COMUNIQUE

Seja Bem vindo! Nossa meta é anunciar Boas Novas! Léo Lima
Precisamos decidir em como ser valiosos, em vez de pensar o quão valiosos somos. Filosofia chinesa

Aflições vindas das Mãos Soberana São bênçãos disfarçadas! (Adam Clarke)

domingo, 18 de junho de 2017

GLORIFICANDO

Ai dos que se levantam cedo para correrem atrás da bebida forte e continuam até a noite, até que o vinho os esquente”. (Isaías 5.11).
A Bíblia mostra que, desde a antiguidade, o vinho era uma bebida usada às refeições. Jesus proveu vinho para uma festa de casamento, e o apóstolo Paulo aconselhou ao jovem Timóteo a usar como remédio ‘de um pouco de vinho por causa do teu estômago e dos teus frequentes casos de doença’. (I Timóteo 5.23). Naquele contexto o uso medicinal do vinho era uma coisa comum.
Mas quando o comparamos com o mundo em que vivemos e o avanço da ciência em que muitos medicamentos, que não causam dependência química, foram criados, é possível afirmar que a nossa realidade é outra.
Embriagar-se com vinho está associado à antiga forma de vida e aos seus iníquos prazeres. Em Cristo desfrutamos de uma alegria superior, mais elevada e mais duradoura, em que nossa possível depressão, monotonia ou tensão mental é sanada.
Portanto, o ai que o profeta Isaías cita é algo muito sério visto que quem assim faz está fugindo da sua realidade no dia a dia. Está comprovado cientificamente que o uso da bebida alcoólica pode ocasionar sérias consequências.
Será possível o crente ser cheio do Espírito Santo e ao mesmo tempo fazer uso de bebida alcoólica?
O Senhor deseja adoradores que o adorem em espírito e em verdade. ‘Portanto, quer comais quer bebais, ou façais, qualquer outra coisa, fazei tudo para glória de Deus’. É justamente este fazer ‘tudo’ para a glória de Deus que o cristão precisa praticar de forma sóbria. Um dos principais fatores para se glorificar a Deus é ter um coração agradecido, em todos os momentos e em todas as situações. Só assim ele pode glorificar a Deus em todas as atitudes e circunstâncias.

Léo Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário