COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

AMOR ENRAIZADO

A sabedoria pode fazer mais por uma pessoa do que dez prefeitos juntos podem fazer por uma cidade. Não existe no mundo ninguém que faça sempre o que é direito e que nunca erre”. (Eclesiastes 7.19-20).
Diz um ditado que ‘Errar é humano’. Mas quando fomos criados Deus nos fez sem pecado. Jesus em seu ministério mostrou que não somos melhores que os outros, mas que a humildade deve ser uma virtude que devemos cultivar.  ‘Propôs também esta parábola a alguns que confiavam em si mesmos, por se considerarem justos, e desprezavam os outros’. (Lucas 18.9). Na parábola ele menciona duas pessoas que oravam uma se enaltecia e a outra pedia perdão por se considerar pecador.
O amor e a misericórdia devem coexistir em nós. O amor deve ser a tônica dos nossos atos e palavras. Se nós sairmos de nós mesmos e intercedermos por aquelas pessoas que estão distantes do Senhor estaremos fazendo aquilo que Deus deseja que façamos. Somente o amor divino pode fazer com que amemos uns aos outros.
A prática do amor e da misericórdia é o sacrifício que de fato agrada a Deus. Jesus nos convida à prática da perfeição. Entretanto, se não podemos viver sem falhar é preciso tentar. Nós erramos, mas devemos procurar acertar. Não existe nem um só justo, mas é necessário buscar a justiça. Somente a transformação operada por Jesus pode fazer com que nossos atos sejam de amor e de misericórdia.
Léo Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário