COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

sexta-feira, 8 de abril de 2016

QUEM CONTROLA TODAS AS COISAS?

São estas as palavras solenes de Agur, filho de Jaque: “Deus não está comigo, Deus não está comigo. Estou desamparado. Sou mais animal do que gente; não tenho a inteligência que um ser humano deve ter. Nunca aprendi a ser sábio e não conheço o Deus Santo. Quem já sabe tudo a respeito do céu? Quem já pegou o vento com as mãos? Quem já embrulhou água num pano? Quem já marcou os limites da terra? Você sabe quem é ele? E quem é o filho dele”? (Provérbios 30.1-4).
O texto inicial mostra as dúvidas que nasceu em um estudioso, Agur. Ele era professor e nesta porção de Provérbios demonstra sua sabedoria ao elaborar estas questões. Primeiro ele se sentia desamparado. Ele se achou pior que outras pessoas e se declarou sem entendimento da mesma forma que o salmista Asafe disse: ‘Eu não podia compreender, ó Deus; era como um animal, sem entendimento’. (Salmo 73.22).
Ele diz também que não aprendeu a sabedoria, mas não uma sabedoria qualquer e sim a sabedoria que vem de Deus. Ele reconheceu que a sabedoria maior vem do Altíssimo Deus: ‘Para ser sábio, é preciso primeiro temer a Deus, o Senhor. Os tolos desprezam a sabedoria e não querem aprender’. (Provérbios 1.7). Assim o autor mostra seu reconhecimento de que somente em Deus se é sábio.
Agur declara que ele nada sabia a respeito de Deus e ilustra com uma série de declarações que descrevem os mistérios do controle divino sobre a natureza que ninguém pode perscrutar. Só Deus controla os céus. Seguem as questões do texto: ‘Nunca aprendi a ser sábio e não conheço o Deus Santo. Quem já sabe tudo a respeito do céu? Quem já pegou o vento com as mãos? Quem já embrulhou água num pano? Quem já marcou os limites da terra? Você sabe quem é ele? E quem é o filho dele’.
Léo Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário