COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

ADORAR SEMPRE

Então Jó se levantou e, em sinal de tristeza, rasgou as suas roupas e rapou a cabeça. Depois ajoelhou-se, encostou o rosto no chão e adorou a Deus. Aí disse assim: – Nasci nu, sem nada, e sem nada vou morrer. O Senhor deu, o Senhor tirou; louvado seja o seu nome! Assim, apesar de tudo o que havia acontecido, Jó não pecou, nem pôs a culpa em Deus”. (Jó 1.20-22).
Conhecemos a história de Jó. Antes deste acontecimento ele perdeu tudo que tinha, inclusive seus filhos. As palavras ditas por ele aqui desafiam a cada um de nós. Rasgou suas roupas e rapou sua cabeça para mostrar sua tristeza. Mas a atitude seguinte é a que mais chama a atenção: ‘ajoelhou-se e adorou a Deus’.
As lições preciosas da história deste homem que recebeu de Deus o maior elogio como: ‘Aí o Senhor disse: – Você notou o meu servo Jó? No mundo inteiro não há ninguém tão bom e honesto como ele. Ele me teme e procura não fazer nada que seja errado’. (v. 8). Depois disto como não pensarmos nas atitudes de Jó referente às calamidades que viveu?
Sim. Ele foi aprovado por Deus em todo o seu modo de viver. Viveu uma vida de adoração ao Senhor e não fugiu disto mesmo que sua tragédia fosse cruel. Como enfrento os problemas que chegam a cada dia? Jesus disse: ‘Eu digo isso para que, por estarem unidos comigo, vocês tenham paz. No mundo vocês vão sofrer; mas tenham coragem. Eu venci o mundo’. (João 16.33). Diante destas palavras precisamos nos alegrar sempre no Senhor!

Léo Lima  

Nenhum comentário:

Postar um comentário