COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

DIGNIDADE PELO TRABALHO



O preguiçoso fica em casa e diz: “Se eu sair, o leão me pega.” O preguiçoso vira de um lado para outro na cama. Ele é como uma porta que gira nas dobradiças, mas, de fato, não sai do lugar. Existe gente que tem preguiça até de pôr a comida na própria boca. O preguiçoso acha que ele sozinho sabe mais do que sete homens capazes de dar respostas certas”. (Provérbios 26.13-16).
Então Jesus disse a eles: – O meu Pai trabalha até agora, e eu também trabalho’. (João 5.17). O valor do trabalho não se mede pelo tempo de ocupação que se tem, mas porque ele enobrece o trabalhador. O trabalho enobrece o homem(Max Weber). Sentar e esperar que as coisas caíssem do céu não é a atitude que Jesus viveu.
Paulo recomendou aos cristãos que todos deviam trabalhar: ‘Porque, quando estávamos aí, demos esta regra: “Quem não quer trabalhar que não coma.” Estamos afirmando isso porque ouvimos dizer que há entre vocês algumas pessoas que vivem como os preguiçosos: não fazem nada e se metem na vida dos outros’. (II Tessalonicenses 3.10-11).
 Esta afirmação de Paulo é famosa, pois mostra o valor da instituição do trabalho. Desde o princípio Deus responsabilizou o ser humano de trabalhar a terra foi uma ordem determinante. Do Gênesis ao Apocalipse trabalhar é atitude correta. Lembremos que Jesus disse: ‘Meu Pai trabalha até agora e eu trabalho também’.
Léo Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário