COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

OUVINDO O SENHOR

Que Deus, teu Deus nos indique o caminho que devemos tomar e o que devemos fazer”! (Jeremias 42.3).
A dúvida pode visitar qualquer pessoa em diversas situações. O que fazer quando ela chega? Como acertar quando o maior mal está dentro da gente mesmo? Quando a pessoa não está bem consigo mesma ela vive momentos angustiosos até chegar a definir o que é melhor. E, diante disto, muitos se lembram, só depois de sofrer, que Deus pode mostrar a solução, mostrar o caminho. Foi o que aconteceu no contexto de Jeremias: "Então todos os chefes do exército vieram falar comigo. Disseram o seguinte: - Por favor, Jeremias, atenda o nosso pedido: Ore ao Deus Eterno por nós e por estes que foram deixados nesta terra. Antes nós éramos muitos, mas agora somos poucos, como você está vendo." (Jeremias 42.1a e 2). Será que eles estavam pensando em obedecer às ordens de Deus? Ou será que era somente um subterfúgio para apaziguar seus corações aflitos?
Eles pediram ao profeta que intercedesse por eles para que conhecessem a vontade de Deus para eles. O pedido foi sábio. Entretanto, desde o início, eles estavam agindo de maneira incorreta, visto que, desejavam um adivinho, ou um visionário, e pior, na realidade eles já haviam decidido o que fazer. Ir para o Egito.
Eles estavam na terra prometida e isso deveria bastar para que sentissem ânimo para ali continuar, mas tudo estava errado com eles, não se sentiam bem, e não se sentiriam bem em lugar nenhum por melhores que fossem as condições que encontrassem. O problema era de cunho íntimo. Era a insatisfação entre eles mesmos. Ir para onde?
Era preciso ouvir a voz de Deus. E isto eles não desejavam sinceramente. Deus respondeu: ‘Se vocês quiserem continuar nesta terra, eu edificarei a nação e não a destruirei; plantarei e não arrancarei’. (Jeremias 42.10). Estava aí a razão porque eles não desejavam de fato conhecer a vontade de Deus nem conhecer a direção que Ele lhes daria. O povo desobedeceu e sofreu as consequências, como mostra o restante do texto.
Como falou no passado, hoje Deus nos fala e nos mostra o caminho para onde devemos ir e é necessário que O busquemos com sinceridade de coração. 
Léo Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário