COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

segunda-feira, 23 de maio de 2016

PLANTAR E COLHER



Tudo neste mundo tem o seu tempo; cada coisa tem a sua ocasião. Há tempo de plantar e tempo de arrancar”. (Eclesiastes 3.1-2b).
Desde que Salomão disse que existe um tempo adequado para todos os acontecimentos ele demonstra que existe o tempo de plantar e de arrancar o que se plantou. Isso nos remete aos tempos próprios do preparo da terra e da colheita.
Em tudo existe uma maneira de fazer as coisas. Para que uma colheita seja fértil é necessário todo um preparo da terra. Deus prometeu ao seu povo que na nova terra teriam fartura, mas era preciso trabalhar. ‘As colheitas serão tão grandes, que vocês precisarão jogar fora o trigo velho para terem lugar onde guardar o novo’. (Levítico 26.10).
O povo sofreu de várias formas, pois foi muito desobediente e o salmista muito tempo depois falou: ‘Os que com lágrimas semeiam, com júbilo ceifarão, quem sai andando e chorando enquanto semeia, voltará com júbilo trazendo seus feixes’. (Salmos 126.5,6).
Entretanto, é possível lembrar que para que o reino de Deus cresça é preciso que se plante. Plantar a mensagem da salvação é cumprir o Ide de Jesus. Se nós nos omitirmos da nossa missão Paulo repreende aos incautos: ‘Não se enganem: ninguém zomba de Deus. O que uma pessoa plantar, é isso mesmo que colherá’. (Gálatas 6.7).
Léo Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário