COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

domingo, 27 de fevereiro de 2011

O VALOR DA FÉ PELO AMOR

"Porque em Jesus Cristo nem a circuncisão nem a incircuncisão tem virtude alguma; mas sim a fé que opera por caridade." (Gálatas 5.6).
Temos algumas necessidades fundamentais. E uma delas é que precisamos ser valorizados! E quantas vezes deixamos de dar o merecido valor a acontecimentos que vivemos, a pessoas que se destacam! Muitas vezes damos valor mais que merecido a nossos atos, aos nossos pensamentos, aos nossos sonhos irrealizados! Por que é preciso tanto sermos valorizados? Será vaidade? Será carência de outros afetos?
Sabemos que os judeus valorizavam muito certos rituais, mais que o próprio Deus. O judeu rigoroso deveria respeitar, aceitar e praticar tais ritos. E no texto podemos ver Paulo falando que essas coisas não têm virtude, mas sim a fé.
O apóstolo Paulo afirma através desta carta aos crentes Gálatas que eles deveriam deixar de dar tanto valor a esses rituais, pois Cristo já viera e, Cristo filho de Deus, dava maior valor à fé que atua pelo amor. Sentimos uma relação inquebrável entre a fé, a esperança e o amor, como um elo que nos une a Deus.
Precisamos deixar que nossos cuidados, muitas vezes em excesso, que nossas necessidades de valorização não nos impeçam de termos plena comunhão com Cristo. Se assim agirmos, estaremos vivendo este perfeito elo que nos une ao Senhor! Que possamos cultivar a fé que atua pelo amor!
Jesus ama você como você está. Ele quer ser o seu redentor. Aceite o amor imedido que Ele pode e quer lhe dar. Se você não tem fé, peça-a a Deus que a dará com muito amor. E é esta fé que poderá operar por caridade, por amor através de você.
Léo Lima

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

NO TOCAR... A FÉ

"Depois disse a Tomé: Põe aqui o teu dedo, e vê as minhas mãos; e chega a tua mão, e mete-a no meu lado; e não sejas incrédulo, mas crente. Tomé respondeu e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu! Disse-lhe Jesus: Porque me viste, Tomé, creste; bem-aventurados os que não viram e creram." João 20.27-29).
Quando nos deparamos com alguma cena maravilhosa ou algo anormal, geralmente nossos olhos estagnam-se, nosso coração acelera. Dos nossos lábios brotam exclamações impensadas! Isto acontece com o ser humano desde os primórdios. - A descrença. - O querer ver para crer!
Assim aconteceu no texto acima, sabemos a história, e diante dela podemos ver a incredulidade de Tomé. Este homem que havia sido escolhido para ser um dos doze discípulos de Cristo, escolhido pelo próprio Cristo, eleito por Jesus, agora descria que era realmente Cristo que estava entre eles ressurreto.
Tomé afirmara anteriormente: "só se eu tocar em suas mãos e sentir as cicatrizes." Agora, diante de Jesus, Ele que conhece muito bem os seus, disse a Tomé: "Põe aqui o teu dedo e vê as minhas mãos..." estático Tomé balbuciou com espanto: "Senhor meu, e Deus meu!" a expressão aqui vai além do Mestre que ele conheceu, do Cristo amigo; suas palavras vão além da mera identificação de Jesus homem! É o reconhecimento da divindade de Cristo! É a fé pelo olhar, tocar, sentir! Naquele momento, Jesus disse e continua a dizer: "Bem-aventurados os que não viram e creram."
Entretanto, mais felizes são realmente os que creem, pois que, "pela graça sois salvos por meio da fé e isto não vem de vós é dom de Deus."
Que em nosso viver possamos contemplar a grandiosa dádiva da fé, e que ao contemplarmos o Senhor possamos exclamar: "Senhor meu, e Deus meu!"
Você que não viu, consegue crer e imaginar aquelas mãos e pés que têm as marcas da cruz? Foi por mim e por você.
Léo Lima

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

TESTEMUNHO SANTIFICADOR

"Para lhes abrires os olhos, e das trevas os converteres à luz, e do poder de satanaz a Deus; a fim de que recebam a remissão dos pecados, e sorte entre os santificados pela fé em mim." (Atos 26.18).
"Você jura dizer a verdade, nada mais que a verdade?" São palavras da testemunha que precisa estar cônscia de dizer - a Verdade - somente o que testemunhou. Só o que presenciou poderá ser enunciado durante as respostas ao inquiridor.
O apóstolo Paulo estava sendo julgado. Era réu. Agora, diante do rei Agripa, que lhe dá oportunidade de se defender Paulo sente-se feliz! Fazendo então muito contente a sua auto-defesa, pôde dar testemunho de toda a sua vida, e de sua maior experiência com Cristo, a sua Transformação. Sua Missão. Lembrando então das palavras de Jesus para ele: "Mas levanta-se e vai... Para lhes abrires os olhos, e das trevas os converteres à luz, e do poder de satanaz a Deus..." E era justamente este o motivo porque ele se achava ante o tribunal. Porque foi e falou, e muito mais, testemunhou! Agora Paulo, como uma cachoeira radiante, pode derramar o que vai no seu interior, pode mais uma vez proclamar a sua fé; e isto diante dos principais da cidade e do rei. - "a fim de receberem a remissão dos pecados, e sorte entre os santificados pela fé em mim." Foram palavras que Paulo ouviu de Cristo. Testemunho vivo. Santificador!
A vida de Paulo foi santificada dia após dia, o que nos deixa esta preciosa mensagem, de que mesmo estando ameaçado não titubeou em continuar a transmitir o recado de Cristo a todos os pecadores. Cristo está pronto a santificar nossas vidas, basta simplesmente ter fé. Entregar a Ele os nossos eus. Deixar que Ele faça a diferença.
E você já tem os seus pecados purificados pelo amor de Jesus? Ele oferece para você a maior prova de amor: a vida eterna. Para isto basta crer no amor redentor de Jesus Cristo por você.
Léo Lima

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

MEU REDENTOR VIVE

"Porque eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra." (Jó 19.25).
A vida é o bem mais precioso que possuímos. Todavia, a vida vivida sem esperança torna-se constante tortura, quase o caos. Em nosso viver diário deparamo-nos com os "amigos", aquelas criaturas que vivem em seu mundo egoísta procurando destruir, angustiar e até conturbar o nosso viver. Muitos tentam se aproveitar ao máximo de nossa boa fé, nossa inexperiência diante de determinados fatos da vida.
Conhecemos a história de Jó. Servo de Deus, que Deus permitiu que o inimigo de nossas vidas destruísse tudo que ele possuía, tirando, inclusive, seus familiares, os seus bens materiais, ficando Jó triste, solitário e doente. E os amigos? Até estes afastaram-se totalmente e os que se aproximaram procuravam acusá-lo de muitas coisas. Jó estava sozinho e em meio ao desespero, exclama: "Quem me dera que as minhas palavras se escrevessem. E depois de consumida a minha pele, ainda em minha carne verei a Deus. Ve-lo-ei por mim mesmo, e os meus olhos, e não outros o verão..." Jó 19.23,26,27.
Em meio à aflição que vivia, Jó era impulsionado pela estranha força que invade alguns corações esperançosos e estava convicto de que veria o Senhor que era o seu remidor. Ele expressava aí uma vontade muito grande de vê-lo e do mais profundo do seu ser exclamou: "Porque eu sei que o meu Redentor vive!" É a resposta à dúvida e à esperança. Esse libertador, defensor, justificador era esperado por Jó para salvá-lo e libertá-lo da ruina em que se achava submerso.
Hoje, pela fé, podemos exclamar como Jó: "Porque eu sei que o meu redentor vive!"
Você crê que Jesus, o nosso Redentor, vive? Eu creio. Ele está a oferecer a liberdade através de um gesto de fé que você pode ter agora. Creia no Senhor Jesus e entregue sua vida a Ele.
Léo Lima

sábado, 19 de fevereiro de 2011

UM TOQUE APENAS...

"E toda a multidão procurava tocar-lhe, porque dele saía virtude, e curava a todos." (Lucas 6.19).
Existem para todos nós necessidades vitais, como a necessidade de relacionamento de uns para com os outros. Precisamos comunicar-nos, pois se nos isolarmos das pessoas por muito tempo, poderemos chegar à insanidade mental. Precisamos ter alguém em quem confiar, que possa nos ouvir, que possa nos proporcionar um contato amigável e afável! É muito bom quando estamos junto a pessoas que nos são queridas, que admiramos, que nos fazem sentir bem!
O texto bíblico acima diz que todos na multidão procuravam tocar Jesus, porque Dele saía poder. Era a ânsia por um contato direto com Jesus Cristo. A necessidade daqueles que seguiam Jesus estava aí demonstrada em um simples movimento. Um gesto de fé daqueles que procuravam tocar. Simplesmente tocar Jesus sem serem vistos por Ele. E assim aconteciam milagres através deste simples toque, sempre muito rápido! A carência da presença divina levava-os a ansiarem por este ligeiro toque.
Jesus Cristo quando nomeou a grande comissão, aqueles que deveriam anunciar a sua mensagem, disse: "E eis que estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos" (Mateus 28.20). Hoje, como ontem, mesmo em meio à multidão, é necessário manter este contato com Cristo. Um toque apenas basta para que sintamos o poder que Dele emana. Um toque de Fé. Mas é preciso para isso que Ele esteja conosco todos os dias, como Ele mesmo prometeu. É preciso ir em busca de um toque de fé. Fé que impulsione a buscá-Lo, sempre. Basta para isso desejar e Ele vem estar junto a nós para que, com um especial toque de fé, possamos sentir o grande poder que Dele emana.
Você deseja tocar em Jesus? Toque-O através de uma oração cheia de fé. Toque-O através de uma atitude de amor. Toque-O crendo que Ele deu a vida eterna a você. Toque-O apenas.
Léo Lima

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

LOUROS DA VITÓRIA

"Disse-lhe o seu Senhor: Bem está bom e fiel servo. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu Senhor." (Mateus 25.23).
As olimpíadas e os grandes campeonatos estão tomando grandes porporções, especialmente porque envolvem profundamente as emoções. A imprensa, com seus fantásticos recursos, está provocando em cada publicação as mais fortes sensações de vitória, especialmente a televisão que mostra os fatos no momento em que eles estão acontecendo e com uma beleza indiscutível. Em cada competição o telespectador sente como se fosse o próprio atleta vencedor!
Para que um atleta chegue ao topo, receba a coroa da vitória ele se esmera nos treinamentos, quase sem opção de lazer para o seu dia a dia. Cada um procura dar o melhor de si para conquistar a tão almejada vitória!
Deus deu a cada um de nós a oportunidade de realizarmos muito mais que uma disputa de honra ao mérito. Ele concedeu-nos talentos para que possamos cultivá-los, aprimorá-los e desempenhá-los da forma mais útil e prática. Assim como nos deu, Ele multiplica as aptidões daquele que se dispõe a realizar a tarefa que o Senhor lhe confia. Quando trabalhamos nossos talentos e os colocamos em prática, percebemos que não é somente aquele talento que vimos inicialmente, mas que temos outros que jamais imaginávamos possuir um dia. Com a prática e a incansável vontade de termos a aprovação dos nossos atos e palavras pelo Pai celeste. Se assim fizermos veremos então que os nossos talentos se multiplicam rapidamente.
A promessa é:"sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu Senhor." Quando a nossa busca no pouco chega ao ápice de muitas vitórias, podemos compreender esta parte do texto, sem nenhum receio da vida futura, sem temor do após a morte, mas convictos de que o céu é uma realidade oferecida por Deus a todo aquele que crer no seu nome. Isso acontece a todo atleta espiritual que luta pela vitória sobre o pecado. Você acredita que ouvirá do Senhor a frase citada acima? Você é um servo com todos estes méritos? Se ainda não é, busque a Deus agora que ele quer salvá-lo.
Léo Lima

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

LEGADO DIVINO

"E, se nós somos filhos, somos logo herdeiros também, herdeiros de Deus e coherdeiros de Cristo; se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados." (Romanos 8.17).
Quando ouvimos comentários sobre a partilha de bens ou quando um inventário é feito, por uma herança deixada por alguém, percebemos que os herdeiros sentem-se no direito desta ou daquela parte.
Temos a vida que é o bem mais precioso outorgado por nosso Deus. No nosso dia a dia Ele nos sustenta, nos protege. E, quando vemos um dos nossos queridos nos deixando para sempre, a dor e a saudade nos invade. Entretanto, é necessário que se faça um inventário...
Com o nosso Pai celestial existe pronta uma herança, um legado, que está sendo escrito cada dia, por nossos atos e palavras. É algo superior a tudo que nossa imaginação possa avaliar. Superior aos nossos merecimentos, pois nesta herança temos parte como filhos, portanto, herdeiros de Deus! O que teremos no porvir, não nos compete indagar, questionar. Entretanto, sabemos que é muito superior a tudo que nossa limitada imaginação possa arquitetar. No texto acima vemos uma condição para que a vitória suplante toda espectativa do presente. Aqui não temos somente alegrias, mas, "se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados." No legado divino está prometido que com Ele seremos glorificados pois somos filhos por Cristo! Esta será uma partilha onde não haverão injustiçados!
Deus é o Pai que não falha em momento algum! E é este Pai amoroso que promete que os seus filhos terão rios de água a jorrar do seu interior. É uma promessa de vida plena na presença Dele. A água é vida que vivifica, que impulsiona, que dá força ao cansado, que limpa toda sugeira existente. E Ele nos concede muito mais do que imaginamos. O que precisamos é simplesmente CRER. Crer em Cristo Filho único de Deus que nos oferece sermos herdeiros de Deus através da justificação pela aceitação do seu sacrifício na cruz do calvário. O céu é a herança que nos será dada por Deus. Você está entre os herdeiros? Aceite, agora mesmo, o amor de Jesus por você e o sacrifício imedido na cruz.
Léo Lima

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

PEDIR SEGUNDO A VONTADE DO PAI


"E esta é a confiança que temos nele, que, se pedirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele nos ouve." (I João 5.14).
Utilizamos os nossos sentidos a todo momento. Entretanto, em determinadas situações, alguns deles estão mais aguçados do que outros. Especialmente os da audição. A nossa irritação pode advir até de uns cri-cris de grilos. Depende muito do nosso estado de espírito.
A nossa mente guarda da infância sons que nos trazem nostalgia, é que nos lembram que mesmo o coaxar de sapos em uma lagoa próxima, nos embevecia... É que tudo pode ser pequenos lances que a memória guarda no tempo... Sons que alegram e sons que provocam irritação! Os sons não são visíveis, mas eles marcam. Às vezes, mais forte que uma paisagem exuberante!
Para Deus, os nossos atos não são invisíveis e nem as nossas palavras são inaudíveis. Deus que tudo vê, não deixa passar qualquer ato ou palavra. Todo crente confia e espera serenamente que o Pai celeste tenha os ouvidos atentos constantemente para que anseios e desejos sejam atendidos mesmo que não conssiga pedir-Lhe. Ele "tudo" vê, tudo ouve, e não permite que nossos atos e palavras, simplesmente, passem por Ele. Para Ele o desejo ardente do coração, o pedido de uma alma silente é sentido, é ouvido. É preciso estarmos atentos e desejarmos que tudo aquilo que se nos advenha seja segundo a vontade do Pai, pois sabemos que somente Ele conhece o oculto dos nossos corações e sabe o que mais nos convém e o que é melhor para o filho que depende somente dele!
Precisamos, então, andar em confiança. Termos o nosso desejo dentro da vontade do Senhor. Alegrarmo-nos no Senhor, como afirmou o salmista Davi. Se assim fizermos Ele, pode realizar o desejo do nosso coração, segundo o coração do Pai. Que saibamos como pedir aquilo que necessitamos e o que anseia a nossa alma!
Mas o principal desejo de Deus é dar-lhe a vida eterna, isto se você o desejar. Para que isso aconteça basta aceitar o sacrifício de Cristo na cruz e Ele o salvará.
Léo Lima

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

POSSO SER A EXTENSÃO DE DEUS

"Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos, e se converta ao Senhor, que se compadecerá dele; torne para o nosso Deus, porque grandioso é em perdoar." (Isaías 55.7).
A cada dia em que se liga a televisão pode-se constatar que a miséria ainda está presente de forma assustadora no mundo; que a dor, a miséria, a necessidade e a fome quase destrói o ser humano que vive na mais de até sem o básico para sua manutenção: o pão.
É desumano o que acontece. Mesmo sendo esta a grande preocupação dos governantes, daqueles que dirigem as nações, com todas as obras assistenciais, muitos chegam a perecer por este estado de vida que o submundo lhes oferece!
Entretanto, sabe-se que também, mesmo que muitos homens possuam riqueza e todo conforto que o dinheiro possa dar ele, às vezes, é o mais miserável de todos, pois os seus pensamentos são maus. Isto é a consequência da mais pobre herança que toda a criatura humana recebe. A herança do pecado é algo que nasce com ele. E se esta pessoa não desenvolve o bem, logo todo seu lado negro aparece com nitidez até se transformar no caos. Mesmo tendo bens a sua mente muitas vezes o coloca em pleno estado de miséria, chegando ao mais profundo abismo. O abismo do pecado!
Como diz o profeta Isaías da parte de Deus: "... deixe o iniquo os seus pensamentos; converta-se ao Senhor... e volte-se para Deus, porque é rico em perdoar" É infinita a fartura do perdão divino. Todo aquele que se converter a Ele e deixar os seus maus caminhos, Deus dará com fartura o seu perdão. Tem riqueza imensurável de paz e amor todo aquele que confiar em Deus.
Deus é rico em perdoar e não tem a sua mão encolhida. E é justamente este perdão que preenche o interior de todo aquele que é salvo proporcionando um pleno estado de paz. Mesmo que as aflições se interponham, mesmo que as provações cheguem, mesmo ainda que a fome ronde a sua casa, ainda assim, Deus que é rico em perdoar, poderá dar-lhe tudo que anseia seu coração.
Quem está seguindo nos caminhos do Senhor terá abundância. Mesmo que muitas sejam as necessidades cada um de nós deve ser a extensão de Deus aqui na terra para amenizar a fome daqueles que nos rodeiam.  Deus não tem suas mãos encolhidas. Ele deseja salvar sua vida. Entregue seu coração e creia que Deus pode dar-lhe perdão e vida.
Léo Lima

domingo, 13 de fevereiro de 2011

DESEJO DE SEGURAR A LUA

Boa noite. Ainda estou em Florianópolis. É uma das cidades mais bonitas que este Brasil possui. Logo eatarei voltando para minha terra.
O coração que está muito feliz por estar com a mais nova criança que chegou para nos alegrar, Marina. A saudade já se faz presente.
Saudade tamém do meu neto, Francisco, que penso que ele é mais ou menos assim:
" Você nasceu para alegrar os nossos corações.
O tempo que passa... Ele mostra sua beleza esplendorosa.
Seus olhos que são belos mas nada são comparados com o seu olhar.
Olhar ora distraído, ora profundo.
Ora próximo, ora mais distante que o infinito do céu.
Seu aspecto sério e logo brincalhão desejando segurar a lua ou se atirar no espaço aberto...
E o mar? Oh ele o fascina! Como fascinante é você.
Louvo a Deus por sua vida por ter-nos dado este maravilhoso presente: Francisco.
Segue minha oração por sua vida com todo o meu amor - vó LÉO...
O Senhor te abençoe e te guarde; o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti; o Senhor levante sobre ti o seu rosto, e te dê a paz.”

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

OLHANDO PARA O SENHOR

"Os meus olhos estão continuamente no Senhor, pois ele tirará os meus pés da rede." (Salmos 25.15).
Existem paisagens, coisas, pessoas que ao serem visualizadas o nosso desejo é que nossas retinas gravem para sempre aquela imagem que nos encanta! Quantas vezes, ao nos distrairmos ante cenas maravilhosas, sentimo-nos presos, como se um laço invisível estivesse a nos enlaçar.
O ser humano tem em si a natureza de se sentir atraído pelo que vê. Quando o olhar descortina algo que o fascina, logo é como se uma sutil armadilha estivesse a rondá-lo e como se redes estivessem prestes a envolvê-lo, tal é a força do olhar. A pessoa sente-se provocada por encantos especiais, que logo pode envolver-se totalmente se não estiver atenta.
O salmista Davi, homem do coração de Deus, após ter vivido experiências que o fizeram chorar amargamente, pôde exclamar que estava sempre "Olhando para o Senhor", pois sabia que somente com o olhar fito em Deus poderia estar sendo desviado de qualquer laço que pudesse haver em seu caminho!
Gozando de incontáveis bençãos do Amor Divino, já com triste "espinho na carne" pôde o apóstolo Paulo, compartilhar, através de sua carta aos crentes de Roma, as alegrias no Senhor: "Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou." (Romanos 8.37). Paulo ainda falou que "... olhando para Jesus, autor e consumador da fé." Ele pôde viver e desfrutar deste resultado que vive todo aquele que tem seu olhar fixo em Jesus!
Você também pode viver tudo isto que Paulo fala: "Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou." Aceite ser vitorioso com Jesus. Entregue sua vida a Ele.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

SÚPLICA SILENTE


"Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes, que não sabes." (Jeremias 33.3).
Ao buscar no dicionário o que significa a palavra clamor, podemos ver que quer dizer, grito! Sabemos ainda que em determinadas circunstâncias o homem desejaria realmente gritar, gritar muito alto para desabafar aquilo que lhe oprime o coração! Isto acontece com muitos de nós. Uma necessidade de extravasar as constantes agitações e dificuldades que nos afligem!
Deus, após se revelar a Jeremias, como está no texto, e que naquele momento encontrava-se preso devido exatamente às suas profecias, diz-lhe: "Clama a mim!" é como uma ordem que quer dizer: "Suplica a mim". É como se fosse uma força maior para que o profeta se animasse naquele momento em que mais precisava de uma palavra desta vinda de Deus, era justamente o que ele mais precisava ouvir. Clama, silentemente e com lágrimas, mas, já o fazia... mas o Senhor desejava que ele clamasse mais!
Silente súplica é o clamor que extravasa do mais profundo do coração. É o sentir, sofrer, desejar ardentemente com lágrimas até, e mais, com alegria no Senhor. É a verdade oculta revelada somente a Deus. Tantas vezes o clamor mudo.
Deus ainda nos promete através do profeta: "responder-te-ei", a resposta divina muitas vezes é uma resposta sem alarde, silente, precisa, suave. Precisamos estar atentos para ouvir e ver Deus nos respondendo, pois Ele é fiel! E para tão frágeis criaturas ele prossegue: "E anunciar-te-ei coisas grandes e firmes, que não sabes"! Ficamos extasiados diante da misericórdia de Deus. Como no passado, hoje Ele opera maravilhas!
Ele quer salvar sua vida. Ele quer que você clame a Ele para que conheça coisas grandes e firmes que você ainda não conhece. Aceite este amor imedido de Deus. Desfrute das alegrias que Ele quer lhe dar.
Léo Lima

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

ALEGRIA POR SUA ALEGRIA

"E, como estou certo disso, sei que ficarei com vocês. Sim, ficarei com todos vocês para ajudá-los a progredir e a ter alegria na fé." (Filipenses 1.25 - BLH)
Uma festa é sempre um ambiente alegre. É muito bom estarmos estre pessoas alegres. Não a alegria que soa falsa. Mas a alegria que irradia felicidade.
Quando as crianças estão brincando, pulando é porque elas estão muito bem, a partir de sua saúde.
Mas o que pode ser ainda melhor é quando somos o motivo da alegria de alguém.
No texto acima quando o apóstolo Paulo fala da sua alegria e saúda os irmãos ele os lembra de que estão precisando se firmar cada vez mais no Senhor e nos seus ensinamentos. O desejo de Paulo e Timóteo é que os cristãos sejam muito felizes no Senhor.
O apóstolo, através desta carta mostra o grande amor que os une e por isso o cuidado para com a fé deles. Ele mencionou: "Não que tenhamos domínio sobre a vossa fé, mas porque somos cooperadores do vosso gozo." (II Coríntios 1.24) A nossa preocupação, diz Paulo, é pura, o nosso interesse é que vocês continuem a glorificar a Deus por Jesus Cristo. Somos simplesmente cooperadores da vossa alegria. Estamos alegres pois vimos que pela fé estais firmes.
Como é bom sabermos que aqueles que nos amam se preocupam conosco, com nossa alegria, com nossa preocupação, com nossa tristeza, com nossas atitudes.
Paulo e Timóteo estavam sentindo alegria pela alegria dos crentes de Corinto. É uma das coisas que mais solidificam um relacionamento fraterno é o compartilhar. É o sentir com. É o sentir juntos. É o chorar pela dor do outro. É sentir alegria pela alegria daqueles que amamos!
Jesus, quando esteve neste mundo, sentiu as dores dos fracos, sentiu as dores dos que eram maltratados, sentiu as dores dos doentes, sentiu a alegria pelos seus amigos quando se alegravam. Jesus, hoje quer sentir tudo o que você sente. Ele deseja que você compartilhe com Ele tudo que passa em seu interior. Permita-lhe isto!
Léo Lima

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

AZUL DO MAR

Hoje tudo é azul esverdeado. Estou diante do lindo mar de Florianópolis. O ar que respiramos é muito bom. Mas nem mesmo visão do mar pode suplantar a alegria de conhecer a "Mar". A Marina é a minha mais nova neta. Como é belo contemplar a perfeição da criação divina em um bebê que nasceu há pouco.
Deus é grandioso e só podemos exclamar "Porquanto está alegre o meu coração e se regozija a minha alma" (Salmo 16.9). Estou vivendo momentos de profunda gratidão a Deus por todas as coisas que Ele tem feito na minha vida. Louvado seja o nome do Senhor. Marina "Nina" já é fonte de grande alegria para os nossos corações. Já pedi muitas coisas ao Senhor, mas não havia pensado em pedir uma neta. Deus deu-nos netos maravilhosos e ela chegou com a doçura de um coração festivo alegrando-nos totalmente. Que Deus nos abençoe através da vida dela como já tem sido.
Segue mais uma das minhas reflexões:

"Pedí, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e a-brir-se-vos-á. (Mateus 7.7).
Como é difícil viver uma vida repleta de verdades! A verdade tem que ser dita, entretanto, são inverdades que flutuam, que permeiam nosso viver. Quantas promessas não cumpridas, quantas buscas vãs quantas coisas ocorrem em nossa casa e são por nós ignoradas!
Mediante tanta variação em nós, todo fracasso ocasionado por nosso egoísmo, esquecemos. A procura por uma migalha do nosso amor, não encontrada! Fazemo-nos de surdos e muitas vezes deixamos as portas fechadas para um relacionamento de amizade, para uma colaboração, ou tantas outras carências do nosso próximo. E é neste estado de coisas que ouvimos com insistência as palavras de Jesus que não param de ecoar para que nossos corações se abram: "Pedí, buscai, batei!" Em qualquer dia ou circunstância esta tríplice expressão é verdadeira e não falha! Pois se pedirmos: "Dar-se-nos-á;" se buscarmos: "Mostrar-nos-á" se batermos: "Abrir-se-nos-á".
Sempre que temos uma oração respondida sentimos a alegria que rapidamente invade nosso ser, pois que temos uma resposta clara da parte do nosso Deus! Sabemos que o que está faltando é somente uma busca da vontade divina mais insistente. É sabermos que se pedirmos receberemos com certeza, muitas vezes não como imaginamos, mas se formos olhar bem de perto, veremos que o que temos recebido de Deus excede às nossas pretensões, e é também uma questão de bater com insistência que as portas do céu se abrirão para nós como torrentes de águas vivas e revivificantes!
Deus está dizendo para você "Pedí, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e a-brir-se-vos-á" Pedí e Ele dará a salvação. Buscai e Ele mostrará o seu imenso amor por você. Batei e Ele abrirá as portas e janelas do céu para recebê-lo de braços abertos. Deus ama você.
Que Deus a todos abençoe ricamente.
Léo Lima