COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

terça-feira, 17 de maio de 2016

O MEU SOCORRO VEM DO SENHOR

Fiz para mim obras magníficas: edifiquei casas, plantei vinhas; fiz hortas e jardins, e plantei neles árvores frutíferas de todas as espécies. Fiz tanques de águas, para deles regar o bosque em que reverdeciam as árvores. Comprei servos e servas, e tive servos nascidos em casa; também tive grandes possessões de gados e de rebanhos, mais do que todos os que houve antes de mim em Jerusalém. Ajuntei também para mim prata e ouro, e tesouros dos reis e das províncias; provi-me de cantores e cantoras, e das delícias dos filhos dos homens, concubinas em grande número. Assim me engrandeci, e me tornei mais rico do que todos os que houve antes de mim em Jerusalém; perseverou também comigo a minha sabedoria. E tudo quanto desejaram os meus olhos não lho neguei, nem privei o meu coração de alegria alguma; pois o meu coração se alegrou por todo o meu trabalho, e isso foi o meu proveito de todo o meu trabalho”. (Eclesiastes 2.4-10).
Salomão nesta porção da Palavra mostra que ele está olhando seus feitos e analisando a brevidade da alegria que eles podem dar. São fatos que na vida cotidiana podem acontecer conosco mesmo e se buscarmos conhecer veremos que coisas feitas por nós não perduram para sempre.
Ele confessou em um salmo que: ‘Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela’. (Salmo 127.1). Com esta confirmação de Salomão podemos ver que nada dura para sempre a não ser a vida espiritual pautada no Senhor.
Assim é possível constatar que se Deus não estiver como fundamento, toda a vida de uma pessoa será sem sentido. Vale recordar o que disse o salmista em momentos de aflição: ‘Elevo os meus olhos para os montes; de onde me vem o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra’. (Salmo 121.1-2).

Léo Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário