COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

sábado, 1 de outubro de 2016

CORAÇÃO ALEGRE

Felizes os que sabem que são espiritualmente pobres, pois o reino do céu é deles”. (Mateus 5.3).
Jesus Cristo, quando falava para o povo que o seguia, alguns por curiosidade, outros por necessidades espirituais, ensinava a todos que o ouviam com ansiedade e respeito. Ele falou então sobre como uma pessoa pode ser feliz. Destacou o que é ser bem-aventurado e mostrou isto de várias formas.
Esta pobreza se deve ao fato de que quem é pobre geralmente busca adquirir mais. Portanto, quem deseja ter sempre mais na vida espiritual é feliz pois que o Espírito Santo está crescendo cada vez mais em sua vida. Todo aquele que busca estar mais cheio do Espírito Santo de Deus é feliz e faz parte do reino dos céus.
Ser pobre espiritualmente, não é, portanto, não ter certos bens e nem ser pouco inteligente. Nada disso. É desejar crescer no Espírito. Andar com Deus. Estar em sinceridade diante de Deus. É ter um coração contrito, amoroso e repleto de paz. Ser sincero diante de Deus para com os homens.
Jesus mostra com estas palavras uma sublime promessa: que é dos humildes, dos pobres, o reino dos céus. Quando uma pessoa se encontra neste estado ela terá o seu coração alegre e desfrutará de felicidade no Senhor. Jesus falou à multidão que O ouvia com muita atenção e continua a falar ao nosso coração hoje!
Que possamos deixar a vaidade que de perto nos envolve, e comecemos a agir com humildade de tal maneira que o reino dos céus seja uma realidade para cada um de nós. Que todas as pessoas que de nós se aproximam sejam abençoados por nossas atitudes, por nossa busca do Espírito e por nosso testemunho, pois, o reino de Deus é para todo aquele que crer no Nome de Jesus Cristo e proclama esta verdade por amor. Sim, dos tais é o reino dos céus.

Léo Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário