COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

sábado, 30 de julho de 2011

DEIXO-VOS A PAZ!!!

"Deixo com vocês a minha paz; a minha paz lhes dou, não como o mundo costuma dar. Não se preocupem nem tenham medo." (João 14.27 - BLH).
Jesus, ao se despedir dos seus discípulos, falou: "Disse-vos estas coisas por figuras; chega, porém, a hora em que vos não falarei mais por figuras, mas abertamente vos falarei acerca do Pai. Naquele dia pedireis em meu nome, e não vos digo que eu rogarei por vós ao Pai; pois o Pai mesmo vos ama; visto que vós me amastes e crestes que eu saí de Deus. Saí do Pai, e vim ao mundo; outra vez deixo o mundo, e vou para o Pai. Disseram os seus discípulos: Eis que agora falas abertamente, e não por figura alguma." (João 16.25-29). Sim. Jesus deixava suas recomendações finais e os alertava de que a vida para eles não seria um mar de rosas, mas que deveriam encarar cada aflição vivida de uma maneira que a paz reinaria em seus corações em todos os momentos. Por isso disse: "Deixo com vocês a minha paz; a minha paz lhes dou, não como o mundo costuma dar. Não se preocupem nem tenham medo."
Nesta promessa também está inserida a verdade que eles teriam que enfrentar, de que as aflições viriam e eles precisavam desfrutar da paz de Jesus em todas as circunstâncias. A paz de Jesus viria com o consolador, o Espírito Santo de Deus, que seria presença certa na vida de todo aquele que viesse a crer em Cristo como Salvador e Senhor. Hoje, sabemos que a paz é um estado que não se pode explicar conforme disse o apóstolo Paulo: "E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o coração e a mente de vocês em Cristo Jesus." (Filipenses 4.7).
Hoje, como no início do cristianismo, as aflições do mundo rodeiam os cristãos, mas se ocorre algo que tenta perturbar a paz, basta buscarmos em Jesus a paz verdadeira e infalível. Jesus tem o poder de acalmar até o mar, imagine de nos dar a Sua paz! Mesmo quando a dor física, moral ou espiritual nos afligir e estiver acima das nossas expectativas, a paz de Jesus pode apaziguar toda tempestade. É preciso entregar a Jesus toda dor ou problema. Se de fato descansarmos no Senhor, a paz inundará nosso ser.
Você já experimentou a paz que Jesus oferece? Ele fala a você agora: "Deixo com vocês a minha paz; a minha paz lhes dou, não como o mundo costuma dar. Não se preocupem nem tenham medo."
Léo Lima

sexta-feira, 29 de julho de 2011

SE ME OUVISSES!

"Ah, se vocês tivessem obedecido aos meus mandamentos! A sua prosperidade iria aumentando como se fosse uma enchente, e as suas vitórias teriam sido constantes, tão constantes como as ondas do mar." (Isaías 48.18 - Bíblia na Linguagem de Hoje).

Como as ondas do mar! Quando paramos para contemplar o mar e sua ondulação constante, ficamos maravilhados com esta obra tão grandiosa e dominante! O amor de Deus é maior que o mar! Deus amou de tal forma seu povo, Israel, que sofria cada vez que havia desobediência entre eles. Este povo sempre vacilava e caía na infidelidade para com Deus. Mas pela glória do Seu Nome, Deus reafirmava suas promessas, a sua verdade, seu amor e a infinita misericórdia com que Ele tratava seu povo.

Deus está pronto a perdoar quando um coração contrito volta-se para Ele arrependido. "Ah, se vocês tivessem obedecido aos meus mandamentos! A sua prosperidade iria aumentando como se fosse uma enchente, e as suas vitórias teriam sido constantes, tão constantes como as ondas do mar." Nestas palavras é possível sentir que Deus estava triste por ter que menciona-las, mas ao mesmo tempo, Ele lembra o que poderia acontecer se este mesmo povo se voltasse arrependido: seria grandemente abençoado. Tudo o que de melhor seria para o povo. As vitórias tão grande como as ondas do mar e tão constante como elas que estão em evolução constante.

Deus é constante em seus propósitos de amor para conosco, nós é que somos inconstantes, deixamos de valorizar tudo que nos é oferecido por Deus. Temos um amor que não se pode medir ou comparar, mas incorremos nas mesmas falhas, esquecemos o quanto Deus deseja que sejamos atentos ao seu amor e benignidade.

Ah! Se me ouvisses! Você consegue ouvir a voz de Deus a lhe falar? Consegue entender o imenso amor que Ele tem por você? Deus o ama e deseja que seus ouvidos estejam atentos ao seu amor e à sua voz. Ah! Se me ouvisses! Ouça Deus agora!
Léo Lima

quinta-feira, 28 de julho de 2011

ALÉM DA COMPREENSÃO

"E a paz de Deus, que está além da compreenção humana, guardará o coração e a mente de vocês, pois vocês estão unidos com Cristo Jesus." (Filipenses 4.7 - Bíblia na Linguagem de Hoje).

Quando procuramos penetrar em nossos pensamentos podemos perceber que eles são limitados até a nós mesmos. Nossos sonhos se limitam ao que desejamos! Nos surpreendemos mesmo nos momentos mais fantasiosos que vivemos. Outras vezes questionamos por que não conseguimos compreender determinadas coisas, especialmente aquelas concernentes a Deus e sua eternidade!

A promessa é que "a paz de Deus, que está além da compreenção humana, guardará o coração e a mente de vocês," então, podemos constatar que se esta promessa que nos é feita, nos atingir, logo não haverá compreensão humana capaz de explicar o que vive todo salvo por Jesus Cristo. A paz que está além da compreensão humana é que guardará corações e mentes firmes no Senhor. Isto vai além de todo entendimento.

Muitas vezes as pessoas buscam este sentimento, buscam entender o que não é possível, mas ela está de fato buscando em fontes que não podem oferecer esta paz inigualável. Como é bom desfrutar desta paz que Cristo dá.

Eu vivo este sentimento gostoso e gostaria que você também pudesse sentir o mesmo. Para que a paz pudesse acontecer em minha vida, um dia eu permiti que Jesus entrasse em meu coração e Ele não mais saíu de lá. Jesus hoje reside em minha vida fazendo dela uma vida cheia de paz. Minha vida com Jesus não tem ansiedades e muito menos desespero. Às vezes sinto tristeza, mas é algo que passa, como o vento. Quase não dá para percebê-la. Logo, Jesus está reinando soberano! Como é bom viver com Jesus!

Você gostaria de experimentar este sentimento único? Deixe Jesus entrar e fazer morada em sua vida! Ele vai proporcionar "E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus." Creia, Ele deseja estar com você também. Entregue sua vida a Jesus. Confia nele e Ele tudo fará.
Léo Lima

quarta-feira, 27 de julho de 2011

A BELEZA DO AMOR

Hoje termino a série de características sobre a pessoa com boa autoaceitação. Desejo que sua vida seja plena no Senhor, assim você poderá viver a Beleza do Amor a cada momento.
 1)     Não vive no passado

A pessoa que só pensa e fala sobre o que passou e como tudo era melhor que agora está vivendo somente de recordações. O momento em que ela está vivendo não tem o mesmo valor do que já foi vivenciado.  Existem coisas que não deveriam ser cultivadas, como este saudosismo das coisas que se foram e que não voltam mais, pois estamos vivendo outra realidade em nós e por nós. Existe um pensamento que desconheço o autor e diz: “Volta teu rosto sempre na direção do sol, e então, as sombras ficarão para trás.” Este deve ser o modo de uma pessoa com boa autoaceitação encarar a vida. Vivendo o instante presente ‘curtindo’ cada acontecimento. Já a Palavra de Deus se refere que uma vida em Cristo é nova. Tudo nela deve ser novo e o apóstolo Paulo diz em 2 Co 5.17: “E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.” Viva o agora com Cristo e será uma pessoa que viverá com paz aguardando o porvir da eternidade com Deus.

2)     Não espera que os outros a faça feliz, ou preencham as suas necessidades.

A felicidade é o objetivo de todo ser humano. Mas a pessoa que fica estática aguardando por alguém que a faça realizar os seus sonhos está fadada a ficar de escanteio. A vida atropela aquelas pessoas que não conseguem desfrutar da felicidade que cada situação oferece. Claro que existem situações que incomodam, mas o pensar em ser feliz como se somente o ‘se’ “se eu tiver um grande amor” “se eu conseguir um bom emprego” e assim vai. Sempre na expectativa de que algo muito grande venha para ela ser feliz. A felicidade nos visita constantemente e tantas vezes nós a ignoramos. Deixamos que ela se ausente sem que a abracemos ou sem que a olhássemos com carinho. Ela chega e se retira cheia de decepções. Precisamos cultivar em nós valores que somente nós podemos ter.
Somos capazes de preencher nossas necessidades, basta que procuremos de forma cuidadosa olhar dentro de nós e vermos o valor que Jesus nos deu e que Ele mesmo disse que devemos nos amar primeiro para amar o nosso próximo. Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos. Este ‘como’ é que nos diz para que nos amemos. Deus abençoe a sua vida.
Léo Lima

terça-feira, 26 de julho de 2011

A BELEZA DO AMOR

Deus te abençoe. Hoje posto mais uma das atitudes que uma pessoa que possui boa autoaceitação aprende a manejar a sua ira de modo adequado.

1)     Apren­de a manejar sua ira de modo adequado
Irar-se e não pecar. É recomendação de bíblica. Portanto, aprender a controlar a ira é uma necessidade. Isto quer dizer que todos nós podemos nos sentir irados com determinadas situações, mas o manejo dela é o cuidado necessário para que tenhamos o controle das nossas emoções e analisemos o resultado das atitudes tomadas de ímpeto ou que a nossa ira nos levou a praticar. É isso que devemos cuidar para que depois que ela passar não permaneçamos com determinada disposição de espírito como a tristeza. Vamos nos utilizar de duas palavras que o apóstolo Paulo escreveu para os irmãos de Corinto e outra para os irmãos da Galácia. “O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece,” (I Coríntios 13.4). “Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade,” (Gálatas 5.22). Só podemos desafiar-nos a que as características que o apóstolo enviou para aqueles irmãos tem como tônica o amor. Desde as qualificações do amor como os frutos de uma vida cheia do Espírito Santo que inicia com o mesmo dom: AMOR. O amor é benigno; é paciente, não arde em ciúmes... qualidades do amor. E os frutos do Espírito? Amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade. Portanto, quando se ama, quando se está vivendo no Espírito logo a ira não fará morada na pessoa. Como diz o ditado: “Você não pode impedir que o passarinho voe sobre a sua cabeça, mas pode impedir que ele faça ali o seu ninho.”
Convido a que você reflita sobre esta forma de ter uma boa autoaceitação ao manejar de forma adequada a sua ira sempre que ela se fizer presente.
Léo Lima

segunda-feira, 25 de julho de 2011

A BELEZA DO AMOR

Este final de semana foi bastante corrido e não consegui cumprir a minha promessa de postar os pontos que faltavam sobre a boa autoaceitação. Posto agora. E amanhã estarei concluindo os três últimos pontos. Deus abençoe a sua vida.
A Beleza do Amor na Autoaceitação
1)    Não é derrotada facilmente
Lutar é uma atividade constante na vida de cada ser humano. Luta-se para estudar e ter um bom emprego. Luta-se até para constituir uma família ideal ou mesmo para vencer uma doença que aflige o corpo. Esta última é uma das adversárias mais difíceis de derrotar. A Palavra de Deus nos mostra na carta que Paulo escreveu para seu filho na fé Timóteo que “Ora, é para esse fim que labutamos e nos esforçamos sobremodo, porquanto temos posto a nossa esperança no Deus vivo Salvador de todos os homens, especialmente dos fiéis.” (1 Tm 4.10). Neste mundo teremos aflições, conforme disse Jesus e a nossa luta é constante. Mas a pessoa com boa autoaceitação não se deixa vencer pelo mal que a aflige e... LUTA. Ela não é derrotada facilmente.
2)    Não é excessivamente sensível[1]
A sensibilidade é parte inerente do ser humano. Para o termo excessivamente sensível existem várias possibilidades como por exemplo: "Recentemente, o eco-sistema extremamente sensível tem sido cada vez mais posta em risco - principalmente como resultado da intervenção humana.[2]Dentre tantas outras situações. Entretanto, a nossa ênfase é que existem pessoas que são extremamente sensíveis especialmente quando se trata de seus relacionamentos que pode acontecer até mesmo que o seu semelhante não pode sequer lançar um olhar diferente que já se sentem ofendidas. É neste aspecto que desejamos refletir. Esta é a sensibilidade negativa a que me refiro e é justamente esta que passa da medida ao que se refere a si própria. Ela tem baixa autoaceitação e precisa refletir melhor quanto a suas atitudes ou mesmo procurar ajuda. Vale lembrar que Deus ama a todos em especial uma pessoa que vive situações como esta referida. O amor que Jesus disse que deveríamos ter por nós mesmos é tão importante que se passarmos a vivenciá-lo logo teremos vencido este problema. Deus nos amou primeiro, assim devemos amá-lo, nos amar e amarmos a todos que estão próximos de nós.
Léo Lima


[1] (que facilmente se ofende ou se melindra)

sexta-feira, 22 de julho de 2011

A BELEZA DO AMOR

Conforme postei ontem eu disse que estaria detalhando as sete características de uma pessoa com boa AUTO-ACEITAÇÃO. Hoje posto somente duas delas. amanhã postarei mais duas e domingo concluo. Deus continue abençoando sua vida cada vez mais. Portanto, a pessoa com boa autoaceitação:

1)     Não é controlada por ambição neuró­tica
Todos nós sabemos que a ambição faz parte da vida de cada um e é uma necessidade para que se alcance o ideal maior. Mas ela deve ser controlada e quando começa uma busca para se chegar ao fim desejado de forma obcecada[1] logo essa ambição passa a ser neurótica. O antônimo de ambição[2] pode ser chamado de ócio[3]. Muitas vezes a falta de objetivos na vida pode levar uma pessoa a agir assim. Sem desejos maiores e prostração inimaginável. Além de que, também, pode ser o começo de uma doença que está alastrando, a depressão. A pessoa que age desta forma não tem uma boa autoaceitação. Hoje todos estão querendo Tudo. Se ao contrário conseguirmos controlar nossos desejos maiores e conforme disse o salmista nos alegrarmos no Senhor com Ele iremos desejar o que nos é útil e necessário: 4 Agrada-te do Senhor, e ele satisfará os desejos do teu coração. c [4] assim seremos capazes de amarmos a nós e ao nosso próximo da mesma maneira. Portanto, para se ter boa aceitação própria será necessário controlar os desejos que beneficiam a si mesmo e aos que nos cercam e alimentarmos ambições capazes de preencher as necessidades e ver o momento exato para exercitar cada objetivo.
Outra característica é que a pessoa:

 2)     Não é super condescendente
A pessoa super complacente[5], na maioria das vezes, não sabe dizer não ao outro. Para ela o sim é uma forma de ser aceita e valorizada. Entretanto, sabemos que o valor de uma pessoa não se mede por ela ser complacente de forma imperiosa, mas sim quando sente que o que lhe foi pedido não é o que lhe agrada; aí ela pode e deve dizer um não ao outro quando se fizer necessário cremos que seu próximo vai respeitá-la da mesma forma. Jesus disse no Sermão do Monte sobre a verdade que precisa ser falada “Seja o vosso falar: Sim, sim; Não, não; porque o que passa disto é de ‘procedência maligna. (Mateus 5.37). Daí é possível deduzir[6] que a nossa decisão aliada ao que desejamos é o que mais importa. Algumas vezes teremos que dizer um não talvez com explicações para sermos verdadeiros conosco mesmos. Está implícito aí o amor a nós e ao próximo. Fazermos algo só para agradarmos à pessoa que amamos pode não ser o melhor para todos mas o amar de forma igual o outro tal como eu me amo estarei mostrando que tenho maturidade e boa autoaceitação.
Léo Lima



[1] (a razão obscurecida)
[2] (anseio veemente de alcançar determinado objetivo, de obter sucesso; aspiração, pretensão)
[3] (falta de ocupação; inação, ociosidade)
c c 37.1-4 Sl 49.16-17; Pv 3.31; 23.17; 24.1-2,19.
[4]Sociedade Bíblica do Brasil. 1999; 2005. Bíblia de Estudo Almeida - Revista e Atualizada . Sociedade Bíblica do Brasil
[5] (ação inspirada por condescendência ou submissão condenável)
[6] (concluir ‘algo’ pelo raciocínio)

quinta-feira, 21 de julho de 2011

A BELEZA DO AMOR

O texto a seguir é uma pequena parte do livreto que escrevi sobre "A Beleza do amor" que foi publicado somente um capítulo pela UFMBB para as Jovens Cristãs em Ação. Amanhã estarei fazendo os sete destaques de uma boa autoaceitação.
Dentre as muitas recomendações de Jesus, Ele recomendou que devemos: "Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo". Nas últimas palavras de Jesus neste texto, estão resumidos os dez mandamentos e despertaram em mim a necessidade de gostar de mim como sou, como Deus me fez. Só assim poderei exercitar a arte de amar! No livro "A Arte de Aprender a Amar-se a Si Mesmo" o autor Cecil Osborne mostra que desde a infância vão-se acumulando ocorrências que nos levam a não estarmos satisfeitos conosco mesmos.
Ele destaca que a ansiedade que a criança vive por sentir-se aceita, por sentir a aprovação dos adultos, para sentir afeição e amor daqueles que a cercam, é uma grande luta. E os adultos que são tão ocupados passam a exigir um comportamento das crianças, que muitas vezes, eles próprios não vivem. As muitas vezes que elas ouvem "Não coloque a mão aí" e tantas outras expressões que vão, gradativamente, provocando na criança um sentimento de rejeição, portanto, passando a não gostar de si mesma e achando-se a mais feia das criaturas. A partir daí elas podem formar seu conceito sobre si mesmas e torna-se difícil desenvolver uma boa autoaceitação, ou seja, esta pessoa desenvolve uma baixa autoestima. Vale lembrar Quanto cuidado precisamos ter no trato com as crianças!
Vejamos o que o autor deste livro, nos diz sobre a pessoa que apresenta a AUTO-ACEITAÇÃO: (1) Não é controlada por ambição neurótica (2) Não é super-condescendente (3) Não é derrotada facilmente (4) Não é excessivamente sensível (5) Aprende a manejar sua ira de modo adequado (6) Não vive no passado (7) Não espera que os outros a faça feliz, ou preencham as suas necessidades.
As palavras de Jesus quando afirmou que o nosso amor ao próximo deveria ser como é o nosso por nós mesmos são essenciais até hoje. Desde que nos aceitamos, e começamos a "curtir" cada partícula que compõe o nosso organismo, sem narcisismos, passamos a "distribuir a beleza das nossas daquilo que somos".
Léo Lima

quarta-feira, 20 de julho de 2011

PAZ E SEGURANÇA

"Mas eu curarei esta cidade e o seu povo e novamente lhe darei saúde. E farei que tenha tempos de paz e segurança." (Jeremias 33.6 - BLH).

Não gostamos de perder uma pessoa querida. A morte chega quando menos se espera. Existe um estado de prostração quando a morte mostra a sua cara. Nós nos esquecemos facilmente de que ela é a única certeza que a pessoa viva tem. Muitos, após sofrerem com a perda de um ente querido, sentem-se vazios, frustrados, apáticos, inquietos, e até deprimidos.

As pessoas sentem-se traídas e vazias e a ânsia provoca outros desencontros visíveis que são perigosos germes corrosivos na sociedade. Procura-se em todo lugar resposta e solução, mas esquecem-se de procurar em Deus a solução para todos os males.

A promessa de Deus é: "Mas eu curarei esta cidade e o seu povo e novamente lhe darei saúde. E farei que tenha tempos de paz e segurança." O profeta Jeremias que sofreu em transmitir profecias de dor, estava agora em um momento de opressão, tristeza e inquietação quando o povo de Deus achava-se distante de sua Pátria e, ainda prisioneiro. Jeremias estava trazendo uma boa notícia que era a promessa da restauração de Israel e de bênçãos espirituais. Como é bom ouvir esta notícia! O profeta estava agora mais satisfeito por ser o portador de mais um recado de Deus para o seu povo, desta feita, uma boa notícia. Notícia de paz, liberdade e de verdade!

Para que hoje aconteça esta transformação, para que haja cura desta doença que já é uma epidemia, a falta de paz, é necessário a cada um voltar os olhos, os ouvidos e ver que o Senhor oferece estas bênçãos, basta seguir os caminhos do Senhor cheios de paz e de segurança! Mesmo os agressores podem ser restaurados.

Você possui esta paz? Consegue confiar de que todos os males podem ser transformados em vitórias com o Senhor? Posso afirmar que sim. Cada problema, quando nas mãos do Senhor, são transformados em maravilhosas bênçãos. Que Deus possa habitar em sua vida desde agora e para sempre.
Léo Lima

terça-feira, 19 de julho de 2011

PELA PAZ, SEDE AGRADECIDOS

"E que a paz que Cristo dá seja o juiz nos corações de vocês. Foi para essa paz que Deus os chamou, unidos em um só corpo. E sejam agradecidos." (Colossenses 3.15 - Bíblia na Linguagem de Hoje).

Vemos, em várias faces da vida, que as virtudes precisam ser cultivadas. Em outro texto podemos ver que Paulo nos orienta sobre algumas virtudes: "Revestí-vos pois, como eleitos de Deus, santos, e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade; suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também." (Colossenses 3.12,13). Para que alguém perdoe o outro, é necessário que exista amor. Portanto, de todas as virtudes que existem uma é suficiente para abraçar todas, o amor. Se tivermos que fazer como Cristo fez, então teremos que amar. Não houve neste mundo nada comparado ao amor demonstrado por Jesus Cristo, que, como demonstração de amor a Deus, obedeceu ao Pai, e como forma de demonstrar amor a cada um de nós morreu na cruz e ressuscitou para nos resgatar. Morreu em nosso lugar. Pode haver maior amor do que este? Se temos o amor de Jesus em nós, logo teremos todas as virtudes necessárias para uma vida plena de amor e paz.

"E que a paz que Cristo dá seja o juiz nos corações de vocês. Foi para essa paz que Deus os chamou, unidos em um só corpo. E sejam agradecidos." Deus quer nos dar a paz. Precisamos estar em união com o nosso Senhor Jesus Cristo para podermos desfrutar do amor de Deus em nós. Deus deseja que tenhamos uma vida de plena comunhão com Ele e para isso é necessário que busquemos nele toda a força para abrigarmos as mais diversas virtudes. Seja misericórdia, benignidade, humildade, mansidão e longanimidade. Para todas estas atitudes devemos depender de Deus. É Ele que nos dá condições para sermos retos e sinceros. Precisamos estar cheios do amor de Deus em nós. E quando estivermos desfrutando desta tão preciosa paz, sejamos agradecidos!

Você já está procurando trilhar no amor de Jesus? As virtudes fazem parte do seu dia-a-dia? Jesus deseja que você faça isto. Crer que ele pode mudar sua vida para uma vida de paz e amor. Creia.
Léo Lima

segunda-feira, 18 de julho de 2011

ANGÚSTIA

Hoje desejo falar sobre este sentimento que tantas vezes visita o nosso ser. Tentamos e procuramos tirar do nosso interior este mal que tanto aflige. Compartilho mais esta poesia que que faz parte do meu livro de poesias 'Vê'. Deus abençoe sua vida.

AGONIA
Se no seu dia
Constante agonia
Afligindo vai...
Ao seu redor tudo decai,
Tudo evapora,
E grande tortura
Em seu ser murmura...
Você chora...
Seu amigo mais chegado
Se demora?
Acha castigo?
Acha pesado?Tudo o mais apagado...
Todo pó...
São decepções,
Com lacerações
Em multidão
Para o coração
Que chora, clama...
O seu ser descontente
Aflito, até demente!...
Sem atinar,
Compreender,
Desvendar...
E sempre a sofrer.
Tudo que lhe rodeia
É como do mal a teia...
Tudo escurece.
Ao meio dia, anoitece.
Que agonia!
Amigo,
Volte-se lentamente,
Vagarosamente,
 
E então como ao formoso cipreste
          - Fita o Semblante do Mestre!...
Léo Lima

domingo, 17 de julho de 2011

PACTO DE PAZ

"As montanhas podem desaparecer, os montes podem se desfazer, mas o meu amor por você não acabará nunca, e o meu acordo de paz com você nunca será quebrado." (Isaías 54.10 - Bíblia na Linguagem de Hoje).

Existe um determinado dia em que precisamos ouvir palavras de amor daquelas pessoas que nos são caras.

Deus, no texto acima, fala mais uma vez do seu extremado amor pelo ser humano. Ele faz uma declaração que parece ser a primeira tão forte são suas expressões. Tudo ao seu redor pode se transformar e mesmo desaparecer, mas o meu amor por você não acabará nunca! É muito forte e muito bom recebermos esta declaração de amor de Deus. No versículo 7-9 Deus diz: "Por um pequeno momento te deixei, mas com grandes misericórdias te recolherei; em grande ira escondí a minha face de ti por um momento; mas com benignidade eterna me compadecerei de ti, diz o Senhor o teu Redentor. Porque isto será para mim como as águas de Noé; pois jurei que as águas de Noé não inundariam mais a terra; assim jurei que não me irarei mais contra ti, nem te repreenderei." Isto é mais do que podemos desejar. Deus fazendo um concerto com o homem, na época, o povo de Israel, mesmo diante de sua rebeldia.

Como é bom termos um Pai como Deus. Ele prometeu que não mais faria nenhum mal aos seus, e após isto o que Ele fez foi cumprir Sua promessa: Enviar Jesus Cristo para concretizar o concerto de paz que ele havia feito, e então todo a pessoa que creria em Cristo, o Messias enviado por Deus, teria este pacto eterno com Deus, o Pai.

Um concerto de paz para sempre. Portanto: "As montanhas podem desaparecer, os montes podem se desfazer, mas o meu amor por você não acabará nunca, e o meu acordo de paz com você nunca será quebrado." E você, está disposto a acreditar que Deus já cumpriu sua maior promessa, a Salvação eterna por Jesus Cristo, Seu único Filho? Ele está disposto a amar você para sempre, basta que você o deseje somente. Deus o ama e deseja que você creia neste amor que chegou a deixar que Jesus viesse e morresse em nosso lugar.
Léo Lima

sábado, 16 de julho de 2011

TEM PAZ

"Jó, faça as pazes com Deus, deixe de tratá-lo como inimigo, e assim ele dará a você tudo o que há de bom." (Jó 22.21 - Bíblia na Linguagem de Hoje).

Conhecemos bem a história de Jó. Homem justo, reto, sincero e temente a Deus. Este homem foi escolhido pelo inimigo para ser provado. Deus disse de sua retidão e o diabo falou que Jó era assim somente porque possuía de tudo. "Quero ver se ele perder o que tem". Deus permitiu que assim fosse feito. Jó perdeu tudo o que possuía e até a sua saúde. Mas continuou firme. Mesmo que muitos dissessem que ele estava pagando por algum pecado. Jó afirmava que ele tinha certeza de que estava inocente de tudo que diziam dele.

Muitas vezes não gostamos de receber conselhos, especialmente Jó, nesta situação, ele tinha certeza de que era inocente diante de Deus. Ele sempre procurara estar em comunhão com Deus, sendo-lhe agradecido e prestando-lhe cultos de adoração. Portanto, no texto acima o conselho de Elifaz é irrelevante. Ele dizia para Jó fazer as pazes com Deus, reconciliar-se com o Senhor.

Para Jó sua união com Deus sempre existira e mesmo diante de todas as adversidades vivenciadas ele não havia pecado. Jó não deixava que nada interferisse em seu relacionamento com Deus e isto ele dizia em sua defesa. Ele sabia que havia uma perfeita comunhão entre Jó, o homem, e Deus, o Pai. Jó não se deixou intimidar por palavras de 'amigos' pois ele possuía a consciência de que estava sempre buscando fazer a vontade de Deus.

Nós nos defrontamos com situações aflitivas e nossa reação é puramente humana na maioria das vezes, até não permitimos a interferência de Deus para nos mostrar o caminho a escolher. Que atitude tomar e então determos este estado de paz que Deus oferece a todos os que estão tranquilos em sua presença? Para termos a paz perfeita, somente se estivermos unidos a Deus. Não importa o que o inimigo faça em nossa vida, se estivermos certos de que é o Espírito de Deus que habita em nós, caminharemos na certeza de que "o nosso Redentor vive!"

E você, consegue enfrentar as investidas do inimigo? Jesus pode fazer com que você não tenha medo, mas desfrute da paz!

sexta-feira, 15 de julho de 2011

AMOR SOMENTE

Hoje é um dia especial. Como todos os dias em que acordamos e vemos que podemos nos mover.

Deus nos ama. E é justamente esse amor que nos provoca a busca da interação. Interagir com Deus é algo que só consegue entender quem assim o faz. Não é possível mensurar em palavras.

Mas o amor do dia que vemos nascer motiva a trazer de volta a poesia do livro 'VÊ':

Amor somente

Senhor
Dá-me amor!
Com seu fulgor
Cheio de dulçor
Em meio ao amargor
E tanto dissabor
Dá-me amor!
É amor somente.
Meu ser contente
Quer docemente,
Constantemente,
De amor se encher.
Vem preencher,
Conceder,
Permanecer,
Sem retroceder,
Desde o amanhecer
Ao anoitecer
Dá-me amor!
Amor com abastança
Nunca a vingança.
Amor com fartura
Nunca a perjura.
Amor para compartilhar
Nunca furtar.
Amor para construir
Nunca destruir.
Amor para repartir
Nunca só pedir.
Dá-me amor somente.
Amor Verdade,
Que não mente.
Amor para a eternidade!...
Léo Lima

quarta-feira, 13 de julho de 2011

BOA NOTÍCIA

"Vocês conhecem a mensagem que Deus mandou ao povo de Israel, anunciando a Boa-Notícia de paz por meio de Jesus Cristo, que é o Senhor de todos." (Atos 10.36 - Bíblia na Linguagem de Hoje).

Para se anunciar algo, é necessário duas coisas: Primeiro, ter certeza de que o que anunciamos é uma verdade e que de alguma forma já vivenciamos e é real. Em segundo lugar, quando anunciamos é preciso que os que nos escutam percebam que falamos sério e que é uma experiência forte, que nos marcou. É preciso que os que nos ouvem vejam que nossa vida mostra que mesmo sem palavras estamos anunciando a mesma coisa. Especialmente quando anunciamos a mensagem salvadora de paz que Cristo nos oferece.

Toda criatura humana, de uma certa forma, anseia por uma vida de paz duradoura. Uma paz que dissipe toda a angústia, toda a amargura, toda inquietação que permeia no nosso mundo tão conturbado. Um mundo onde o materialismo impera e onde o social é desigual e a política, na sua maioria, espreita para que cada um tenha maior lucro. O espiritual então, é totalmente deturpado, busca-se a paz onde reinam as trevas. Busca-se a alegria onde reina a discórdia. É justamente por estes motivos que existe tantos desencontros.

Entretanto, para que se desfrute a paz, é necessário que cada um tenha um encontro espiritual e perfeito com Jesus Cristo. Ele que é o Senhor, está pronto a dar esta paz gratuitamente, basta que busquemos na fonte segura, Jesus Cristo. Jesus que veio para os seus, os judeus, mas estes não o reconheceram como Filho de Deus, o Messias prometido, somente uns poucos o seguiram e creram de fato Nele. E é somente por estes poucos que hoje temos o privilégio de sermos atingidos pelo amor de Deus, a salvação a todos quantos creiam no nome de Jesus Cristo o Filho de Deus.

E você, já desfruta desta graça? Já consegue ter a paz infinita que Ele oferece? Este é o momento. Jesus deseja salvar sua vida, confie Nele agora mesmo. Entregue sua vida a Ele.
Léo Lima

segunda-feira, 11 de julho de 2011

FRUTOS

"Mas o Espírito produz amor, alegria, paciência, delicadeza, bondade, fidelidade, humildade e domínio próprio. E contra esssas coisas não há lei." (Gálatas 5.22,23 - BLH).
Produzir frutos sem lei. Estranho não? Nós precisamos de leis que orientem as nossas atitudes e nossa forma de proceder. Cada ato está previamente determinado por um infinito número de códigos que se prestam para de certa forma controlar os instintos do ser humano. Se estas regras não existissem a insegurança predominaria e os relacionamentos seriam bem mais difíceis. Apesar destes códigos vemos que o ser humano consegue sempre violar, e, com facilidade um grande número deles.
Entretanto, quando se fala de uma pessoa que tem o Espírito de Deus não há necessidade de leis, ela já estará cumprindo todas de forma natural. Ela terá os frutos do Espírito que são: "Mas o Espírito produz amor, alegria, paciência, delicadeza, bondade, fidelidade, humildade e domínio próprio. E contra esssas coisas não há lei."
Podemos concluir que o resultado de uma vida com Deus é uma vida onde predominam o amor, a caridade, o gozo, a paz, a longanimidade, a benignidade, a bomdade, a fé, a mansidão, a temperança. E, acima de tudo, a humildade e o domínio próprio que quando exercidos não há necessidade de leis pois a harmonia é uma constante. Para quem possui virtudes como estas não haverá discórdias e os relacionamentos serão pacíficos.
O cristão deve se moldar de tal forma que a lei será um complemento para alertar seus passos no dia a dia. Quando o Espírito Santo de Deus domina a vida da pessoa ela passa a viver em harmonia total com as leis existentes. É esta a razão de afirmarmos que teremos frutos sem lei, teremos uma vida que prime por uma conduta digna de Cristo. Jesus nos mostrou que podemos fazer todas as coisas que ele fazia. Por isso, ao praticar estas virtudes, a consequência será uma vida plena de paz, da alegria que somente os que são salvos por Jesus Cristo e cheios do Espírito Santo usufruirão na plenitude da misericórdia divina.
Você já desfruta desta vida? A vida cheia do Espírito de Deus? Se ainda não conhece esta alegria é preciso que agora mesmo você faça uma entrega total de seu coração a Jesus Cristo.
Léo Lima

terça-feira, 5 de julho de 2011

COMEÇAR DE NOVO

...Conclusão de ontem
Começar... de NOVO?


Há poucos dias li o seguinte sobre a Águia[1]: “A águia é uma ave muito especial: é a que voa mais alto, e a que mais tempo vive, cerca de 70 anos - mas para que isso aconteça, é necessário que ela passe por uma grande transformação. Nem todas têm coragem de se renovar, então não sobrevivem. Quando chegam aos 35 anos, estão com as penas velhas, seus canos grossos - o que as impede de voar, as unhas e o bico estão compridos demais, curvados, impedindo-as de agarrar a presa e de se alimentar. Então, numa atitude instintiva e de coragem pela sobrevivência, algumas águias procuram um lugar alto, próximo a uma rocha, onde fazem, um novo ninho para o processo que virá.Começando o processo de renovação, batem as unhas contra a rocha até que se quebrem e fiquem em carne viva. Em seguida o bico, batida após batida, até cair. Enquanto isso, a águia é alimentada por outras do grupo, para que sobreviva. Quando as unhas começam a crescer, ela vai arrancando as penas uma a uma. Após aproximadamente 150 dias, está completo o processo. Então ela parte para o tão famoso vôo de renovação, com mais 35 anos de vida pela frente.”
Quanta coragem é preciso para se ter 100% a mais no tempo de vida! A águia enfrenta a dor, a solidão, o isolamento total e a dependência de amigos para se alimentar... Sem eles morreria de fome. Enfim, determinação, coragem, reação ao que era necessário fazer, mesmo com dor física, estas qualidades são imprescindíveis para uma nova tomada de atitude.
O sábio Salomão em seu livro de Eclesiastes lembra no capítulo 1 verso 9 que: “O que tem sido, isso é o que há de ser; e o que se tem feito, isso se tornará a fazer; nada há que seja novo debaixo do sol.” Como dissemos no início, esta rotina, que muitos de nós nos acostumamos, leva-nos a não desejar começar algo novo. A modificar todas as coisas que fazíamos anteriormente e olhar em frente. A seguir uma direção não imaginada. As promessas do nosso Deus contidas nas Sagradas Escrituras nos mostram que mesmo depois de um mar de tribulações a vida reassume o leme. A vida como dom de Deus, pois ao deseja-la a pessoa se reveste de força e coragem jamais imaginadas. Isto é dádiva de Deus que nos ama e deseja que tenhamos uma vida abundante seja em que lugar ou área estivermos. E como o salmista expressou: “Tu, que me fizeste ver muitas e penosas tribulações, de novo me restituirás a vida, e de novo me tirarás dos abismos da terra.” (Salmos 71.20.).
Muitas pessoas afirmam o seguinte: "Viva o dia de hoje como se fosso o último". Se ao acordarmos pensássemos que este seria o último dia de nossas vidas, de que forma o viveríamos? Será que faríamos as mesmas coisas de todos os dias ou começaríamos de novo um dia de novas atitudes, novos atos e usaríamos palavras que fariam felizes as pessoas que nos cercam? Como seria este nosso 'último dia?´
Se você se deparar com a necessidade de começar de novo, como se antes nada houvesse, que você possa se vestir de coragem como a que Abraão teve ao subir o monte para sacrificar seu único filho, como Deus lhe ordenara. (Gênesis 22). Mas foi a fé que habitava em seu coração que consolidou sua coragem que viu premiada por Deus. Que você possa se vestir de determinação como Noé que creu nas Palavras de Deus e mesmo chamado de louco, construiu a arca, que veio a ser o instrumento de salvação dos que creram.  Vista-se de novos propósitos tendo a firmeza da águia ao reagir à dor e buscar, então, novos horizontes.
E para se ter coragem, determinação, reação e novos propósitos diante das eventuais falhas e fracassos busque a fonte. Beba, sacie-se da água da vida. Encha-se de fé que Deus lhe oferece. Envolva-se com o amor remidor do Senhor. Deus está pronto a fazer como fez com Josué: “Então disse o Senhor a Josué: Hoje começarei a engrandecer-te perante os olhos de todo o Israel, para que saibam que, assim como fui com Moisés, serei contigo.” (Josué 3.7). Este “serei contigo” continua repercutindo até os dias de hoje e pode ser para você também.
Léo Lima
Ata, 25/02/2001

[1] Disponível em:  http://www.synopse.com.br/dialog/ensaios/aguia.htm Acesso em 28/nov/2009.

segunda-feira, 4 de julho de 2011

COMEÇAR DE NOVO

Texto publicado em 2001 pela revista "Desafio Missionário" da UFMBB.
Bom dia. Este texto já publiquei em 2009, mas senti o desejo de postar... de novo! (Continua amanhã)
Começar... de novo?Aqui me vejo diante deste dilema. Após ter concluído esta reflexão, eis que senti que devo esquecer o que havia feito e começar a fazer, de novo.
Emoções se debatem em meu interior. Elas têm uma proporção muito forte. Uma me fala para eu
fazer uma abordagem, outra sugere que sejam abordadas outras características do assunto. O que fazer?
Bem, em primeiro lugar quero compartilhar que este começar de novo é desafiador e de certa forma penetra na mente que sente um rebrilhar de idéias, nem sempre florescentes.
Esquecer o que havia sido feito... Este é o maior desafio do momento.
A ocasião é de emoções diversificadas. A imposição de se esquecer o que houvera feito e recomeçar sob novas perspectivas, provoca no corpo um estremecimento e até mesmo um calafrio ante o desconhecido que se impõe.
Observando o recomeçar vemos que é o que se precisa fazer a cada dia que nasce. O recomeço de uma determinada atividade mostra-nos que a vida é quase toda feita de rotina. O começar de novo implica, muitas vezes, em voltar. Voltar à estaca zero. Por exemplo: se uma pessoa sofre um grave acidente, e muitas sofrem, ela precisará começar de novo. Levará mais tempo no novo aprendizado que uma criança recém-nascida. Se acompanharmos com atenção um recém-nascido, constataremos que a cada dia, ele mostra sinais de crescimento e desenvolvimento espantosos. Enquanto o aprender de novo a falar, andar ou outras atividades na pessoa adulta, leva um tempo diferente. Cada novo progresso desta pessoa é esperado e observado com ansiedade pelos que a cercam.
Entretanto, às vezes, para se começar de novo, o incidente não é necessariamente físico, financeiro ou material mas é principalmente, na vida espiritual, quando a queda é moral.
A estabilidade é um estado de vida incomparável. Tudo que se busca gira em torno de um viver estável. Se tudo está dando certo, que maravilha! Porém, apresentam-se situações das quais ninguém gostaria de viver. E o começar de novo, então, se torna imperioso.
Em Jó 14.7 lemos: “Porque há esperança para a árvore, que, se for cortada, ainda torne a brotar, e que não cessem os seus renovos.” É justamente este começar de novo que, muitas vezes, assusta, deixa a pessoa deprimida. - Ela fracassou! - Ela falhou! - Foi cortada! (É o que pensa que estão achando dela). Como se somente ela vivesse esta situação... sente-se a pior das criaturas.
Não sei você, mas eu já passei por períodos na minha vida em que jamais admitia mudanças. Mas quando se depara com situações em que na verdade, o pseudo fracasso foi justamente a maneira usada para que você tomasse uma outra atitude. E só mediante outra atitude as coisas se transformam! Eu mesma precisei mudar de vida, de lugar, trabalhar e fazer novos amigos... Quando me vi diante do novo pude constatar que o bom supera qualquer expectativa. E como nos enriquece! O brotar de novo mostra um verde mais límpido! Mostra uma alegria genuína! Inspira a ver que o mundo é bem maior que nosso universo ao qual nos prendemos tantas vezes.
Um dos mais notáveis começar de novo na História se deu após o dilúvio, que conhecemos tão bem (Gênesis 6-9). Deus estava prometendo que haveria bênçãos infinitas aos sobreviventes. Os que pereceram, sabemos, foi por não acreditarem em Noé, que anunciava o dilúvio como final do mundo. Os que estavam com Noé devem ter sofrido bastante, mas a promessa era de ter todas as coisas necessárias e ao alcance deles. “Abençoou Deus a Noé e a seus filhos, e disse-lhes: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra. Terão medo e pavor de vós todo animal da terra, toda ave do céu, tudo o que se move sobre a terra e todos os peixes do mar; nas vossas mãos são entregues. Tudo quanto se move e vive vos servirá de mantimento, bem como a erva verde; tudo vos tenho dado.” (Gênesis 9.1-3). Para este começar de novo o homem estava recebendo tudo a fim de construir uma vida melhor. Deus determinou tudo a ser feito.
Quantas vezes sentimos como se o mundo tivesse acabado para nós. É então necessário muita coragem para reagir e isto só é possível se a pessoa tiver uma estrutura alicerçada nos padrões divinos e sua fé firmada em Deus. Os padrões de Deus são dados por ele mesmo, assim como as condições para superar todos os desafios; por exemplo, se você pensa: - Não tenho condições, Deus fala: - “Minha graça é suficiente” (II Coríntios 12:9); mas se mesmo assim você ainda pensa : - Não há saída, Deus afirma: - “Eu guiarei teus passos” (Provérbios 3:5-6); mas se você totalmente desanimado raciocina: - Eu não posso fazer. Aí sim, você ouve Deus falando: - “Você pode fazer tudo” (Filipenses 4:13).
Léo Lima

sexta-feira, 1 de julho de 2011

QUERO FALAR DE PAZ

"Orai pela paz em Jerusalém; prosperarão aqueles que te amam. Haja paz dentro de teus muros, e prosperidade dentro dos teus palacios." (Salmos 122.6,7).
Hoje, quero falar de paz! Não esta paz que se proclama aos quatro ventos. Quanto ao silêncio, sossego, contemplação, não. Nada disso! Não somente esta paz que todos ambicionam, a paz egoísta, a paz individual, a paz da alma! Não! Nada disso!!!Estamos vivendo dias angustiados, em que temos muitos motivos para criticar a maneira de procedimento dos políticos, com pequenas excessões; a maneira como está sendo feita a administração, em especial, do nosso país. Cada um que ocupa uma função dada pelo povo, está em busca de melhorar sua vida pessoal, isto, em detrimento de um povo totalmente carente... Sabemos que a perfeição jamais existirá entre nós seres humanos falhos; mas como seria bom se a honestidade fosse uma virtude coletiva! Oh, isto é sonho? E se é, como é bom sonhar...
Vamos usar o texto não somente para uma cidade, mas para o país e para o mundo! O que é preciso fazer para se desfrutar de paz, realmente? A primeira coisa que o salmista diz é : "Orai pela paz em Jerusalém..." portanto, este é o início de uma busca de paz para a nossa terra. Como o nosso Brasil precisa que oremos pelos governantes, por todas as pessoas que estão com responsabilidade direta. Sim, a nossa responsabilidade é esta: pedir a nosso Deus que transforme os corações; que as ambições sejam sadias e que o desejo de um país rico e saudável seja a ambição maior de cada um de nós!
Vemos ainda, no texto, que se esta busca se tornar realidade logo haverá "prosperidade" para todos. E a paz que todos sonham viver, será somente uma consequência! Entretanto, não poderíamos terminar sem dizer, que mesmo que você viva em um lugar onde tudo é paz, onde as coisas são repartidas com igualdade, onde não exista a corrupção, se você ainda não conhece a paz que vem de Deus, se ainda não experimentou o amor de Deus por você, de uma forma pessoal, interior; se isto ainda não aconteceu, a paz real estará bem distante do seu coração! Se você deseja uma paz que nada nem ninguém rouba de você, basta colocar-se nas mãos de Deus e deixar que Seu Filho Jesus more em você. Creia, Deus quer vê-lo feliz, e isto só é possível se você crer!
Léo Lima