COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

OLHANDO PARA JESUS

Portanto, nós também, pois estamos rodeados de tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com perseverança a carreira que nos está proposta, fitando os olhos em Jesus, autor e consumador da nossa fé, o qual, pelo gozo que lhe está proposto, suportou a cruz, desprezando a ignomínia, e está assentado à direita do trono de Deus.” (Hebreus 12.1-2).
Testemunha é uma pessoa que presencia ou presenciou algum fato. Dependendo do acontecimento a pessoa que viu pode ser chamada para prestar declarações sobre o ocorrido. Nem sempre é algo que as pessoas gostam de fazer.
A chamada do texto é para que mudemos nosso comportamento, visto que estamos rodeados por olhos que são testemunhas das nossas ações. O conselho é claro e é possível.
O cristão precisa se comportar bem mesmo que não existam observadores. Temos testemunho de pessoas que a Bíblia narra que nos deixaram muitos exemplos.
O convite é para deixarmos tudo que nos afasta do Senhor e impede nossa comunhão com o Pai. Jesus deve ser nosso maior exemplo. Olhemos para o Mestre e sigamos seu exemplo.

Léo Lima

terça-feira, 30 de agosto de 2016

CUIDADO ESPECIAL

E a sua alma será como um jardim regado”. (Jeremias 31.12).
Jeremias foi um profeta que anunciou da parte de Deus muitas coisas ruins que aconteceriam com o povo de Israel. Este texto é um lenitivo dentro de tantas catástrofes anunciadas e cumpridas. Neste capítulo está registrada a promessa de uma nova aliança que Deus faria com seu povo. Ele condicionava a necessidade de obediência e não de rebeldia.
Mas o texto em destaque nos leva a pensar no carinho que Deus prometia ao comparar a nossa alma com um jardim. Quando temos um jardim especial procuramos de várias formas cuidarmos dele para que suas flores sejam lindas e uma das maneiras é regar. Ao molhar as nossas plantas o fazemos com cuidado. Deus promete regar nossa alma e isto com seu amor e a água da vida. Que cuidado!
Procuremos fazer com que sejamos regados por nosso Deus. A obediência continua a ser uma condição especial.

Léo Lima

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

FILHOS POR ADOÇÃO

A Palavra estava no mundo, e por meio dela Deus fez o mundo, mas o mundo não a conheceu. Aquele que é a Palavra veio para o seu próprio país, mas o seu povo não o recebeu. Porém alguns creram nele e o receberam, e a estes ele deu o direito de se tornarem filhos de Deus. Eles não se tornaram filhos de Deus pelos meios naturais, isto é, não nasceram como nascem os filhos de um pai humano; o próprio Deus é quem foi o Pai deles”. (João 1.10-13).
O evangelho de João mostra o amor em sua essência. Jesus o Verbo de Deus foi rejeitado por seu próprio povo. Entretanto alguns acreditaram nele e é por esta razão que estas palavras foram escritas. João escreveu na sua carta: ‘Vejam como é grande o amor do Pai por nós! O seu amor é tão grande, que somos chamados de filhos de Deus e somos, de fato, seus filhos. É por isso que o mundo não nos conhece, pois não conheceu a Deus’. (I João 3.1).
Sim, tudo aconteceu por amor. Deus mostra o seu amor em cada situação que vivemos. Ao nos tornarmos seus filhos temos a paz que Jesus nos deixou. Ser filho de Deus é um grande privilégio! Deus é o mais perfeito pai que existe. Ele ama e preocupa-se com seus filhos.
Portanto, você já se considera um filho de Deus por adoção? Jesus Cristo está pronto para receber a todo aquele que O busca. Jesus mesmo disse: ‘Porque todos aqueles que pedem recebem; aqueles que procuram acham; e a porta será aberta para quem bate’. (Mateus 7.8). Então é preciso dar o primeiro passo: ‘Procurar o Senhor Jesus’.

Léo Lima

domingo, 28 de agosto de 2016

CONHECIMENTO DIVINO

“Senhor, eu quero ser feliz, pois busco não caminhar junto com aqueles que estão distantes do Senhor e querem dar conselhos que não edificam. Procuro me afastar e não me deter nos caminhos que eles percorrem, não desejo me assentar na roda daqueles que brincam com o Teu nome e que zombam das coisas que criastes.
O meu desejo maior é estar diante da Tua Palavra e refletir nela noite e dia. Ela é como o maná que o faminto encontra. Ela sacia o meu espírito e revigora a minha alma. Eu aprendo com a Tua Palavra. A minha aspiração é ser como a árvore que foi plantada perto da água corrente. Água da vida que Jesus oferece. As folhas delas não caem, mas permanecem verdinhas. Como estas árvores que dão seu fruto na época certa, é assim que desejo ser. Pois só assim serei edificada a cada momento e tudo que eu fizer vai prosperar. Esta promessa é Tua. Meu anelo é este! Serei motivada e feliz pelo Teu amor.
As pessoas distantes de Ti não tem esse prazer, pois são como resíduo de cereais debulhados que ficam na eira e que o vento leva para longe... Mas eles não vão sobreviver ao julgamento divino, e não conseguirão permanecer junto aos seus escolhidos.
Senhor, Tu conheces cada passo que um filho Teu percorre. Cercas de venturas os teus servos, mas os que não têm fé ou mesmo desprezam a Ti, perecerão. Ou não permanecerão de pé e não resistirão ao juízo de Deus.” (Salmo 1).

Léo Lima

sábado, 27 de agosto de 2016

BUSQUE A DEUS AGORA

Que o nome de Deus seja louvado para sempre, pois dele são a sabedoria e o poder”! (Daniel 2.20).
Daniel encontrava-se em uma situação difícil, pois a vida dele e de seus amigos, até dos Babilônios, dependia dele, e em como iria revelar o mistério do sonho do rei e pediu para seus amigos Ananias, Misael e Azarias que orassem com ele para que o Deus dos céus tivesse misericórdia e revelasse o enigma para Daniel.
E Deus atendeu ao profeta. Durante a noite, o mistério foi revelado a Daniel através de uma visão. Ao que, Daniel feliz se expressou bendizendo o Deus dos céus.
Bendito seja o nome de Deus! Daniel estava feliz ante a magnificência de Deus. Ele exaltava o nome do Senhor de eternidade a eternidade! Daniel ainda disse: ‘Porque a ele pertencem a sabedoria e o poder’.
Deus, com seu poder ilimitado e sua sabedoria que não se pode medir, deixa-nos enlevados. Sabemos que para termos sabedoria, somente precisamos pedir ao Senhor que nos dará com fartura. Esta é uma verdade. É preciso pedir a Deus que Ele concede o que deseja o nosso coração como fez com Daniel. É necessário, para sermos atendidos, que tenhamos o coração cheio de louvor e adoração ao nosso Deus.
Você acredita que, se buscar a Deus, Ele atenderá o que deseja o seu coração? Daniel orou e Deus revelou o grande mistério que o afligia. Para você obter o que deseja o seu coração é preciso desejar e buscar a face do Senhor em oração. Ele está pronto a atender o seu desejo e a dar-lhe a vida eterna por Cristo Jesus. Busque a Deus agora e glorifique o Seu nome!

Léo Lima

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

AMOR QUE AMANA

Quem ama não fica alegre quando alguém faz a coisa errada, mas se alegra quando alguém faz o que é certo.” (I Coríntios 13.6).
Amar é a melhor coisa que existe para um coração saudável. O apóstolo Paulo exalta o amor e neste ponto ele destaca que amar não é ficar contente com coisas ruins que acontecem com as pessoas, muitos pelo contrário, a pessoa deve se alegrar quando o próximo faz as coisas certas.
Quando as coisas vão bem o resultado deve conter alegria a reinar nos nossos corações. Como Jesus disse que devemos nos alegrar com os que se alegram e chorar com os que choram. Esse compartilhar deve ser uma realidade na vida de quem ama.
Amor de mãe é mais ou menos isso: quando o filho tem problemas ela sofre junto, mas quando o filho tem vitórias ela se rejubila com ele. Creio que o amor que Deus exemplificou que poderia chegar perto do que Ele sentia por nós é o amor materno – sem pretensões, sem esperar nada em troca – amor que não espera retorno a não ser o próprio amor.
Foi assim o amor que Jesus revelou: amor sem esperar recompensa. Ele deseja que a nossa fé e amor sejam voltados para Ele. Que creiamos no seu amor inigualável!

Léo Lima

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

RESPONSABILIDADE INDIVIDUAL

Houve um homem chamado João, que foi enviado por Deus para falar a respeito da luz. Ele veio para que por meio dele todos pudessem ouvir a mensagem e crer nela. João não era a luz, mas veio para falar a respeito da luz, a luz verdadeira que veio ao mundo e ilumina todas as pessoas”. (João 1.6-9).
Ele teve uma pessoa que preparou as pessoas para receber a mensagem sobre a sua breve chegada. Jesus Cristo, a Luz do mundo teve o que as escrituras previram: ‘Você, mensageiro de boas notícias para Jerusalém, suba um alto monte; você, mensageiro de boas notícias para Sião, entregue a sua mensagem em voz alta. Fale sem medo com as cidades de Judá e anuncie bem alto: - O seu Deus está chegando’! (Isaías 40.9).
Os quatro Evangelhos falam sobre este anúncio: ‘Naquele tempo João Batista foi para o deserto da Judéia e começou a pregar, dizendo: – Arrependam-se dos seus pecados porque o Reino do Céu está perto! A respeito de João, o profeta Isaías tinha escrito o seguinte: - Alguém está gritando no deserto: Preparem o caminho para o Senhor passar! Abram estradas retas para ele’! (Mateus 3.1-3; Marcos 1.1-8; Lucas 3.1-9,15-17; João 1.19-28).
Jesus veio e cumpriu sua missão. Ele é a Luz do Mundo! A responsabilidade de anunciar hoje é de cada um que O conhece. O que estamos fazendo para abreviar a segunda vinda do Senhor?

Léo Lima

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

LUZ DA VIDA

Antes de ser criado o mundo, aquele que é a Palavra já existia. Ele estava com Deus e era Deus. Desde o princípio, a Palavra estava com Deus. Por meio da Palavra, Deus fez todas as coisas, e nada do que existe foi feito sem ela. A Palavra era a fonte da vida, e essa vida trouxe a luz para todas as pessoas. A luz brilha na escuridão, e a escuridão não conseguiu apagá-la”. (João 1.1-5).
João mostra Jesus como sendo a Palavra que já existia antes de o mundo ser criado. Aponta, também, que Ele estava com Deus e era Deus. Jesus Criador estava desde o princípio com Deus. Foi através da Palavra que Deus fez todas as coisas. ‘Então Deus disse: – Que haja luz! E a luz começou a existir’. (Gênesis 1.3). Foi desta forma que o Senhor criou todas as coisas.
Jesus a luz do mundo esteve desde o princípio fazendo a vontade do Pai. Ele a fonte da vida eterna trouxe a luz a todas as pessoas que o buscam. A luz brilha na escuridão e não há trevas para os que O seguem. Jesus a luz do mundo.
Jesus então disse: ‘De novo Jesus começou a falar com eles e disse: – Eu sou a luz do mundo; quem me segue nunca andará na escuridão, mas terá a luz da vida’. (João 8.12). Esta luz está disponível a todo aquele que deseja a salvação através de Jesus Cristo. Jesus oferece a luz da vida eterna.

Léo Lima

terça-feira, 23 de agosto de 2016

FORÇA NO SENHOR

E ele me disse: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. Por isso, de boa vontade antes me gloriarei nas minhas fraquezas, a fim de que repouse sobre mim o poder de Cristo.” (II Coríntios 12.9).
Dias acontecem em que percebemos que nos faltam as forças. São dias difíceis que não conseguimos sequer refletir direito. O apóstolo Paulo viveu momentos assim e o texto mostra que ele encontrou uma solução.
Deus disse a ele que lhe bastava a graça vinda dele para que ele se sentisse melhor. ‘A minha graça te basta’. É claro que se pensarmos que o Senhor nos dá a graça e nos molda com seu amor nos sentiremos fortes.
Paulo mesmo disse em seguida: ‘Eu me alegro também com as fraquezas, os insultos, os sofrimentos, as perseguições e as dificuldades pelos quais passo por causa de Cristo. Porque, quando perco toda a minha força, então tenho a força de Cristo em mim’. (v. 10). Sim, é a força do Senhor em nós que nos impulsiona a seguirmos firmes e vitoriosos.

Léo Lima

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

PROVAI AGORA

Provai, e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que nele confia”. (Salmos 34.8).
Compartilho uma experiência que vivi há muitos anos. ‘Estava angustiada sem saber o que fazer. Fui até a Palavra de Deus e busquei nela a mensagem que Ele tinha para a minha vida naquele momento. Logo me extasiei, pois Ele me disse que se minha fé fosse como um grão de mostarda, eu diria ao monte para se afastar, e ele se afastaria! Parei! Pensei. Pedi! ‘Senhor, o Senhor sabe que preciso de um computador para o meu trabalho. Por favor, dê-me’! Eu possuía uma pequena quantia em dinheiro. E hoje, após vários caminhos, vejo diante de mim um aparelho novo! Tudo que se pode desejar! O meu coração transborda de alegria e de gratidão. Para a minha ínfima fé, o Senhor realizou o meu sonho! O texto diz: provai e vede!’ Eu vivi esta maravilha!
Colocar o Senhor à prova é assustador, mas o resultado de uma partícula de fé é mais assustador ainda. É maravilhoso! Você poderá ver coisas que nunca imaginou. Verá como uma luz muito forte a iluminar as bênçãos que você já tem recebido. Ele derrama bênçãos infinitas a todo o que tem fé.
Provai, e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que nele confia’. Eu não sei como está a sua fé. Mas uma coisa posso afirmar: - se a sua fé for ao menos do tamanho de um grão de mostarda, muito pequena, você verá coisas nunca vistas. Deus fará que em sua vida aconteçam coisas maravilhosas, nunca imaginadas. Você será feliz ao constatar que as maravilhas de Deus são insondáveis, pois estará depositando sua fé em Deus e no Seu imenso poder redentor.
Jesus operou o maior milagre: a Salvação de todo o que tem fé e acredita que Cristo opera maravilhas. A salvação. A vida eterna que ele dá a todo o que crê.
Você confia que Jesus Cristo pode modificar a sua vida? Você acredita que poderá ser feliz ao crer no amor de Cristo? Ele está esperando que você faça a prova. O Senhor é bom e infinita é a sua misericórdia.

Léo Lima

domingo, 21 de agosto de 2016

HERANÇA IMPERECÍVEL

Tão somente o Senhor tomou prazer em teus pais para os amar; e a vós, semente deles, escolheu depois deles, de todos os povos, como neste dia se vê”. (Deuteronômio 10.15).
Um legado, uma herança muitas vezes traz discórdia para os herdeiros. Vemos, muitas vezes, determinada família que sempre viveu unida, quando morre alguém que deixa algo para ser dividido, logo não conhecemos mais estas pessoas, pois elas agem de maneira muito diferente do que até então haviam feito.
A herança do povo de Israel deve-se ao fato de que Deus prometera a Abraão que faria a partir dele uma grande nação. Grande em todos os aspectos. Agora, depois de muita rebeldia e desobediência, varias gerações depois de Abraão, este povo estava enfim caminhando rumo à promessa. Uma terra que ‘mana leite e mel’. Para que tal fato se desse foi necessário que eles permanecessem nos caminhos do Senhor, então eles iriam usufruir deste legado tão especial. Estavam aproximando-se da vida cheia das bênçãos de Deus. Poderiam agora usufruir totalmente do amor divino. Este é um amor paternal demonstrado materialmente.
Hoje, após conhecer esta história que tantas vezes foi rebelde, mas que desfrutou abundantemente das misericórdias do Pai celeste vemos que o ponto culminante desta promessa é o prêmio que recebemos através do milagre da cruz. A salvação por Jesus Cristo que nasceu desta descendência. Esta herança jamais poderíamos comprar. Ela chegou até nós mediante o imenso amor de Deus para com todos os homens e usufruem dele todos os que depositarem nele sua fé.
A nossa herança não será só um pedaço de terra que mana leite e mel, mas uma parte no reino celestial que será para a glória de Deus Pai e seu Filho Jesus Cristo.
Deus, quando enviou Jesus, demonstrou a maior prova de amor que jamais se ouviu contar.

Léo Lima

sábado, 20 de agosto de 2016

OBSERVANDO A PALAVRA

Mas quem examina bem a lei perfeita que dá liberdade às pessoas e continua firme nela não é somente ouvinte, mas praticante do que essa lei manda. E Deus abençoará tudo que essa pessoa fizer”. (Tiago 1.25).
As pessoas costumam esquecer a rapidez com que você executa uma tarefa, mas nunca se esquecem da perfeição da mesma’. Howard Newton escreveu estas palavras. Todas as coisas que são praticadas com esmero e perfeição agradam a todos. Se podemos contemplar uma pintura que transmite  uma mensagem, logo pensamos que o autor se esmerou naquela obra. Mas, se formos acompanhar este mesmo artista durante aquele  trabalho, poderemos ver que é feito com perseverança.
O texto diz que é preciso muito esmero e perseverança ao examinar e praticar a lei de Deus, pois ela é perfeita. Ela dá liberdade e muitas bênçãos. Diz a palavra de Deus que todo aquele que pratica esta lei é feliz, é sábio. 
Para que se consiga realizações com vitória é preciso estar andando de acordo com as leis divinas. Praticar aquilo que agrada a Deus é realizar todas as coisas com esmero e perseverança; com amor; é ajudar àqueles que precisam de nosso auxílio. É necessário ser paciente com todos. 
É de suma importância que sua vida esteja nos caminhos do Senhor, procurando praticar a vontade de Deus com objetivo de aperfeiçoar a cada dia as suas atitudes para com aqueles que te cercam. Leia e observe as Escrituras, pois elas refletem a vontade de Deus para o ser humano.

Léo Lima

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

O TEMPO É AGORA

Filho, há mais uma coisa que eu quero dizer: os livros sempre continuarão a ser escritos; estudar demais cansa a mente. De tudo o que foi dito, a conclusão é esta: tema a Deus e obedeça aos seus mandamentos porque foi para isso que fomos criados. Nós teremos de prestar contas a Deus de tudo o que fizermos e até daquilo que fizermos em segredo, seja o bem ou o mal”. (Eclesiastes 12.12-14).
Foram muitos os conselhos que o sábio fez. Estes últimos são o segredo para uma vida de retidão, ‘tema a Deus e obedeça aos seus mandamentos porque foi para isso que fomos criados’. Deus criou tudo que existe e ficou satisfeito com a sua criação. Somente o ser humano, que foi moldado com carinho e se semelhava ao criador, foi o que buscou procurou viver por conta própria.
A recomendação do temor a Deus foi deixada de lado em diversas ocasiões. A recomendação de respeitar ao Senhor e obedecer aos mandamentos que conduzem a uma vida harmoniosa também foi inúmeras vezes perdida.
Entretanto, a última consideração do sábio é: ‘Nós teremos de prestar contas a Deus de tudo o que fizermos e até daquilo que fizermos em segredo, seja o bem ou o mal’. Eis o grande desafio que teremos que enfrentar. Pedro fez referência a isto: ‘Porém eles vão ter de prestar contas a Deus, que está pronto para julgar os vivos e os mortos’. (I Pedro 4.5).
Como estamos vivendo se sabemos que vamos prestar contas ao Senhor? Estamos reverenciando ao Senhor, nosso Criador e remidor? Eis que o tempo de pensarmos e agirmos é agora.

Léo Lima

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

COMPARTILHANDO A PALAVRA

O Sábio, usando o seu conhecimento, continuou a ensinar ao povo o que sabia. Ele estudou, examinou e pôs em ordem muitos provérbios. Procurou usar palavras agradáveis, e tudo o que escreveu é verdade. As palavras dos sábios são como pregos bem pregados; são como as varas pontudas que os pastores usam para guiar as ovelhas. Essas palavras foram dadas por Deus, o único Pastor de todos nós”. (Eclesiastes 12.9-11).
O pastor de ovelhas procura guiar seu rebanho e cuida de forma a que nenhuma das suas ovelhas se perca. Salomão usa suas palavras para lembrar que suas palavras escritas são fiéis e foram dadas por Deus que é o único pastor de todos.
As palavras são fortes e buscam orientar a que sigamos os ensinamentos do Senhor. Jesus mesmo ensinou e orientou seus seguidores de como deveriam fazer: ‘Ora, tendo acabado Jesus de dar estas instruções a seus doze discípulos, partiu dali a ensinar e a pregar nas cidades deles’. (Mateus 11.1).
É nossa missão ensinar tudo que aprendemos com o Senhor. Depois da morte e ressurreição de Jesus seus seguidores foram perseguidos, mas nada do que sofriam fez com que se calassem. ‘E todos os dias, no templo e de casa em casa, não cessavam de ensinar e de pregar Jesus, o Cristo’. (Atos 5.42). Eles cumpriam o Ide de Jesus, e nós?

Léo Lima

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

UNIDOS PELO AMOR

Nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor”. (Romanos 8.39).
A separação é um acontecimento que provoca tristeza. Quando precisamos nos separar de alguém a quem queremos bem sentimos uma dor aguda que penetra o nosso interior. Somos tão limitados em nossos pensamentos e sentimentos que se torna difícil compreender a grandiosidade do amor que Deus tem por nós e que nos aproxima e nos une a Ele por Jesus Cristo.
E é por este motivo que o apóstolo Paulo expressa que nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor que Deus tem por nós. São coisas que podemos ver como altas e profundas. Desta forma podemos entender parcialmente este amor, apesar de muitas vezes olharmos para o alto e nos depararmos com o infinito que nos limita ao nosso limite.
Unidos, Deus e o homem, a harmonia habita neste espaço destinado ao seu viver. O nosso interior. Tentar imaginar a distância entre eu e o infinito é o princípio do distanciamento da presença de Deus. Não existe tempo ou espaço que possam atrapalhar o vínculo da perfeita comunhão que é o amor de Cristo Jesus, nosso Senhor em nós.
Portanto, ‘nem o mundo lá de cima, nem o mundo lá de baixo. Em todo o Universo não há nada que possa nos separar do amor de Deus, que é nosso por meio de Cristo Jesus, o nosso Senhor’, vai alterar a harmonia com Deus quando estamos firmados Nele.
Que este amor nos una para que possamos exclamar como Paulo: ‘Logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim’. (Gálatas 2.20). O amor de Deus em nós poderá nos fazer um em Cristo Jesus.

Léo Lima

terça-feira, 16 de agosto de 2016

COMPARTILHE ENQUANTO É TEMPO

Lembre do seu Criador enquanto você ainda é jovem, antes que venham os dias maus e cheguem os anos em que você dirá: “Não tenho mais prazer na vida.” Lembre dele antes que chegue o tempo em que você achará que a luz do sol, da lua e das estrelas perdeu o seu brilho e que as nuvens de chuva nunca vão embora. Então os seus braços, que sempre o defenderam, começarão a tremer, e as suas pernas, que agora são fortes, ficarão fracas. Os seus dentes cairão, e sobrarão tão poucos, que você não conseguirá mastigar a sua comida. A sua vista ficará tão fraca, que você não poderá mais ver as coisas claramente. Você ficará surdo e não poderá ouvir o barulho da rua. Você quase não conseguirá ouvir o moinho moendo ou a música tocando. E levantará cedo, quando os passarinhos começam a cantar. Então você terá medo de lugares altos, e até caminhar será perigoso. Os seus cabelos ficarão brancos, e você perderá o gosto pelas coisas. Nós estaremos caminhando para o nosso último descanso; e, quando isso acontecer, haverá gente chorando por nossa causa nas ruas. A vida vai se acabar como uma lamparina de ouro cai e quebra, quando a sua corrente de prata se arrebenta, ou como um pote de barro se despedaça quando a corda do poço se parte. Então o nosso corpo voltará para o pó da terra, de onde veio, e o nosso espírito voltará para Deus, que o deu”. (Eclesiastes 12.1-7).
O texto acima é uma descrição de uma pessoa e seu envelhecimento. ‘Lembre dele antes que sua visão ficará opaca, suas mãos começarem a tremer, sua audição será fraca e seus cabelos ficarão brancos’. Depois destas coisas a morte se aproximará com rapidez.
Entretanto, a Palavra de Deus mostra que até mesmo com a idade tão avançada a proteção divina é real. ‘E, quando ficarem velhos, eu serei o mesmo Deus; cuidarei de vocês quando tiverem cabelos brancos. Eu os criei e os carregarei; eu os ajudarei e salvarei’. (Isaías 46.4).
Já ouvi pessoas idosas que se converteram com a idade avançada e disseram: ‘como seria bom se eu fosse jovem e pudesse fazer muito para o Senhor’. O salmista disse: ‘Agora que estou velho, e os meus cabelos ficaram brancos, não me abandones, ó Deus! Fica comigo enquanto anuncio o teu poder e a tua força a este povo e aos seus descendentes’. (Salmo 71.18).

Léo Lima

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

O FUNDAMENTO DA FELICIDADE

Hoje compartilho novamente, com muito amor, uma mensagem escrita por meu saudoso pai em que ele discorre com muita sabedoria sobre a felicidade baseada em Eclesiastes capítulo doze versículo um.
O Fundamento da Felicidade
Todos procuram a felicidade, porém muitos não a encontram. O sucesso não pode se tornar a realidade enquanto a pessoa excluir Deus de sua existência.
O homem é constituído de tal forma que necessita inquestionavelmente a mão do Criador. Deus criou o homem para Ele mesmo e nada deste mundo pode satisfazê-lo a não ser Deus. A Bíblia diz: "O ímpio será lançado no inferno e todas as nações que se esquecem de Deus".
O capítulo 12 de Eclesiastes é a conclusão de uma longa batalha em busca da felicidade. O rei Salomão com sua notável personalidade procura por todos os meios o verdadeiro significado da vida. Queria ser feliz, e  bateu em muitas portas. Eu creio que ele era honesto. Mas Salomão descobriu que muito do que ele queria conflitava com os direitos do próximo e com a vontade de Deus. Ela pode enfrentar todas as adversidades ou vitória com a maior tranquilidade. Davi nunca estava feliz enquanto estava em pecado; por isso clamava: "Torna a dar-me a alegria da tua salvação e sustem-me com um espírito voluntário". Quando o homem de Deus se arrepende e esquece o seu pecado a paz do céu que excede todo entendimento torna-se uma realidade no seu coração.
O livro de Eclesiastes revela que Salomão procurou a felicidade em coisas materiais. Ele falhou repetidas vezes até que a  encontrou em Deus. E Salomão achou a felicidade em Deus, não porque o Senhor lhe deu coisas, mas porque consertou o seu coração. Paulo declarou: "Aprendi a contentar-me com o que tenho."  Na luta pela vida Salomão descobriu que o verdadeiro significado da existência é lembrar-se de Deus, nos dias da mocidade. Não devemos esperar até tremerem os guardas, as mãos; para o ruído da moedura, os dentes; e se escurecerem os que olham pela janela, os olhos. Não é justo darmos o melhor da nossa vida para os desejos da carne e apenas a sobra para Deus. Salomão tentou a felicidade através da luxúria. Pensou que adquirindo coisas materiais poderia encher o vazio de sua vida. Assim se entregou de corpo e alma a adquirir, comprar e possuir o mundo material. Sua riqueza tornou-se notória em todo o Oriente.
A rainha de Sabá veio de longe conferir se os seus tesouros correspondiam à sua fama espalhada em toda a terra. Ela pensava que as notícias eram exageradas a seu respeito. Mas, quando chegou e viu a glória do seu reino ficou maravilhada e exclamou: metade nunca se contou! Não há nada errado em ser rico e em possuir muitos bens. É pecado quando adquirimos as coisas materiais ilicitamente ou quando as usamos como substitutas de Deus. O dinheiro nunca pode substituir as coisas eternas. Nos primeiros capítulos de Eclesiastes Salomão descobriu que é possível ter muito no bolso e nada no coração.
Jesus falou muito sobre o dinheiro. No Sermão do Monte ele ensinou: "Não ajunteis tesouros na terra onde a traça e a ferrugem tudo consomem e onde os ladrões minam e roubam; mas ajuntai tesouros nos céus, onde nem a traça nem a ferrugem consomem e onde os ladrões não minam nem roubam." Salomão descobriu que embora fosse o homem mais rico da terra, a sua alma estava indo à falência...
Jesus diz: "Nem só do pão vive o homem." Muitos de nós temos caído na tentação de transformar as pedras em pães ao invés de obedecer a voz de Deus: "Buscai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça e todas as outras coisas (necessidades materiais) vos serão acrescentadas".
A Bíblia conta a história de um jovem simpático, de personalidade atraente, notável nas suas maneiras e moral que guardava os 10 mandamentos desde a sua mocidade mas tinha um problema. Jesus disse: "Falta-te uma coisa"; ele amava o dinheiro mais que a Deus e a Bíblia termina a sua biografia: "retirou-se triste." Quantos dos meus leitores têm tudo mas vivem tristes; porque se aquele moço tivesse aceito a Cristo poderia ter sido um apóstolo, um escritor do Novo Testamento.
Em segundo lugar Salomão experimentou a cultura. Quando descobriu que a riqueza não lhe dava a paz para a mente nem satisfação para o coração, ele então partiu para a educação. Tornou-se um notável estudante. Escreveu o livro de Provérbios. Lendo este livro percebemos a profundidade de sua mente. Salomão se tornou filósofo, cientista e biólogo. Escreveu o livro de Eclesiastes, um compêndio de filosofia. Isto lhe daria uma tese de doutorado. Escreveu o livro "Cantares de Salomão" um dos mais lindos romances da literatura humana. Outra vez Salomão descobriu que a cultura dá poder, mas não traz paz do coração. Ainda não era feliz. Ouçamos o seu clamor: "Apliquei o meu coração a conhecer a sabedoria e a conhecer os desvarios e as loucuras e vim a saber que também isso era aflição de espírito". (Ec. 1.17). Mas porque isto? - Conhecimento nunca é um fim em si mesmo, mas um meio para chegar a um fim. Salomão descobriu que quanto mais o homem aprende mais descobre o quão pouco sabe. Quando achamos um homem que diz que sabe tudo, logo sabemos que ele nada sabe. O homem que sabe, sabe que não sabe. Muitos porque sabem um pouco se acham no direito de negar as verdades espirituais.
O maior de todos os conhecimentos é conhecer a Deus. "O temor do Senhor é o princípio da sabedoria". A mente nunca pode resolver os problemas do coração. Não quero dizer com isto que ignorância é uma virtude. O que Salomão descobriu é que poderia encher o seu bolso com dinheiro, a sua cabeça com ciência e ainda continuar com o coração vazio e infeliz.
Salomão fez então uma terceira tentativa para achar a felicidade: a bebida. Vejamos a sua declaração: "Busquei no meu coração que me daria ao vinho."(Ec. 2.3) Ele pensou que na bebida poderia afogar as suas dúvidas e problemas. Sendo um homem rico, comprou as bebidas mais caras da terra. Mas ele descobriu que o vinho é enganador; a bebida é amaldiçoada; o álcool nunca traz felicidade permanente. O licor e vinho destroem o cérebro, o corpo, a alma, a saúde e a própria vida. Salomão aconselha: "Não olhes para o vinho quando se mostra vermelho, quando resplandece no copo e se escoa suavemente. No seu  fim morderá como a cobra e como o basilisco picará." A Bíblia diz: "Não vos embriagueis com vinho em que há contenda; mas enchei-vos do Espírito Santo."
Não encontrando a felicidade nos bens materiais, nem na ciência, nem na bebida, o rei Salomão tentou o sexo. Teve 700 esposas e 300 concubinas e o rei amou muitas mulheres estranhas e isso além da filha de Faraó. Moabitas, amonitas, edoméias, sidônias e etéias, das nações que o Senhor tinha dito aos filhos de Israel: "Não entrareis a elas e elas não entrarão a vós. Desta maneira perverterão o vosso coração para seguirdes os seus deuses. A estas se uniu Salomão com amor." (I Reis 11.1-2). Se alguém estava com inveja de Salomão porque tinha 700 esposas, lembre-se que ele tinha também 700 sogras. Não sei como ele se lembrava do dia do aniversário de todas elas. Muitos maridos esquecem-se do aniversário da única esposa.
Estamos vivendo dias de imoralidade. Necessitamos de um avivamento da pureza moral. Uma nação, cresce ou morre, dependendo da pureza moral de seus filhos. A impureza moral é inimiga do lar. No Jardim do Édem Deus estabeleceu o padrão para a expressão do sexo quando deu a Adão uma Eva e para Eva um Adão. Todas as vezes que o homem ou a mulher altera esta lei traz desespero e remorso para si mesmos. A pessoa é infeliz quando viola a lei de Deus. Um casal cometeu suicídio deixaram uma nota que dizia assim: "Fred e eu costumávamos rir do código moral como se fossem leis criadas pelo homem para amedrontar-nos. Mas descobrimos por nossa própria experiência que o salário do pecado é a morte. Pior do que a morte é o inferno na terra."
Salomão escreveu: "e eu achei uma coisa mais amarga do que a morte. A mulher cujo coração são redes e laços e cujas mãos são adúlteras. Quando for bem diante de Deus escapará dela; mas o pecador virá a ser preso por ela." (Ec. 7.26).
Mas nunca é tarde para voltar-se para Deus. No capítulo 8 do Evangelho de João vemos que uma mulher adúltera foi trazida à presença de Jesus e foi perdoada e salva pela sua graça. Você pode reencontrar-se com Deus.
Finalmente Salomão experimentou a Deus. As soluções do diabo para os nossos problemas nunca solucionam nada, pelo contrário: nos embaraçam e nos fazem mais escravos dele.
Meu dileto leitor: Deus o fez para melhores coisas. Alguém compara o homem à baleia, semelhante ao peixe ela vive no oceano, no fundo dos mares, mas precisa de vez em quando subir à flor da água para respirar o puro oxigênio. Assim também nós vivemos no mundo animal. Como os animais nós comemos, andamos, dormimos e precisamos todos nós subir e respirar na presença de Deus. Necessitamos desta comunhão com Ele, ou morreremos. Por isso muitos são como cadáveres ambulantes, já se tornaram mortos, embora vivos. O Senhor é a resposta para os nossos problemas. Ele é capaz de fazer muito mais do que pedimos ou pensamos. Um membro do mundo animal é idêntico ao ser humano? Não. O cachorro nunca poderá ser mais do que um cachorro. Nem um pássaro nunca poderá ser mais do que um pássaro, nem menos. O homem pode ser menos do que um ser humano por viver uma vida de pecado e pode ser mais do que um homem por se tornar um filho de Deus.
Alguém compara o homem a um copo. Aberto em cima para receber as bênçãos de Deus. Mas o homem rebelou-se contra o seu Senhor e pelo seu pecado virou o copo para baixo. Quando se inverte o copo três  coisas acontecem: o copo se esvazia, se torna escuro e não pode ser usado. O homem sem Deus é vazio, está nas trevas e sem utilidade. Só Jesus pode dar significado a sua vida e felicidade ao seu coração.
Aceite Jesus hoje como seu Salvador; pois para onde iremos nós? Só Ele tem as palavras de vida eterna.
Amém.

Pr. Manoel Rodrigues de Lima