boas assim e pensar que o novo ano será bem diferente.  

Para aqueles que estão sempre buscando viver na presença de Deus e procuram uma reflexão em que o que não foi tão bom assim, pode ser entregue a Deus pois Ele conduz a vida do cristão.

Quando na reflexão a pessoa percebe que fez coisas que não agradaram ao Senhor elas procuram o perdão divino que já foi dado de uma forma definitiva. Então novos propósitos são firmados e novas metas são estabelecidas.

Assim deve ser todo aquele que busca viver no centro da vontade de Deus, o Pai. As flores sorrirão, a vida será florida e a PAZ será estabelecida.

E você? Como está sendo a sua reflexão neste mundo tão conturbado? As coisas estão se organizando de tal forma que você pode ficar somente desfrutando da paz que Jesus prometeu?

Que o Senhor abençoe e guarde a sua vida. Que Ele te dê a PAZ!
Léo Lima

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

ALEGRIA POR CRISTO

"As tuas bênçãos são como alimentos gostosos; elas me satisfazem, e por isso canto com alegria canções de louvor a ti." (Salmos 64.5 - Bíblia na Linguagem de Hoje).
"Senhor, que eu sozinho não apresente um rosto indiferente e mal-humorado, enquanto todas as tuas criaturas saúdam o amanhecer com cânticos e exclamações de alegria!" (John Baillie). Se nós vivêssemos cada dia com esta alegria que contagia alguns corações, teríamos dias mais felizes e dias em que veríamos as coisas com outros olhos. Se ao amanhecer nós tivéssemos o primeiro pensamento para louvar e agradecer a Deus pela noite que passou, teríamos um dia pleno da presença de Deus. Não deveríamos nos importar com as coisas que teríamos que resolver no dia-a-dia, mas saberíamos que todas as coisas iriam, gradativamente,  sendo vencidas e resolvidas uma a uma.
Nós gostamos de nos alimentar com uma refeição saborosa; faz bem ao nosso corpo e nos satisfaz. Como o salmista diz, deveríamos estar constantemente gratos a Deus pelas bênçãos que ele nos tem presenteado. Um coração alegre aformoseia o rosto, como disse o sábio Salomão, por isso, nada melhor do que deixar a alegria residir em nosso ser. E o pensador J. B. Boussuet disse: "A maior alegria que um homem pode sentir é a de ver, sem inveja, a felicidade alheia". Por isso desejo chamar sua atenção para viver de bem com a vida e com as pessoas que lhe cercam. Se elas apresentam felicidade, alegre-se com elas, mas se estão tristes, sinta um pouco desta dor e procure transmitir um pouco da sua alegria em Cristo, para que elas possam perceber que existem pessoas que sabem amar. Se temos o amor de Deus em nós, logo teremos muito a dar aos que nos cercam.
"As tuas bênçãos são como alimentos gostosos; elas me satisfazem, e por isso canto com alegria canções de louvor a ti". Que possamos nos alegrar pela vida, pelo dia, pela salvação em Cristo.
E você, como está vivendo este dia? Consegue se alegrar ao ver o sol, a chuva ou mesmo um dia cheio de nuvens? Deus deseja fazer a direfença em seu ser. Ele quer que a alegria em Cristo seja uma constante em sua vida. Entregue-se a Ele agora mesmo.
Léo Lima

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

DÁ-ME SENHOR TEU PERDÃO

Mais uma vez compartilho com você leitor de mais uma das minhas poesias do livro "Vê". Que Deus possa falar ao seu coração.
Léo Lima

"Ainda assim agora mesmo diz o Senhor:
Convertei-vos a mim de todo o coração;
e isso com jejuns e com choro e com pranto."
Joel 2.12.

Jesus chorou... Condoído com o sofrimento,
Com o lamento dos seus amigos...
Chorou por Jerusalém...
O coração de quem
Ama, acalenta...
Como pelo filho
A mãe atenta
Sofre, chora, derrama o pranto.
Oh! Jerusalém!...

Quando Jesus em angústia total
No sofrimento do horto...
Seus discípulos que mal
sabiam que teriam seu Mestre morto
Dormiam...

Jesus é preso.
Grande peso sobre Seus ombros...
Mas eis que no silêncio
Da madrugada fria
Quando em meio à agonia
Jesus era levado,
Pedro de longe o seguia...
E no entanto
Ele nega a Jesus...
O galo canta!

Volta-lhe a luz:
"Antes que o galo cante, três vezes me negarás!"
Pedro olha - Jesus o VÊ.
Olhar meigo, maravilhoso.
Olhar amoroso!
Foge angustiado!
Como um grito su´alma derrama,
E clama: Perdão Senhor!
Chorando naquela inesquecível
Madrugada fria!...
Loucura visível!
De arrependimento sofria!
Em solidão com Deus somente
Chora amargamente...

Hoje minh´alma chora.
- Senhor, não demora.
Olha para mim.
Sonda-me enfim.
Aceita o meu pranto sincero.
Perdoa Senhor, sou tão pobre de amor...
Desejo, Senhor, mesmo aquém
De merecer Teu bem
Receber Teu perdão!...
Dói-me o coração...
Sou fraca; perecível...
E este amor imerecível
Suplico-Te então.

E como Pedro na madrugada fria
Chorou, soluçou...
Minh´alma nesta hora, deste dia
Arrependida
Sentindo quão miserável é a sua condição
Se derrama em pranto!
Dá-me, Senhor, Teu perdão!...

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

EIS MINHA OFERTA

Os pensamentos hoje estão voltados para a compra de presentes. Ofereço uma das minhas poesias que compõe o livro "Vê", e a você que lê estas linhas que Deus abençoe a sua vida.


Senhor, entristecida.
Indago:
"Que posso Te ofertar?"
Estou agradecida.
É o dia do Teu Natal.
A humanidade a se irmanar
Esquecendo o mal
Festeja o Deus Menino,
Tenro, Pequenino...


Se esquece do Operário
De mãos calejadas... Vai
Em Seu itinerário
Em Seu mister
Só fazer o que o Pai quer!
Se esquece do Mestre Maior.
Do Medico Melhor.
Do Amigo de toda hora.
Da voz calma, sonora
Que convida o leigo
Para segui-lo.
Do olhar meigo...

O Mestre que operava
Milagres:
Mortos ressuscitava,
Cegos podiam ver,
Paralíticos andar.
Dar de comer
A uma multidão
Com alguns peixes
E um pouco de pão...
Mestre que após lutas
Calado, nunca disputa
Mas diz ao Senhor Deus:
"Não se faça a minha
Mas a Tua vontade."

Se esquece que Ele sofreu...
A morte chegando vinha
O grande peso da humanidade...
Ressuscitando afinal
Voltando ao Lar celestial!

Que posso eu Te ofertar
Neste dia precioso?
Uma fortuna em ouro...
Se o mundo todo é Teu?
Do Tempo És Senhor, Deus Grandioso,
Que posso dar-Te de meu
Além de todo amor?
Não é num Natal de um dia.
Mas adorar-Te no dia a dia.

No meu coração
Uma rosa de gratidão
Brotou com pétalas que não secam
Pois estão sendo regadas
Com água de Fonte pura
Do Teu amor e ternura.
Estão sendo tratadas
Por mãos que não pecam.
Eis minha oferta:
Te dou o que sou Senhor
Mais a Rosa do Teu Amor!...
Léo Lima

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

LOUVAI AO SENHOR


"Louvem a Deus com cantos, pois ele é o Rei do mundo inteiro." (Salmos 47.7).
"O cântico é como uma escada entrelaçada de inefáveis encantos, e por meio do qual o homem pode apresentar a Deus os seus sofrimentos e cuidados, suas lágrimas e lamentações, o seu amor e sua gratidão." (Paul E. Holdcraft). Nossos cânticos, como afirma o pensador Paul, podem ser de várias maneiras. Refletiremos, neste dia, sobre o cântico de amor e de gratidão. Louvar a Deus com alegria deve ser a atitude de todo aquele que já vivencia uma vida na presença de Deus, de todo aquele que tem uma vida de íntima comunhão com o Pai. Depois de amanhã, comemoraremos o nascimento do Filho de Deus, e por este motivo muitas famílias se reunirão com um objetivo único: o de agradecer a Deus por esta dádiva tão especial que recebemos, Jesus Cristo. Dia de festa. Dia de alegria e canto. No dia em que Jesus nasceu até os anjos no céu cantaram aleluias e deram glórias  a Deus. E nós, que fomos os privilegiados por este nascimento, temos muito mais que cantar e glorificar a Deus por tamanho amor. Ele merece que cantemos todos os dias da nossa vida como forma de agradecermos pelo amor divino.
Jesus Cristo, que se fez homem, e como homem, sempre obediente, realizou, em curto espaço de tempo, o seu ministério entre nós. Quando chegou o dia de uma entrega total, Ele, submisso à vontade de Deus, o Pai, seguiu humilde em direção ao calvário. Ele levou os nossos pecados. Ele, que jamais havia tido um momento sequer de separação de Deus, sentiu-se na cruz, totalmente só. Isto se deu justamente no momento em que o meu e o seu pecado recaíam sobre Jesus. Ele sofreu a dor do afastamento de Deus, mesmo que por um pequeno espaço de tempo, mas sofreu e foi morto por nós, para que após a sua vitória sobre a morte, nós pudéssemos aceitar este sacrifício remidor e passássemos a viver uma vida nova com Deus.
Você já desfruta da salvação por Jesus? Se ainda não, eis o momento próprio. Nestes dias em que se comemora o nascimento do Messias, aceite o sacrifício de Jesus e cante louvores por tão grande amor que Deus demonstrou ao enviar o seu Filho Jesus para nos dar a vida eterna. Deus abençoe a sua vida de forma especial!
Léo Lima

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

GLÓRIA COM JESUS


"E aconteceu que dizendo ele estas coisas, uma mulher dentre a multidão, levantando a voz, lhe disse: Bem-aventurado o ventre que te trouxe e os peitos em que mamaste. Mas ele disse: Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a guardam." (Lucas 11.27,28).
A grande glória do homem se resume em que ele possa ter uma vida eterna com Deus e ser filho de Deus por Jesus Cristo.
Maria, que teve o privilégio de ser a mãe de Jesus e compartilhar de sua humanidade, pôde assim completar o elo da árvore genealógica de Jesus (o Messias) segundo a carne. (Mateus 1.16).
Ela teve o privilégio de compartilhar da sua humanidade na anunciação pelo anjo Gabriel (Lucas 1.26-35) e entregou-se à vontade de Deus (Lucas 1.38). Maria foi encorajada e louvada por Isabel que foi a mãe de João Batista. (Lucas 1.45). Maria cresceu em fé e submissão a Deus (Lucas 1.46-55). Maria torna-se, enfim, o instrumento de Deus para dar Seu Filho ao mundo (Lucas 2.4-7).
Ela, sabia também, que a glória dessa maternidade não lhe pouparia a dor do sofrimento (Lucas 2.34-35). E ela percebe na aparente rebelião do seu Filho, o cumprimento das promessas que lhe foram feitas (Lucas 2.43-51). Mas, tranqüila, ela confia no Poder de Seu Filho. (João 2.3-5). Maria guardava todas as coisas em seu coração, cada passo de Jesus, ela confiava bem no fundo da alma. Ela, finalmente, sofre a tragédia da cruz. (João 19.25).
Mas, no texto acima, Jesus em resposta ao que a mulher falou disse que a maior glória era o privilégio incomparável de atender à Sua mensagem salvadora. A maior glória, segundo Jesus, é a de fazer a vontade de Deus, o Pai celestial. E acima de tudo, a maior glória é desfrutar a bênção de participar do seu Corpo espiritual. Fazer parte da família de Deus junto com outros salvos por Jesus Cristo, fazer parte do reino de Deus.
E você, já está no contexto das palavras de Jesus? "Mas ele disse: Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a guardam". Você é mais um dos que fazem parte da família de Deus? Se ainda não está neste contexto, esta é a oportunidade. Jesus oferece agora mesmo a maior bem-aventurança, ser Filho de Deus por meio Dele.
Léo Lima

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

O DEUS QUE RESPONDE AS ORAÇÕES

"Bendito seja o Senhor, porque ouviu a voz das minhas sú plicas." (Salmos 28.6).
Convido você a ler o Salmo 116. O que é oração? "A oração verdadeira é o caminho da vida; a vida verdadeira deve ser um meio de oração." (Alex Carrel). Quem vive uma vida como a mencionada pelo pensador sabe como Deus responde às orações.
No salmo cento e dezesseis, vemos este Deus que responde as orações dos que O amam. Sem amor é impossível agradar a Deus. Portanto, é preciso que tenhamos muito forte o nosso amor à Deus para que nossas petições obtenham resposta.
Deus responde às orações dos que sofrem. Nos versículos três e quatro vemos como é respondida a oração dos que sofrem angústia e tristeza. Ele atende às orações dos humildes. Os humildes são aquelas pessoas que se prostram diante do trono de Deus e reconhecem sua fraqueza e na sua simplicidade ouvem de Deus as respostas às suas súplicas.
Deus disse através da sua Palavra: "Sede santos porque eu sou santo". Uma pessoa que busca santificar-se diante de Deus e procura a cada dia encher-se do Espírito de Deus, essa pessoa vê suas orações serem atendidas pelo Senhor dos senhores.
O nosso Deus responde às súplicas dos crentes. Aquelas pessoas que procuram crer no poder inesgotável de Deus. Aqueles que buscam ter uma fé sempre crescente conseguem contemplar a resposta do Altíssimo Deus.
E, finalmente, Deus responde às súplicas dos fiéis. Deus, que em sua fidelidade nos convida a sermos fiéis ao Seu Nome e ao seu Amor, responde às orações dos que procuram viver em fidelidade com o Senhor. Isto nós podemos ver a cada passo no Salmo cento e dezesseis. Que nossos corações possam cantar com o salmista: "Bendito seja o Senhor, porque ouviu a voz das minhas súplicas."
Você deseja ver suas orações serem atendidas? Deseja que Deus, o nosso Pai, aceite o seu pedido de oração? Busque agora mesmo amar, ser santo, crer neste Deus maravilhoso e ser fiel ajudando aos que sofrem injustiças e, acima de tudo, prostando-se ante o altar do Senhor em humildade de coração.
Léo Lima

domingo, 19 de dezembro de 2010

O BOM PASTOR

"O Senhor é o meu pastor; nada me faltará. Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranquilas. Refrigera a munha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome." (Salmos 23.1-3).
O salmista canta ao bom pastor. Um pastor que ele mostra como amoroso. Ele é amoroso porque supre todas as necessidades das suas ovelhas. Ele as alimenta com o que há de melhor, não as deixa sentir fome. Também procura conduzí-las por águas tranqüilas tirando-lhes a sede que por ventura venham a sentir. Ele dá alívio para qualquer mal que possa afligir as ovelhas que lhe são tão queridas. Sempre guia as ovelhas na verdadeira justiça, protege-as e ampara-as em todas as circunstâncias.
Este pastor exalta os humildes (v.4), mas acima de tudo prepara uma mesa especial mesmo que na presença de pessoas inimigas. E é esta a forma de exaltação que este Pastor faz. Ele unge a cabeça com óleo, dando-lhe esta bênção especial. E faz com que as bênçãos, sobre suas vidas, se multipliquem.
Este Pastor ainda é o hospedeiro eterno (v.6) "Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida, e habitarei na casa do Senhor por longos dias." Que promessa! Como é bom descansar seguros de que o Pastor que nos ajuda continua firme, sem que possamos temer nenhum mal.
"A tarefa do pastor é procurar a ovelha, abrigá-la, alimentá-la e tosquiá-la." (Herschel H. Hobbs). Esta tafera foi dada aos pastores de nosso tempo. Aqueles que são especialmente chamados para anunciar a mensagem do Bom Pastor. O Pastor que em todas as situações procura levar as ovelhas no seu regaço.
Você já viveu esta experiência com o Bom Pastor? Ele deseja ser o seu pastor. "O Senhor é o meu pastor; nada me faltará. Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranqüilas. Refrigera a munha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome." Confie sua vida a Ele e ela mudará. Sua vida será guiada através de águas tranqüilas. E a justiça será o seu caminho.
Léo Lima

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

LEALDADE DIVINA

"E os céus louvarão as tuas maravilhas, ó Senhor, e a tua fidelidade também na assembléia do santos." (Salmos 89.5).
No salmo oitenta e nove o salmista está se lembrando de quando Deus livrara o seu povo e que Davi sempre buscava suas forças no Senhor. No versículo cinco, deste mesmo capítulo, o salmista está se lembrando do concerto de Deus com o seu povo através do rei Davi: "A tua descendência estabelecerei para sempre, e edificarei o teu trono de geração em geração". Esta promessa teve seu cumprimento em Jesus Cristo que foi o Messias que finalmente chegou para resgatar o povo de Deus. O povo de Deus, hoje, é todo aquele que O aceita como Salvador. O amor de Deus é tão grande que se fez necessário recordar ao povo que Deus não falharia, e a maneira que este povo achou melhor fazer foi enaltecer e glorificar a Deus e as suas obras maravilhosas.
"E os céus louvarão as tuas maravilhas, ó Senhor, e a tua fidelidade também na assembléia do santos." Hoje, mais do que nunca, é preciso entoarmos este cântico. Louvar a Deus por suas obras maravilhosas e se formos observar mais um pouco do mesmo salmo veremos que somente temos que agradecer a Deus por tudo que Ele tem feito: "Lembra-te de quão breves são os meus dias; por que criarias debalde todos os filhos dos homens? Que homem há, que viva, e não veja a morte? ou que livre a sua alma do poder do mundo invisível? Senhor, onde estão as tuas antigas benignidades, que juraste a Davi pela tua verdade? Lembra-te, Senhor, do opróbrio dos teus servos; e de como trago no meu peito o escarneo de todos os povos poderosos; com o qual, Senhor, os teus inimigos teem difamado, com o qual teem difamado as pisadas do teu ungido. Bendito seja o Senhor para sempre. Amém e Amém." (Salmos 89.47-52). Esta porção da Palavra de Deus leva-nos a lembrar que naquela época aquele povo ainda não conhecia o Messias.
Entretanto, podemos também nos recordar que nossos dias são breves e que após conhecermos a maravilhosa história do nascimento de Jesus, podemos, ou temos que tirar qualquer dúvida que possa haver em nós.
Através dos testemunhos contidos na Palavra de Deus nós temos a prova maior de que Jesus veio, se fez homem e habitou entre nós. E, acima de tudo nos salvou por sua morte e ressurreição. Esta foi a coroação da obra que Deus realizou. A nossa salvação por Jesus Cristo.
Você conhece esta história? Acredita que pode viver após a sua morte física? Jesus pode fazer isto. Creia Nele e em seu poder redentor.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

MARAVILHAS DADAS POR DEUS

"Ó Senhor, tu és o meu Deus; exaltar-te-ei a ti, e louvarei o teu nome, porque fizeste maravilhas; os teus conselhos antigos são verdade e firmeza." (Isaías 25.1).
O profeta Isaías louva o Senhor por suas maravilhas. Elas são evidentes na experiência do povo de Deus. Deus, que é soberano no universo, mostrou ao seu povo que estava sempre pronto a protegê-lo em todas as situações. A eternidade de Deus é patente para todo aquele que crê. O seu poder pleno oferece oportunidades que precisamos segurar. O nosso Pai, desde que escolheu o povo de Israel para ser seu povo em especial, através dos séculos tem mostrado que ama este povo e os cumula de bênçãos incontáveis.
Deus, em todas as palavras que disse ao seu povo, sempre mostrou que lhe era fiel, que suas promessas e correções eram e são verdadeiras e firmes. As promessas que foram feitas pelo Senhor, foram cumpridas e seu clímax deu-se no nascimento do Maravilhoso, Conselheiro, Deus forte, Pai da eternidade e Príncipe da paz. Jesus Cristo, que ao vir ao mundo fez-se homem em ato de obediência a Deus, o Pai. E é esta obediência que Deus requer de cada um dos seus filhos.
Portanto, ante tantas maravilhas só nos resta, louvar e engrandecer a Deus dando nosso testemunho de que as maravilhas do Senhor se fizeram maiores quando Jesus, que veio dos céus, nos outorgou a salvação pela sua morte e ressurreição. Precisamos compartilhar com aqueles que ainda não vivem esta graça, a certeza da vida eterna com Deus por Jesus Cristo.
Você pode testemunhar destas maravilhas operadas por Deus através do seu Filho Jesus Cristo? Se ainda não usufrui desta grande bênção, eis a oportunidade para deixar que Cristo reine em seu coração.
Léo Lima

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

A DOR DA SOLIDÃO


 Hoje desejo compartilhar com o leitor uma das minhas poesias que compõem o livro "Vê". Deus nos mostra através da Sua Palavra o tamanho do Seu amor por nós. Que Ele possa falar ao seu coração neste momento.

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16.
Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que CRISTO morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. Romanos 5:8.”

Madeiro pesado...
Injustamente condenado...
Palavras expressadas:
_”Na verdade te digo
Que hoje, estarás comigo
No paraíso.”
Salvação precisa.
Salvação certa.
_”Deus meu, Deus meu,
Por que me desamparaste?”
Grito de angústia...
_”Pai, nas tuas mãos
Entrego o meu espírito.”...
_”Está consumado.”
O último grito!
O último brado!
A salvação agora é completa!
Finda a barreira do pecado!
A dor da solidão
Que machuca o coração
De Jesus crucificado...
Chega o ponto culminante,
Em grito retumbante:
_”Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?”
Cristo sem mácula,
Sente o peso da dor,
Sente o amargor
Do pecado,
Da separação,
Do afastamento de Deus.
Está crucificado
Com os pecados de uma multidão,
Que faz separada de Deus.
O peso da culpa e da dor moral
Da humanidade...
Com grande custo
Cristo Justo,
Sofre a derrota moral...
Carrega todo o mal...
E o portento grito
Ecoou no infinito:
_”Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?”
E o véu se rasgou...
A redenção consumou...
Triunfo sobre a morte.
De sorte
Que Jesus conhecendo,
Percebendo,
A DOR DA SOLIDÃO
Está à direita de Deus
Intercedendo pelos SEUS!...
Léo Lima

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

LOUVEM AO SENHOR


"Louvem o nome do Senhor, pois só o seu nome é exaltado; a sua glória está sobre a terra e o céu." (Salmos 148.13).
No princípio criou Deus o céu e a terra. Deus disse: "Haja luz." E chamou Deus à luz dia e às trevas, noite. Assim, em seis dias de trabalho, Deus criou todas as coisas e o homem como sua obra prima. E viu Deus que era bom e os abençoou. Deus disse: "Eis que eu vos dou toda a erva que dá semente sobre a terra e todas as árvores frutíferas que contém em si mesmas a sua semente, para que vos sirvam de alimento. E a todos os animais da terra, a todas as aves dos céus, a tudo o que se arrasta sobre a terra, e em que haja sopro de vida, eu dou toda a erva verde por mantimento." (Gênesis 1.29,30).
Deus deu ao homem  tudo e ele, ainda assim, desobedeceu ao Senhor. Foi então feito o legado, a separação da comunhão inicial com Deus. Mesmo assim, Deus amou tanto o homem que lhe ofereceu tudo o que de melhor pode haver para no mundo criado. Tudo o que pode haver de melhor é para o uso do homem.
E é ante as maiores e esplendorosas das suas criações que o salmista se prostra e conclama a que, tudo que existe na terra e no céu, louve ao Senhor, glorifique o nome do Senhor. Ele então mostra que somente o Nome do Senhor é excleso e que a mejestade de Deus transcende a terra e o céu. "Louvem o nome do Senhor, pois só o seu nome é exaltado; a sua glória está sobre a terra e o céu".
Olhe ao seu redor e veja o que Deus fez para o seu deleite. Olhe as coisas maravilhosas que estão disponíveis para o meu e o seu bem-estar. Deus, em seu infinito amor, oferece tudo que é necessário para um viver pleno. Louve-O! Louvai o Nome do Senhor.
Você consegue ver nas coisas criadas por Deus o presente que o homem tem ao seu dispor a todo tempo? Consegue usufruir, com alegria, deste maravilhoso presente? Olhe para o céu e contemple um pouco da magnitude de Deus. Ele ama você. Deus deseja que você desfrute de todas as coisas que estão ao seu dispor. Louve ao Senhor!
Léo Lima

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

A GLÓRIA DO DEUS ETERNO


"Ó Deus Eterno, eu te agradeço com todo o coração e canto hinos de louvor a ti diante de todos os deuses. Cantarão a respeito das coisas que tu, ó Eterno, tens feito, pois grande é a tua glória." (Salmos 138.1,5 - Bíblia na Linguagem de Hoje).
O salmista mostra, nesta poesia, seu reconhecimento ante as muitas bênçãos que Deus lhe outorgara. Ele promete a Deus que vai cantar ao Senhor na presença dos deuses. Ele louva a Deus com alegria, com amor, com devoção; mas sua expressão mais vibrante foi:: "Verdadeiramente, grande é a glória do Senhor." Ele, neste ponto, deixa jorrar de sua alma a gratidão e a alegria, e expressa: "grande é a glória do Senhor". Mas é preciso que se viva de maneira tal que: "Baixinho, a argila segredou ao oleiro que a manipulava: "Não esqueças que já fui como tu... Não me maltrates..." (Omar Kháyyám). Que cada um de nós reconheçamos um motivo para glorificar a Deus. Nós somos feitos do pó e o sopro divino é que nos dá vida.
O profeta Ezequiel transmite aquilo que Deus lhe fala e em meio às palavras que profetizava ele diz: "E levantou-me o espírito, e ouvi por detrás de mim uma voz de grande estrondo, que dizia: Bendita seja a glória do Senhor, onde ela repousa." (Ezequiel 3.12). Anteriormente refletimos sobre a glória de Deus, que ela expressa a alegria do Senhor. E o profeta ouve: "Bendita seja a glória do Senhor, onde ela repousa." Portanto, se a alegria de Deus repousa sobre a minha vida e a sua vida, somos benditos! Somos felizes!
Será que você pode expressar como o salmista? "Verdadeiramente grande é a glória do Senhor"? Ou será que esta mesma glória já repousa em você? Alegria é luz, é brilho, é festa. A glória de Deus é luz, é brilho, é festa, é satisfação e é muito mais do que tudo isto que possamos imaginar.
Que você possa vivenciar a glória de Deus com gratidão, como o salmista, e ser feliz se ela já repousa em sua vida.
Léo Lima

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

GLÓRIA E MAJESTADE DE DEUS

"Os que ficarem com vida cantarão de alegria; os que moram no Oeste proclamarão a grandeza do Deus Eterno." (Isaías 24.14 - Bíblia na Linguagm de Hhoje). "Ele está cercado de glória e majestade; poder e beleza enchem o seu Templo." (Salmo 96.6 - BLH).
O salmista proclama a glória de Deus entre os povos e a sua majestade é entoada com deslumbramento. O profeta Isaías em sua visão profética contempla os remidos que cantam e aclamam a majestade do Senhor.
Por mais que nos esforcemos para imaginar a magnitude de Deus, sentimos que nosso pensamento não consegue captar a grandiosidade do Senhor. Em nossa limitação não conseguimos ao menos vislumbrar a forma correta de enaltecer a Deus a não ser com o coração puro e sincero.
O salmista e o profeta mostram que a melhor forma para nos expressarmos é o canto: "Cantai ao Senhor um cântico novo, cantai ao Senhor, terra inteira" (Salmos 96.1), e "Vinde, cantemos ao Senhor, cantemos com júbilo à rocha da nossa salvação." (Salmos 95.1).
Se olharmos para a infinitude do céu, sua beleza radiante com nuvens que o perpassam dando a suavidade do branco ao azul; o sol, astro rei, dominando; a lua e as estrelas que nos lembram Deus e Sua criação, podemos sentir um pouco mais forte a vontade de cantarmos para enaltecer a majestade de Deus. Podemos nos curvar ante o Todo Poderoso e nos lembrarmos a Sua mais perfeita obra: o ser humano. Deus, em seu infinito amor, nos legou Seu Filho, que nos dá, gratuitamente a vida. Vida para a vida eterna com Ele. Louvado seja o Senhor por Sua majestade!
E você, como contempla a majestade de Deus? Consegue ver e se deslumbrar ante todas as coisas que Deus criou? Consegue cantar para glorificar a Deus? Cante. Louve a Deus o Senhor Todo Poderoso. Deixe-O reinar absoluto em sua vida. Faça com alegria uma entrega total de sua vida a Ele. Deus o ama!
Léo Lima

sábado, 27 de novembro de 2010

O FUNDAMENTO DA FELICIDADE

Hoje quero compartilhar, com muito amor, uma mensagem escrita por meu saudoso pai. O pastor Manoel Rodrigues de Lima:

O Fundamento da Felicidade
            Todos procuram a felicidade, porém muitos não a encontram.
            O sucesso não pode se tornar a realidade enquanto a pessoa excluir Deus de sua existência.
            O homem é constituído de tal forma que necessita inquestionavelmente a mão do Criador. Deus criou o homem para Ele mesmo e nada deste mundo pode satisfazê-lo a não ser Deus. A Bíblia diz: "O ímpio será lançado no inferno e todas as nações que se esquecem de Deus".
            O capítulo 12 de Eclesiastes é a conclusão de uma longa batalha em busca da felicidade.
            O rei Salomão com sua notável personalidade procura por todos os meios o verdadeiro significado da vida. Queria ser feliz, e  bateu em muitas portas. Eu creio que ele era honesto. Mas Salomão descobriu que muito do que ele queria conflitava com os direitos do próximo e com a vontade de Deus. Ela pode enfrentar todas as adversidades ou vitória com a maior tranqüilidade. Davi nunca estava feliz enquanto estava em pecado; por isso clamava: "Torna a dar-me a alegria da tua salvação e sustem-me com um espírito voluntário". Quando o homem de Deus se arrepende e esquece o seu pecado a paz do céu que excede todo entendimento torna-se uma realidade no seu coração.
            O livro de Eclesiastes revela que Salomão procurou a felicidade em coisas materiais. Ele falhou repetidas vezes até que a  encontrou em Deus. E Salomão achou a felicidade em Deus, não porque o Senhor lhe deu coisas, mas porque consertou o seu coração. Paulo declarou: " Aprendi a contentar-me com o que tenho."  Na luta pela vida Salomão descobriu que o verdadeiro significado da existência é lembrar-se de Deus, nos dias da mocidade. Não devemos esperar até tremerem os guardas, as mãos; para o ruído da moedura, os dentes; e se escurecerem os que olham pela janela, os olhos. Não é justo darmos o melhor da nossa vida para os desejos da carne e apenas a sobra para Deus. Salomão tentou a felicidade através da luxúria. Pensou que adquirindo coisas materiais poderia encher o vazio de sua vida. Assim se entregou de corpo e alma a adquirir, comprar e possuir o mundo material. Sua riqueza tornou-se notória em todo o Oriente.
            A rainha de Sabá veio de longe conferir se os seus tesouros correspondiam à sua fama espalhada em toda a terra. Ela pensava que as notícias eram exageradas a seu respeito. Mas, quando chegou e viu a glória do seu reino ficou maravilhada e exclamou: metade nunca se contou! Não há nada errado em ser rico e em possuir muitos bens. É pecado quando adquirimos as coisas materiais ilicitamente ou quando as usamos como substitutas de Deus. O dinheiro nunca pode substituir as coisas eternas. Nos primeiros capítulos de Aclesiastes Salomão descobriu que é possível ter muito no bolso e nada no coração.
            Jesus falou muito sobre o dinheiro. No Sermão do Monte ele ensinou: "Não ajunteis tesouros na terra onde a traça e a ferrugem tudo consomem e onde os ladroões minam e roubam; mas ajuntai tesouros nos céus, onde nem a traça nem a ferrugem consomem e onde os ladrões não minam nem roubam." Salomão descobriu que embora fosse o homem mais rico da terra, a sua alma estava indo à falência...
            Jesus diz: "Nem só do pão vive o homem." Muitos de nós temos caído na tentação de transformar as pedras em pães ao invés de obedecer a voz de Deus: "Buscai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça e todas as outras coisas (necessidades materiais) vos serão acrescentadas".
            A Bíblia conta a história de um jovem simpático, de personalidade atraente, notável nas suas maneiras e moral que guardava os 10 mandamentos desde a sua mocidade mas tinha um problema. Jesus disse: "Falta-te uma coisa"; ele amava o dinheiro mais que a Deus e a Bíblia termina a sua biografia: "retirou-se triste." Quantos dos meus leitores têm tudo mas vivem tristes; porque se aquele moço tivesse aceito a Cristo poderia ter sido um apóstolo, um escritor do Novo Testamento.
            Em segundo lugar Salomão experimentou a cultura. Quando descobriu que a riqueza não lhe dava a paz para a mente nem satisfação para o coração, ele então partiu para a educação. Tornou-se um notável estudante. Escreveu o livro de Provérbios. Lendo este livro percebemos a profundidade de sua mente. Salomão se tornou filósofo, cientista e biólogo. Escreveu o livro de Eclesiastes, um compêndio de filosofia. Isto lhe daria uma tese de doutorado. Escreveu o livro "Cantares de Salomão" um dos mais lindos romances da literatura humana. Outra vez Salomão descobriu que a cultura dá poder mas não traz paz do coração. Ainda não era feliz. Ouçamos o seu clamor: "Apliquei o meu coração a conhecer a sabedoria e a conhecer os desvarios e as loucuras e vim a saber que também isso era aflição de espírito". (Ec. 1.17). Mas porque isto? - Conhecimento nunca é um fim em si mesmo, mas um meio para chegar a um fim. Salomão descobriu que quanto mais o homem aprende mais descobre o quão pouco sabe. Quando achamos um homem que diz que sabe tudo, logo sabemos que ele nada sabe. O homem que sabe, sabe que não sabe. Muitos porque sabem um pouco se acham no direito de negar as verdades espirituais.
            O maior de todos os conhecimentos é conhecer a Deus. "O temor do Senhor é o princípio da sabedoria". A mente nunca pode resolver os problemas do coração. Não quero dizer com isto que ignorância é uma virtude. O que Salomão descobriu é que poderia encher o seu bolso com dinheiro, a sua cabeça com ciência e ainda continuar com o coração vazio e infeliz.
            Salomão fez então uma terceira tentativa para achar a felicidade: a bebida. Vejamos a sua declaração: "Busquei no meu coração que me daria ao vinho."(Ec. 2.3) Ele pensou que na bebida poderia afogar as suas dúvidas e problemas. Sendo um homem rico, comprou as bebidas mais caras da terra. Mas ele descobriu que o vinho é enganador; a bebida é amaldiçoada; o álcool nunca traz felicidade permanente. O licor e vinho destroem o cérebro, o corpo, a alma, a saúde e a própria vida. Salomão aconselha: "Não olhes para o vinho quando se mostra vermelho, quando resplandece no copo e se escôa suavemente. No seu  fim morderá como a cobra e como o basilisco picará." A Bíblia diz: "Não vos embriagueis com vinho em que há contenda; mas enchei-vos do Espírito Santo."
            Não encontrando a felicidade nos bens materiais, nem na ciência, nem na bebida, o rei Salomão tentou o sexo. Teve 700 esposas e 300 concubinas e o rei amou muitas mulheres estranhas e isso além da filha de Faraó. Moabitas, amonitas, edoméias, sidônias e etéias, das nações que o Senhor tinha dito aos filhos de Israel: "Não entrareis a elas e elas não entrarão a vós. Desta maneira perverterão o vosso coração para seguirdes os seus deuses. A estas se uniu Salomão com amor." (I Reis 11.1-2). Se alguém estava com inveja de Salomão porque tinha 700 esposas, lembre-se que ele tinha também 700 sogras. Não sei como ele se lembrava do dia do aniversário de todas elas. Muitos maridos esquecem-se do aniversário da única esposa.
            Estamos vivendo dias de imoralidade. Necessitamos de um avivamento da pureza moral. Uma nação, cresce ou morre, dependendo da pureza moral de seus filhos. A impureza moral é inimiga do lar. No Jardim do Édem Deus estabeleceu o padrão para a expressão do sexo quando deu a Adão uma Eva e para Eva um Adão. Todas as vezes que o homem ou a mulher altera esta lei traz desespero e remorso para si mesmos. A pessoa é infeliz quando viola a lei de Deus. Um casal cometeu suicídio deixaram uma nota que dizia assim: "Fred e eu costumávamos rir do código moral como se fossem leis criadas pelo homem para amedrontar-nos. Mas descobrimos por nossa própria experiência que o salário do pecado é a morte. Pior do que a morte é o inferno na terra."
            Salomão escreveu: "e eu achei uma coisa mais amarga do que a morte. A mulher cujo coração são redes e laços e cujas mãos são adúlteras. Quando for bem diante de Deus escapará dela; mas o pecador virá a ser preso por ela." (Ec. 7.26).
            Mas nunca é tarde para voltar-se para Deus. No capítulo 8 do Evangelho de João vemos que uma mulher adúltera foi trazida à presença de Jesus e foi perdoada e salva pela sua graça. Você pode reencontrar-se com Deus.
            Finalmente Salomão experimentou a Deus. As soluções do diabo para os nossos problemas nunca solucionam nada, pelo contrário: nos embaraçam e nos fazem mais escravos dele.
            Meu dileto leitor: Deus o fez para melhores coisas. Alguém compara o homem à baleia, semelhante ao peixe ela vive no oceano, no fundo dos mares mas precisa de vez em quando subir à flor da água para respirar o puro oxigênio. Assim também nós vivemos no mundo animal. Como os animais nós comemos, andamos, dormimos e precisamos todos nós subir e respirar na presença de Deus. Necessitamos desta comunhão com Ele, ou morreremos. Por isso muitos são como cadáveres ambulantes, já se tornaram mortos, embora vivos. O Senhor é a resposta para os nossos problemas. Ele é capaz de fazer muito mais do que pedimos ou pensamos. Um membro do mundo animal é idêntico ao ser humano? Não. O cachorro nunca poderá ser mais do que um cachorro. Nem um pássaro nunca poderá ser mais do que um pássaro, nem menos. O homem pode ser menos do que um ser humano por viver uma vida de pecado e pode ser mais do que um homem por se tornar um filho de Deus.
            Alguém compara o homem a um copo. Aberto em cima para receber as bênçãos de Deus. Mas o homem rebelou-se contra o seu Senhor e pelo seu pecado virou o copo para baixo. Quando se inverte o copo três  coisas acontecem: o copo se esvazia, se torna escuro e não pode ser usado. O homem sem Deus é vazio, está nas trevas e sem utilidade. Só Jesus pode dar significado a sua vida e felicidade ao seu coração.
                Aceite Jesus hoje como seu Salvador; pois para onde iremos nós? Só Ele tem as palavras de vida eterna.
Amém.